Treze Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Treze FC
Escudo do Treze Futebol Clube
Nome Treze Futebol Clube
Alcunhas Galo da Borborema
O Mais querido
Alvinegro paraibano
Galo
Torcedor/Adepto Trezeano
Mascote Galo
Fundação 7 de setembro de 1925 (89 anos)
Estádio Presidente Vargas
Capacidade 12.000 pessoas[1]
Localização Brasaocampinagrande.jpgCampina Grande
ParaíbaPB,
BrasilBrasil
Mando de jogo em O Amigão
Capacidade (mando) 25.000 pessoas[2]
Presidente Brasil Eduardo Medeiros
Treinador Brasil Everton Goiano
Patrocinador Brasaocampinagrande.jpg Prefeitura de Campina Grande
Brasil Lupo
Brasil Brahma
Brasil Farmácia Dias
Brasil Rede Compras Supermercados
Brasil Carajás
Brasil Waldir Acessórios
Material esportivo Brasil Garra Team
Competição BandeirasNordesteBrasil.gif Copa do Nordeste
Paraíba Campeonato Paraibano
Brasil Copa do Brasil
Brasil Campeonato Brasileiro
Divisão Paraíba Primeira Divisão
Brasil Série C
BandeirasNordesteBrasil.gif CN 2014
Paraíba PB 2014
Brasil CB 2014
Brasil C 2014
14º colocado
7º lugar
Segunda Fase
18º colocado (rebaixado)
BandeirasNordesteBrasil.gif CN 2013
Paraíba PB 2013
Brasil CB 2013
Brasil C 2013
Não Disputou
Vice-campeão
Não Disputou
5º Colocado
Paraíba PB 2012
Brasil CB 2012
Brasil C 2012
3º colocado
33º colocado
13º colocado
Competição
(Futebol Americano)
Brasil Campeonato Brasileiro
Brasil 2014 Não disputará.
Brasil 2013 21º colocado.
Ranking nacional 1.873 pontos[3]

Brasil - 56º lugar Aumento(3)
Nordeste - 15º lugar Estável(2)
Paraíba - 1° lugar Estável

Website Site Oficial do Treze Futebol Clube
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Treze Futebol Clube (mais conhecido simplesmente como o Galo da Borborema) é uma agremiação poliesportiva brasileira com sede na cidade de Campina Grande. O clube foi fundado em 7 de setembro de 1925[4] . Hoje, é um dos clubes mais bem-sucedidos no futebol paraibano, sendo o clube mais conhecido e popular da Paraíba, tendo a maior torcida do estado, com mais de meio milhão de torcedores. Foi fundado no centro de Campina Grande, mudando-se para o bairro do São José na década de 40.[5]

Apesar de ser um clube de futebol, atua também em outros esportes, como Volei, basquete e futebol americano. É o clube detentor do maior titulo já conquistado por um time paraibano e a equipe mais vitoriosa da Paraíba, tendo vencido todos os clubes do estado em um maior numero de vezes em confrontos diretos.[6] [7] [8] [9] [10] [11]

Sua atuação no futebol iniciou-se em 1926. Sua maior glória neste esporte é o Campeonato Brasileiro de Futebol de 1986 - Série B e a Taça Nordeste 1967.[12] . É o detentor de maior numero títulos estaduais no século XXI, sendo 6 vezes campeão paraibano desde 2000[13] . Dentre os estaduais o titulo de 1966 foi vencido de forma invicta o que representa a estrela no escudo do clube. Junto com o Campinense Clube, possui extra oficialmente o recorde de publico do futebol paraibano, que aconteceu em 23 de julho de 1984, onde 46 mil pessoas estiveram presentes em um eletrizante Clássico dos Maiorais, no estádio O Amigão. [14] . Tem como rivais além do próprio Campinense, o Botafogo Futebol Clube, que realiza junto com o Treze, o Clássico Tradição.

