Campeonato Brasileiro de Futebol de 2014 - Série B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Evento desportivo atual
Este artigo ou seção é sobre um evento desportivo atual.
A informação apresentada poderá mudar rapidamente. Editado pela última vez em 28 de julho de 2014.
Campeonato Brasileiro de 2014 - Série B
Brasileirão 2014 - Série B
Brasil.
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 19 de abril29 de novembro
Gol(o)s 312
Jogos 129
Média 2,42 gol(o)s por partida
Melhor marcador Jael (Joinville) – 8 gols
Maior goleada
(diferença)
Ceará Ceará 4–0 Goiás Vila Nova
Estádio DomingãoHorizonte
27 de maio, 8ª rodada
◄◄ 2013 Soccerball.svg 2015 ►►
atualizado em 26 de julho.

A Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2014, oficialmente Brasileirão Chevrolet 2014 – Série B por motivos de patrocínio,[1] é uma competição de futebol realizada no Brasil, equivalente à segunda divisão. É disputada por 20 clubes, dos quais os quatro primeiros colocados terão acesso à Série A de 2015 e os quatro últimos serão rebaixados à Série C de 2015.

Os jogos tiveram uma pausa durante a Copa do Mundo de 2014, que foi realizada entre junho e julho no Brasil. A competição teve dez rodadas disputadas antes da paralisação.[2]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Pelo nono ano consecutivo, a Série B é disputada por 20 clubes no sistema de ida e volta por pontos corridos. Em cada turno, os times jogam entre si uma única vez. Os jogos do primeiro turno serão realizados na mesma ordem no segundo turno, apenas com o mando de campo invertido. Não há campeões por turnos, sendo declarado campeão o time que obtiver o maior número de pontos após as 38 rodadas. Ao final, os quatro primeiros times ascenderão para a Série A de 2015, da mesma forma que os quatro últimos cairão para a Série C do ano seguinte.[3]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:[3]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Participantes[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro de Futebol de 2014 - Série B (Brasil)
Red pog.svg
Red pog.svg
Localização das equipes participantes da Série B de 2014.
Equipe Cidade Estado Em 2013 Estádio (mando) Capacidade[4] Títulos
ABC Natal Rio Grande do Norte RN 14º Frasqueirão 15 082 0 (não possui)
América de Natal Natal Rio Grande do Norte RN 13º Arena das Dunas 42 086 0 (não possui)
América Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG Independência 23 018 1 (1997)
Atlético Goianiense Goiânia Goiás GO 16º Serra Dourada 42 000 0 (não possui)
Avaí Florianópolis Santa Catarina SC 10º Ressacada 17 537 0 (não possui)
Boa Esporte Varginha Minas Gerais MG 11º Melão 15 471 0 (não possui)
Bragantino Bragança Paulista São Paulo SP 12º Nabi Abi Chedid 17 022 1 (1989)
Ceará Fortaleza Ceará CE Castelão 63 903 0 (não possui)
Icasa Juazeiro do Norte Ceará CE Romeirão 15 000 0 (não possui)
Joinville Joinville Santa Catarina SC Arena Joinville 22 000 0 (não possui)
Luverdense Lucas do Rio Verde Mato Grosso MT 3º (Série C) Passo das Emas 10 000 0 (não possui)
Náutico Recife Pernambuco PE 20º (Série A) Arena Pernambuco 43 000 0 (não possui)
Oeste Itápolis São Paulo SP 15º Amaros 13 444 0 (não possui)
Paraná Curitiba Paraná PR Vila Capanema 17 000 2 (1992, 2000)
Ponte Preta Campinas São Paulo SP 19º (Série A) Moisés Lucarelli 17 728 0 (não possui)
Portuguesa São Paulo São Paulo SP 17º (Série A) Canindé 21 004 1 (2011)
Sampaio Corrêa São Luís Maranhão MA 2º (Série C) Castelão 40 000 1 (1972)
Santa Cruz Recife Pernambuco PE 1º (Série C) Arruda 60 044 0 (não possui)
Vasco da Gama Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 18º (Série A) São Januário 24 584 1 (2009)
Vila Nova Goiânia Goiás GO 4º (Série C) Serra Dourada 42 000 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

