Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011 - Série D

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2011 - Série D
Brasileirão 2011 - Série D
Brasil
Dados
Participantes 40
Organização CBF
Período 16 de julho20 de novembro
Gol(o)s 491
Jogos 190
Média 2,58 gol(o)s por partida
Campeão Tupi
Vice-campeão Santa Cruz
Promovido(s) Tupi
Santa Cruz
Cuiabá
Oeste
Treze[1]
Melhor marcador 11 gols:
Melhor ataque (fase inicial) 19 gols:
Melhor defesa (fase inicial) Volta Redonda – 3 gols
Maior goleada
(diferença)
Plácido de Castro 9–1 Vila Aurora
Arena da FlorestaRio Branco
10 de setembro, 9ª rodada
Público 620 279
Média 3 264,6 pessoas por partida
◄◄ Brasil Série D 2010 Soccerball.svg Série D 2012 Brasil ►►

A Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2011 foi a terceira edição da competição de futebol equivalente à quarta divisão no Brasil. Foi disputada entre 16 de julho a 20 de novembro de 2011 com a participação de 40 equipes que se classificaram através dos campeonatos estaduais ou torneios realizados por cada federação.

O Tupi, da cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, ganhou seu primeiro título nacional após duas vitórias sobre o Santa Cruz, por 1–0 em Juiz de Fora e por 2–0 em Recife, diante de um público de 54 815 pessoas.[2]

Critérios de classificação[editar | editar código-fonte]

As 40 vagas para a disputa da Série D em 2011 foram distribuídas da seguinte forma:[3]

  • Os quatro rebaixados da Série C de 2010;
  • Os nove primeiros estados no Ranking Nacional das Federações, divulgado pela CBF, tem direito a dois representantes cada, indicados através do desempenho nos campeonatos estaduais ou torneios realizados por cada federação estadual;
  • Os demais 18 estados terão um representante cada, indicados através do desempenho nos campeonatos estaduais ou torneios realizados por cada federação estadual.

Em caso de desistência, a vaga será ocupada pelo clube classificado em seguida dentro do estado. Se o estado não indicar nenhum representante, a vaga será repassada ao estado melhor posicionado no ranking da CBF, dentro do grupo da primeira fase. Caso a vaga ainda fique em aberto, será aberta para o segundo estado no ranking do clube desistente e assim sucessivamente. No entanto nenhuma federação poderá ocupar duas vagas de desistentes, critério que não existia no campeonato anterior.[3]

Formato de disputa[editar | editar código-fonte]

