Associação Cultural e Desportiva Potiguar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Potiguar de Mossoró
Potiguar de Mossoró
Nome Associação Cultural e Desportiva Potiguar
Alcunhas Time Macho
Príncipe
Alvirrubro mossoroense
Mascote Príncipe
Fundação 11 de fevereiro de 1945 (69 anos)
Estádio Nogueirão
Capacidade 5.000
Localização Mossoró - RN, Brasil
Presidente Brasil Jorge do Rosário
Treinador Brasil Flávio Barros
Material esportivo Brasil Garra Team
Competição Rio Grande do Norte Campeonato Potiguar
Rio Grande do Norte 2014
Brasil CB 2014
5º Colocado
2ª Fase
Rio Grande do Norte 2013 Campeão
Rio Grande do Norte 2012 8º colocado
Ranking nacional Aumento 119º lugar, 407 pontos
Website potiguardemossoro.com.br
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Associação Cultural e Desportiva Potiguar, popularmente conhecido como Potiguar de Mossoró, é um clube brasileiro de futebol da cidade de Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte. Manda seus jogos no estádio Nogueirão, com capacidade para 5.000 pessoas. O Potiguar é um dos maiores times do interior do Rio Grande do Norte, e também é dono da maior torcida do interior do estado.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O Potiguar foi fundado em 11 de fevereiro de 1945, fruto da fusão de dois clubes de Mossoró: o Esporte Clube Potiguar e a Sociedade Desportiva Mossoró.

Em 1951, o Potiguar veio a conquistar seu primeiro campeonato municipal. Dequinha (que mais tarde viria a jogar pelo Flamengo e pela Seleção Brasileira) e Bira (que jogou no futebol europeu) foram os responsáveis pelas primeiras conquistas do clube.[2]

Estreia estadual[editar | editar código-fonte]

Em 1974, o clube veio a participar de seu primeiro campeonato estadual. Estreou no dia 11 de agosto, enfrentando a equipe do ‎América e perdeu por 3 a 1.[3] Em sua segunda partida, enfrentou o Alecrim, novamente derrotado, desta vez por 1 a 0, mesmo resultado no jogo contra o Riachuelo. Nesta primeira fase do campeonato estadual o clube veio a perder todos os jogos.

A superação veio no segundo turno: venceu por 3 x 0 o Alecrim; venceu por 1 x 0 o ABC e empatou de 1 x 1 com o Riachuelo, terminando em primeiro na chave, à frente do ABC. Classificou-se para as finais do turno, no qual obteve dois empates por 0 x 0 contra o ABC e ‎América, vencendo o Força e Luz por 1 a 0. Como houve empate nos pontos entre Potiguar, ABC e ‎América, foi necessária a disputa de uma decisão extra para se conhecer o campeão do segundo turno. O Potiguar perdeu por 1 x 0 do ‎América e empatou de 1 x 1 com o ABC, ficando na terceira posição.

No terceiro turno, a equipe ficou em segundo lugar. Os resultados foram: vitória por 2x1 contra o Riachuelo; derrota de 1x0 contra o ABC, vitória de 2x1 contra o ‎América, empate por 0x0 contra o ‎América e vitória de 2x1 contra o Força e Luz. Terminou o turno em segundo e, na classificação geral ficou na quarta posição.

Títulos Estaduais[editar | editar código-fonte]

O ano de 2004 ficou marcado na história de Mossoró, devido a dois fatos: a decisão da Copa RN entre as duas principais equipes da cidade e a inédita conquista do título estadual pelo Potiguar.[4]

Na campanha do título do Campeonato Estadual, o Potiguar foi a melhor equipe da competição, vencendo seus jogos com um bom futebol apresentado. Com o apoio de sua torcida, a equipe venceu o clássico da cidade contra o Baraúnas por 1x0. O Potiguar terminou a 1° fase em 1° lugar no grupo do interior. Nas quartas de finais, a equipe eliminou o Caicó após dois empates. Nas semifinais, passou pelo São Gonçalo, com uma vitória de 1x0 em casa e um empate em Natal, classificando-se para a disputa do título contra o América. Na final, conquistou o título sobre o América, com direito a uma goleada por 4x0 em cima do adversário, na primeira partida da decisão, com um público de mais de 10 mil pessoas no Nogueirão.[5]

Além de ter sido o primeiro clube de Mossoró a conquistar um título estadual, o Potiguar também teve o artilheiro do campeonato: Canindezinho - ídolo do Potiguar com 76 gols marcados na história do clube - marcou 14 gols na competição. A campanha do Potiguar em 2004 foi de 9 vitórias, 7 empates e 2 derrotas. Marcou 37 gols e sofreu 18.