Questões judiciais[editar | editar código-fonte]

Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Originalmente, os quatro clubes rebaixados da Série A de 2013 foram Fluminense, Vasco da Gama, Ponte Preta e Náutico, devendo disputar a Série B de 2014. Ao término do campeonato, a Portuguesa foi denunciada pela Procuradoria Geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva por ter escalado o jogador Héverton contra o Grêmio, na última rodada. O atleta foi punido com dois jogos de suspensão por ter sido expulso na partida contra o Bahia, a 24 de novembro, mas cumpriu apenas uma partida e não poderia atuar na rodada final.[5] Como consequência o clube foi punido em primeira e segunda instância pelo STJD com a perda de 4 pontos, caindo da 12ª para a 17ª colocação na tabela de classificação e rebaixado para a Série B no lugar do Fluminense.[6]

A punição a Portuguesa foi mantida em segunda instância (pleno) do STJD, com unaninidade dos oitos auditores, ratificando o julgamento na primeira instância.[7] . Após o resultado negativo na instância desportiva, a Portuguesa recorreu a Justiça Comum onde obteve uma vitória em 2 de abril de 2014 que obrigava a CBF a devolver os pontos perdidos pela equipe, anulando o resultado do STJD,[8] mas a CBF conseguiu cassar a liminar no Tribunal de Justiça de São Paulo.[9]

Meses antes do início da Série B, várias liminares foram obtidas por torcedores, entidades de classe e pelo Ministério Público de São Paulo contra a decisão do STJD, mas todas elas foram cassadas pela CBF que publicou a tabela da competição com a Portuguesa entre os participantes.[10] Um dia antes da estreia contra o Joinville, a 18 de abril, a Portuguesa foi notificada sobre uma liminar que a recolocava na Série A e pediu a CBF que adiasse a partida em Santa Catarina.[11] Sem obter resposta, a Portuguesa decidiu ir a campo mesmo ignorando a liminar judicial, mas a partida contra o Joinville durou apenas 18 minutos.[12] A liminar chegou as mãos do delegado da partida, que interrompeu o jogo, levando os jogadores e comissão técnica da Portuguesa a se retirarem de campo.[13] Após 30 minutos de paralisação, o árbitro da partida encerrou o jogo e caberá a CBF definir o resultado final do confronto.[12]

Icasa[editar | editar código-fonte]

Em 15 de abril, a três dias do início da competição, o Icasa conseguiu obter uma liminar na Justiça do Rio de Janeiro que colocava o clube na Série A do Brasileiro. Quinto colocado na Série B do ano anterior, o clube cearense alegava que o Figueirense, quarto colocado e que obteve o acesso, teria escalado um jogador irregular na partida contra o América Mineiro disputada em 28 de maio de 2013.[14] Apesar de constatar a irregularidade, o STJD não agiu no caso por considerar que o prazo para a entrada da ação já havia prescrito. Com isso a CBF conseguiu cassar a liminar e manteve o Icasa na Série B e rechaçou a entrada do clube na Justiça Comum.[15]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 26 de julho.
Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Ceará Ceará 27 13 8 3 2 24 18 +6 69 Estável Zona de promoção à Série A de 2015
2 Minas Gerais América Mineiro 23 13 7 2 4 21 13 +8 59 Estável
3 Santa Catarina Joinville 23 13 7 2 4 16 12 +4 59 Estável
4 Santa Catarina Avaí 23 13 7 2 4 14 12 +2 59 Aumento2
5 Maranhão Sampaio Corrêa 22 13 6 4 3 20 11 +9 56 Aumento2
6 Mato Grosso Luverdense 21 13 6 3 4 17 13 +4 54 Baixa2
7 Rio Grande do Norte América de Natal 20 13 6 2 5 20 18 +2 51 Aumento2
8 Rio Grande do Norte ABC 20 13 6 2 5 14 12 +2 51 Baixa3
9 Goiás Atlético Goianiense 19 13 5 4 4 20 16 +4 49 Aumento2
10 Rio de Janeiro Vasco da Gama 19 12 4 7 1 17 8 +9 53 Baixa2
11 São Paulo Ponte Preta 18 13 4 6 3 15 14 +1 46 Baixa1
12 Minas Gerais Boa Esporte 17 13 5 2 6 15 17 –2 43 Aumento2
13 Pernambuco Santa Cruz 16 13 3 7 3 17 17 0 41 Baixa1
14 Pernambuco Náutico 15 12 4 3 5 14 16 –2 42 Baixa1
15 Ceará Icasa 15 13 4 3 6 11 15 –4 38 Estável
16 São Paulo Oeste 14 13 3 5 5 13 21 –8 36 Aumento1
17 Paraná Paraná 13 13 3 4 6 14 16 –2 33 Aumento1 Zona de rebaixamento à Série C de 2015
18 São Paulo Portuguesa 11 13 2 5 6 13 21 –8 28 Baixa2
19 São Paulo Bragantino 10 13 2 4 7 15 23 –8 25 Estável
20 Goiás Vila Nova 5 13 1 2 10 5 22 –17 13 Estável

