Arena Pantanal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arena Pantanal
Cuiaba Arena.jpg
Arena Pantanal em 2014
Características
Local Cuiabá, Mato Grosso, Brasil
Gramado Bermuda (105 x 68 m)
Capacidade 42.968 [1] [2]
Construção
Custo R$ 646 milhões [3]
Inauguração
Data 2 de abril de 2014
Partida inaugural Mixto 0–0 Santos
Primeiro gol Reinaldo (Luverdense)
Recordes
Público recorde 40.499
Data recorde 21 de junho de 2014
Partida com mais público Nigéria 1x0 Bósnia e Herzegovina
Outras informações
Proprietário Governo do Mato Grosso
Mandante Cuiabá EC

A Arena Pantanal é uma arena multiuso construída na cidade de Cuiabá, capital do estado de Mato Grosso para sediar quatro jogos da Copa do Mundo FIFA de Futebol Brasil 2014 na 1ª fase. A nova arena Multiuso tem a missão de substituir o antigo Estádio Governador José Fragelli, conhecido popularmente como "Estádio Verdão", demolido para dar lugar ao novo estádio.

O novo estádio, construído de acordo com todas as exigências da FIFA, sediou 4 partidas da Copa do Mundo FIFA 2014, abrigando as seleções da Austrália, Coreia do Sul, Chile, Bósnia e Herzegovina, Nigéria, Japão, Colômbia e Rússia. Sua capacidade de público está estimada em 42.968 pessoas.

O investimento total na construção da obra foi orçada em R$ 454,2 milhões, incluindo já a parte de tecnologia de informação, assentos e obras do entorno do estádio. Porém, as atuais medições por parte dos governos estadual e federal chegaram à casa dos 600 milhões.[3]

O Projeto[editar | editar código-fonte]

Visão geral do interior do estádio em Dezembro de 2013, com as obras em estágio final de execução e plantio do gramado iniciado.
Imagem artística do estádio.

Desenhado pela empresa paulista GCP Arquitetos,[4] o projeto da Arena Pantanal apresenta um estádio com característica inglesa e adaptação ao clima local com conceito sustentável e flexível para multiuso. Foi considerado um dos melhores pela FIFA, especialmente no conceito sustentabilidade.

O estádio tem capacidade para 43.150 pessoas, porém como foi feito com placas de pré-moldados tem a possibilidade de ser reduzido para 20 mil.[5]

A área tem um estacionamento para 15 mil vagas. As arquibancadas – todas cobertas e com assentos - estão divididas em níveis. Há camarotes e espaço de imprensa em 108 divisões. Não há o fosso como no velho estádio Verdão. Isso permite maior proximidade do público com o campo e jogadores. O estádio também tem áreas específicas como business seats, tribuna de honra e camarotes VIPs.[6]

O complexo foi construído no mesmo local que abrigava o complexo do Verdão, no bairro Verdão, e conta com restaurantes, hotéis, estacionamentos, lagos, bosque, pista para caminhada.

A exibição atende as exigências da FIFA, que é o de transformar o estádio, mas mantendo as características da Cidade Verde. A praça esportiva é de uma arquitetura arrojada, mas com a cara de Cuiabá, com a inclusão de áreas verdes em seu entorno. Conforme a maquete, o novo estádio é de multiuso, para grandes eventos como shows e feiras agropecuárias.

O acesso do público às arquibancadas inferior e superior, se dá por meio de 14 portões e 72 catracas eletrônicas com leitores de ingressos.

