Manaos Athletic Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manáos
Nome Manaos Athletic Club
Alcunhas Time Inglês, Azuis
Fundação 23 de Junho de 1908
Estádio Bosque Municipal
Capacidade 3.000
Competição Amazonense
Kit left arm blue stripes.png Kit body bluestripes.png Kit right arm blue stripes.png
Kit shorts red stripes.png
Kit socks band blue.png
Uniforme
titular
Kit left arm blueborder.png Kit body thinbluestripes.png Kit right arm blueborder.png
Kit shorts blue stripes.png
Kit socks band blue.png
Uniforme
alternativo
editar

O Manáos Atletic Club foi um clube brasileiro de futebol, hoje extinto, da cidade de Manaus, capital do estado de Amazonas. Formado inteiramente por ingleses. Suas cores eram azul marinho e branco.

História[editar | editar código-fonte]

O Manáos Athletic foi fundado no dia 23 de junho de 1908 por comerciantes, bancários e engenheiros de firmas inglesas espalhadas pela cidade de Manaus que chegaram ao Estado do Amazonas no final do século XX, atraídos principalmente pela grande circulação de capital proporcionado pela exportação da borracha.

Além do futebol, o clube também se dedicava a outros esportes apreciados pela comunidade britânica como tênis e o críquete. Mas foi através do esporte bretão que o tornou conhecido e respeitado, pois o Athletic foi o melhor time de futebol que ouve no Amazonas no inicio do século XX.

A primeira notícia estampada na imprensa local de um jogo da equipe inglesa foi o confronto que o Manáos Athletic realizou, no dia 4 de março de 1909, contra a tripulação do cruzador britânico “PELORUS” que se encontrava atracado no porto de Manaus. A partida realizou-se na Praça Antonio Bittencourt e terminou com uma goleada de 7x0 do “PELORUS” sobre os anglo-manauaras.

O seu campo oficial era o Bosque Municipal, localizado na atual Avenida Constantino Nery. O Athletic era praticamente imbatível, mas vez ou outra um time de manauenses conseguia o feito de derrotar os Ingleses dentro de seu campo o que merecia grande destaque na imprensa local.

Durante sua trajetória, o clube revelou grandes talentos para o futebol amazonense. Entre eles se destacaram os atacantes Bolívar Purcell, Cunningham, Gorvin, Burns e Barton.

No dia 6 de janeiro de 1914 era fundada, na sede social do Manáos Athletic, a Liga Amazonense de Football que logo organizou o 1º campeonato local cujo titulo foi conquistado pelo Athletic, que repetiu o feito no ano seguinte (1915), tornando-se bicampeão amazonense de futebol.Logo depois o clube extinguia seu time de futebol passando a se dedicar a outros esportes como tênis e beisebol. Ainda em 1923 se tem noticias da existência do clube.

Mas, devido à derrocada da borracha, e a crise econômica que isto gerou, muitos ingleses voltaram ao seu lugar de origem, entregando assim todo o patrimônio do antigo Manáos Athletic para as mãos dos amazonenses que assumiram o controle do clube, reformulando e batizando ele com uma nova determinação: Bosque Clube

O Bosque Clube existe até os dias de hoje, com sua sede no mesmo local onde existiu o antigo campo dos ingleses, sendo hoje o último remanescente do tradicional clube britânico.

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

Durante os anos de atividade do time de futebol do Manáos Athletic (1908 a 1915), os ingleses tiveram três grandes rivais em campo: as equipes do Racing, Brasil e Nacional.

Um dos primeiros rivais do Athletic foi o Racing, clube pioneiro do futebol amazonense que foi fundado em 1906 pelo maranhense José Conduru Pacheco. Essa rivalidade teve origem no ano de 1910, quando os times realizaram memoráveis duelos, com destaque na imprensa e a grande presença de público.

Em um dos confrontos realizados no dia 22 de maio do mesmo ano, ocorridos no campo do time manauense (a Praça Floriano Peixoto), os ingleses não se intimidaram e golearam os donos da casa por 7x1, sendo que o principal destaque da partida foi o atacante Bolívar Purcell, que marcou cinco gols contra o time do Racing.

Outro importante rival foi a equipe do Brasil, clube fundado em 1909 pelo jovem Ulysses Reimar. Os dois times vinham se enfrentando desde 1909, mas foi o período de 1912 a 1913, que os confrontos ganharam contornos de uma rivalidade ferrenha. Um dos principais jogos foi realizado no dia 15 de novembro de 1912, quando o Athletic goleou o Brasil por 6x2. Mas, logo depois, no dia 8 de dezembro, os brasileiros davam o troco, goleando os ingleses por 5x1. O último jogo entre ambos, aconteceu no dia 29 de junho de 1913, quando o Athletic novamente ganhou com facilidade do Brasil por 5x0.

Já seu outro e último rival foi o Nacional, fundado em janeiro de 1913 pelo jovem Manoel Fernandes da Silva e pelo professor Coriolano Durand. Os duelos entre os dois times eram bem equilibrados, pois os nacionalinos possuíam bons atletas como Cazuza, Paulo Mello e Cícero Costa, embora os Ingleses possuíssem também seus talentos como a dupla de atacantes Barton e Burns. O ápice desse clássico ocorreu durante o campeonato Amazonense de 1914, quando os dois clubes decidiram o titulo no Bosque Municipal (atual Bosque Clube), saindo vitorioso o Manáos Athletic.

Ainda em 1913 os dirigentes dos principais clubes resolveram formar um selecionado local, composto pelos melhores jogadores manauaras, para enfrentar, numa série de jogos, o Manáos Athletic. Esse selecionado ficou conhecido como “SCRATCH BRASILEIRO”. Em uma disputa em que se procurava avaliar qual era o melhor futebol jogado no norte do Brasil, se o ingles ou Brasileiro, a série de confrontos terminou empatada, pois nos cinco jogos realizados Bosque, o Athletic ganhou dois, empatou um e perdeu outros dois jogos.

