Botafogo Futebol Clube (João Pessoa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Botafogo Futebol Clube
Botafogo Futebol Clube (PB).png
Nome Botafogo Futebol Clube (João Pessoa)
Alcunhas Belo
Botinha veneno
O alvi-negro da estrela vermelha
Xerifão do Nordeste
Torcedor/Adepto Alvinegro
Mascote Xerife
Fundação 28 de setembro de 1931 (83 anos)
Estádio Almeidão
Capacidade 25 770 pessoas
Localização Brasão de João Pessoa.svg João Pessoa, Paraíba PB, Brasil Brasil
Presidente Brasil Guilherme Novinho
Treinador Brasil Marcelo Vilar
Patrocinador João Pessoa Prefeitura Municipal de João Pessoa
Paraíba Governo do Estado da Paraíba
Brasil Gomes da Costa
Brasil Fibra Construtora
Brasil Redepharma
Brasil Carajás Home Center
Material esportivo Brasil Super Bolla
Competição BandeirasNordesteBrasil.gif Copa do Nordeste
Paraíba Campeonato Paraibano
Brasil Copa do Brasil
Brasil Campeonato Brasileiro
Divisão Paraíba Primeira Divisão
Brasil Série C
BandeirasNordesteBrasil.gif CN 2014
Paraíba PB 2014
Brasil CB 2014
Brasil C 2014
13º colocado
Campeão
2ª Fase
12° colocado
Paraíba PB 2013
Brasil D 2013
Campeão
Campeão
Paraíba PB 2012 4º colocado
Ranking nacional 800 pontos[1]

Brasil - 65º lugar Aumento(55)
Nordeste - 17º lugar Aumento(16)
Paraíba - 2° lugar Aumento(1)

Website botafogodaparaiba.com
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Botafogo Futebol Clube é uma agremiação esportiva brasileira da cidade de João Pessoa. Fundado em 28 de setembro de 1931 por um grupo de estudantes, é um dos clubes mais tradicionais do Estado da Paraíba.

Tem como mascote o xerife e suas cores são o preto e o branco. Na década de 1970, incorporou a cor vermelha no escudo em homenagem à Bandeira da Paraíba e para se diferenciar do distintivo do homônimo carioca. Sua principal alcunha é Belo[nota 1] e costuma mandar seus jogos no Estádio José Américo de Almeida Filho.

O Estádio José Américo de Almeida Filho teve a sua partida inaugural no dia 9 de março de 1975 no jogo entre o Botafogo da Paraíba contra o seu xará do Rio de Janeiro. O Botafogo carioca venceu por 2 a 0, sendo o primeiro gol da história do estádio marcado por Tiquinho aos 15 minutos. O estádio teve a sua reinauguração no dia 3 de junho de 2014 em uma partida contra o América de Natal, em que o Botafogo-PB perdeu por 1 a 0 com o gol de Jéferson.

É o clube que possui mais títulos do Campeonato Paraibano de Futebol, com 27 títulos, sendo cinco deles tricampeonatos (recordista da competição). É também o primeiro e único time da Paraíba a ter sido campeão oficialmente de uma das divisões do Campeonato Brasileiro de Futebol,[nota 2] ao ter vencido a Série D do Nacional de 2013.[2] [3]

Seu principal adversário é o Treze, com quem faz o Clássico Tradição, e o Campinense. Os três são os clubes de futebol de maior torcida da Paraíba.[4]

O Botafogo é o atual bicampeão da Paraíba (2013 e 2014) e o único representante paraibano na Série C de 2015.

História[editar | editar código-fonte]

Beraldo de Oliveira, Manoel Feitosa, Livonete Pessoa, José de Melo, Edson de Moura Machado e Enock foram os grandes que fundaram o Botafogo Futebol Clube. Depois de uma Assembleia , a 28 de setembro de 1931, eles se decidiram por este nome e fizeram então a primeira diretoria do clube.