Em relação as duas edições anteriores, a Série D de 2011 sofreu alterações no seu formato de disputa. Na primeira fase os 40 clubes serão divididos em oito grupos de cinco clubes cada, agrupados regionalmente. Os dois primeiros de cada grupo classificaram-se a segunda fase, onde os 16 clubes restantes jogaram em sistema eliminatório em jogos de ida e volta, classificando o vencedor para a terceira fase. Na terceira fase os oito clubes restantes novamente jogaram em sistema eliminatório, classificando os vencedores para a fase seguinte. A disputa seguiu no sistema eliminatório com 4 clubes (semifinal), até restarem os dois finalistas. Os semifinalistas obtiveram direito de acesso a Série C de 2012.[3]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Como se classificou Estádio (mando) Capacidade[4] Títulos
Alecrim Natal Rio Grande do Norte RN 17º colocado da Série C de 2010 Nazarenão (1) 7 500 0 (não possui)
Anapolina Anápolis Goiás GO 1º melhor colocado do Estadual 2011 Jonas Duarte 14 400 0 (não possui)
Audax Rio (2) São João de Meriti Rio de Janeiro RJ Campeão da Copa Rio de 2010 Arthur Sendas 1 000 0 (não possui)
Bahia de Feira Feira de Santana Bahia BA Campeão do Estadual 2011 Jóia da Princesa 16 274 0 (não possui)
Brusque Brusque Santa Catarina SC 1° melhor colocado do Estadual 2011 Augusto Bauer 5 000 0 (não possui)
CENE Campo Grande Mato Grosso do Sul MS Campeão da Copa MS de 2010 Olho do Furacão 2 800 0 (não possui)
Cerâmica Gravataí Rio Grande do Sul RS Vice-campeão da Copa Enio Costamilan de 2010 Vieirão 1 000 0 (não possui)
Cianorte Cianorte Paraná PR 2° melhor colocado do Estadual 2011 Albino Turbay 1 700 0 (não possui)
Comercial Campo Maior Piauí PI Campeão do 1º turno do Estadual 2011[5] Deusdeth Melo 4 000 0 (não possui)
Coruripe Coruripe Alagoas AL 1º melhor colocado do Estadual 2011 Gerson Amaral 7 000 0 (não possui)
Cruzeiro Porto Alegre Rio Grande do Sul RS 1° melhor colocado do Estadual 2011 Passo d'Areia 9 000 0 (não possui)
Cuiabá Cuiabá Mato Grosso MT Campeão do Estadual 2011 Dutrinha (3) 7 000 0 (não possui)
Formosa Formosa Distrito Federal (Brasil) DF 1º melhor colocado do Metropolitano 2011 Diogão 2 000 0 (não possui)
Gama Brasília Distrito Federal (Brasil) DF 19º colocado da Série C de 2010 Bezerrão 20 000 0 (não possui)
Guarani Juazeiro do Norte Ceará CE 1º melhor colocado do Estadual 2011 Romeirão 16 000 0 (não possui)
Independente Tucuruí Pará PA Campeão do Estadual 2011 Navegantão 8 000 0 (não possui)
Itumbiara (4) Itumbiara Goiás GO 9º melhor colocado do Estadual 2010 Juscelino Kubitschek 16 500 0 (não possui)
Juventude Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 18º colocado da Série C de 2010 Alfredo Jaconi 23 726 0 (não possui)
Metropolitano Blumenau Santa Catarina SC 1º melhor colocado da Copa Santa Catarina de 2010 Monumental do Sesi 4 500 0 (não possui)
Mirassol Mirassol São Paulo SP 2° melhor colocado do Estadual 2011 José Maria de Campos Maia 14 534 0 (não possui)
Nacional (5) Manaus Amazonas AM Melhor amazonense do Ranking Nacional de Clubes SESI (6) 5 000 0 (não possui)
Oeste Itápolis São Paulo SP 1° melhor colocado do Estadual 2011 Amaros 14 074 0 (não possui)
Operário Ponta Grossa Paraná PR 1° melhor colocado do Estadual 2011 Germano Krüger 8 620 0 (não possui)
Penarol Itacoatiara Amazonas AM Campeão do Estadual 2010 Floro 2 710 0 (não possui)
Plácido de Castro Plácido de Castro Acre AC 1º melhor colocado do Estadual 2011 Arena da Floresta 20 000 0 (não possui)
Porto Caruaru Pernambuco PE 2° melhor colocado do Estadual 2011 Mendonção (7) 5 000 0 (não possui)
River Plate Carmópolis Sergipe SE Campeão do Estadual 2011 Batistão 14 000 0 (não possui)
Sampaio Corrêa São Luís Maranhão MA Campeão do Estadual 2010 Nhozinho Santos 13 500 0 (não possui)
Santa Cruz Recife Pernambuco PE Campeão do Estadual 2011 Arruda 60 044 0 (não possui)
