Princesa do Solimões Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Princesa do Solimões
Princesa do Solimões-AM.png
Nome Princesa do Solimões Esporte Clube
Alcunhas Tubarão do Solimões
Tubarão
Mascote Tubarão
Fundação 18 de agosto de 1971 (43 anos)
Estádio Gilbertão
Capacidade 15.000
Localização Manacapuru, AM
Presidente Brasil Holofernes Leite
Treinador Brasil Charles Guerreiro
Patrocinador Prefeitura de Manacapuru, RM Materiais de Construção, TV A Crítica
Material esportivo Brasil Soft Malhas
Competição Amazonas Campeonato Amazonense
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Princesa do Solimões Esporte Clube é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Manacapuru, no estado do Amazonas. Um dos primeiros clubes do interior a disputar o Campeonato Amazonense de futebol, o Princesa é hoje ao lado do Penarol o clube mais tradicional do interior. Já chegou a final do estadual em quatro oportunidades (1995, 1997, 2013 e 2014), sendo vice-campeão em três, e conquistando o estadual em 2013 pela primeira vez ao derrotar o Nacional[1] .

História[editar | editar código-fonte]

Na metade do ano de 1971, o desportista Francisco Bezerra conversando com seu amigo Antônio Ribeiro da Silva ("Coan"), expôs a ideia de fundar uma associação desportiva, um time de futebol para ser mais exato, uma vez que na cidade só havia um clube, o Manacapuru. No dia 18 de agosto do mesmo ano, nascia o Princesa do Solimões Esporte Clube. Os primeiros meses foram difíceis, sendo os uniformes do time, produzidos pelas esposas de Bezerra e Coan, em máquinas de costura domésticas, mas o clube progrediu com a ajuda de Manoel Mendonça e José Costa, que ajudaram o time financeiramente.

Profissionalismo[editar | editar código-fonte]

O clube de Manacapuru entrou para o futebol profissional em 1987, e em poucos anos de profissionalismo disputou a Série B do Campeonato Brasileiro em 1989, sendo o primeiro clube da Região Norte a disputar a Série B do campeonato mais importante do país representando uma cidade do interior.

O primeiro jogo[editar | editar código-fonte]

Equipe Placar Equipe Local
Princesa do Solimões 2 x 3 Rio Negro Gilbertão

Gols: Princesa do Solimões (Paçoca (2)) x Rio Negro (Tonho (2), Rildo (1))

Público Pagante: 2.409/Público Presente: 3.000

Data: 22 de Fevereiro de 1987


Estreia no Estadual - 1987[editar | editar código-fonte]

A estreia do Princesa no estadual, envolveu logo uma prova de fogo, enfrentou nas duas primeiras rodadas os clubes mais temidos do Amazonas, e, acabou perdendo seus primeiros jogos.

Demais jogos da 1º fase do 1º turno.

O campeonato foi dividido em três grupos naquele ano, e o Princesa terminou a primeira fase em 1º lugar, e foi para a decisão triangular com os dois "papões" do futebol amazonense na época (Rio Negro e Nacional).

Triangular decisivo do 1º turno.

Depois da derrota para o "Galo de Manaus", um empate honroso diante do Nacional. O Princesa terminou o triangular da Taça do estado em 3º lugar, logo no ano de sua estreia, o campeão foi o Rio Negro.

2º turno

Apos estes resultados, o Princesa novamente estava no triangular final, desta vez da Taça da Capital, enfrentando novamente os dois gigantes de Manaus, para um clube estreante já era de grande gratificação chegar nas finais dos dois turnos enfrentando os maiores clubes da capital.

Triangular do 2º turno.

O Princesa, não teve força pra desbancar a força e a tradição que Rio Negro e Nacional tinham na época, mesmo assim, sua campanha foi motivo de orgulho.