É o clube com o maior número de torcedores da Paraíba, como indicam pesquisas do Ibope[15] e Datavox[16] . Estima-se ter uma torcida de aproximadamente 600 mil torcedores só na Paraíba, o que representa 62% da preferência dos torcedores locais, tendo uma torcida maior que a soma da 2ª , 3ª e 4ª maior torcida do estado. O Treze ainda é considerado o maior time da Paraíba, segundo o Ranking nacional de Clubes da CBF, com 2008 pontos, ficando em 1º lugar dentre os clube da Paraíba, 15º lugar dentre os times nordestinos e 56º dentre todos os clubes do Brasil.

É o time com melhor estrutura e Patrimônio da Paraíba. É proprietário do Estádio Presidente Vargas, um dos maiores estádios particulares do nordeste, com capacidade limitada a 6.885 torcedores é o único estádio particular da Paraíba autorizado pela CBF para realizar competições oficiais.[17]

Além do futebol, outra modalidade de destaque no Treze é o futebol americano, no qual o clube, chamado Treze Roosters, já representou a Paraíba várias vezes em competições regionais e nacionais.

História[editar | editar código-fonte]

Já fez várias boas campanhas na Copa do Brasil, chegando inclusive ao quinto lugar em 2005. É o melhor resultado já obtido por um time paraibano na competição. Naquela edição, o Treze eliminou São Caetano-SP e Coritiba. O clube é o proprietário do Presidente Vargas (PV), o maior estádio particular da Paraíba.

No dia 7 de setembro de 1925, treze pessoas lideradas por Antônio Fernandes Bióca (1894-1996), introdutor do futebol na cidade de Campina Grande, se reuniram numa simples casa, onde hoje em dia está construído o Colégio Motiva, e fundaram o Treze Futebol Clube. O nome Treze fora dado ao clube pelo sócio José Casado de Oliveira(1904-1996), pelo fato de serem treze o número de pessoas reunidas no dia da fundação: Antônio Fernandes Bióca, Alberto Santos, Amélio Leite, José Casado de Oliveira(Casado), José de Castro, José Eloy Júnior, José Rodolfo, José Sodré,Luiz Gomes, Olívio Barreto, Osmindo Lima, Plácido Véras (Guiné), e Zacarias Ribeiro (Cotó).

O Treze treinou pela primeira vez no Campo dos Currais, local onde atualmente está situado o Mercado Público de Campina Grande.


Primeiros jogos[editar | editar código-fonte]

Foto da primeira equipe do Treze 1926.

O primeiro jogo oficial do Treze foi realizado no dia 1º de maio de 1926, no Campo dos Currais, contra o Palmeiras Sport Club de João Pessoa, um grande time na época. O time do Treze era formado por: Olívio; Zé Eloi e Lima; Eurico, Zacarias do Ó e Zé de Castro; Rodolfo, Casado, Reis, Cotó e Guiné. Nesta mesma partida saiu o primeiro gol do Treze, marcado por Plácido Veras, o "Guiné", que também foi um dos fundadores do time. Guiné recebeu este apelido pelo fato de ser um jogador bastante veloz. Plácido Veras era irmão do saudoso Manoel de Veras, que era cunhado de Antônio Barbosa Guimarães, "Massaroca", um dos maiores pontas do futebol amador da Paraíba. Tendo atuado nos maiores times da época.

A primeira partida interestadual do Treze aconteceu no dia 11 de junho de 1928, contra o Paissandu-RN, em Natal. O Treze venceu o jogo por 3 a 1 e conquistou a Taça Paissandu. O clube potiguar pediu revanche e novamente perdeu para o Treze, desta vez pelo placar de 2 a 1. file:///C:/Users/Cido%20Gama/Downloads/treze%20de%20vov%C3%B41.jpg

Primeiros Campeonatos Paraibanos disputados[editar | editar código-fonte]

O Treze Futebol Clube é o primeiro clube, fora da capital a disputar o Campeonato Paraibano de Futebol no ano de 1939, sendo sua primeira partida contra a equipe do Auto Esporte, derrota por 3 a 2. Em seu segundo jogo na competição, a equipe Trezeana ganhou da equipe tricampeã paraibana na época, o Botafogo, pelo placar de 8x1. Como durante muito tempo, os campeonatos paraibanos só se realizavam em João Pessoa, a equipe Trezeana não tinha condições financeiras de disputar o campeonato na Capital, nos primeiros três anos de disputa consegue um vice-campeonato e bicampeonato em 1940 e 1941.