Santa Cruz Santa Cruz Rio Grande do Norte RN 1º melhor colocado do Estadual 2011 Iberezão 4 540 0 (não possui)
São Mateus São Mateus Espírito Santo (estado) ES Campeão do Estadual 2011 Sernamby 4 600 0 (não possui)
São Raimundo Santarém Pará PA 20º colocado da Série C de 2010 Colosso do Tapajós 19 254 1 (2009)
Tocantinópolis (8) Tocantinópolis Tocantins TO 3° colocado do Estadual 2010 Ribeirão 10 000 0 (não possui)
Trem Macapá Amapá AP Campeão do Estadual 2010 Glicério Marques 5 630 0 (não possui)
Treze (9) Campina Grande Paraíba PB Campeão do Estadual 2011 Amigão 25 770 0 (não possui)
Tupi (10) Juiz de Fora Minas Gerais MG 2° melhor colocado do Estadual 2011 Mario Helênio 40 000 0 (não possui)
Vila Aurora (11) Rondonópolis Mato Grosso MT 4º colocado do Estadual 2011 Luthero Lopes 18 000 0 (não possui)
Villa Nova Nova Lima Minas Gerais MG 1° melhor colocado do Estadual 2011 Castor Cifuentes 5 400 0 (não possui)
Vitória da Conquista Vitória da Conquista Bahia BA Campeão da Copa Estado da Bahia de 2010 Lomantão 12 500 0 (não possui)
Volta Redonda (12) Volta Redonda Rio de Janeiro RJ 6° melhor colocado do Estadual 2011 Raulino de Oliveira 15 150 0 (não possui)
  • (1) O Estádio Machadão será demolido e no lugar será construída a Arena das Dunas visando a Copa do Mundo FIFA de 2014. O Alecrim mandará seus jogos no Estádio Nazarenão, localizado na cidade de Goianinha.[6]
  • (2) Em 15 de julho de 2011, o Sendas alterou seu nome para "Audax Rio de Janeiro Esporte Clube".[7]
  • (3) O Estádio Verdão foi demolido e no lugar será construída a Arena Pantanal visando a Copa do Mundo FIFA de 2014. O Cuiabá mandará seus jogos no Estádio Dutrinha.
  • (4) O CRAC oficializou sua desistência, assim como os demais clubes participantes da primeira divisão estadual de 2011. Assim sendo, a vaga foi repassada para o Itumbiara, 9º colocado no estadual 2010, e, portanto, o primeiro clube da segunda divisão estadual 2011 a ter o direito de escolha.[8]
  • (5) Nenhuma equipe de Roraima quis disputar a competição e o estado não indicou nenhum representante. A vaga foi repassada ao Amazonas, estado melhor posicionado no Ranking Nacional das Federações. A Federação Amazonense de Futebol escolheu o Nacional, usando o critério de colocação no Ranking Nacional de Clubes da CBF.[9]
  • (6) O Estádio Vivaldão foi demolido e no lugar será construída a Arena Amazônia visando a Copa do Mundo FIFA de 2014. O Nacional mandará seus jogos no Estádio SESI.
  • (7) O Porto mandará seus jogos no Estádio Mendonção, situado na cidade de Belo Jardim, distante 52 km da cidade de Caruaru.[10]
  • (8) O Gurupi, campeão do estadual 2010, desistiu de disputar a Série D alegando motivos financeiros. Como a vice-campeã Araguaína disputa a Série C, a vaga ficou com o Tocantinópolis, terceiro colocado.[11]
  • (9) O Treze, campeão de ambos os turnos do Estadual 2011, teve suas partidas semifinais do segundo turno anuladas. O caso foi julgado pelo STJD e, no dia 30 de junho, foi confirmado o clube como campeão estadual.[12]
  • (10) O América de Teófilo Otoni desistiu de participar do campeonato, alegando motivos financeiros. A segunda vaga ficou com o Tupi, segundo melhor colocado.[13]
  • (11) Nenhuma equipe de Rondônia quis disputar a competição e o estado não indicou nenhum representante. A vaga foi repassada ao Mato Grosso, segundo estado melhor posicionado no Ranking Nacional das Federações. O Barra do Garças, vice-campeã estadual, não possui estádio com a capacidade exigida pela CBF e foi vetada. O União Rondonópolis, terceiro colocado, também desistiu da vaga, que ficou para o Vila Aurora, quarto colocado.[14]
  • (12) O Boavista, 1º melhor colocado, desistiu de disputar a Série D. Outros cinco clubes seguintes na classificação não se interessaram, e o Volta Redonda, 6º melhor colocado, ficou com a vaga.[15]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Grupo A1[editar | editar código-fonte]