O Princesa ficou com o terceiro lugar do triangular final da Taça Cidade de Manaus, que foi vencida pelo Nacional. Apesar de ter sido finalista dos dois turnos, o Princesa foi superado pelo Penarol na classificação final, e ficou em 4º lugar geral.

Jogos do Clube na Série B[editar | editar código-fonte]

O Princesa foi o primeiro clube de toda a Região Norte a disputar a segunda divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol a representar uma cidade do interior.

Competições[editar | editar código-fonte]

Em 2014 o clube de Manacapuru será, ao lado do Nacional, um dos representantes do estado do Amazonas, além do Campeonato Amazonense o clube disputa a Copa Verde, Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro Série D.[2]

Copa Verde 2014
Equipe Placar Equipe Local
Princesa 1 x 0 Santos (AP) Gilbertão
Santos (AP) 2 x 2 Princesa Estádio Milton Corrêa
Paysandu 6 x 1 Princesa Estádio Olímpico de Belém
Princesa 1 x 2 Paysandu Gilbertão
Campeonato Amazonense 2014 (Finais) - 1º Turno Taça Estado do Amazonas
Princesa Campeão 1º Turno 2014
Equipe Placar Equipe
Fast Clube 0 x 0 Princesa
Princesa 0 x 0 Fast Clube

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Escudo[editar | editar código-fonte]

O escudo do Princesa é um "P" com uma coroa vermelha.

Mascote[editar | editar código-fonte]

O mascote do Princesa do Solimões é o "Tubarão", e faz o clube ser conhecido como "Tubarão do Solimões".

Uniformes[editar | editar código-fonte]

O principal uniforme do Clube é composto de camisa vermelha, calção branco e meias vermelhas; o segundo uniforme possui as mesmas cores, só que na ordem inversa (camisa branca, calção vermelho e meias brancas).

Elenco[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
1 Brasil Paulo Wanzeler
Defensores
Jogador Pos.
2 Brasil Clemilton Z
3 Brasil Lídio Z
14 Brasil Flávio Z
' Brasil Paulão Z
2 Brasil Clemilton LD
13 Brasil Deurick LD
6 Brasil Alberto LE
' Brasil Guilherme LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
4 Brasil Amaral V
5 Brasil Rondinelle V
15 Brasil He-Man V
23 Brasil Piru V
' Brasil Júnior Baié V
5 Brasil Joelson M
' Brasil Alessandro Toró M
16 Brasil Thiago Brandão M
17 Brasil Delciney M
' Brasil Rithison M
Atacantes
Jogador
9 Brasil Somália
10 Brasil Marinelson
11 Brasil Michell Parintins
' Brasil Nando
19 Brasil Branco
20 Brasil Neto Cabeção
21 Brasil Edinho Canutama
' Brasil Léo Paraíba

Torcida[editar | editar código-fonte]

A torcida do Princesa do Solimões tem atualmente uma das melhores médias do Campeonato Amazonense,sempre acompanha o time quando joga na capital. Em Manacapuru, recebe sempre a torcida adversária com cortesia e hospitalidade, não se registrando até hoje nenhum caso de briga envolvendo torcedores. No "Gilbertão", a torcida lota o estádio e empurra o time com cantos, foguetes e bandeiras. Um fato curioso também é que em alguns jogos a torcida do princesa coloca sua faixa bem na frente da arquibancada onde estão os torcedores visitantes. O clube atualmente tem quatro torcidas organizadas:

  • Torcida Fúria do Tubarão
  • Torcida Uniformizada Tubarão do Norte
  • Raça Coan
  • Tubajovem

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Profissionalização em 1987.

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Amazonas Campeonato Amazonense
Ano 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996
Pos. - - -
Ano 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006
Pos. - - -
Ano 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014
Pos.


Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

  • Amazonas Torneio Início: 2 vezes (1997 e 2007).

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 94º
  • Pontuação: 525 pontos[3]

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol para pontuar todos os clubes do Brasil[4] .

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.