O ano de 2013 marca o segundo título estadual do Alvirrubro mossoroense

Anos recentes[editar | editar código-fonte]

Em 2008, o Potiguar sagrou-se campeão da Copa Cidade do Natal, equivalente ao segundo turno do campeonato estadual do RN. Na final, no jogo de ida o time mossoroense venceu o América por 3x0 em pleno Machadão. No jogo de volta, apesar da derrota por 3x2 ficou com o título garantiu a vaga para final do campeonato. Na final o Potiguar enfrentou o ABC, que jogou por dois resultados iguais. O Potiguar acabou ficando com o vice-campeonato após dois empates por 2x2.[6]

O Time Macho no Brasil[editar | editar código-fonte]

Até hoje o Potiguar foi a única equipe do interior do estado do Rio Grando do Norte a participar de uma edição de Campeonato Brasileiro da Primeira Divisão. Em 1979, a equipe mossoroense ficou no grupo F, ao lado do Fortaleza, Ferroviário, ABC, América de Natal, CRB, CSA e ASA de Arapiraca, Leônico da Bahia e Itabaiana. A equipe alvirrubra disputou nove jogos, conquistando duas vitórias, três empates e quatro derrotas, somando 7 pontos, marcando cinco gols e sofrendo dez.

  • Em todos os Campeonatos Brasileiros, o Potiguar já disputou 104 partidas, obtendo 29 vitórias, 23 empates e 52 derrotas, marcou 108 gols e sofreu 161.
  • Na Copa do Brasil, o Potiguar disputou 6 partidas, obtendo 2 vitórias, 1 empate e 3 derrotas. No total, marcou 07 gols e sofreu 17.

A maior goleada que o Potiguar aplicou em uma competição nacional foi sobre o Limoeiro CE, pela Série C de 1998, 4x0 no Estádio Nogueirão, em Mossoró.

Maior sequência de vitórias: 05 (cinco): no Campeonato Brasileiro da Série C de 1999: 2×1 no Botafogo PB, 2X1 no Fortaleza CE, 1×0 no Tocantinópolis TO, 2×0 no Fortaleza CE e 1×0 no Moto Club MA

Superação[editar | editar código-fonte]

No ano de 2013, o Time macho começa o estadual de pé esquerdo, com a morte do jogador Neto Maranhão, o elenco e os torcedores ficaram muito abalados e de qualquer maneira queriam dar um 'presente' ao então jogador. Foi aí que o alvirrubro mossoroense começou a caminhada rumo ao título estadual, logo na fase preliminar conseguiu a 2° colocação e de quebra a vaga na Copa do Brasil. No 1° turno não apresentou o bom futebol que tinha apresentado na fase preliminar, mas no 2° e último turno o time macho foi com tudo, conquistando o 1° lugar desbancando o então 'favorito da capital' o ABC. E não parou por aí, com a 1° colocação o alvirrubro levou a decisão da Copa Cidade de Natal pra mossoró, onde ganhou por 2 a 1 do América de Natal, e daí veio mais duas conquistas as vagas da Copa do Nordeste 2014 e do Campeonato Brasileiro da Série D de 2013. Com a conquista da Taça cidade de Natal, o Potiguar foi decidir o Campeonato com o mesmo América, ai veio a surpresa pra muitos, como tinha empatado o 1° jogo em mossoró por 2 a 2, o time macho foi decidir lá em natal, em um jogo muito movimentado a equipe natalense saiu na frente, mas eles não esperavam que o time macho fizesse um gol no finalzinho do (1a1) 2° tempo, que levava decisão pros pênaltis, onde o TIME MACHO saiu vitorioso em um placar de 5 a 4 tornado-se BI CAMPEÃO ESTADUAL, sendo o único time do interior do Rio Grande do Norte a conseguir este feito, que ficará pra história.