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  ABC AMN AMM ATG AVA BOA BRG CEA ICA JOI LUV NAU OES PAR PON POR SAM STC VAS VIL
ABC R-22 R-33 R-25 R-28 1–0 R-38 R-36 3–0 2–1 R-30 1–1 0–1 R-32 R-23 R-16 1–0 R-20 R-15 R-18
América-RN 0–2 1–0 3–3 3–1 R-34 4–2 0–1 R-35 R-27 2–0 R-37 R-21 R-19 R-17 R-24 R-29 R-14 R-31 R-26
América-MG R-14 R-32 R-27 R-35 R-22 R-23 3–0 R-34 3–1 R-17 1–3 3–0 1–0 R-18 R-29 R-38 R-26 R-20 2–0
Atlético-GO 2–0 R-23 3–0 R-30 R-20 R-36 R-15 R-28 0–0 R-31 2–0 4–2 R-16 2–2 R-26 R-18 R-38 R-22 R-33
Avaí 0–1 R-20 R-16 2–1 R-26 1–2 1–1 R-29 R-32 R-14 R-27 R-34 2–1 1–0 R-36 R-23 R-18 R-38 R-22
Boa Esporte R-21 R-15 1–3 1–1 2–0 2–1 R-33 R-19 R-36 R-25 R-31 R-37 R-24 R-28 2–1 R-16 0–2 0–2 R-30
Bragantino R-19 R-30 0–2 R-17 R-21 R-32 1–2 R-25 R-14 R-24 2–2 3–0 R-37 R-34 2–2 0–1 R-35 1–1 R-28
Ceará R-17 R-25 R-21 R-34 R-24 R-14 R-29 2–1 1–3 R-19 2–2 1–0 2–1 3–2 R-37 R-28 R-32 R-35 4–0
Icasa R-26 R-16 R-15 1–0 0–2 R-38 3–0 R-31 R-22 R-27 R-33 R-30 R-36 R-20 2–0 0–3 1–1 R-18 R-23
Joinville R-31 1–0 R-25 R-24 0–1 R-17 R-33 R-30 2–1 R-37 1–0 R-19 R-21 R-35 3–0[a] R-15 R-28 0–0 1–0
Luverdense 3–1 R-28 R-36 0–2 R-33 4–2 2–0 R-38 1–0 R-18 R-16 R-32 R-29 R-22 R-15 R-26 R-23 2–1 R-20
Náutico R-29 R-18 R-28 R-32 0–1 1–3 R-20 R-22 R-14 R-23 R-35 R-17 R-26 R-38 2–1 1–0 R-34 R-5[b] 2–0
Oeste R-27 2–1 R-31 R-29 R-15 R-18 R-26 R-20 0–0 R-38 2–1 R-36 2–2 1–1 R-33 R-22 1–1 R-23 R-16
Paraná 1–0 R-38 R-30 R-35 R-25 0–0 R-18 R-23 R-17 2–3 0–2 2–0 R-28 1–2 R-31 R-20 R-22 R-33 R-15
Ponte Preta 2–1 R-36 R-37 R-21 R-31 1–0 R-15 R-26 1–1 R-16 2–2 R-19 R-24 R-27 0–0 R-33 R-29 0–0 1–0
Portuguesa R-35 1–2 2–1 2–0 R-17 R-23 R-22 R-18 R-32 R-20 R-34 R-25 R-14 1–1 R-30 1–4 1–1 R-28 R-38
Sampaio Corrêa R-24 3–0 R-19 R-37 1–1 R-35 R-31 2–2 R-21 R-34 1–0 R-30 2–2 0–2 R-14 R-27 R-17 R-25 2–0
Santa Cruz 1–1 R-33 1–1 R-19 R-37 R-27 R-16 2–3 R-24 2–0 0–0 R-15 R-25 1–1 2–1 R-21 R-36 R-30 R-31
Vasco da Gama R-34 1–1 1–1 3–0 R-19 R-29 R-27 R-16 R-37 R-26 R-21 R-24 2–0 R-14 R-32 1–1 1–1 4–1 R-36
Vila Nova R-37 1–3 R-24 R-14 0–1 0–2 1–1 R-27 0–1 R-29 0–0 R-21 R-35 R-34 R-25 R-19 R-32 3–2 R-17
  • a. ^ A Portuguesa abandonou o campo aos dezessete minutos do primeiro tempo, atendendo ordem judicial. Posteriormente, o STJD julgou o caso e puniu o clube com multa e declarou o Joinville vencedor da partida por 3–0.[16]
  • b. ^ Partida adiada para 12 de agosto devido a greve da Polícia Militar de Pernambuco.[17] [18]