O Retorno ao Estadual e o Título Invicto de 1966[editar | editar código-fonte]

Durante os campeonatos de 1942, 1943 e de 1945 à 1949 o Treze não disputa o Campeonato Paraibano por causa do prejuízo financeiro de ter de jogar todos os jogos na capital, longe de sua torcida.

Com a implantação do profissionalismo em 1950, o Treze decide participar do Campeonato Paraibano e volta a ser Campeão Paraibano, mas volta a ficar ausente dos estaduais de 1952 e de 1954 à 1960 (em 1951 não houve Campeonato Paraibano).

Em 1966, o Treze se sagrou o campeão invicto do Campeonato Paraibano, que representa a estrela acima do escudo do clube.

O presidente do Treze da época, Edvaldo do Ó, teve um atrito com a imprensa de Campina Grande e proibiu a entrada de locutores no Estádio Presidente Vargas. Edvaldo então ordenou que as partidas do Treze fossem gravadas em áudio, as quais eram transmitidas, após o término das partidas, em um carro de som estrategicamente colocado no atual Calçadão da Rua Cardoso Vieira. Verdadeiras multidões se reuniam para ouvir as gravações, e vibravam com os gols como se fosse ao vivo.

Resultados do Treze no Campeonato Paraibano de 1966 :

  • 12/06: Treze 1 x 0 Nacional
  • 19/06: Treze 3 x 0 União
  • 22/06: Treze 3 x 1 Guarabira
  • 18/07: Treze 3 x 0 Esporte
  • 24/07: Treze 2 x 2 Botafogo
 
  • 14/08: Treze 3 x 0 Santos
  • 04/09: Treze 2 x 0 Campinense
  • 09/10: Treze 1 x 0 Nacional
  • 23/10: Treze 2 x 0 Guarabira
  • 06/11: Treze 2 x 2 União
 

Garrincha Trezeano[editar | editar código-fonte]

Garrincha jogou em 1968 pelo Treze Futebol Clube

No ano de 1968, onde o Treze enfrentou a seleção de novos da Argentina e perdeu por 3 a 2, logo após o confronto no dia 8 de fevereiro de 1968 no Estádio Presidente Vargas, Garrincha vestiu a camisa do Treze Futebol Clube no amistoso com a seleção da Romênia classificada para a Copa do Mundo de 1970, sendo substituído no segundo tempo, derrota trezeana por 2x1, Leduar fez o gol do Galo, que atuou com: Elias; Janca, Antonino e Leduar; Mané e Nilton; Mané Garrincha (Paluca), Lima, Chicletes, Pedrinho e Zé Luiz.

Tempos Recentes[editar | editar código-fonte]

Em 1975 divide o título com o Botafogo. Porém, recentemente, após decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), teve esse título dado ao seu maior rival: o Campinense Clube. Na década de 1980 conquista o tricampeonato em 1981, 1982 e 1983 e o estadual de 1989.

Em 1986 O Treze conquista o Módulo Amarelo do Torneio Paralelo da CBF, correspondente à atual Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta competição o Treze obteve 12 pontos em 8 jogos, sendo 5 vitórias, 2 empates e 1 derrota, marcando 8 gols, sofrendo 2 gols e saldo de 6 gols, com os seguintes jogos :

  • 06/09/1986 - Treze 1x0 Ferroviário
  • 10/09/1986 - Treze 1x0 Guarany
  • 14/09/1986 - América-RN 0x0 Treze
 
  • 17/09/1986 - Sport Belém 1x2 Treze
  • 21/09/1986 - Treze 2x0 River
 
  • 24/09/1986 - Rio Negro 0x0 Treze
  • 28/09/1986 - Treze 2x0 Moto Clube
  • 01/10/1986 - Maranhão 1x0 Treze

A década de 1990 passa sem títulos trezeanos na Paraíba, voltando a ser campeão nos anos de 2000, 2001, 2005, 2006, 2010 e 2011.