A primeira diretoria do Botafogo ficou assim estabelecida:

  • Presidente: Olavo Rodrigues
  • Vice-presidente: Manoel Feitosa
  • Primeiro secretário: Livonete Pessoa
  • Segundo secretário: José de Melo
  • Tesoureiro: Edson de Moura Machado
  • Orador: Enock Lins

Primeiro Título[editar | editar código-fonte]

A caminhada do Botafogo começou no ano seguinte à fundação, em 1932, quando o clube ingressava na extinta Liga Suburbana. Seu primeiro jogo foi contra o São Bento, de Bayeux, que tornara-se o seu mais terrível adversário. O jogo entre ambos acabou registrando um empate em 2 x 2, na decisão do Campeonato Suburbano. Este resultado deu o primeiro título ao Botafogo.

Primeiro Título Estadual[editar | editar código-fonte]

O Botafogo ganhou o seu primeiro título estadual em 1936, decidindo com o Sol Levante num jogo disputado no dia 13 de dezembro daquele ano, vitória botafoguense por 3 x 2, resultado que lhe valeu a conquista do seu primeiro campeonato estadual. Lucas (2) e Pilota marcaram para o alvinegro. O campeão utilizou os seguintes atletas: Pagé, Euclides, Márcio Teixeira, Pedro Macaco, Lemos, Américo Filho, Tonico, Ronal, Lucas, Hélio e Evan Holmes.

Crescimento do Clube[editar | editar código-fonte]

O título deu mais ânimo ao clube e meses depois dava entrada de um ofício pedindo filiação à extinta Liga Desportiva Paraibana. Depois da filiação, o Botafogo passou a pensar na formação de uma boa equipe e como primeiro reforço contratou o goleiro Pagé, que tornou-se uma lenda do futebol paraibano.

Além de Pagé, o Botafogo trouxe do Palmeiras Miguel, Nilo, Euclides, Juarez e Humberto Sorrentino. Também chegava para o Botafogo Tonico (Antônio de Abreu e Lima), que mais tarde seria presidente do clube. Além de Tonico, o Botafogo trouxe do Vasco os atletas Hélio Falcão, Ireno Abreu de Figueiredo e José Laurentino. Mesmo com o time já formado, com a contratação de jogadores do Palmeiras e Vasco da Gama, o Botafogo queria muito mais e conseguiu dois jogadores da região: Júlio Milanez e Misael Barbosa, do Vencedor, um dos rivais do clube botafoguense na época. Com este elenco, o Botafogo tornou-se uma agremiação respeitada, principalmente porque seus torcedores passaram a cobrar vitórias, isso em razão da qualidade de cada jogador. O Botafogo é o maior vencedor do campeonato paraibano com 27 conquistas, enquanto o Campinense soma 18 troféus e em seguida vem o Treze Futebol Clube, 15 vezes campeão.

Matador de Tri-campeões[editar | editar código-fonte]

O Botafogo Futebol Clube foi apelidado pela revista Placar, como o "Matador de Tricampeões". Essa denominação surgiu devido as vitórias sobre o Flamengo-RJ no Maracanã por 2 a 1 e o Internacional-RS também por 2 a 1 no estádio Almeidão pelo Campeonato Brasileiro da Série A ambos em 1980. Esses dois clubes, no mesmo ano, tornaram-se tricampeões de seus estados e foram derrotados por um dos melhores elencos da história do Botafogo Futebol Clube.

Surgimento do apelido "Belo"[editar | editar código-fonte]

A expressão Belo, apelido pelo qual o clube é carinhosamente chamado por sua torcida, nasceu da vibração de um gol. Ao presenciar um golaço do Botafogo, Antônio de Abreu e Lima (conhecido por Tonico), na época conselheiro do clube, gritou com tanta intensidade e vibração o adjetivo, que levou os torcedores a se unirem e gritarem juntos.

Recorde de Público[editar | editar código-fonte]

No ano de 1998, o Botafogo realizou uma de suas melhores campanhas de todos os tempos no futebol estadual. Campeão do 1º, 2º e 3º turnos, levou um público de 44.268 pessoas para assistirem à partida decisiva do campeonato, entre Botafogo vs Campinense. Na ocasião, o Botafogo,venceu os rubro-negros de Campina Grande por 2x0.