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
JOI AMM CEA JOI CEA

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
POR AVA ICA VIL

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[19] Jogador Time
8 Brasil Jael Joinville
7 Brasil Rodrigo Pimpão América de Natal
6 Brasil Edno Ponte Preta
Brasil Júnior Viçosa Atlético Goianiense
Brasil Magno Alves Ceará
Brasil Max América de Natal
5 Brasil Giancarlo Paraná
Brasil Jorginho Atlético Goianiense
Brasil Misael Luverdense

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez maiores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 20 383 Sampaio Corrêa Maranhão 1–1 Santa Catarina Avaí Castelão 7 de junho [20]
2 19 562 América Mineiro Minas Gerais 3–1 Santa Catarina Joinville Mineirão 20 de maio [21]
3 19 106 Sampaio Corrêa Maranhão 2–2 Ceará Ceará Castelão 31 de maio [22]
4 17 834 Ceará Ceará 1–3 Santa Catarina Joinville Presidente Vargas 15 de julho 11ª [23]
5 17 248 Santa Cruz Pernambuco 2–3 Ceará Ceará Arruda 26 de julho 13ª [24]
6 16 690 Vasco da Gama Rio de Janeiro 1–1 Rio Grande do Norte América de Natal São Januário 19 de julho 12ª [25]
7 15 221 Luverdense Mato Grosso 2–1 Rio de Janeiro Vasco da Gama Arena Pantanal 26 de abril [26]
8 14 917 Santa Cruz Pernambuco 2–1 São Paulo Ponte Preta Arruda 3 de junho 10ª [27]
9 14 470 Sampaio Corrêa Maranhão 0–2 Paraná Paraná Castelão 18 de abril [28]
10 12 432 Santa Cruz Pernambuco 0–0 Mato Grosso Luverdense Arena Pernambuco 10 de maio [29]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez menores públicos do Campeonato:[PF]