Em 1994 o time foi rebaixado para a segunda divisão do futebol da Paraíba, voltando no ano seguinte.

Grande campanha na Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 1999, o Treze é o primeiro clube paraibano a passar da primeira fase da competição ao derrotar o Santa Cruz, em Recife, sendo eliminado na segunda fase pelo Corinthians, nos pênaltis, após dois empates em 2 a 2, tanto em Campina Grande quanto em São Paulo.

Em 2005, o Galo da Borborema chega na quartas-de-final da Copa do Brasil, após eliminar Ulbra-RS, São Caetano e Coritiba é eliminado nos pênaltis pelo Fluminense, o que foi muito contestado pela imprensa e pela torcida trezeana, todos afirmam que o goleiro do fluminense estava se adiantando muito nas cobranças do Galo.

Rivalidade[editar | editar código-fonte]

Dia de Campinense x Treze no Amigão (Campeonato Paraibano 2009)

Seus dois maiores rivais no futebol estadual são o Campinense, de Campina Grande, no confronto conhecido por Clássico dos Maiorais, e o Botafogo, de João Pessoa. Até hoje o Clássico dos Maiorais foi disputado 375 vezes. O Treze venceu 133 vezes, o Campinense 101. Foram 143 empates.

Torcidas organizadas[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:TJG
Torcida Jovem do Galo em jogo do treze

Torcida Jovem do Galo[editar | editar código-fonte]

Em 13 de dezembro de 2001, foi fundada a Torcida Jovem do Galo,que apareceu pela primeira vez nos estadios em 20 de Janeiro de 2002, em um jogo contra o ABC de Natal no estádio Amigão. Atualmente é considerada a maior torcida organizada da paraíba, segundo pesquisa divulgada pela Pluri Consultoria no início de 2013.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Escudos[editar | editar código-fonte]

Uniformes[editar | editar código-fonte]

2013[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
4

2012[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2

2010-2011[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2

Mascote[editar | editar código-fonte]

Galo , mascote do Treze Futebol Clube

O mascote do Treze é o galo, devido a numeração no jogo do bicho, na qual o número 13 corresponde ao galo.

Hino[editar | editar código-fonte]

Letra e música - João Martins de Oliveira

  • Somos campeões
  • Da Paraíba somos o melhor
  • Somos campeões
  • Treze querido tu és o maior
  • Sua torcida é uma legião
  • E a cada dia sempre cresce mais
  • Somos campeões dos campeões
  • Dos campeonatos paraibanos e regionais
  • Treze, Treze
  • Tu és a alegria do povo
  • Treze, Treze
  • Tu és campeão de novo
  • És alvinegro Galo da Borborema
  • De tantas glórias e tradição
  • Treze, Treze
  • Sou trezeano de coração.

Estádio[editar | editar código-fonte]

Fundado em 17 de março de 1940, o Presidente Vargas, com localização no bairro São José, próximo ao Centro de Campina Grande, de propriedade do Treze, o maior estádio particular da Paraíba e o único com condições de sediar jogos oficiais, tem capacidade para 15.000 pessoas.


Temporada 2013-2014[editar | editar código-fonte]

Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Campeonato Paraibano [Serie C] Copa Paraíba
Copa do Brasil Campeonato Brasileiro

Elenco atual[editar | editar código-fonte]