Campeão da Copa Paraíba 2010[editar | editar código-fonte]

O Botafogo foi campeão da Copa Paraíba 2010, o Botafogo teve 4 jogos, venceu 3 e perdeu apenas 1, no segundo turno o Botafogo teve 2 vitórias, um empate e uma derrota, o Botafogo venceu o primeiro turno, e o CSP venceu o segundo turno, o Botafogo foi campeão por ser o melhor time na classificação geral, com 8 jogos, tendo 5 vitórias, 1 empate e 2 derrotas.

Campeão Paraibano de 2013[editar | editar código-fonte]

O Botafogo foi Campeão Paraibano 2013 quebrando um jejum de 9 anos sem título. Após perder o primeiro jogo da final para o Treze no Almeidão por 1 x 0, o time da capital precisava vencer no Amigão por um placar de 2 x 0 para se sagrar campeão. O clube acaba alcançando o placar de 3 x 0 em pleno Estádio Amigão em Campina Grande, calando quase 18 mil trezeanos. Os três gols foram marcados no segundo tempo por Wanderley, aos 22, Hércules, aos 26, e Ferreira (Pênalti), aos 48 minutos do 2º tempo. O Clube chegou ao seu 26° título Paraibano, aumentando a diferença de títulos para o segundo colocado, o Campinense Clube. O Artilheiro do Campeonato foi o botafoguense Warley, que venceu o seu terceiro título seguido com os três maiores clubes do estado. O Botafogo teve um total de 18 vitórias, 7 empates e 7 derrotas no campeonato.

Campeão Brasileiro Série D 2013[editar | editar código-fonte]

O Botafogo conseguiu a vaga na Série C de 2014 após derrotar o Tiradentes - CE nas quartas de final. Venceu o primeiro jogo em casa, no Almeidão, de virada, por 2 x 1, e o jogo da volta, em Fortaleza, por 1 x 0.

Na primeira fase, o Belo esteve no grupo A4 com equipes tradicionais do Nordeste, como Sergipe e CSA. Ainda compunham o grupo: Juazeirense e Vitória da Conquista, da Bahia. O time paraibano terminou a primeira fase na liderança, com 17 pontos, seguido do Sergipe, com 16.

Nas oitavas de final, o adversário foi o Central-PE. Derrota em Pernambuco no primeiro jogo por 3 x 1. No jogo da volta, em uma partida épica, o campeão paraibano devolveu os mesmos 3 x 1 e se classificou nos pênaltis, vencendo por 5 x 3.

Nas quartas, o adversário foi o Tiradentes - CE, time de melhor campanha da primeira fase e sensação do campeonato. Venceu as duas partidas contra este adversário e garantiu vaga na série C do próximo ano.

Vale ressaltar nesta campanha vitoriosa a consagração de Warley como ídolo da torcida. O alvinegro da estrela vermelha ganhou também outro ídolo, Lenílson. O goleiro Remerson também saiu por cima, e o treinador Marcelo Vilar escreveu novamente seu nome na história do clube paraibano.

O adversário na semifinal foi o Salgueiro - PE, com o primeiro jogo em Salgueiro, onde o belo venceu por um placar de 2 x 1, e no jogo de volta, no Almeidão, se consagrou com uma vitória de 2 x 0. O adversário para a inédita final do Campeonato Brasileiro da Série D foi o Juventude/RS, que passou pelo o Tupi/MG. Após perder por 2 x 1 o primeiro jogo da final na Arena do Grêmio, o segundo jogo da grande final aconteceu em João Pessoa, onde mais de 20 mil torcedores viram o Botafogo conquistar o seu mais importante título ao vencer o jogo por 2 a 0 no Almeidão, e o Botafogo é campeão brasileiro da Série D, em 2013. O Botafogo entrou para a história, sendo o primeiro clube paraibano a conquistar um título nacional.