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 238 Oeste São Paulo 2–1 Mato Grosso Luverdense Amaros 25 de julho 13ª [30]
2 248 Boa Esporte Minas Gerais 2–0 Santa Catarina Avaí Melão 23 de maio [31]
3 265 Oeste São Paulo 0–0 Ceará Icasa Amaros 15 de julho 11ª [32]
4 325 Oeste São Paulo 2–1 Rio Grande do Norte América de Natal Amaros 26 de abril [33]
5 380 Oeste São Paulo 2–2 Paraná Paraná Amaros 30 de maio [34]
6 435 Bragantino São Paulo 0–1 Maranhão Sampaio Corrêa Nabi Abi Chedid 19 de julho 12ª [35]
7 467 Oeste São Paulo 1–1 São Paulo Ponte Preta Amaros 13 de maio [36]
8 529 Atlético Goianiense Goiás 3–0 Minas Gerais América Mineiro Serra Dourada 27 de maio [37]
9 538 Portuguesa São Paulo 2–0 Goiás Atlético Goianiense Canindé 24 de maio [38]
10 560 Oeste São Paulo 1–1 Pernambuco Santa Cruz Amaros 20 de maio [39]

Médias de público[editar | editar código-fonte]

Atualizado até a 12ª rodada.

Estas são as médias de público dos clubes no Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[40]

  1. Maranhão Sampaio Corrêa – 13 569
  2. Pernambuco Santa Cruz – 10 778
  3. Ceará Ceará – 9 142
  4. Rio de Janeiro Vasco da Gama – 8 020
  5. Santa Catarina Joinville – 7 599
  6. Pernambuco Náutico – 5 490
  7. Minas Gerais América Mineiro – 5 159
  8. Rio Grande do Norte América de Natal – 4 502
  9. Mato Grosso Luverdense – 4 192
  10. São Paulo Ponte Preta – 4 124
  1. Santa Catarina Avaí – 2 964
  2. Paraná Paraná – 2 740
  3. Goiás Vila Nova – 2 427
  4. Ceará Icasa – 1 625
  5. Rio Grande do Norte ABC – 1 298
  6. Minas Gerais Boa Esporte – 1 155
  7. Goiás Atlético Goianiense – 1 022
  8. São Paulo Portuguesa – 926
  9. São Paulo Bragantino – 814
  10. São Paulo Oeste – 399