Goleiros
Jogador
Brasil Arthur
Brasil Éder
Brasil Gilson
Brasil Léo
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Alison Z
Brasil Álisson Pereira Z
Brasil Hiago Z
Brasil Oliveira Z
Brasil Pitty Z
Brasil Tiago Sala Z
Brasil Marcelo Godri Z
Brasil Hérick Samora Z
Brasil Murilo Z
Brasil Bruno Ribeiro LD
Brasil Osmar LD
Brasil Thiago Gasparino LD
Brasil Ddvid Modesto LD
Brasil Guto LE
Brasil Panda LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Charles Vágner V
Brasil Felipe Alemão V
Brasil Fernandes V
Brasil Leanderson V
Brasil Magno V
Brasil Sapé V
Brasil Aleff M
Brasil Birungueta M
Brasil Jan M
Brasil Luciano Martins M
Brasil Téssio M
Brasil Zotti M
Atacantes
Jogador
Brasil Bruno Aquino
Brasil Carioca
Brasil Hélio Paraíba
Brasil Jaílson
Brasil Jonatas Belusso
Brasil Jonathan
Brasil Leandrinho
Brasil Leandro
Brasil Rafael Oliveira
Brasil Tiago Souza
Brasil Marcelo Maciel
Brasil Clebinho
Brasil Giancarlo
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Givanildo Oliveira T

Idolos[editar | editar código-fonte]

Anos 2000

  • Rodrigo Tabata
  • Adelmo
  • Marquinhos Pitombinha
  • Azul
  • Ailton
  • Adelino
  • Érico
  • Rincón
  • Mauricio
  • Wagner Diniz
  • Warley
  • Christian
  • Vavá
  • Rafael Oliveira

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Últimas dez temporadas
Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Copa do Nordeste Campeonato Paraibano
Div. Pos. J V E D GP GC Fase Máxima Fase Máxima Div. Pos.
2005 C 12 7 2 3 22 15 Quartas de final 1D
2006 C 32 10 9 13 40 45 1ª Fase 1D
2007 2ª Fase 1D
2008 C 60º 6 0 2 4 3 8 1D
2009 D 25º 6 2 2 2 5 7 1D
2010 D 13º 8 4 2 2 13 9 1ª Fase Semifinal 1D
2011 D 12 7 2 3 23 15 1ª Fase 1D
2012 C [18] 13º 18 7 1 10 24 33 1ª Fase 1D
2013 C 22 11 3 8 28 35 1D
2014 C 18º 18 4 7 7 19 25 2ª Fase 1ª Fase 1D


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Copa Libertadores da América
     Classificado à Copa Sul-Americana
     Rebaixamento
     Acesso



Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
B Series Brazilian Championship Trophy.png Campeonato Brasileiro de Futebol - Série B 1 1986
Regionais
Competição Títulos Temporadas
Trophy(transp).png Taça Brasil-Nordeste 1 1967
ParaíbaPernambuco Torneio Paraíba–Pernambuco 1 1961
ParaíbaRio Grande do Norte Torneio Paraíba–Rio Grande do Norte 1 1980
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Paraíba Campeonato Paraibano 15 1940, 1941, 1950, 1966Cscr-featured.png, 1975, 1981, 1982, 1983, 1989, 2000, 2001, 2005, 2006, 2010 e 2011
Paraíba Torneio Início 5 1965, 1974, 1976, 1982 e 1985
Paraíba Copa Paraíba 1 2009
Municipais
Competição Títulos Temporadas
Flag campina grande.svg Taça Cidade de Campina Grande 21 1926, 1927, 1928, 1929, 1939, 1940, 1941, 1942, 1945, 1947, 1948, 1949, 1956, 1957, 1976, 1977, 1978, 1979, 1988, 1989 e 1999

Cscr-featured.png Campeão Invicto

Outros Torneios[editar | editar código-fonte]