Campeão Paraibano de 2014[editar | editar código-fonte]

O Botafogo foi bicampeão estadual, conquistando mais uma vez o campeonato na casa do adversário, o primeiro jogo ocorreu no estádio Almeidão em João Pessoa, o segundo jogo ocorreu no estádio Amigão em Campina Grande desta vez o Botafogo conquistou o campeonato em cima do Campinense Clube, o primeiro jogo aconteceu em João Pessoa, 3 a 0 para o Botafogo com gols de Doda aos 18 minutos do primeiro tempo, o segundo gol saiu de um pênalti do zagueiro Edson Veneno que botou a mão na bola, Pio foi para a cobrança e fez 2 a 0 para o Botafogo aos 24 minutos do primeiro tempo, o terceiro gol foi aos 22 minutos do segundo tempo gol do lateral direito Ferreira fechando o placar para o Botafogo, o segundo jogo aconteceu em Campina Grande com o placar de 0 a 0 que deu o bicampeonato ao time que mais vezes conquistou campeonatos paraibanos.

Campeonato Brasileiro Série C 2014[editar | editar código-fonte]

O Botafogo após conquistar o campeonato estadual de 2014, começou bem pela Série C vencendo o "Clássico Tradição" na primeira rodada contra o Treze FC por 3 a 2 no Estádio Almeidão, e fora de casa venceu o Treze por 1 a 0 no Estádio Presidente Vargas pela décima rodada, o Botafogo teve uma boa participação na Série C 2014, estando desde a primeira rodada no g4, na rodada 18 o time saiu do g4 perdendo para o Águia de Marabá por 2 a 1 no Estádio Zinho Oliveira, esta derrota não custou apenas a classificação do Botafogo para o mata-mata, o resultado também contribuiu para o rebaixamento do Treze FC para a Série D de 2015, apesar de fatores extra-campos como a possibilidade de ser excluido da Série C terem influenciado de certa forma, o time do Botafogo lutou até onde pode para alcançar o sonho de ser o primeiro clube pessoense a jogar a Série B na era dos pontos corridos.

Preparação para a temporada de 2015[editar | editar código-fonte]

No dia 08 de dezembro de 2014, o Botafogo apresentou o elenco em um jantar no Clube Cabo Branco, o elenco disputará o Campeonato Paraibano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série C, a apresentação contou com a ilustre presença do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo, e do Governador do estado da Paraíba Ricardo Coutinho, o Botafogo tem presentes em seu elenco em cada posição, Goleiro: Genivaldo, Remerson, Edson, Lateral Esquerdo: Alex Cazumba e Glaybson, Lateral Direito: Lucas Mendes, Toty, Toninho e Gustavo Amaral, Zagueiro: Walter, Roberto Dias, Mauro, Carlinho Rech, Volante: Zaquel, Guto, Nata, Hercules, Meia: Doda, Bismarck, Chapinha, Fábio Gama, Maurício Curiel, Atacante: Rafael Oliveira, Jonathan Belusso, Jeorge, Romarinho e Juninho, antes da apresentação, o Botafogo havia anunciado que teriam duas contratações surpresas, que no caso foram o Zagueiro Roberto Dias e o Atacante Jonathan Belusso, o Botafogo começou os trabalhos físicos no dia 9 de dezembro de 2014.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Troféu Campeonato Brasileiro - Série D 2011.png Campeonato Brasileiro - Série D 1 2013
Regionais
Competição Títulos Temporadas
Paraíba/Pernambuco Torneio Paraiba/Pernambuco 1 1953
Paraíba/Rio Grande do Norte Torneio Quadrangular Paraiba/Rio Grande do Norte 2 1954, 1964
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Bandeira da Paraíba.svg Campeonato Paraibano 27 1936, 1937, 1938, 1944, 1945, 1947, 1948, 1949, 1953, 1954, 1955, 1957, 1968, 1969, 1970, 1975, 1976, 1977, 1978, 1984, 1986, 1988, 1998, 1999, 2003, 2013 e 2014
Bandeira da Paraíba.svg Torneio de Início Paraibano 15 1937, 1940, 1941, 1946, 1949, 1960, 1961, 1962, 1967, 1970, 1978, 1981, 1989, 1991 e 1992
Bandeira da Paraíba.svg Copa Paraíba 1 2010
Bandeira da Paraíba.svg Torneio Cidade de João Pessoa 1 1966
Bandeira da Paraíba.svg Torneio Quadrangular de João Pessoa 1 1954
Bandeira da Paraíba.svg Torneio da Amizade - João Pessoa/Campina Grande 2 1955 e 1963