Grupo A2[editar | editar código-fonte]

Grupo A3[editar | editar código-fonte]

Grupo A4[editar | editar código-fonte]

Grupo A5[editar | editar código-fonte]

a. ^ O STJD anulou o primeiro jogo entre Anapolina e Tocantinópolis, disputado em 18 de setembro. Faltando 20 minutos para o encerramento da partida, a Anapolina vencia por 4 a 1 e só precisava de mais um gol para passar de fase, mas a maioria dos jogadores do Tocantinópolis começou a cair no gramado, obrigando o término antecipado do jogo e, consequentemente, impedindo a classificação do time goiano. O STJD anulou a partida e a remarcou para 17 de outubro, onde a Anapolina venceu por 6 a 1.[16]

Grupo A6[editar | editar código-fonte]

Grupo A7[editar | editar código-fonte]

Grupo A8[editar | editar código-fonte]

Classificados à fase final.

Fase final[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 de 25 de setembro a 23 de outubro  de 9 a 30 de outubro  de 23 de outubro a 6 de novembro  13 e 20 de novembro
                                                 
 Mato Grosso Cuiabá 1 3 4  
 Maranhão Sampaio Corrêa 2 0 2  
   Mato Grosso Cuiabá* 2 4 6  
   Pará Independente 0 2 2  
 Pará Independente 0 3 3
 Amazonas Penarol 1 1 2  
   Mato Grosso Cuiabá 0 1 1  
   Pernambuco Santa Cruz 1 2 3  
 Rio Grande do Norte Santa Cruz-RN 1 0 1  
 Paraíba Treze 3 3 6  
   Paraíba Treze 3 0 3
   Pernambuco Santa Cruz* (gf) 3 0 3  
 Alagoas Coruripe 0 0 0
 Pernambuco Santa Cruz 1 0 1  
   Pernambuco Santa Cruz 0 0 0
   Minas Gerais Tupi 1 2 3
 Minas Gerais Tupi 0 4 4  
 Rio de Janeiro Volta Redonda 1 2 3  
   Minas Gerais Tupi* 4 2 6
   Goiás Anapolina 1 2 3  
 Minas Gerais Villa Nova 0 2 2
 Goiás Anapolina (gf) 1 1 2  
   Minas Gerais Tupi 3 3 6
   São Paulo Oeste 0 1 1  
 São Paulo Oeste (pen) 1 0 1 (4)  
 Paraná Cianorte 0 1 1 (3)  
   São Paulo Oeste* (pen) 3 1 4 (4)
   São Paulo Mirassol 1 3 4 (3)  
 Rio Grande do Sul Juventude 0 3 3
 São Paulo Mirassol 2 2 4  

*Classificados à Série C de 2012.

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeão Brasileiro 2011
Série D
Bandeira de Minas Gerais.svg
Tupi Football Club
(1º título)

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[17] Jogador Time
11 Brasil Marcinho Oeste
Brasil Fernando Cuiabá
8 Brasil Ademilson Tupi
7 Brasil Jônatas Metropolitano
Brasil Warley Treze

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses foram os dez maiores públicos do Campeonato:[18]

Público[i] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada
1 59.966 Pernambuco Santa Cruz 0–0 Paraíba Treze Arruda 16 de outubro Quartas
2 54.815 Pernambuco Santa Cruz 0–2 Minas Gerais Tupi Arruda 20 de novembro Final
3 44.642 Pernambuco Santa Cruz 1–0 Alagoas Coruripe Arruda 25 de setembro Oitavas
4 42.584 Pernambuco Santa Cruz 0–0 Ceará Guarani de Juazeiro Arruda 24 de julho
5 35.020 Pernambuco Santa Cruz 1–0 Rio Grande do Norte Santa Cruz-RN Arruda 14 de agosto
6 33.099 Pernambuco Santa Cruz 2–1 Rio Grande do Norte Alecrim Arruda 18 de setembro 10ª
7 27.746 Pernambuco Santa Cruz 1–0 Pernambuco Porto Arruda 4 de setembro
8 26.867 Pernambuco Santa Cruz 1–0 Mato Grosso Cuiabá Arruda 23 de outubro Semifinal
9 14.726 Minas Gerais Tupi 1–0 Pernambuco Santa Cruz Helenão 13 de novembro Final
10 13.126 Rio Grande do Norte Alecrim 1–3 Pernambuco Santa Cruz Almeidão 17 de julho

[i]Considera-se somente o público pagante.