Títulos[editar | editar código-fonte]

O Manáos Athletic foi o primeiro campeão da história do futebol Amazonense, levantando o titulo por dois anos consecutivos, 1914 e 1915.

No campeonato de 1914, o clube inglês realizou a partida de abertura, no dia 1º de fevereiro, contra o Nacional, na qual acabaram derrotados pelos manauenses por 2 x 1. Mas, os ingleses acabaram reagindo e, meses depois, disputavam com o próprio Nacional a disputa pelo titulo. O jogo terminou com a vitória do Athletic por 3 x 2 e a conquista da Taça Gordon.

No dia 13 de dezembro de 1914 era realizada, no Bosque Municipal a grande festa de entrega do troféu e medalha aos campeões. Infelizmente, alguns dos jogadores do Athletic não puderam estar presentes devido ao fato dos mesmos terem sido convocados pelo exército britânico para defender, nas trincheiras da Europa, a Inglaterra contra a Alemanha

No campeonato de 1915, o Manáos Athletic voltou com o mesmo time do certame anterior. Mas, para alegria dos ingleses, o seu principal rival na corrida ao titulo, o Nacional, abandonou a competição na metade em protesto contra uma decisão da liga. Dessa maneira, o caminho ficou aberto para os britânicos que, na partida decisiva, derrotaram o Luso por 2x1, superando em número de pontos o Manáos Sporting, que ficou com o vice-campeonato.

Após a conquista do bicampeonato, a diretoria do clube inglês, devido a uma desavença com os dirigentes da liga, resolvem extinguir seu time de futebol.

O ponto negativo da disputa deste titulo, foi o falecimento no meio do torneio, do jogador inglês Burnett,o que causou grande comoção entre seus companheiros de equipe. Devido a esse acontecimento, o campeonato foi paralisado por uma semana em sinal de luto.

A tentativa do retorno[editar | editar código-fonte]

Mas, vez ou outra, os dirigentes do Manáos Athletic voltaram a organizar e colocar em campo (embora poucas vezes) o seu tradicional time. Isto aconteceu em 1917, quando o clube organizou um jogo beneficente entre o Athletic e o Rio Negro, cujo renda seria em beneficio dos soldados ingleses feridos em combate durante o conflito mundial. O jogo terminou comum a goleada dos Rio-Negrinos por 8x1, mostrando que o Manáos Athletic já não era mais o mesmo, pois a maioria de seus melhores craques já tinham partido para a Inglaterra.

Quatro anos depois, em 1921, novamente o Athletic organizava seu time em campo. Realizou alguns amistosos, entre eles um que perdeu por 5x1 para o Nacional, afirmando assim que seus anos de glória já haviam ficado muito para atrás, e que tentar revitalizá-lo seria uma tarefa inútil. Depois disso, nunca mais seus dirigentes se arriscaram em tentar novamente criar uma equipe competitiva.

Jogos em 1910[editar | editar código-fonte]

  • 03/04/1910 AMISTOSO – BRAZIL F.B.C. 3×2 MANÁOS ATHLETIC CLUB
  • 17/04/1910 AMISTOSO – MANÁOS ATHLETIC CLUB 2X1 RACING CLUB AMAZONENSE
  • 08/05/1910 AMISTOSO - RACING X MANÁOS ATLHETIC
  • Cancelado devido à morte do Rei Eduardo VII da Inglaterra. Racing hasteou por três dias em funeral o seu pavilhão
  • 22/05/1910 AMISTOSO – RACING CLUB AMAZONENSE 1X7 MANÁOS ATHLETIC CLUB.[1]

Campanha dos títulos [editar | editar código-fonte]

1914[editar | editar código-fonte]

Manáos Athletic 1 x 2 Nacional (01/02)

Manáos Athletic 3 x 0 Vasco (15/02)

Manáos Athletic 2 x 0 Manáos Sporting (08/03)

Manáos Athletic 8 x 0 Rio Negro (22/03)

Manáos Athletic  5 x 1 Manáos  Sporting (12/04)

Manáos Athletic 10 x 0 Rio Negro (03/05)

Manáos Athletic 3 x 0 Vasco (24/05)

Manáos Athletic 3 x 2 Nacional (14/06)

1915

Manáos Athletic 7 x 0 Rio Negro (03/01)

Manáos Athletic 2 x 2 Nacional (24/01)

Manáos Athletic 1 x 2 Manáos Sporting (24/02)

Manáos Athletic 1 x 0 Vasco (07/03)

Manáos Athletic 5 x 2 Rio Negro (25/04)

Manáos Athletic  2 x 0 Luso (02/05)

Manáos Athletic  1 x 0 Manáos  Sporting (06/06)

Manáos Athletic 2 x 1 Luso (20/06)

  1. Jornal Correio do Norte de 1910

[1]

Formação base do time:[editar | editar código-fonte]

Billet, Hore, Burnett, K[2] etnor, Wright, Thomas,Fenton, Elliot, Forbes, Barton, Baird, Burns, Compton e Yates

Títulos Estaduais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "". Gazeta da Tarde, Jornal do Commercio, O Tempo e Folha do Amazonas.
  2. ANDERSON SILVA (14 de Junho de 2014). Histórias do futebol: 1º título de ingleses no AM faz 100 anos neste sábado (14) Jornal Acritica. Visitado em 27/09/2014.
  3. (January 2011) "". Placar Guia 2011 (1350-C).

[1]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  1. "".