O projeto arquitetônico priorizou a ventilação do estádio, já que o verão cuiabano atinge temperaturas em torno dos 40°C.[7]


Partidas de futebol após reconstrução[editar | editar código-fonte]

O estádio foi reinaugurado em 2 de abril de 2014 com Mixto 0–0 Santos pela Copa do Brasil, para um público de 17 mil pessoas. Pelo mesmo torneio, o Cuiabá empatou em 1 x 1 com o Internacional para o maior público antes da Copa do Mundo, 21 mil pessoas. Outras duas partidas incluíram um times matogrossense na Série B - Luverdense 2x1 Vasco - e o retorno do Santos para o último jogo-teste pela Série A, uma derrota de 2-1 para o Atlético-MG.[8]

O primeiro jogo após a Copa foi em 15 de julho, com Vasco 4x1 Santa Cruz pela Série B. [9]

Cinco dias depois, o futebol matogrossense voltou pela Série C, uma vitória de 3x2 do Cuiabá sobre o Paysandu que foi o sexto maior público do fim de semana no Brasil com 13.658 pagantes.[10] Em seguida o estádio abrigaria quatro rodadas duplas com os times matogrossenses das Séries B, C e D - Luverdense, Cuiabá e Operário.[11] As rodadas duplas, preços baixos, e atrair equipes da Série A para ocasionais partidas fez a Arena Pantanal abrigar 11 partidas de todas as quatro divisões e da Copa do Brasil entre julho e setembro, com público total de 139.960 espectadores e média de 12,7 mil torcedores por partida.[12]

Copa do Mundo FIFA de 2014[editar | editar código-fonte]

A Arena Pantanal recebeu quatro jogos da fase inicial da Copa do Mundo FIFA de 2014. Um total de 158 mil espectadores visitou o estádio,[5] incluindo 61 mil estrangeiros.[34]

Data Horário
(UTC−4)
Equipe #1 Placar Equipe #2 Grupo Público
13 de junho 18:00 Chile Flag of Chile.svg 3 – 1 Flag of Australia.svg Austrália Grupo B 40 275
17 de junho 18:00 Rússia Flag of Russia.svg 1 – 1 Flag of South Korea.svg Coreia do Sul Grupo H 37 603
21 de junho 18:00 Nigéria Flag of Nigeria.svg 1 – 0 Flag of Bosnia and Herzegovina.svg Bósnia e Herzegovina Grupo F 40 499
24 de junho 16:00 Japão Flag of Japan.svg 1 – 4 Flag of Colombia.svg Colômbia Grupo C 40 340

Jogos Olímpicos de Verão de 2016[editar | editar código-fonte]

O torneio de futebol da Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016 será realizado em cinco sedes, já incluindo o Maracanã. Além da capital fluminense, Brasília (Estádio Nacional) São Paulo (Arena Corinthians), Salvador (Fonte Nova) e Belo Horizonte (Mineirão) estarão presentes nos Jogos, aproveitando a estrutura pronta do Mundial de futebol que será realizado dois anos antes.