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Pernambuco Santa Cruz Brasil Vica Resignado 19 de abril Santa Cruz 1–1 ABC 12º Brasil Sérgio Guedes [41] [42]
Pernambuco Náutico Brasil Lisca Resignado 7 de maio América de Natal 3–0 Náutico[a1] Brasil Sidney Moraes[a2] [43] [44]
Goiás Vila Nova Brasil Sidney Moraes Resignado 11 de maio Vila Nova 0–1 Icasa 20º Brasil Waldemar Lemos [45] [46]
São Paulo Portuguesa Brasil Argel Fucks Resignado 17 de maio Portuguesa 1–2 América de Natal 19º Brasil Marcelo Veiga[a3] [47] [48]
São Paulo Bragantino Brasil Marcelo Veiga Contratado pela Portuguesa 21 de maio Icasa 3–0 Bragantino 18º Brasil Mazola Júnior[a4] [48] [49]
Santa Catarina Avaí Brasil Pingo Demitido 24 de maio Boa Esporte 2–0 Avaí 16º Brasil Geninho[a5] [50] [51]
Goiás Vila Nova Brasil Waldemar Lemos Demitido 28 de maio Ceará 4–0 Vila Nova 20º Brasil Márcio Goiano[a6] [52] [53]
Goiás Atlético Goianiense Brasil Marcelo Martelotte Resignado 31 de maio Icasa 1–0 Atlético Goianiense 14º Brasil Hélio dos Anjos [54] [55]
São Paulo Oeste Brasil José Macena Resignado 24 de junho Oeste 2–2 Paraná 10ª 16º Brasil Francisco Diá [56]
São Paulo Ponte Preta Brasil Dado Cavalcanti Demitido 21 de julho Avaí 1–0 Ponte Preta 12ª 10º Brasil Guto Ferreira [57] [58]
Ceará Icasa Brasil Tarcísio Pugliese Contratado pelo Ituano 21 de julho Ceará 2–1 Icasa 12ª 16º Brasil Leandro Sena[a7] [59] [60]
Maranhão Sampaio Corrêa Brasil Flávio Araújo Resignado 22 de julho Bragantino 0–1 Sampaio Corrêa 12ª Brasil Lisca [61] [62]
São Paulo Oeste Brasil Francisco Diá Demitido 23 de julho Atlético Goianiense 4–2 Oeste 12ª 17º Brasil Luís Carlos Martins [63] [64]
São Paulo Bragantino Brasil Mazola Júnior Demitido 27 de julho Boa Esporte 2–1 Bragantino 13ª 19º Brasil PC Gusmão [65] [66]
Notas
  • A1 ^ Partida válida pela Copa do Brasil.
  • A2 ^ Sérgio China dirigiu o time interinamente na 4ª rodada.
  • A3 ^ Galeguinho dirigiu o time interinamente na 5ª rodada e Gérson Sodré na 6ª rodada.
  • A4 ^ André Gaspar dirigiu o time interinamente da 7ª a 10ª rodada.
  • A5 ^ Raul Cabral dirigiu o time interinamente da 8ª a 10ª rodada.
  • A6 ^ Christian Lauria dirigiu o time interinamente na 9ª e na 10ª rodada.
  • A7 ^ Gustavo Scarlese dirigiu o time interinamente na 13ª rodada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Chevrolet é nova patrocinadora do Campeonato Brasileiro. Auto Esporte (28 de abril de 2014). Página visitada em 29 de abril de 2014.
  2. Com Estaduais reduzidos e pausa da Copa, CBF divulga calendário de 2014. Terra (20 de setembro de 2013). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  3. a b Campeonato Brasileiro da Série B de 2014 – Regulamento específico da competição. CBF (17 de fevereiro de 2014). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  4. CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (PDF) (em português). Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (23 de agosto de 2013). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  5. Procuradoria do STJD denuncia Portuguesa e Flamengo oficialmente; julgamentos serão na segunda-feira. ESPN (11 de dezembro de 2013). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  6. Portuguesa é punida e rebaixada, e Flu fica na Série A, mas cabe recurso. GloboEsporte.com (16 de dezembro de 2013). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  7. Globoesporte.com (27 de dezembro de 2013). Lusa cai e Flu se salva com citações a 'Pequeno príncipe' e Mandela. 13h25. Página visitada em 19 de abril de 2014.
  8. Portuguesa consegue liminar que a recoloca na Primeira Divisão. Lance!Net (2 de abril de 2014). Página visitada em 17 de abril de 2014.
  9. CBF consegue duas vitórias e devolve Portuguesa à Série B. ESPN (10 de abril de 2014). Página visitada em 17 de abril de 2014.
