Livro de horas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Outubro, iluminura de uma página do livro de horas Les Très Riches Heures du duc de Berry, Musée Condé, Chantilly.

Livro de horas, Livro das horas ou ainda Livro missal é um livro de devoção criado por devotos no final da Idade Média. E geral, continha o calendário das festas e dos santos, as Horas da Virgem, da Cruz, do Espírito Santo e dos mortos (Liturgia das Horas), as orações comuns e os salmos penitenciais. Geralmente eram ricamente ilustrado com iluminuras.[1]

Origem[editar | editar código-fonte]

Esse formato surgiu no século VII quando um dos abades de Carlos Magno, Bento de Aniane, elaborou um complemento ao ofício canônico, a cerimônia preceituada para o culto diário da vida consagrada. O livro englobava o Pequeno Ofício da Abençoada Virgem Maria e continha uma compilação de cerimônias curtas a ser receitadas ao longo do dia em intervalos específicos.[2]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Les très riches heures du duc de Berry, Museu Condé, Chantilly

Referências

  1. QUINSON, Marie-Therese (1999). Dicionário cultural do cristianismo. Edicoes Loyola. p. 184. ISBN 978-85-15-01330-2.
  2. Steven Roger Fischer. História da leitura. Unesp. p. 154. ISBN 978-85-7139-655-5.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.