Campeonato Brasileiro de Futebol de 2013 - Série C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2013 - Série C
Brasileirão 2013 - Série C
Brasil
Dados
Participantes 21
Organização CBF
Período 1 de junho1 de dezembro
Gol(o)s 514
Jogos 214
Média 2,4 gol(o)s por partida
Campeão Pernambuco Santa Cruz (1º título)
Vice-campeão Maranhão Sampaio Corrêa
Promovido(s) Santa Cruz
Sampaio Corrêa
Luverdense
Vila Nova
Rebaixado(s) Brasiliense
CRAC
Grêmio Barueri
Baraúnas
Rio Branco
Melhor marcador Assisinho (Fortaleza) – 12 gols
Melhor ataque (fase inicial) Fortaleza – 38 gols
Melhor defesa (fase inicial) 13 gols:
Maiores goleadas
(diferença)
Madureira Rio de Janeiro 6–0 São Paulo Grêmio Barueri
Estádio Conselheiro GalvãoRio de Janeiro
10 de agosto, Grupo B
 
Santa Cruz Pernambuco 6–0 Paraíba Treze
Estádio do ArrudaRecife
10 de agosto, Grupo A
 
Fortaleza Ceará 6–0 Acre Rio Branco
Estádio Presidente VargasFortaleza
21 de agosto, Grupo A
◄◄ Brasil Série C 2012 Soccerball.svg Série C 2014 Brasil ►►

A Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2013 foi uma competição de futebol realizada no Brasil, equivalente à terceira divisão. Contando como a 24ª edição da história, foi disputada por 21 clubes, onde os quatro mais bem colocados tiveram acesso à Série B de 2014 e os dois últimos colocados de cada grupo na primeira fase foram rebaixados à Série D de 2014.

Após conciliação realizada no Superior Tribunal de Justiça, o Rio Branco foi reintegrado a competição após ser excluído em 2012 após determinação judicial requerida pelo Treze.[1] Com o acréscimo de uma equipe, excepcionalmente um dos grupos conta com 11 equipes e o outro com 10. A CBF definiu que cinco equipes seriam rebaixadas para a Série D, sendo três equipes do grupo A e duas do grupo B.[2]

Os jogos tiveram uma pausa durante a Copa das Confederações de 2013, realizada entre junho e julho no Brasil. A competição teve duas rodadas disputadas antes da paralisação.[3]

O título da competição foi disputado entre Santa Cruz e Sampaio Corrêa, duas equipes do nordeste do Brasil. Na primeira partida, em São Luís, empate sem gols.[4] No jogo da volta, no Recife, o Santa Cruz venceu por 2–1 e conquistou pela primeira vez um título em uma divisão do Campeonato Brasileiro.[5] Além das finalistas, Luverdense e Vila Nova obtiveram o acesso à Série B de 2014.

Dentre as equipes rebaixadas à Série D de 2014, o Rio Branco foi o primeiro a ter o descenso confirmado com a derrota de 2–1 para o Brasiliense na Arena da Floresta, em 11 de setembro pela 13ª rodada.[6] Duas rodadas depois, o Baraúnas também foi rebaixado com a derrota por 3–1 para o Santa Cruz, em Goianinha.[7] Os últimos rebaixados foram definidos somente na última rodada: CRAC e Grêmio Barueri caíram em 12 de outubro; o primeiro após empatar fora de casa com o Guarani e o segundo, mesmo com a vitória na Arena Barueri contra o Madureira.[8] [9] Já o Brasiliense caiu no dia 13 de outubro, após ser derrotado em casa para o Cuiabá.[10]

Com a exclusão do Betim em disputar a Série C de 2014, o CRAC acabou sendo mantido na terceira divisão no lugar do clube mineiro.[11]

Formato e regulamento[editar | editar código-fonte]

Assim como em 2012, inicialmente os clubes participantes foram divididos em dois grupos de 10 clubes cada, totalizando 18 partidas na fase de classificação. Com o acréscimo de uma equipe no grupo A, excepcionalmente as três piores equipes deste e as duas piores do grupo B caíram para a Série D de 2014.[2] Os quatro melhores de cada grupo avançaram para a fase eliminatória, para as etapas de quartas-de-final, semifinal e final. Os semifinalistas conquistaram o acesso para disputar a Série B de 2014.[12]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate em pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate seriam aplicados na seguinte ordem:[12]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Transmissão[editar | editar código-fonte]

A TV Brasil transmitiu a competição, com no máximo dois jogos por rodada em rede nacional,[13] além de permitir que as emissoras da Rede Pública de Televisão transmitissem outros jogos em âmbito local (dentre as emissoras, a TV Ceará, a TV Universitária Recife e a TVE Alagoas).[14]

A TV Diário (emissora afiliada à TV Verdes Mares no Ceará e paralela à Rede Globo) também adquiriu os direitos de transmissão com exclusividade somente para os jogos do Fortaleza quando não fosse transmitido para o Estado do Ceará (região local) em nenhuma outra emissora de TV aberta, no caso a TV Ceará (emissora afiliada à TV Brasil), sendo que a transmissão da TV Diário só poderia ocorrer aos finais de semana e ainda sem o mando de campo do clube cearense.[15]