  • 1926 - Taça União Operária
  • 1926 - Torneio Início da União Desportiva Campinense
  • 1928 - Torneio Início da Liga Desportiva Campinense
  • 1928 - Taça Paysandu
  • 1937 - Taça C. Mororó
  • 1938 - Taça Presidente Vargas
  • 1941 - Torneio Relâmpago
  • 1947 - Taça Armazéns do Norte
  • 1947 - Quadrangular Capitão Renato Ribeiro de Moraes
  • 1948 - Taça Hilacarmon
  • 1948 - Taça As Nações Unidas
  • 1948 - Taça SOBRASIL
  • 1948 - Taça Studebaker
  • 1948 - Taça Altino Brito
  • 1948 - Taça Prefeitura de Limoeiro
  • 1952 - Torneio Quadrangular
  • 1953 - Torneio Quadrangular de 28° aniversário
  • 1954 - Taça Alimonda Irmãos
  • 1956 - Taça Esperança
  • 1958 - Torneio Quadrangular "JK"
  • 1958 - Taça Cimal
  • 1959 - Taça Portugal
  • 1959 - Taça Rodoviária Estrela do Norte
  • 1960 - Taça Rodoviária Estrela do Norte
  • 1960 - Taça Desembargador Tomás Salustiano
  • 1961 - Quadrangular Alberto Santos
  • 1962 - Taça Berro D´agua
  • 1965 - Taça Severino Cruz
  • 1965 - Taça Mivaldo França
  • 1968 - Taça Rubem Moreira
  • 1968 -Taça Heleno do Ó
  • 1969 - Taça Br-230
  • 1969 - Taça General Paz de Lima
  • 1969 - Taça Independência
  • 1969 - Taça Garrastazu Médici
  • 1971 - Taça 31 de Março
  • 1971 - Torneio Cidade de São Luís
  • 1973 - Torneio Quadrangular Evaldo Cruz
  • 1973 - Taça Diários Associados
  • 1974 - Taça Café São Braz
  • 1974 - Taça Caranguejo
  • 1976 - Taça Polícia Militar
  • 1976 - Torneio Quadrangular Edgar Monteiro
  • 1979 - Torneio Pentagonal Cleto Marques de Almeida
  • 1986 - Taça Lúcia Braga
  • 1990 - Taça Dr. Gilvan Barbosa
  • 2003 - Taça João Lira Braga

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 56º
  • Pontuação: 2008 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Livros sobre o Treze[editar | editar código-fonte]

  • "Treze Futebol Clube - 80 anos de história" (2006), de Mário Vinícius Carneiro Medeiros.

Referências

  1. CBF
  2. CBF
  3. RNC - Ranking Nacional dos Clubes - Temporada 2013 (PDF) (em português) CBF (20 de dezembro de 2012). Visitado em 22 de dezembro de 2012.
  4. http://www.trezegalo.xpg.com.br/historia.html
  5. http://www.trezefc.com.br/secao.php?id=4
  6. http://www.ogol.com.br/confronto_equipas.php?op=ver_confronto&equipa_1=9786&equipa_2=3499&id_jogo=739658
  7. http://www.ogol.com.br/confronto_equipas.php?op=ver_confronto&equipa_1=3499&equipa_2=3171
  8. http://www.ogol.com.br/confronto_equipas.php?op=ver_confronto&equipa_1=3153&equipa_2=3499
  9. http://www.ogol.com.br/confronto_equipas.php?op=ver_confronto&equipa_1=13250&equipa_2=3499
  10. http://www.ogol.com.br/confronto_equipas.php?op=ver_confronto&equipa_1=9786&equipa_2=3499&id_jogo=739658
  11. http://www.ogol.com.br/confronto_equipas.php?op=ver_confronto&equipa_1=3130&equipa_2=3499
  12. http://www.campeoesdofutebol.com.br/taca_brasilzne.html
  13. http://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonatos_estaduais_de_futebol_do_Brasil#Campe.C3.B5es_estaduais_do_s.C3.A9culo_XXI
  14. http://www.agoraesportes.com.br/html/noticia.asp?not=21136
  15. http://blogdogersonnogueira.wordpress.com/2013/02/21/ibope-divulga-pesquisa-sobre-maiores-torcidas-do-pais/
  16. http://globoesporte.globo.com/pb/noticia/2011/12/pesquisa-aponta-que-o-treze-tem-maior-torcida-da-paraiba.html
  17. http://www.agoraesportes.com.br/html/noticia.asp?not=35809
  18. Em nova liminar, Justiça da PB manda a CBF excluir o Rio Branco da Série C GloboEsporte.com (6 de julho de 2012). Visitado em 23 de setembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.