Libération

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Libération é um jornal de opinião diário publicado em Paris, França. Fundado em 1973 com apoio de Jean-Paul Sartre, que foi seu primeiro editor, o Libération se posicionou na época de seu lançamento à extrema esquerda. Depois da morte de Sartre e após uma crise que quase o levou ao fechamento, evoluiu para um posicionamento social-democrata. Ainda hoje o Libe (como é chamado amigavelmente por seus leitores) conserva seus princípios libertários.

Depois do "utopismo" do início, o jornal não parou de se profissionalizar, para se tornar, no melhor sentido do termo, uma instituição na França. Criador de um estilo feito de independência, insolência, pesquisas de campo e verdadeira relação de cumplicidade com seus leitores, Libération sempre soube ser o reflexo dos movimentos de sociedade de sua época. Como os franceses gostam muito de rádio e televisão, o estilo visual do jornal trata a informação como um “grande acontecimento”, dando muita importância à maquete, ao aspecto visual do jornal. No restante tem uma prática inversa à da televisão já que tem padrão mais analítico. Com muitas reportagens para expor diferentes pontos de vista e abrir colunas para a expressão direta. O Liberation é o jornal francês com maior investimento na área digital já que seu site é atualizado a cada 30 minutos.

Ícone de esboço Este artigo sobre comunicação é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

site do jornal