Além da TV Brasil e da TV Diário, o SporTV, canal de esportes por assinatura da Globosat, transmitiu dois jogos por rodada com exclusividade dentre as emissoras de TV por assinatura.[carece de fontes?]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de Futebol de 2013 - Série C (Brasil)
Red pog.svg
Localização dos times por Estado.
Equipe Cidade Estado Em 2012 Estádio Capacidade[16] Títulos Participações
Águia de Marabá Marabá Pará PA 15º Zinho de Oliveira 5 000 0 (não possui) 8
Baraúnas Mossoró Rio Grande do Norte RN 3º (Série D) Nogueirão 3 500 0 (não possui) 6
Betim[a] Betim Minas Gerais MG 19° (Série B) Arena do Calçado 10 000 0 (não possui) 9
Brasiliense Taguatinga Distrito Federal (Brasil) DF 10º Boca do Jacaré 27 000 1 (2002) 5
Caxias Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS Centenário 22 132 0 (não possui) 14
CRAC Catalão Goiás GO 2º (Série D) Genervino da Fonseca 7 500 0 (não possui) 3
CRB Maceió Alagoas AL 17° (Série B) Rei Pelé 17 126 0 (não possui) 5
Cuiabá Cuiabá Mato Grosso MT 16º Dutrinha[b] 4 500 0 (não possui) 4
Duque de Caxias Duque de Caxias Rio de Janeiro RJ Marrentão 3 334 0 (não possui) 3
Fortaleza Fortaleza Ceará CE Presidente Vargas (CE) 20 268 0 (não possui) 10
Grêmio Barueri Barueri São Paulo SP 20° (Série B) Arena Barueri 31 452 0 (não possui) 2
Guarani Campinas São Paulo SP 18° (Série B) Brinco de Ouro 29 130 0 (não possui) 3
Luverdense Lucas do Rio Verde Mato Grosso MT Passo das Emas 4 000 0 (não possui) 7
Macaé Macaé Rio de Janeiro RJ Moacyrzão 15 000 0 (não possui) 6
Madureira Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 12º Conselheiro Galvão 4 272 0 (não possui) 11
Mogi Mirim Mogi Mirim São Paulo SP 4º (Série D) Vail Chaves 19 900 0 (não possui) 7
Rio Branco[c] Rio Branco Acre AC Arena da Floresta 13 700 0 (não possui) 11
Sampaio Corrêa São Luís Maranhão MA 1º (Série D) Castelão 40 000 1 (1997) 10
Santa Cruz Recife Pernambuco PE 14º Arruda 60 044 0 (não possui) 3
Treze Campina Grande Paraíba PB 13º Presidente Vargas (PB)[d] 13 000[17] 0 (não possui) 12
Vila Nova Goiânia Goiás GO 11º Serra Dourada 42 000 1 (1996) 7

Estádios[editar | editar código-fonte]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Pernambuco Santa Cruz 34 20 10 4 6 31 19 +12 Classificados à próxima fase
2 Mato Grosso Luverdense 34 20 10 4 6 30 20 +10
3 Paraíba Treze 33 20 10 3 7 27 33 –6
4 Maranhão Sampaio Corrêa 33 20 9 6 5 34 19 +15
5 Ceará Fortaleza 32 20 9 5 6 38 23 +15
6 Alagoas CRB 32 20 9 5 6 24 17 +7
7 Pará Águia de Marabá 31 20 9 4 7 30 27 +3
8 Mato Grosso Cuiabá 30 20 8 6 6 31 21 +10
9 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 30 20 8 6 6 20 21 –1 Rebaixados à Série D de 2014
10 Rio Grande do Norte Baraúnas 13 20 4 1 15 17 44 –27
11 Acre Rio Branco 6 20 2 0 18 8 46 –38

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  AGM BAR BRS CRB CUI FOR LUV RBR SAM STC TRE
Águia de Marabá 3–1 2–1 1–0 0–0 1–1 4–0 1–0 0–2 1–1 5–2
Baraúnas 0–3 0–1 0–3 2–6 1–4 0–1 2–1 1–0 1–3 0–2
Brasiliense 2–0 0–0 0–0 1–2 1–0 0–1 1–0 2–1 0–0 2–2
CRB 3–1 3–2 0–1 1–1 2–0 2–0 2–0 1–0 2–1 0–1
Cuiabá 3–0 3–1 1–2 1–1 1–1 1–2 3–0 1–0 1–3 4–0
Fortaleza 2–2 3–0 2–2 3–0 3–0 2–1 6–0 2–2 2–0 3–2
Luverdense 3–0 2–0 1–0 2–2 1–1 2–0 4–0 2–2 3–1 4–0
Rio Branco 1–2 1–3 1–2 1–0 0–2 0–2 1–0 0–3 0–2 1–2
Sampaio Corrêa 0–1 4–1 5–1 2–1 0–0 2–1 1–1 2–1 3–0 4–2
Santa Cruz 3–2 0–2 2–0 0–0 1–0 2–1 2–0 4–0 0–0 6–0
Treze 2–1 1–0 1–1 0–1 2–0 2–0 1–0 3–0 1–1 1–0
     Vitória do mandante
     Vitória do visitante
     Empate

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Rio de Janeiro Macaé 31 18 9 4 5 27 20 +7 Classificados à próxima fase
2 Goiás Vila Nova 29 18 8 5 5 20 13 +7
3 Rio Grande do Sul Caxias 29 18 8 5 5 17 15 +2
4 Minas Gerais Betim 28 18 7 7 4 21 17 +4
5 São Paulo Mogi Mirim 27 18 8 3 7 23 18 +5
6 São Paulo Guarani 24 18 5 9 4 15 13 +2
7 Rio de Janeiro Duque de Caxias 19 18 4 7 7 19 22 –3
8 Rio de Janeiro Madureira 19 18 3 10 5 17 17 0
9 Goiás CRAC1 17 18 4 5 9 12 20 –8 Rebaixados à Série D de 2014
10 São Paulo Grêmio Barueri 17 18 4 5 9 20 36 –16