  10. CBF cassa liminares, divulga tabela e deixa a Portuguesa na Série B do Brasileiro. Super Esportes (6 de fevereiro de 2014). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  11. Portuguesa "descobre" liminar, volta à Série A e pede adiamento de estreia. UOL Esporte (17 de abril de 2014). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  12. a b Justiça determina, e Portuguesa abandona jogo aos 17min do primeiro tempo. UOL Esporte (18 de abril de 2014). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  13. Portuguesa deixa gramado, e jogo contra o Joinville é interrompido. GloboEsporte.com (17 de abril de 2014). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  14. Icasa obtém liminar para disputar Série A do Brasileirão em 2014. Estadão (15 de abril de 2014). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  15. CBF cassa liminar que colocava Icasa na Série A e ameaça rebaixar o time. UOL Esporte (17 de abril de 2014). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  16. No STJD, Lusa perde pontos de jogo, leva multa, mas é mantida na Série B. GloboEsporte.com (7 de maio de 2014). Página visitada em 7 de maio de 2014.
  17. CBF mantém adiamento dos jogos no Recife e rejeita pedido do Sport. GloboEsporte.com (16 de maio de 2014). Página visitada em 16 de maio de 2014.
  18. CBF adia Náutico x Vasco para 12 de agosto, na Arena Pernambuco. GloboEsporte.com (23 de maio de 2014). Página visitada em 24 de maio de 2014.
  19. Brasileirão Série B – Artilheiros. GloboEsporte.com. Página visitada em 28 de maio de 2014.
  20. Boletim Financeiro: Sampaio Corrêa 1x1 Avaí. CBF.com.br (28 de junho de 2014). Página visitada em 28 de junho de 2014.
  21. Com público recorde, América-MG bate Joinville em duelo pela liderança. GloboEsporte.com (20 de maio de 2014). Página visitada em 21 de maio de 2014.
  22. Sampaio Corrêa divulga o borderô oficial do jogo contra o Ceará. sampaiocorreafc.com.br (2 de junho de 2014). Página visitada em 2 de junho de 2014.
  23. Joinville tem início avassalador, vence por 3 a 1 e toma a liderança do Ceará. GloboEsporte.com (15 de julho de 2014). Página visitada em 16 de julho de 2014.
  24. Duelo de duas viradas e Vovô dispara na liderança isolada da Série B. FutebolInterior.com.br (26 de julho de 2014). Página visitada em 28 de julho de 2014.
  25. Vasco volta à Colina com gol contra e tropeço: 1 a 1 com o América-RN. GloboEsporte.com (19 de julho de 2014). Página visitada em 19 de julho de 2014.
  26. Boletim Financeiro: Luverdense 2x1 Vasco. CBF.com.br (26 de abril de 2014). Página visitada em 2 de maio de 2014.
  27. Boletim Financeiro: Santa Cruz 2x1 Ponte Preta. CBF.com.br (3 de junho de 2014). Página visitada em 10 de junho de 2014.
  28. Torcida dá show e Sampaio tem o maior público da rodada inicial. Site Oficial Sampaio Corrêa (23 de abril de 2014). Página visitada em 25 de abril de 2014.
  29. Boletim Financeiro: Santa Cruz 0x0 Luverdense. CBF.com.br (10 de maio de 2014). Página visitada em 14 de maio de 2014.
  30. LEC sai na frente, mas toma a virada. FutebolInterior.com.br (25 de julho de 2014). Página visitada em 26 de julho de 2014.
  31. Boletim Financeiro: Boa 2x0 Avaí. CBF.com.br (23 de maio de 2014). Página visitada em 27 de maio de 2014.
  32. Oeste e Icasa ficam no zero e se mantêm próximos do Z-4 da Série B. GloboEsporte.com (15 de julho de 2014). Página visitada em 16 de julho de 2014.
  33. Boletim Financeiro: Oeste 2x1 América-RN. CBF.com.br (26 de abril de 2014). Página visitada em 29 de abril de 2014.
  34. Boletim Financeiro: Oeste 2x2 Paraná. CBF.com.br (30 de maio de 2014). Página visitada em 8 de junho de 2014.
  35. Cirúrgico, Sampaio Corrêa faz 1 a 0 no Braga e cola no G-4 da Série B. GloboEsporte.com (19 de julho de 2014). Página visitada em 19 de julho de 2014.
  36. Com um a mais, Oeste pressiona a Ponte, que consegue novo empate. GloboEsporte.com (13 de maio de 2014). Página visitada em 16 de maio de 2014.
  37. Dragão ignora liderança do Coelho e impõe primeira derrota ao rival. GloboEsporte.com (27 de maio de 2014). Página visitada em 28 de maio de 2014.
  38. Boletim Financeiro: Portuguesa 2x0 Atléti-GO. CBF.com.br (24 de maio de 2014). Página visitada em 27 de maio de 2014.
  39. Boletim Financeiro: Oeste 1x1 Santa Cruz. CBF.com.br (20 de maio de 2014). Página visitada em 22 de maio de 2014.