Mas o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) divulgou uma lista com 172 locais pré-selecionados para servirem como centro de treinamento para as delegações olímpicas. Nela, constam outros três estádios da Copa: a Arena Pantanal, em Cuiabá, o Beira-Rio, em Porto Alegre, e o Castelão, em Fortaleza.[35]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://pt.fifa.com/worldcup/destination/stadiums/stadium=5025112/index.html
  2. Arena Pantanal - FIFA (em português) Site Oficial da FIFA.
  3. a b http://globoesporte.globo.com/mt/copa-do-mundo/noticia/2014/06/governo-de-mt-fecha-conta-e-arena-pantanal-e-setima-mais-cara-do-pais.html
  4. Arena Pantanal recebe estruturas metálicas da arquibancada
  5. a b Arena Pantanal pode sofrer 'desmanche' e ter capacidade reduzida pela metade
  6. Arena Pantanal de Cuiabá contará com área vip e quartos de hotel
  7. [1]
  8. Arena Pantanal mostra viabilidade financeira, mas público deixa a desejar
  9. Público baixo na Arena Pantanal gera prejuízo à empresa e lucro ao Vasco
  10. Arena Pantanal registra o 6º maior público de todas divisões do Brasileiro
  11. Série D 2014 terá recorde de público com rodada dupla na Arena Pantanal
  12. [2]
  13. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Mixto 0x0 Santos CBF.com.br (2 de abril de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  14. Boletim Financeiro: Luverdense 2x1 Vasco CBF.com.br (26 de abril de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  15. Boletim Financeiro: Cuiabá 1x1 Internacional CBF.com.br (1 de maio de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  16. Boletim Financeiro: Santos 1x2 Atlético-MG CBF.com.br (18 de maio de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  17. Relatório: Chile 3x1 Austrália Fifa.com (13 de junho de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  18. Relatório: Rússia 1x1 Coreia do Sul Fifa.com (17 de junho de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  19. Relatório: Nigéria 1x0 Bósnia e Herzegovina Fifa.com (21 de junho de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  20. Relatório: Japão 1x4 Colômbia Fifa.com (24 de junho de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  21. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Vasco 4x1 Santa Cruz CBF.com.br (15 de julho de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  22. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Cuiabá 3x2 Paysandu CBF.com.br (20 de julho de 2014). Visitado em 7 de agosto de 2014.
  23. Boletim Financeiro: Cuiabá 1x0 CRB CBF.com.br (3 de agosto de 2014). Visitado em 8 de agosto de 2014.
  24. Costa, Érica (10 de agosto de 2014). Na Arena, Operário toma virada e perde a invencibilidade O Documento. Visitado em 10 de agosto de 2014.
  25. Boletim Financeiro: Cuiabá 1x1 Fortaleza CBF.com.br (16 de agosto de 2014). Visitado em 25 de agosto de 2014.
  26. Ribeiro, Diego (27/08/2014). BRAGA ANULA TIMÃO, MARCA GOLAÇO E ABRE VANTAGEM NA COPA DO BRASIL GloboEsporte.com.
  27. ASA vence o Cuiabá na Arena Pantanal por 2 x 0 e entra na briga pelo G4
  28. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Goiás 1x0 Flamengo CBF.com.br (10 de setembro de 2014). Visitado em 16 de setembro de 2014.
  29. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Cuiabá 0x1 Botafogo-PB CBF.com.br (14 de setembro de 2014). Visitado em 17 de setembro de 2014.
  30. Boletim Financeiro Oficial da CBF: Cuiabá 1x1 Águia de Marabá CBF.com.br (27 de setembro de 2014). Visitado em 12 de outubro de 2014.
  31. Thalles brilha, e Brasil sub-21 vence fácil a Bolívia na Arena Pantanal GloboEsporte.com (10 de outubro de 2014). Visitado em 12 de outubro de 2014.
  32. Crise? Timão vence outra, embola o G-4 e complica Vitória no Brasileirão GloboEsporte.com (22 de outubro de 2014). Visitado em 12 de outubro de 2014.
  33. Com reservas, São Paulo vence o Santos e se garante na Libertadores GloboEsporte.com (23 de novembro de 2014). Visitado em 28 de novembro de 2014.
  34. [3]
  35. http://www.portal2014.org.br/noticias/9029/TRES+ESTADIOS+DA+COPA+PODERAO+RECEBER+TREINOS+DA+OLIMPIADA+2016.html

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Maiores estádios do Brasil  Esta caixa: verdicedite 
Estádio Localização Capacidade
Rio de Janeiro
Maracanã (atual)
Brasília
Mané Garrincha
São Paulo
Morumbi (anterior)
Belo Horizonte
Mineirão
1 Maracanã Rio de Janeiro, Rio de Janeiro 74 738
2 Mané Garrincha Brasília, Distrito Federal 69 349
3 Morumbi São Paulo, São Paulo 67 052
4 Castelão Fortaleza, Ceará 60 342
5 Arruda Recife, Pernambuco 60 044
6 Mineirão Belo Horizonte, Minas Gerais 58 259
7 Arena do Grêmio Porto Alegre, Rio Grande do Sul 55 538
8 Parque do Sabiá Uberlândia, Minas Gerais 53 350
9 Fonte Nova Salvador, Bahia 51 900
10 Beira-Rio Porto Alegre, Rio Grande do Sul 50 128 Fonte: CBF [4]
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Arena Pantanal