1O CRAC se manteve na Série C em 2014 devido a exclusão do Betim da competição.[11]

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  BET CAX CRAC DCA GBR GUA MAC MAD MOG VIL
Betim 0–1 3–2 1–0 3–3 0–1 3–0 1–0 2–1 0–0
Caxias 1–2 3–0 0–0 1–1 0–0 2–1 0–0 1–0 2–1
CRAC 0–0 0–1 0–0 2–0 0–0 1–0 1–2 0–1 1–0
Duque de Caxias 3–2 1–0 1–1 1–3 2–1 1–1 0–0 3–1 1–1
Grêmio Barueri 1–1 0–2 1–0 3–2 1–1 1–3 2–0 0–1 2–3
Guarani 1–2 0–1 1–1 1–0 0–0 4–4 0–0 1–0 2–0
Macaé 0–0 2–0 2–1 1–0 4–0 0–1 2–1 2–1 0–1
Madureira 1–1 1–1 0–2 2–1 6–0 0–0 2–2 0–0 1–3
Mogi Mirim 2–0 2–1 4–0 3–2 3–1 1–1 1–2 1–1 1–0
Vila Nova 0–0 4–0 1–0 1–1 3–1 1–0 0–1 0–0 1–0
     Vitória do mandante
     Vitória do visitante
     Empate

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Fase final[editar | editar código-fonte]

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Quartas-de-final Semifinais Final
 19 de outubro a 3 de novembro  2 a 17 de novembro  24 de novembro e 1 de dezembro
                                     
 Paraíba Treze 1 0 1  
 Goiás Vila Nova* 0 2 2  
   Goiás Vila Nova 0 1 1  
   Maranhão Sampaio Corrêa 0 2 2  
 Maranhão Sampaio Corrêa* 5 1 6
 Rio de Janeiro Macaé 3 1 4  
   Maranhão Sampaio Corrêa 0 1 1
   Pernambuco Santa Cruz 0 2 2
 Rio Grande do Sul Caxias 1 0 1  
 Mato Grosso Luverdense* 2 2 4  
   Mato Grosso Luverdense 0 1 1
   Pernambuco Santa Cruz 2 2 4
 Minas Gerais Betim 0 1 1
 Pernambuco Santa Cruz* 1 2 3

*Classificados à Série B de 2014.

Questões judiciais[editar | editar código-fonte]

Além da reinclusão do Rio Branco na competição após conciliação entre a CBF e o Treze, realizada no Superior Tribunal de Justiça, a edição de 2013 da Série C foi marcada por outras polêmicas judiciais.

Caso Duque de Caxias[editar | editar código-fonte]

O Duque de Caxias foi alvo do Superior Tribunal de Justiça Desportiva no início de agosto, quando foi ameaçado de perder seis pontos em decorrência da suposta escalação irregular do meia Rafinha em duas partidas. Segundo a denúncia, o jogador Rafael de Sá Rodrigues tinha contrato válido com o clube até o dia 23 de abril e não teve seu nome informado no Boletim Informativo Diário antes dos jogos contra Macaé e Madureira, na 3ª e na 4ª rodada.[19]

Em julgamento realizado no dia 16 de agosto de 2013, a equipe fluminense foi absolvida com quatro votos a favor e apenas um contra. Em sua defesa, o Tricolor da Baixada provou que Rafinha renovou o contrato com o clube em 2011 por mais cinco anos. Essa renovação constava no Boletim Informativo de Registro de Atletas da Federação de Futebol do Rio de Janeiro, mas não havia entrado no Boletim Informativo Diário por conta de um erro da CBF.[20]

Entretanto, no dia 4 de setembro de 2013, o Duque de Caxias foi mais uma vez punido pelo STJD, dessa vez por conta da escalação de Rafinha na 5ª e na 6ª rodada, contra Betim e Guarani. Foram retirados da equipe três pontos por cada partida em que a irregularidade foi cometida, além de mais três pontos obtidos pela vitória em uma dessas partidas (3 a 2 contra o Betim), totalizando nove pontos.[21] No dia seguinte, a diretoria do Duque de Caxias publicou uma nota oficial informando que o clube irá recorrer da decisão.[22]

No dia 19 de setembro, o Duque de Caxias foi enfim absolvido após julgamento no Pleno do STJD. Por unanimidade, o júri entendeu que a equipe fluminense não agiu de má fé e foi induzida ao erro pela CBF. A entidade enviou um ofício ao Tribunal admitindo que houve uma falha no sistema do BID ao aceitar uma segunda prorrogação de contrato com alteração salarial, o que na realidade não é permitido. Ao perceber o erro, a CBF tirou Rafinha do BID acumulado, mas não do eletrônico, e nem sequer comunicou ao clube.[23] Dessa forma, o Duque de Caxias manteve os pontos obtidos dentro de campo.

Caso Betim[editar | editar código-fonte]

Primeiramente, o Betim foi punido com a perda de seis pontos pelo Comitê Disciplinar da FIFA, sob o aval do Tribunal Arbitral do Esporte. Tal decisão ocorreu por conta de uma dívida com o Nacional da Ilha da Madeira, de Portugal, referente à contratação do lateral-direito Luizinho, no ano de 2006, quando a equipe ainda se chamava Ipatinga Futebol Clube.