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

  • Torneio Eunice Weaver: 1945.
  • Paraíba Torneio Extra da FPF (Big Five): 1947.
  • Torneio Quadrangular Governador José Américo de Almeida: 2 vezes (1951 e 1955).
  • Torneio Quadrangular Juscelino Kubitschek: 1958.
  • Torneio Aloizio Lira: 1963.
  • Paraíba Torneio Quadrangular Festival da Bola: 1967.
  • Torneio Quadrangular Prefeito Damásio Franca: 1969.
  • Torneio Quadrangular Edme Tavares: 1970.
  • Torneio Governador Ernani Sátiro: 1971.
  • Torneio Carlos Pereira de Carvalho: 1972.
  • Torneio Paralelo (entre clubes nordestinos fora do Campeonato Brasileiro): 1975.
  • Torneio Quadrangular Governador Ivan Bichara: 1976.
  • Torneio Raiff Ramalho: 1978
  • Torneio Heleno Nunes: 1978
  • Taça ACEP: 1981.
  • Taça Mané Garrincha: 1983.
  • Paraíba Torneio Seletivo para o Campeonato Brasileiro da Série C: 1999.
  • Torneio 1° de Dezembro: 1999.
  • Copa Verão: 2002.

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações em 2015
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P Aumento R Baixa
Paraíba Campeonato Paraibano 77 Campeão (27 vezes) 1934 2015
BandeirasNordesteBrasil.gif Copa do Nordeste 12 Semifinal (1976) 1976 2015
Brasil Campeonato Brasileiro 7 19º colocado (1985) 1976 1986
Série B 5 4º colocado (1984) 1972 1989
Série C 12 3º colocado (1988 e 2003) 1988 2015
Série D 1 Campeão (2013) 20013 2013 1
Copa do Brasil 12 2ª Fase (2011 e 2014) 1989 2015

Últimas dez temporadas[editar | editar código-fonte]

Brasil Brasil BandeirasNordesteBrasil.gif Nordeste Paraíba Paraíba
Ano Campeonato Brasileiro [5] Copa do Brasil [6] Copa do Nordeste Campeonato Paraibano [7]
Div Pos Pts J V E D GP GC Fase Máxima Fase Máxima Div Pos
2006 C 53º 4 6 1 1 4 8 12 1ª Fase 1D
2007 1D
2008 1D
2009 1D
2010 1ª Fase 1D
2011 2ª Fase 1D
2012 1D
2013 D 35 16 11 2 3 28 15 1D
2014 C 12º 25 18 6 7 5 20 19 2ª Fase 1ª Fase 1D
2015 C A disputar A disputar A disputar 1D A/d


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Copa Libertadores da América
     Classificado à Copa Sul-Americana
     Rebaixamento
     Acesso

Futebol profissional[editar | editar código-fonte]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

[8]

Legenda:

  • Capitão: Capitão
  • Prata da casa.: Prata da casa
  • Lesionado: Jogador no DM
  • Suspenso.: Jogador suspenso
  • Vindo de Empréstimo: Jogador Emprestado


Goleiros
Jogador
Brasil Genivaldo
Brasil Remerson
Brasil Edson
Brasil Adrezon
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Walter Z
Brasil Mauro Z
Brasil Roberto Dias Z
Brasil Carlinhos Rech Z
Brasil Alex Cazumba L
Brasil Gustavo Pastuch L
Brasil Lucas Mendes L
Brasil Toty L
Brasil Glaybson L
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Hércules V
Brasil Nata V
Brasil Zaquel V
Brasil Guto V
Brasil Djavan V
Brasil Jackson V
Brasil Doda M
Brasil Bismarck M
Brasil Fábio Gama M
Brasil Hernandez M
Brasil Chapinha M
Atacantes
Jogador
Brasil Rafael Oliveira
Brasil Romarinho
Brasil Juninho
Brasil Evandro
Brasil Jeorge
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Marcelo Vilar T