Média de público[editar | editar código-fonte]

Essas são as médias de público do Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante:

  1. Pernambuco Santa Cruz – 36.966
  2. Goiás Itumbiara – 10.032
  3. Paraíba Treze – 5.996
  4. Minas Gerais Tupi – 4.260
  5. São Paulo Mirassol – 4.060
  6. Rio Grande do Sul Juventude – 3.953
  7. Maranhão Sampaio Corrêa – 3.750
  8. Rio Grande do Norte Alecrim – 3.366
  9. Pará Independente – 3.052
  10. Rio de Janeiro Volta Redonda – 2.526
  1. Pará São Raimundo-PA – 2.232
  2. Distrito Federal (Brasil) Gama – 2.209
  3. Pernambuco Porto – 1.810
  4. Goiás Anapolina – 1.757
  5. Rio Grande do Norte Santa Cruz-RN – 1.372
  6. São Paulo Oeste – 1.223
  7. Paraná Operário – 1.211
  8. Santa Catarina Metropolitano – 1.107
  9. Alagoas Coruripe – 1.086
  10. Espírito Santo (estado) São Mateus – 1.005
  1. Ceará Guarani de Juazeiro – 841
  2. Amazonas Penarol – 823
  3. Santa Catarina Brusque – 681
  4. Minas Gerais Villa Nova – 646
  5. Paraná Cianorte – 616
  6. Amazonas Nacional-AM – 496
  7. Tocantins Tocantinópolis – 476
  8. Rio de Janeiro Audax Rio – 438
  9. Mato Grosso Cuiabá – 395
  10. Mato Grosso do Sul CENE – 360
  1. Amapá Trem – 330
  2. Piauí Comercial-PI – 319
  3. Acre Plácido de Castro – 314
  4. Distrito Federal (Brasil) Formosa – 297
  5. Bahia Bahia de Feira – 265
  6. Mato Grosso Vila Aurora – 260
  7. Sergipe River Plate-SE – 253
  8. Rio Grande do Sul Cruzeiro-RS – 230
  9. Bahia Vitória da Conquista – 171
  10. Rio Grande do Sul Cerâmica – 111

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

A classificação geral leva em conta a colocação dos clubes em cada uma das fases, a partir da fase final, e não a pontuação total.