O clube de Minas Gerais não aceitou a perda dos pontos e acionou a Justiça Comum antes de esgotadas todas as instâncias da Justiça Desportiva, descumprindo uma decisão internacional. Assim, no dia 9 de setembro de 2013, o Betim foi excluído do Campeonato Brasileiro da Série C após decisão unânime do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.[24]

A defesa do clube alegou que o Betim só acionou a Justiça Comum por entender que a FIFA é a entidade máxima do futebol mundial e, portanto, não caberia outra instância na Justiça Desportiva.[24] Todas as partidas do clube a partir da 14ª rodada foram suspensas pelo STJD a pedido da CBF até que o caso fosse resolvido.[25] Em 19 de setembro o pleno do STJD cassou a decisão que excluía o clube da competição, mas não examinou a perda de pontos por entender que essa não foi uma decisão do tribunal, mas sim da FIFA.[26]

Em 17 de outubro, a CBF acatou a decisão oficial da FIFA e deduziu seis pontos do Betim na tabela de classificação. Desse modo, o clube mineiro foi eliminado da fase final, dando lugar ao Mogi Mirim, que havia terminado em quinto lugar.[27] [28] Porém o Betim obteve uma liminar pouco antes da partida de ida entre Mogi Mirim e Santa Cruz pelas quartas-de-final, recuperando os pontos perdidos.[29] Sem conseguir derrubar a liminar na Justiça Comum, a CBF confirmou o Betim nas quartas-de-final em 23 de outubro.[30]

Por ter entrado na Justiça Comum antes de encerradas todas as instâncias desportivas, o STJD excluiu o Betim (que retornou à sua cidade de origem, Ipatinga) da Série C em 17 de março de 2014 e rebaixou o clube para a Série D.[31] Com isso o CRAC se manteve na Série C por ter sido a equipe de melhor classificação dentre as duas que foram rebaixadas que compunham o grupo do Betim.[11]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2013
Série C
Pernambuco
Santa Cruz Futebol Clube
Campeão
(1º título)

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[32] Jogador Time
12 Brasil Assisinho Fortaleza
10 Brasil Fernando Cuiabá
Brasil Tiago Cavalcanti Sampaio Corrêa
9 Brasil Danilo Galvão Águia de Marabá
Brasil Denilson CRB
8 Brasil André Dias Santa Cruz
Brasil Bruno Veiga Duque de Caxias
Brasil Frontini Vila Nova
Brasil Tozin Luverdense

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses foram os dez maiores públicos do Campeonato:

Público[i] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 57 273 Santa Cruz Pernambuco 2–1 Minas Gerais Betim Arruda 3 de novembro Quartas [33] [34]
2 56 143 Fortaleza Ceará 2–2 Maranhão Sampaio Corrêa Arena Castelão 13 de outubro 18ª [35]
3 39 622 Sampaio Corrêa Maranhão 5–3 Rio de Janeiro Macaé Castelão 19 de outubro Quartas [36]
4 37 016 Santa Cruz Pernambuco 2–0 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense Arruda 6 de outubro 17ª [37]
5 36 776 Santa Cruz Pernambuco 0–0 Maranhão Sampaio Corrêa Arruda 29 de setembro 16ª [38]
6 31 210 Santa Cruz Pernambuco 2–1 Maranhão Sampaio Corrêa Arruda 1 de dezembro Final [39]
7 29 504 Sampaio Corrêa Maranhão 2–1 Goiás Vila Nova Castelão 9 de novembro Semifinal [40]
8 28 091 Santa Cruz Pernambuco 3–2 Pará Águia de Marabá Arruda 15 de setembro 14ª [41]
9 27 680 Santa Cruz Pernambuco 2–1 Mato Grosso Luverdense Arruda 17 de novembro Semifinal [42]
10 26 223 Sampaio Corrêa Maranhão 2–1 Acre Rio Branco Castelão 9 de outubro 17ª [43]
  • i. ^ Considera-se apenas o público pagante

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses foram os dez menores públicos do Campeonato:[44]

Público[i] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada
1 55 Rio Branco Acre 1–0 Mato Grosso Luverdense Arena da Floresta 18 de setembro 14ª
2 58 Baraúnas Rio Grande do Norte 2–6 Mato Grosso Cuiabá Marizão 21 de julho
3 65 Rio Branco Acre 1–2 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense Arena da Floresta 11 de setembro 13ª
4 66 Rio Branco Acre 1–2 Paraíba Treze Arena da Floresta 28 de agosto 11ª
5 93 Duque de Caxias Rio de Janeiro 3–1 São Paulo Mogi Mirim Marrentão 17 de agosto 10ª
6 95 Duque de Caxias Rio de Janeiro 1–1 Goiás CRAC Marrentão 7 de agosto
7 112 Baraúnas Rio Grande do Norte 0–1 Mato Grosso Luverdense Nogueirão 6 de outubro 17ª
8 129 Betim Minas Gerais 0–0 Goiás Vila Nova Arena do Calçado 25 de setembro 15ª
9 134 Betim Minas Gerais 1–0 Rio de Janeiro Madureira Arena do Calçado 7 de agosto
10 152 Rio Branco Acre 0–2 Pernambuco Santa Cruz Arena da Floresta 3 de outubro 16ª
  • i. ^ Considera-se apenas o público pagante

Médias de público[editar | editar código-fonte]

Essas foram as médias de público dos clubes no campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[45]