  40. O público da Série B do Brasileirão-2014. GloboEsporte.com. Página visitada em 26 de julho de 2014.
  41. Empate com o ABC, no Arruda, derruba Vica do comando do Santa. GloboEsporte.com (19 de abril de 2014). Página visitada em 19 de abril de 2014.
  42. Sérgio Guedes confirma acerto e vai comandar o Santa Cruz na Série B. GloboEsporte.com (21 de abril de 2014). Página visitada em 21 de abril de 2014.
  43. Lisca se demite, desabafa com taxista e informação cai nas redes sociais. GloboEsporte.com (7 de maio de 2014). Página visitada em 8 de maio de 2014.
  44. Diretoria do Náutico oficializa contratação de Sidney Moraes. GloboEsporte.com (13 de maio de 2014). Página visitada em 13 de maio de 2014.
  45. Alvo do Náutico, técnico Sidney Moraes deixa Vila Nova. Terra (11 de maio de 2014). Página visitada em 12 de maio de 2014.
  46. Vila Nova contrata Waldemar Lemos, que chega a Goiânia nesta terça-feira. GloboEsporte.com (12 de maio de 2014). Página visitada em 12 de maio de 2014.
  47. Argel pede demissão da Portuguesa após derrota para o América-RN. GloboEsporte.com (17 de maio de 2014). Página visitada em 17 de maio de 2014.
  48. a b EXCLUSIVO! Em crise, Portuguesa rouba Marcelo Veiga do Bragantino. Futebol Interior (21 de maio de 2014). Página visitada em 21 de maio de 2014.
  49. Bragantino contrata Mazola Júnior para treinar a equipe na Série B. Futebol Interior (15 de junho de 2014). Página visitada em 15 de junho de 2014.
  50. Depois de derrotas, Pingo é demitido do comando técnico do Avaí. GloboEsporte.com (24 de maio de 2014). Página visitada em 24 de maio de 2014.
  51. Geninho é o novo técnico do Avaí na Série B. Futebol Interior (5 de junho de 2014). Página visitada em 6 de junho de 2014.
  52. Waldemar Lemos é demitido do Vila Nova após quatro derrotas na Série B. GloboEsporte.com (28 de maio de 2014). Página visitada em 28 de maio de 2014.
  53. EXCLUSIVO: Márcio Goiano, ex-Mogi Mirim, acerta com o Vila Nova. Futebol Interior (13 de junho de 2014). Página visitada em 13 de junho de 2014.
  54. Marcelo Martelotte entrega cargo após derrota para o Icasa: "Está decidido". GloboEsporte.com (31 de maio de 2014). Página visitada em 31 de maio de 2014.
  55. Hélio dos Anjos assume o Atlético-GO. Futebol Interior (16 de junho de 2014). Página visitada em 17 de junho de 2014.
  56. Oeste troca de treinador e contrata Francisco Diá. Futebol Interior (24 de junho de 2014). Página visitada em 24 de junho de 2014.
  57. Sequência ruim e divergências com a diretoria derrubam Dado na Ponte. GloboEsporte.com (21 de julho de 2014). Página visitada em 21 de julho de 2014.
  58. Ponte derruba acordo com Ricardinho e anuncia Guto Ferreira para a Série B. GloboEsporte.com (24 de julho de 2014). Página visitada em 25 de julho de 2014.
  59. Tarcísio Pugliese deixa o Icasa para assumir o comando do Ituano. GloboEsporte.com. Página visitada em 21 de julho de 2014.
  60. Icasa anuncia Leandro Sena como treinador para o restante da Série B. GloboEsporte.com (24 de julho de 2014). Página visitada em 25 de julho de 2014.
  61. Flávio Araújo pede demissão e não é mais técnico do Sampaio Correa. GloboEsporte.com (22 de julho de 2014). Página visitada em 22 de julho de 2014.
  62. Sampaio confirma Lisca como novo treinador para Série B. GloboEsporte.com (23 de julho de 2014). Página visitada em 23 de julho de 2014.
  63. Oeste demite Francisco Diá e pode acertar retorno de Luís Carlos Martins. GloboEsporte.com. Página visitada em 23 de julho de 2014.
  64. Luís Carlos Martins retorna ao Oeste e já comanda equipe nesta sexta. GloboEsporte.com (24 de julho de 2014). Página visitada em 25 de julho de 2014.
  65. Bragantino confirma PC Gusmão, ex-auxiliar de Vanderlei Luxemburgo para tirar time do buraco na Série B. FutebolInterior.com.br. Página visitada em 28 de julho de 2014.
  66. Bragantino dispensa Mazola Júnior e anuncia chegada de PC Gusmão. GloboEsporte.com (28 de julho de 2014). Página visitada em 28 de julho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Série B 2013
24 de maio30 de novembro
Série B 2014
19 de abril29 de novembro
Sucedido por
Série B 2015
maio – novembro