Jogadores Revelados[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Atual
Carlos Eduardo de Souza Tomé (Dudu Paraíba) Śląsk Wrocław-POL
Raphael Barbosa de Freitas (Raphael) Picos-PI
Clóvis Bernardo de Souza (Clóvis) Internacional/PB-BRA
Micerlânio Fernandes da Silva (Fernandes) São Caetano-SP
Alisson Silva Rodrigues (Da Silva) São Bento-BRA
Severino Ramos Durval (Durval) Sport-PE

Maiores Artilheiros da história do Clube[editar | editar código-fonte]

  • Brasil Chico Matemático

Marcou 107 gols vestindo a camisa do Botafogo

  • Brasil Agnaldo

Marcou 101 gols vestindo a camisa do Botafogo

jogador que mais vestiu a camisa do Belo[editar | editar código-fonte]

  • Brasil Washington Luíz

438 jogos em 11 anos

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Betinho

Chico Matemático

Agnaldo

Washington Luiz

Lúcio Surubim

Magno Santos Cerqueira

Cícero Ferreira da Silva

Fernando Antônio Cavalcante

Dentinho

Peta

Silvinho

Genivaldo

Warley

Nilson Sergipano

Maurício Cabedelo

Papá


Missinho



Cores e Símbolos[editar | editar código-fonte]

Até meados do mês de abril de 1979, o pavilhão do Botafogo Futebol Clube (PB) era idêntico ao do Botafogo de Futebol e Regatas (RJ). A bandeira ou pavilhão, orgulho maior do Clube, era formado por listras horizontais, cinco pretas e quatro brancas, tendo ao ângulo superior esquerdo o símbolo do BOTAFOGO inscrito num quadrado preto cujo lado corresponderá à largura de cinco listras. O símbolo do Botafogo é uma estrela branca de cinco pontas denominada Estrela Solitária, tendo uma das pontas orientadas para o Zênite.

José Américo de Almeida Filho, ex-atleta do Clube Botafogo de Futebol e Regatas (RJ), quando posteriormente presidente do nosso Botafogo Futebol Clube (PB), conseguia como doação todo material esportivo do clube carioca (camisas, calções e meiões), todos idênticos ao do B.F.R. (RJ).

Em 20 de abril de 1979 o estatuto do Botafogo Futebol Clube foi alterado e posteriormente homologado pelo presidente da Federação Paraibana de Futebol, Sr. Genival Leal de Menezes, tendo sido publicado no Diário Oficial do Estado no dia 24 de maio daquele ano, data em que o Botafogo F.C. adotou o pavilhão retangular formado por listras horizontais, sendo cinco pretas e quatro brancas, tendo no ângulo superior esquerdo um retângulo branco, onde se dará destaque ao escudo do Botafogo, escudo esse de cor preta e uma estrela vermelha de cinco pontas ao centro.

A cor da estrela branca, que foi mudada para a cor vermelha, deve-se à sugestão do radialista e grande locutor esportivo Ivan Tomáz, que na oportunidade justificou: "para diferenciar do Botafogo F.R. do Rio de Janeiro, a estrela vermelha, juntamente com o escudo preto, lembraria as cores da bandeira do estado da Paraíba".

No dia 22 de dezembro de 1996, data da posse da nova diretoria do Botafogo F.C., quando alguns sócios ainda tinham dúvidas e chamavam o time pessoense de tricolor, José Maria Tavares de Melo Neto disse que o Botafogo não é tricolor, é alvinegro e não deveria ser chamado de tricolor e sim de: "O alvinegro da estrela vermelha", como ficou conhecido a partir daquele momento. Entretanto, consoante o hino do clube, o Botafogo é tricolor, como vemos na segunda e última estrofes a seguir: "Branca, preta e vermelha do Tricolor do Contorno são as cores. [...] O nosso Tricolor é sempre campeão porque nosso timão tem muito mais vigor".

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O Botafogo é detentor de uma área de exatos 9,6 hectares. Localizada no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa, a Maravilha do Contorno é a sede administrativa do clube pessoense, além de contar com completa estrutura para treinos, reuniões, hospedagem, dentre outros. O Botafogo ainda possui uma loja, a Belomania, localizada no bairro da Torre, no Posto Opção, na Avenida Rui Barbosa. A Loja Oficial do Botafogo vende produtos desde simples chaveiros a abridores de latas, tudo com a marca do Botafogo.