  1. Pernambuco Santa Cruz – 26.578
  2. Maranhão Sampaio Corrêa – 20.894
  3. Ceará Fortaleza – 13.385
  4. Goiás Vila Nova - 11.315
  5. Alagoas CRB – 6.333
  6. Paraíba Treze – 4.151
  7. Goiás CRAC – 4.039
  8. São Paulo Guarani – 3.248
  9. Rio Grande do Sul Caxias – 2.702
  10. Distrito Federal (Brasil) Brasiliense – 1.528
  11. Rio de Janeiro Macaé – 1.504
  1. Mato Grosso Luverdense – 1.466
  2. Pará Águia de Marabá – 973
  3. São Paulo Grêmio Barueri – 939
  4. São Paulo Mogi Mirim – 922
  5. Acre Rio Branco – 686
  6. Rio Grande do Norte Baraúnas – 608
  7. Mato Grosso Cuiabá – 429
  8. Rio de Janeiro Madureira – 279
  9. Rio de Janeiro Duque de Caxias – 275
  10. Minas Gerais Betim – 209

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Alagoas CRB Brasil Ivanildo Santos (interino) Substituído 4 de junho Águia de Marabá 1–0 CRB 6° (Grupo A) Brasil Márcio Goiano [46] [47]
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense Brasil Márcio Fernandes Demitido 9 de junho Brasiliense 0–0 Baraúnas 9° (Grupo A) Brasil Roberto Fonseca [48] [49]
Minas Gerais Betim Brasil Wallace Lemos Demitido 12 de junho Betim 0–1 Caxias 8° (Grupo B) Brasil Moacir Júnior [50]
Goiás CRAC Brasil Hemerson Maria Contratado pelo Avaí 13 de junho Grêmio Barueri 1–0 CRAC 9° (Grupo B) Brasil Marcelo Rocha [51] [52]
Acre Rio Branco Brasil Álvaro Miguéis Remanejado 14 de junho Rio Branco 0–2 Fortaleza 11° (Grupo A) Brasil Everton Goiano [53] [54]
Mato Grosso Luverdense Brasil Roberval Davino Demitido 29 de junho Luverdense 1–1 Cuiabá 7° (Grupo A) Brasil Júnior Rocha [55] [56]
Goiás Vila Nova Brasil Márcio Bittencourt Demitido 10 de julho Mogi Mirim 1–0 Vila Nova 5° (Grupo B) Brasil Hermógenes Neto [57] [58]
Alagoas CRB Brasil Márcio Goiano Demitido 26 de julho Rio Branco 1–0 CRB 8° (Grupo A) Brasil Roberval Davino [59]
Goiás CRAC Brasil Marcelo Rocha Demitido 26 de julho CRAC 0–2 Santos[a1] 10° (Grupo B) Brasil Mauro Ovelha [60] [61]
São Paulo Grêmio Barueri Brasil Toninho Moura Demitido 28 de julho Grêmio Barueri 1–3 Macaé 8° (Grupo B) Brasil Serginho [62] [63]
Rio de Janeiro Duque de Caxias Brasil Mário Marques Demitido 30 de julho Guarani 1–0 Duque de Caxias 9° (Grupo B) Brasil Eduardo Allax [64]
Ceará Fortaleza Brasil Hélio dos Anjos Demitido 4 de agosto Luverdense 2–0 Fortaleza 5° (Grupo A) Brasil Luís Carlos Martins [65] [66]
Paraíba Treze Brasil Vica Demitido 5 de agosto Treze 1–1 Brasiliense 10° (Grupo A) Brasil Luciano Silva [67] [68]
São Paulo Grêmio Barueri Brasil Serginho Demitido 12 de agosto Madureira 6–0 Grêmio Barueri 8° (Grupo B) Brasil Francisco Diá [69]
Goiás Vila Nova Brasil Hermógenes Neto Demitido 13 de agosto Vila Nova 0–1 Macaé 5° (Grupo B) Brasil Heriberto da Cunha [70]
Rio Grande do Norte Baraúnas Brasil Samuel Cândido Resignado 13 de agosto Baraúnas 0–3 CRB 10° (Grupo A) Brasil Paulo Renato (interino) [71]
Acre Rio Branco Brasil Everton Goiano Resignado 18 de agosto Treze 3–0 Rio Branco 11° (Grupo A) Brasil Artur Oliveira [72] [73]
Mato Grosso Cuiabá Brasil Ary Marques Demitido 20 de agosto Treze 2–0 Cuiabá 10ª 6° (Grupo A) Brasil Mazola Júnior [74] [75]
Pernambuco Santa Cruz Brasil Sandro Barbosa Resignado 20 de agosto Luverdense 3–1 Santa Cruz 10ª 7° (Grupo A) Brasil Vica [76] [77]
Acre Rio Branco Brasil Artur Oliveira Demitido 13 de setembro Rio Branco 1–2 Brasiliense 13ª 11° (Grupo A) Brasil Edmilson Correia [78]
São Paulo Grêmio Barueri Brasil Francisco Diá Demitido 15 de setembro Grêmio Barueri 0–1 Mogi Mirim 14ª 10° (Grupo B) Brasil Evandro Guimarães [79] [80]
Rio de Janeiro Duque de Caxias Brasil Eduardo Allax Demitido 3 de outubro Betim 1–0 Duque de Caxias 14ª 9° (Grupo B) Brasil Mário Júnior [81]
Rio de Janeiro Madureira Brasil Alexandre Gama Demitido 5 de outubro Madureira 1–1 Betim 17ª 7° (Grupo B) Brasil Luiz Cláudio Souza [82] [83]
Distrito Federal (Brasil) Brasiliense Brasil Roberto Fonseca Demitido 8 de outubro Santa Cruz 2–0 Brasiliense 17ª 6° (Grupo A) Brasil Reinaldo Gueldini [84] [85]
Notas