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Brasil Aloísio
Brasil Claudevan
Brasil Índio
Brasil Miranda
Brasil Santos
Zagueiros
Brasil André
Brasil Anselmo
Brasil Bartô
Brasil Jotabê
Brasil Junior Cordel
Brasil Onesimar
Laterais
Brasil Berg
Brasil Chiquinho
Brasil Chiquinho Alagoano
Brasil Neto Juremal
Volantes
Brasil Ananias
Brasil Erivan
Brasil Magno
Brasil Wellington Carioca
Meio-Campistas
Brasil Bira
Brasil Chico Alves
Brasil Chiquinho
Brasil Jean Carioca
Brasil Maranhão
Brasil Márcio Cardoso
Brasil Marcos Boi
Brasil Odilon
Brasil Romildo
Brasil Vaninho
Atacantes
Brasil Canindezinho
Brasil Cícero Ramalho
Brasil Helinho
Brasil Fabio Giuntinni
Brasil Dequinha
Brasil Júnior Xavier
Brasil Nego Chico
Técnicos
Brasil Celso Teixeira
Brasil Edinho Cardoso
Brasil Erandy Montengro
Brasil Flávio Araújo
Brasil Miluir Macedo
Brasil Samuel Cândido


Jogadores

Anselmo - capitão na conquista do título estadual de 2013
Bartô - capitão na conquista do título estadual de 2004
Canindezinho - Maior artilheiro da história do Potiguar com 77 gols marcados

Técnicos

Celso Teixeira - Campeão estadual em 2013 e campeão da Copa Cidade do Natal em 2013
Edinho Cardoso - Campeão estadual em 2004/2013 e campeão da Copa Cidade do Natal em 2008/2013 como auxiliar técnico
Miluir Macedo - Campeão estadual em 2004 e campeão da Copa Cidade do Natal em 2008
Samuel Cândido - Conquistou uma vaga para a Copa do Brasil de 2014

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Hino[editar | editar código-fonte]

Sobre o branco das salinas, Vibra o sangue de um guerreiro, Alvirrubro, cuja sina, É chegar sempre primeiro, Tradição de gente forte, Sempre pronta pra lutar, Com a nobreza do esporte, És meu Potiguar, A ruidosa charanga, Bandeiras bailam no ar, Uma torcida se inflama, Potiguar, Mossoró, Potiguar. Cada passo, nova glória, Que a história floriu, Desta joia que hoje brilha, O Nordeste do Brasil.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Estadual
Competição Títulos Temporadas
WikiCup Trophy Gold.png Campeonato Potiguar 2 2004 e 2013
WikiCup Trophy Gold.png Campeonato Potiguar - 2ª Divisão 1 1981
WikiCup Trophy Gold.png Torneio Início do RN 1 1979

Outras conquistas[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
Brasil Hugo
Brasil Ramon
Brasil Roberto
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Anderson Z
Brasil Everaldo Z
Brasil Anderson Z
Brasil Paulo Paraíba Z
Brasil Weverson Z
Brasil Michael LD
Brasil Zé Wilker LD
Brasil Berg LE
Brasil Jaime LE
Brasil Samuel LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Alexandre V
Brasil Fidélis V
Brasil Daniel V
Brasil Magno V
Brasil Renato V
Brasil Rogério V
Brasil Neilson M
Brasil Ibson Melo M
Brasil Giovanni M
Brasil Rayllan M
Atacantes
Jogador
Brasil Marcelo Paraíba
Brasil Lindoval
Brasil Reginaldo Júnior
Brasil Vavá
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Ubirajara Veiga T

Comissão Técnica[editar | editar código-fonte]

Comissão
Nome Função
Brasil Ubirajara Veiga Técnico
Brasil Edinho Cardoso Auxiliar Técnico
Brasil Higuita Preparador de Goleiros
Brasil Márcio José Mordomo
Brasil João Felipe Mordomo
Brasil Amaral dos Santos Massagista
Brasil Neto Juremal Gerente de Futebol
Brasil Marcelo Diaz Assessor de imprensa


Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 119º
  • Pontuação: 407 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

Seu maior rival é o Baraúnas, também de Mossoró. Disputam o emocionante Clássico Potiba.

O Potiguar tem ligeira vantagem no histórico dos clássicos. Até 21 de março de 2013, o Príncipe somava 35 vitórias contra 30 do tricolor.[7]

CLÁSSICO DOS ALVIRRUBROS: Potiguar x América de Natal é considerado um clássico entre um time do interior do Rio Grande do Norte versus um time da capital, Natal. As duas equipes já disputaram quatro títulos, todos conquistados pelo Potiguar: Campeonato estadual em 2004 e 2013 e a Copa Cidade do Natal em 2008 e 2013.

Outras rivalidades:

Potiguar x ABC / Potiguar x Assu / Potiguar x Santa Cruz RN

Pioneirismo[editar | editar código-fonte]

O Potiguar foi o primeiro clube da cidade de Mossoró a conquistar o Campeonato Potiguar de Futebol e sendo também o primeiro do interior do Rio Grande do Norte a se consagrar bicampeão do estado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.