Série D
Time Pts J V E D GP GC SG
1 Minas Gerais Tupi 33 16 10 3 3 29 15 +14
2 Pernambuco Santa Cruz 27 16 7 6 3 17 13 +4
3 Mato Grosso Cuiabá 25 14 8 1 5 30 18 +12
4 São Paulo Oeste 20 14 6 2 6 18 19 -1
5 Paraíba Treze 23 12 7 2 3 23 15 +8
6 São Paulo Mirassol 20 12 6 2 4 14 14 0
7 Goiás Anapolina 17 12 5 2 5 20 19 +1
8 Pará Independente 17 12 5 2 5 17 18 -1
9 Rio Grande do Sul Juventude 22 10 7 1 2 22 11 +11
10 Minas Gerais Villa Nova 19 10 6 1 3 13 8 +5
11 Rio de Janeiro Volta Redonda 18 10 5 3 2 14 7 +7
12 Alagoas Coruripe 17 10 5 2 3 13 12 +1
13 Amazonas Penarol 17 10 5 2 3 11 11 0
14 Paraná Cianorte 17 10 5 2 3 10 10 0
15 Maranhão Sampaio Corrêa 16 10 5 1 4 19 12 +7
16 Rio Grande do Norte Santa Cruz-RN 16 10 5 1 4 10 12 -2
17 Goiás Itumbiara 13 8 4 1 3 13 10 +3
18 Mato Grosso do Sul CENE 13 8 4 1 3 15 13 +2
19 Bahia Bahia de Feira 12 8 4 0 4 12 9 +3
20 Acre Plácido de Castro 12 8 3 3 2 16 9 +7
21 Rio de Janeiro Audax Rio 11 8 3 2 3 13 7 +6
22 Ceará Guarani de Juazeiro 11 8 3 2 3 7 4 +3
23 Amapá Trem 11 8 3 2 3 8 11 -3
24 Paraná Operário 10 8 3 1 4 7 9 -2
25 Santa Catarina Brusque 10 8 3 1 4 6 11 -5
26 Pará São Raimundo-PA 10 8 2 4 2 9 8 +1
27 Santa Catarina Metropolitano 9 8 3 0 5 14 16 -2
28 Rio Grande do Norte Alecrim 9 8 3 0 5 7 12 -5
29 Distrito Federal (Brasil) Gama 9 8 2 3 3 8 9 -1
30 Distrito Federal (Brasil) Formosa 9 8 2 3 3 5 12 -7
31 Sergipe River Plate-SE 8 8 2 2 4 10 14 -4
32 Amazonas Nacional-AM 7 8 2 1 5 9 14 -5
33 Bahia Vitória da Conquista 7 8 2 1 5 6 12 -6
34 Tocantins Tocantinópolis 7 8 2 1 5 10 18 -8
35 Piauí Comercial-PI 7 8 2 1 5 6 15 -9
36 Mato Grosso Vila Aurora 6 8 1 3 4 7 18 -11
37 Rio Grande do Sul Cerâmica 5 8 1 2 5 6 9 -3
38 Pernambuco Porto 5 8 1 2 5 6 11 -5
39 Rio Grande do Sul Cruzeiro-RS 5 8 1 2 5 6 11 -5
40 Espírito Santo (estado) São Mateus 3 8 0 3 5 7 19 -12
Promovidos à Série C de 2012 e finalistas.
Promovidos à Série C de 2012 e eliminados nas semifinais.
Promovido à Série C de 2012 por decisão judicial[1] e eliminado nas quartas-de-final.
Eliminados nas quartas-de-final.
Eliminados nas oitavas-de-final.
Eliminados na primeira fase.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Em nova liminar, Justiça da PB manda a CBF excluir o Rio Branco da Série C. GloboEsporte.com (6 de julho de 2012). Página visitada em 23 de setembro de 2012.
  2. Tupi é campeão da Série D e cala o Arruda, que viu show da torcida e uma invasão isolada (em português). esporte.uol.com.br (20 de novembro de 2011). Página visitada em 16/01/2012.
  3. a b c Regulamento específico da competição – Série D/2011. Confederação Brasileira de Futebol. Página visitada em 18 de maio de 2011.
  4. Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) (PDF) (em português). Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (15 de setembro de 2009). Página visitada em 18 de maio de 2011.
  5. Série D: CBF divulga tabela e confirma Piauí. Federação de Futebol Piauiense. Página visitada em 18 de maio de 2011.
  6. Ministério dos Esportes libera recursos para estádio Nazarenão. Tribuna do Norte (18 de maio de 2011). Página visitada em 18 de maio de 2011.
  7. Adversário do São Mateus, Sendas muda de nome e vira Audax Rio (em português). Gazeta Esporte (15 de julho de 2011). Página visitada em 17 de julho de 2011.
  8. FGF confirma Itumbiara Esporte Clube na segunda vaga do estado para a Série D. Site Oficial da FGF (20 de maio de 2011).
  9. FAF confirma Nacional na Série D do Campeonato Brasileiro. A Crítica (17 de junho de 2010). Página visitada em 17 de junho de 2011.
  10. Porto mandará seus jogos em Belo Jardim. Seleção do Rádio (12 de maio de 2011). Página visitada em 18 de maio de 2011.
  11. Tocantinópolis confirma a participação na Série D. Vitrine do Tocantins (1 de julho de 2011). Página visitada em 1 de julho de 2011.
  12. STJD determina e Treze é declarado bicampeão estadual. Futebol Interior (30 de junho de 2011). Página visitada em 30 de junho de 2011.
  13. América-TO desiste de disputar a Série D do Brasileiro por falta de recursos. Super Esportes (10 de maio de 2011). Página visitada em 15 de maio de 2011.
  14. BOMBA: Vila Aurora é confirmado na Série D. Futebol MT (01 de julho de 2011). Página visitada em 01 de julho de 2011.
  15. Volta Redonda disputará a Série D do Brasileiro. O Globo (25 de maio de 2011). Página visitada em 25 de maio de 2011.
  16. Anapolina goleia em jogo remarcado e avança na Série D. Diário do Grande ABC (18 de outubro de 2011). Página visitada em 21 de outubro de 2011.
  17. Artilheiros do Campeonato Brasileiro 2011 – Série D. Página visitada em 09/09/2011.
  18. Campeonato Brasileiro Série D. CBF. Página visitada em 17 de julho de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Série D 2010
18 de julho14 de novembro
Série D 2011
16 de julho13 de novembro
Sucedido por
Série D 2012
23 de junho21 de outubro