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Pernambuco Santa Cruz 50 26 15 5 6 40 22 +18 Promovidos à Série B em 2014
e finalistas
2 Maranhão Sampaio Corrêa 42 26 11 9 6 43 26 +15
3 Mato Grosso Luverdense 40 24 12 4 8 35 25 +10 Promovidos à Série B em 2014
e eliminados nas semifinais
4 Goiás Vila Nova 33 22 9 6 7 23 16 +7
5 Paraíba Treze 36 22 11 3 8 28 35 –7 Eliminados nas quartas-de-final
6 Rio de Janeiro Macaé 32 20 9 5 6 31 26 +5
7 Rio Grande do Sul Caxias 29 20 8 5 7 18 19 –1
8 Minas Gerais Betim 28 20 7 7 6 22 20 +2 Eliminado nas quartas-de-final e
rebaixado à Série D de 20141
9 Ceará Fortaleza 32 20 9 5 6 38 23 +15 Eliminados na primeira fase
10 Alagoas CRB 32 20 9 5 6 24 17 +7
11 Pará Águia de Marabá 31 20 9 4 7 30 27 +3
12 Mato Grosso Cuiabá 30 20 8 6 6 31 21 +10
13 São Paulo Mogi Mirim 27 18 8 3 7 23 18 +5
14 São Paulo Guarani 24 18 5 9 4 15 13 +2
15 Rio de Janeiro Duque de Caxias 19 18 4 7 7 19 22 –3
16 Rio de Janeiro Madureira 19 18 3 10 5 17 17 0
17 Goiás CRAC 17 18 4 5 9 12 20 –8
18 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 30 20 8 6 6 20 22 +2 Rebaixados à Série D de 2014
19 São Paulo Grêmio Barueri 17 18 4 5 9 20 36 –16
20 Rio Grande do Norte Baraúnas 13 20 4 1 15 17 44 –27
21 Acre Rio Branco 6 20 2 0 18 8 46 –38