Seu CT Maravilha do Contorno fica em uma área de 9,6 hectares, no bairro do Cristo Redentor, onde está situada a sede administrativa, estão instalados dois campos de futebol (Pinheirão e Joaquim Almeida Sobrinho) com medidas oficiais, além de ampla estrutura para concentração dos atletas, como alojamento, refeitório, vestiários, sala de musculação, sala de preleção e sala de troféus.

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

Os grandes rivais do Botafogo-PB são o Treze Futebol Clube, com quem faz o "clássico tradição", o Campinense Clube, no chamado "clássico emoção" e o Auto Esporte Clube, time da mesma cidade, com o clássico conhecido como "Botauto".

Torcidas Organizadas[editar | editar código-fonte]

Decisão do Estadual 2006 - Botafogo 2x1 Treze - Almeidão
  • """ TOB - Torcida Organizada do Botafogo - Fundada em 1975 - posicionada na arquibancada sombra ( quem tiver fotos, peço que divulguem )
  • """ FORÇA JOVEM DO BOTAFOGO - Fundada em 1976 - posicionada na arquibancada sombra ( quem tiver fotos , peço que divulguem )
  • Torcida Jovem do Botafogo - fundada no dia 23 de março de 1997. Posiciona-se na Arquibancada Sol (Lado Esquerdo).
  • Torcida Organizada Império Alvi-Negro - fundada no dia 18 de junho de 2004. Posiciona-se na Arquibacada Sombra (Centro).
  • Torcida Organizada Fogomania - Posiciona-se na Arquibancada Sombra (Lado Esquerdo).
  • Força Independente Anjinhos do Belo - fundada no dia 30 de Junho de 1999. Posiciona-se na Arquibancada Sol (Centro).
  • Fúria Independente do Botafogo - Fundada no dia 15 de Agosto de 2008. Posiciona-se na Arquibancada Sol (Lado Direito).

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 77º
  • Pontuação: 800 pontos

Futebol Feminino[editar | editar código-fonte]

Em 2009, o Botafogo inaugurou o departamento de futebol feminino. Participou da Copa do Brasil de Futebol Feminino de 2009, sem êxito, devido à precariedade da preparação, mas investiu no trabalho de 1 ano para a disputa do campeonato do ano seguinte. E foi em 2010 que o clube conseguiu projeção nacional ao disputar e vencer os três primeiros jogos, um deles contra o todo poderoso São Francisco da Bahia, que por pouco não leva uma goleada das meninas do Belo. No jogo de volta foi derrotado pelo mesmo São Francisco, fora de casa, mas saiu da competição chamando a atenção pelo volume de jogo e pela qualidade técnica apresentada.[carece de fontes?]

Time base: Élida, Fafá, Rincon, Vivi e Jamayra; Janaína, Ronaldinha, Jaciara e Ledjane; Kelly e Joana, além de Monique Somose (Ex-seleção brasileira) Carol Frisanco (ex-seleção brasileira) Jennifer Teles(Campeã paulista 2011)

Livros sobre o Botafogo Paraibano[editar | editar código-fonte]

  • "Memória do Botafogo", livro do professor Raimundo Nóbrega.

Notas

  1. A expressão Belo, apelido pelo qual o clube é carinhosamente chamado por sua torcida, nasceu da vibração de um gol. Ao presenciar um golaço do Botafogo, Antônio de Abreu e Lima (conhecido por Tonico), na época conselheiro do clube, gritou com tanta intensidade e vibração o adjetivo que levou os torcedores a se unirem e gritarem juntos.
  2. O Segunda Divisão de 1986, do qual o Treze foi um dos quatro vencedores de grupo, jamais foi homologada pela Confederação Brasileira de Futebol como competição nacional oficial. Aquela época, serviu como torneio de acesso para a Primeira Divisão naquela mesma temporada

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Botafogo Futebol Clube (João Pessoa)