Lancia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A Lancia é uma das mais antigas e famosas fabricantes de automóveis da Itália, fundada em Turin no ano de 1906. É uma das empresas do Grupo FIAT.

A Lancia foi sempre uma empresa inovadora em tecnologia nas décadas seguintes e poucas marcas foram tão importantes tecnologicamente quanto ela. Nem as duas guerras mundiais que se seguiram conseguiram derrubar a Lancia. Com pausas na produção para fabricar equipamentos militares, surgiram sucessos como o Lambda e o Aprilia nos momentos de paz. Depois de 1945, os negócios melhoraram e Juan Manuel Fangio venceu seu quarto título mundial a bordo de um Lancia.

A empresa teve uma presença muito forte também nos campeonatos de Rallye com o Lancia Stratos (que tinha um V6 Ferrari e é considerado até hoje como um dos melhores bólidos já construídos para provas de rallye) e com o Lancia Delta HF Integrale.

O Início[editar | editar código-fonte]

A Lancia foi constituida em 29 de novembro de 1906, sendo sócios Vincenzo Lancia e Claudio Fogolin, cuja participação de cada um era de 50% do capital da empresa.

Primeiro modelo[editar | editar código-fonte]

A produção do primeiro modelo teve início em 1908, ano que este primeiro chassis, denominado 12 HP, foi exposto no VIII Salão do Automóvel de Turim (8 de janeiro a 2 de fevereiro). A denominação de projeto deste modelo era "tipo 51", e em 1919 foi rebatizado de Lancia Alfa. Foi o irmão do construtor, Giovanni (estudioso de línguas clássicas), que sugeriu que fossem utilizadas letras do alfabeto grego para distinguir os diversos modelos.

O 12HP era dotado de um motor de quatro cilindros, com cilindrada de 2545 centímetros cúbicos, que girava a 1800 rotações por minuto (um regime alto para a época), e alcançava velocidade de 90 quilômetros por hora.

Lancia na atualidade[editar | editar código-fonte]

Lancia Thema (2011-presente)

A Lancia sofreu muito com a grave situação financeira pela qual atravessou o Grupo FIAT de 2000 a 2004, sendo a única indústria do grupo que não está totalmente sanada.

Atualmente, o modelo mais refinado da marca é o Thema. Os outros modelos são o Ypsilon (mais de 200 mil unidades vendidas na Itália desde o lançamento em 2003); o compacto Delta (derivado do Fiat Bravo); o descapotável Flavia e o monovolume Voyager.

A Lancia conserva a ambição de querer ser a alternativa italiana à Mercedes-Benz, e à luz do seu prestigioso passado mereceria esforços e investimentos mais consideráveis.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.