1O Betim foi excluído da competição pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b CBF, Treze e Rio Branco entram em acordo no STF e Série C terá 21 times GloboEsporte.com (28 de maio de 2013). Visitado em 29 de maio de 2013.
  2. a b DIRETRIZ TÉCNICA cbf.com (4 de junho de 2013). Visitado em 29 de junho de 2013.
  3. CBF divulga calendário de 2013 com folga na Copa das Confederações GloboEsporte.com. Visitado em 31 de agosto de 2012.
  4. Com estádio lotado, Sampaio Correa e Santa Cruz empatam 1ª final da Série C UOL Esporte (24 de novembro de 2013). Visitado em 1 de dezembro de 2013.
  5. Caça-Rato brilha, Santa Cruz bate o Sampaio e fica com título da Série C GloboEsporte.com (1 de dezembro de 2013). Visitado em 1 de dezembro de 2013.
  6. Brasiliense vence no Acre, entra no G-4, e rebaixa Rio Branco à Série D GloboEsporte.com. Visitado em 12 de setembro de 2013.
  7. Santa Cruz vence em Goianinha e decreta rebaixamento do Baraúnas GloboEsporte.com. Visitado em 22 de setembro de 2013.
  8. Crac só empata com Guarani, vê Duque vencer, e cai para a Série D GloboEsporte.com. Visitado em 12 de outubro de 2013.
  9. Nem vitória evita queda do Barueri para a Série D; Madureira se salva GloboEsporte.com. Visitado em 12 de outubro de 2013.
  10. Cuiabá vence Brasiliense de virada, escapa da degola e rebaixa o Jacaré GloboEsporte.com. Visitado em 13 de outubro de 2013.
  11. a b c STJD reconhece o direito do Crac em disputar a Série C do Brasileiro GloboEsporte.com (18 de abril de 2014). Visitado em 23 de abril de 2014.
  12. a b Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro da Série C/2013 Confederação Brasileira de Futebol. Visitado em 25 de maio de 2013.
  13. Léo Rodrigues (30 de abril de 2013). TV Brasil confirma transmissão de 17 partidas do primeiro turno da Série C Portal EBC. Visitado em 22 de maio de 2013.
  14. EBC transmitirá Série C do Brasileirão 2013 Gerência de Comunicação Social - EBC (23 de janeiro de 2013). Visitado em 22 de maio de 2013.
  15. Exclusivo: TV Diário transmite Luverdense x Fortaleza neste sábado Blog de Roberto Moreira, do Jornal Diário do Nordeste (pertencente ao Sistema Verdes Mares de Comunicação S.A.) (2 de agosto de 2013). Visitado em 2 de agosto de 2013.
  16. CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (PDF) (em português) Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (23 de agosto de 2013). Visitado em 3 de setembro de 2013.
  17. a b Treze vai reformar Presidente Vargas e pretende ampliar arquibancadas GloboEsporte.com (19 de julho de 2012). Visitado em 3 de setembro de 2013.
  18. CBF registra Betim Esporte Clube JVA online (7 de dezembro de 2012). Visitado em 25 de maio de 2013.
  19. Duque de Caxias pode perder seis pontos na Série C do Brasileirão GloboEsporte.com (1 de agosto de 2013). Visitado em 13 de setembro de 2013.
  20. Duque de Caxias é absolvido pelo STJD e mantém pontos na Série C GloboEsporte.com (16 de agosto de 2013). Visitado em 13 de setembro de 2013.
  21. Duque de Caxias perde nove pontos em primeira instância do STJD GloboEsporte.com (4 de setembro de 2013). Visitado em 13 de setembro de 2013.
  22. Duque de Caxias vai recorrer de decisão do STJD Site Oficial Duque de Caxias Futebol Clube (5 de setembro de 2013). Visitado em 13 de setembro de 2013.
  23. STJD absolve Duque de Caxias por escalação irregular FutebolInterior.com.br (19 de setembro de 2013). Visitado em 19 de setembro de 2013.
  24. a b Betim é excluído do Brasileirão Série C GloboEsporte.com (9 de setembro de 2013). Visitado em 13 de setembro de 2013.
  25. Curtinha: CBF define data da partida adiada entre Betim e Duque de Caxias GloboEsporte.com (21 de outubro de 2013). Visitado em 21 de outubro de 2013.
  26. Recurso do Betim é julgado, e time segue na disputa do Brasileiro Série C GloboEsporte.com (19 de setembro de 2013). Visitado em 21 de setembro de 2013.
  27. Mogi Mirim substitui Betim no Brasileiro Série C CBF.com.br (17 de outubro de 2013). Visitado em 17 de outubro de 2013.
  28. CBF confirma mudança do adversário do Santa no mata-mata da Série C GloboEsporte.com (17 de outubro de 2013). Visitado em 17 de outubro de 2013.
  29. Liminar obtida pelo Betim suspende duelo entre Mogi Mirim e Santa Cruz GloboEsporte.com (21 de outubro de 2013). Visitado em 26 de outubro de 2013.
  30. CBF confirma duelo entre Betim e Santa Cruz pelo mata-mata da Série C GloboEsporte.com (23 de outubro de 2013). Visitado em 26 de outubro de 2013.
  31. CBF confirma rebaixamento do Ipatinga para a série D do Brasileiro GloboEsporte.com (18 de fevereiro de 2014). Visitado em 23 de abril de 2014.
  32. Artilharia Brasileiro - Série C - 2013 CBF.com.br. Visitado em 3 de agosto de 2013.
  33. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Santa Cruz 2X1 Betim CBF.com.br (05 de novembro de 2013). Visitado em 03 de novembro de 2013.
  34. Santa Cruz assume a vice-liderança no ranking de público das Séries A, B, C e D SrGoool.com.br (5 de novembro de 2013). Visitado em 03 de novembro de 2013.
  35. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Fortaleza 2X2 Sampaio CBF.com.br (5 de novembro de 2013). Visitado em 13 de outubro de 2013.
  36. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Sampaio Corrêa 5x3 Macaé CBF.com.br (19 de outubro de 2013). Visitado em 6 de outubro de 2014.
  37. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Santa Cruz 2 X 0 Brasiliense CBF.com.br (6 de outubro de 2013). Visitado em 19 de novembro de 2013.
  38. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Santa Cruz 0 X 0 Sampaio CBF.com.br (29 de setembro de 2013). Visitado em 19 de novembro de 2013.
  39. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Santa Cruz 2 X 1 Sampaio CBF.com.br (1 de dezembro de 2013). Visitado em 4 de dezembro de 2013.
  40. Sampaio publica borderô do jogo contra o Vila Nova-GO Site Oficial Sampaio Corrêa (12 de novembro de 2013). Visitado em 12 de outubro de 2013.
  41. Torcida coral bate recorde de público da Série C 2013. Fortaleza e CRB se destacam entre os demais série C campeonato brasileiro (30 de setembro de 2013). Visitado em 12 de outubro de 2013.
  42. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Santa Cruz 2 x 1 Luverdense CBF.com.br (19 de novembro de 2013). Visitado em 19 de outubro de 2013.
  43. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Sampaio 2 X 1 Rio Branco CBF.com.br (9 de outubro de 2013). Visitado em 4 de dezembro de 2013.
  44. Tabela do Campeonato Brasileiro - Série C CBF.com.br.
  45. Tabela do Campeonato Brasileiro - Série C CBF.com.br.
  46. Com negativa de Marcelo Vilar, CRB diz que não irá procurar técnico agora GloboEsporte.com (31 de maio de 2013). Visitado em 15 de junho de 2013.
  47. Técnico Márcio Goiano já faz planos para comandar o CRB na Série C GloboEsporte.com (4 de junho de 2013). Visitado em 15 de junho de 2013.
  48. Técnico Márcio Fernandes é demitido após início ruim do time na Série C GloboEsporte.com (10 de junho de 2013). Visitado em 15 de junho de 2013.
  49. Ex-Ituano, Roberto Fonseca será o novo técnico do Brasiliense GloboEsporte.com (10 de junho de 2013). Visitado em 15 de junho de 2013.
  50. Betim acerta com o técnico Moacir Júnior para a Série C FutebolInterior.com.br (12 de junho de 2013). Visitado em 31 de julho de 2013.
  51. Hemerson Maria aceita proposta e volta ao comando técnico do Avaí GloboEsporte.com (13 de junho de 2013). Visitado em 17 de junho de 2013.
  52. Crac aposta em técnico Marcelo Rocha para Brasileiro da Série C FutebolInterior.com.br (15 de junho de 2013). Visitado em 17 de junho de 2013.
  53. Após derrota, técnico cai e direção do Rio Branco ameaça desistir da Série C GloboEsporte.com (14 de junho de 2013). Visitado em 15 de junho de 2013.
  54. Fim da novela: Everton Goiano é novo treinador do Rio Branco GloboEsporte.com (19 de junho de 2013). Visitado em 19 de junho de 2013.
  55. Treinador Roberval Davino é dispensado do Luverdense GloboEsporte.com (29 de junho de 2013). Visitado em 1 de julho de 2013.
  56. Efetivado após classificação, Junior Rocha pede foco na Série C GloboEsporte.com (20 de julho de 2013). Visitado em 20 de julho de 2013.
  57. Vila Nova surpreende e comunica a saída imediata de Márcio Bittencourt GloboEsporte.com (10 de julho de 2013). Visitado em 11 de julho de 2013.
  58. Arthur celebra efetivação de interino e espera se firmar no time titular do Vila GloboEsporte.com (16 de julho de 2013). Visitado em 17 de julho de 2013.
  59. CRB dispensa Schwenck e troca Márcio Goiano por Roberval Davino GloboEsporte.com (26 de julho de 2013). Visitado em 26 de julho de 2013.
  60. Eliminação na Copa do Brasil faz Crac demitir técnico Marcelo Rocha GloboEsporte.com (26 de julho de 2013). Visitado em 26 de julho de 2013.
  61. Crac já tem novo técnico. É Mauro Ovelha, vitorioso no sul do país Cracnet.com.br (30 de julho de 2013). Visitado em 30 de julho de 2013.
  62. Após nova derrota, Grêmio Barueri demite Toninho Moura FutebolInterior.com.br (28 de julho de 2013). Visitado em 29 de julho de 2013.
  63. Serginho é o novo treinador do Barueri Correio Paulista (30 de julho de 2013). Visitado em 30 de julho de 2013.
  64. Duque de Caxias demite Mário Marques e anuncia Eduardo Allax GloboEsporte.com (30 de julho de 2013). Visitado em 30 de julho de 2013.
  65. Helio dos Anjos não é mais técnico do Fortaleza Fortalezaec.net (4 de agosto de 2013). Visitado em 4 de agosto de 2013.
  66. Fortaleza age rápido e contrata Luís Carlos Martins FutebolInterior.com.br (5 de agosto de 2013). Visitado em 5 de agosto de 2013.
  67. Vica não resiste a novo tropeço na Série C e é demitido do Treze GloboEsporte.com (5 de agosto de 2013). Visitado em 6 de agosto de 2013.
  68. Dirigente avisa que é quem manda no futebol do Treze e 'define' treinador GloboEsporte.com (8 de agosto de 2013). Visitado em 29 de agosto de 2013.
  69. Grêmio Barueri desfaz parceria e troca de treinador após goleada FutebolInterior.com.br (12 de agosto de 2013). Visitado em 12 de agosto de 2013.
  70. Grande Área (13 de agosto de 2013). EXCLUSIVO! Após duas derrotas seguidas, Vila Nova troca de técnico. Visitado em 13 de agosto de 2013.
  71. Em grave crise financeira, Baraúnas confirma saída de Samuel Cândido GloboEsporte.com (13 de agosto de 2013). Visitado em 13 de agosto de 2013.
  72. Everton Goiano pede para sair e não é mais o técnico do Rio Branco GloboEsporte.com (18 de agosto de 2013). Visitado em 18 de agosto de 2013.
  73. Artur Oliveira assume comando técnico do Rio Branco Agência de Notícias do Acre (19 de agosto de 2013). Visitado em 19 de agosto de 2013.
  74. Ary Marques não é mais o treinador do Cuiabá na Série C do Brasileiro GloboEsporte.com (20 de agosto de 2013). Visitado em 20 de agosto de 2013.
  75. Cuiabá age rápido e anuncia Mazola Júnior como novo treinador GloboEsporte.com (20 de agosto de 2013). Visitado em 20 de agosto de 2013.
  76. Presidente do Santa Cruz anuncia que Sandro deixa o comando técnico GloboEsporte.com (20 de agosto de 2013). Visitado em 20 de agosto de 2013.
  77. Técnico Vica desembarca no Recife para assumir comando do Santa Cruz GloboEsporte.com (21 de agosto de 2013). Visitado em 21 de agosto de 2013.
  78. Após rebaixamento, Rio Branco demite treinador FutebolInterior.com.br (13 de setembro de 2013). Visitado em 15 de setembro de 2013.
  79. Ainda sem vencer, Francisco Diá deixa Grêmio Barueri FutebolInterior.com,br (15 de setembro de 2013). Visitado em 16 de setembro de 2013.
  80. Grêmio Barueri confirma auxiliar como técnico até o final da 1.ª fase FutebolInterior.com.br (18 de setembro de 2013). Visitado em 19 de setembro de 2013.
  81. Empresa oferece prêmio para Duque, faz pedido, e técnico Allax é demitido GloboEsporte.com (3 de outubro de 2013). Visitado em 4 de outubro de 2013.
  82. Após empate com o Betim, Gama é demitido do Madureira GloboEsporte.com (5 de outubro de 2013). Visitado em 5 de outubro de 2013.
  83. Treinador da base assume o Madureira após a saída de Gama GloboEsporte.com (7 de outubro de 2013). Visitado em 7 de outubro de 2013.
  84. Após reunião na manhã desta terça-feira, Roberto Fonseca deixa o Jacaré BrasilienseFC.com.br (8 de outubro de 2013). Visitado em 8 de outubro de 2013.
  85. Saída de Roberto Fonseca surpreende elenco. Reinaldo Gueldini assume Superesportes (8 de outubro de 2013). Visitado em 8 de outubro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Série C 2012
30 de junho9 de dezembro
Série C 2013
1 de junho1 de dezembro
Sucedido por
Série C 2014
26 de abril22 de novembro