Boa Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Boa Esporte
Boa Esporte Clube
Nome Boa Esporte Clube
Alcunhas Boa
Torcedor/Adepto Boveta
Tricolor
Mascote Coruja
Fundação 30 de abril de 1947 (67 anos) em Ituiutaba
Localização Vga brasao.gif Varginha, Minas Gerais MG, Brasil Brasil
Mando de jogo em Melão
Capacidade (mando) 15.471 pessoas[1]
Presidente Brasil Rone Moraes
Treinador Brasil Nedo Xavier
Patrocinador Brasil SM Alimentos
Brasil Prefeitura de Varginha
Material esportivo Brasil Kanxa
Competição Minas Gerais Campeonato Mineiro
Brasil Campeonato Brasileiro
Divisão Minas Gerais Módulo 1
Brasil Série B
Minas Gerais MG 2014
Brasil B 2014
3º colocado
Em Abril
Minas Gerais MG 2013
Brasil B 2013
10º colocado
11º colocado
Kit left arm.png Kit body boa14h.png Kit right arm.png
Kit shorts boa14h.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm.png Kit body boa14a.png Kit right arm.png
Kit shorts boa14a.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

Boa Esporte Clube é uma associação esportiva mineira fundada em Ituiutaba, pontal do triângulo mineiro, em 30 de abril de 1947, tornando-se profissional em 1998.

Em 2011, a equipe se transfere para a cidade de Varginha, passando a jogar sob o nome de Boa Esporte Clube. O "novo" nome do clube não é uma novidade, uma vez que Boa já era o apelido do Ituiutaba e primeiro nome do clube, fundado em 1947 como Boa Vontade Esporte Clube[2] .

História[editar | editar código-fonte]

Sua história atual é semeada por uma recente ascensão dentro do futebol estadual.

Em 1998, se torna profissional e joga pela primeira vez a segunda divisão do Campeonato Mineiro, caindo ainda na primeira fase. Mas acaba ascendendo ao Módulo II do Campeonato Mineiro juntamente com o Atlético Clube de Três Corações, o Ipatinga Futebol Clube e a Sociedade Esportiva Guaxupé, pela desistência de várias equipes que iriam disputar este campeonato.

Em 2004, o Ituiutaba vence o Módulo II do Campeonato Mineiro. No ano seguinte, após boa campanha na Primeira Divisão mineira, classifica-se para a Série C do Campeonato Brasileiro, onde joga com equipes tradicionais do interior de São Paulo na primeira fase. Classifica-se para a fase seguinte, onde é eliminada pelo Villa Nova.

Em 2006, o Ituiutaba faz mais uma ótima campanha e por pouco não se classifica para as semifinais do campeonato estadual. Como em 2005, participou do Campeonato Brasileiro da Série C. Mas foi eliminado logo na segunda fase.

Em 2007, a diretoria contrata o ex-goleiro da seleção chilena, Roberto Rojas, para comandar a Equipe no Mineiro, porém não consegue bons resultados e quase é rebaixado para o Módulo II. Mas no mesmo ano, o time da a volta por cima. A diretoria contrata bons jogadores para a Taça Minas Gerais e consegue o título inédito na Fazendinha.

Em 2008, o clube chega aos seus dez anos de profissionalismo. Após manter a base da Taça Minas Gerais, consegue o 4º lugar inédito no Campeonato Mineiro, e a vaga para as semifinais. No primeiro jogo, o Ituiutaba mandou seu jogo no Mineirão (por questões financeiras) e conseguiu um empate incrível com o Cruzeiro (4 x 4, após estar perdendo por 4 x 1). No Segundo jogo (novamente no Mineirão, só que desta vez com mando de campo do Cruzeiro), o time começa vencendo no primeiro tempo por 1 x 0. Porém, não aguenta a pressão e o cansaço, e o Cruzeiro vira o jogo em 3 x 1. Com a 4ª posição, consegue vaga para série C de 2008 e Copa do Brasil de 2009. O time faz uma campanha ótima na primeira fase da série C, ficando invicto, mas é eliminado na terceira fase da Série C, ficando assim em 10º lugar, garantindo vaga na série C de 2009, que passou a ser disputada por 20 clubes.

2009[editar | editar código-fonte]

No Campeonato Mineiro de 2009, o Ituiutaba terminou a primeira fase em 3º lugar geral, com 20 pontos, atrás apenas de Cruzeiro e Atlético. Em 11 jogos conseguiu 6 vitórias, 2 empates e 3 derrotas. Nas quartas de final, enfrentou o Democrata de Governador Valadares, vencendo as duas partidas, por 1 a 0 (em casa) e 2 a 1 (fora). Na semi-final, foi desclassificado pelo Cruzeiro, perdendo as duas partidas, ambas jogadas no Mineirão, por 4 a 1 e 2 a 1.

Na Série C de 2009 fez uma campanha razoável. Sem conseguir passar da primeira fase (3º colocado), ficou em 11º lugar na classificação final. Na Taça Minas Gerais, no entanto, fez a pior campanha de sua história, ficando em ultimo lugar, sem nenhuma vitória.Grande destaque neste ano foi a revelação do zagueiro Luiz fernando Godoy conhecido como leitoa .

2010[editar | editar código-fonte]

Em 2010, o Ituiutaba foi a equipe com a pior campanha no Campeonato Mineiro, sendo rebaixado para o Módulo II, depois de 6 anos na divisão principal do estadual.[3] O time conseguiu na competição apenas uma única vitória, empatando duas e perdendo as outras oito.

Na Copa do Brasil, foi eliminado logo na primeira fase pelo Goiás. A equipe mineira perdeu a primeira partida no Estádio da Fazendinha por 2 a 3. Mesmo vencendo o jogo até metade do segundo tempo por 2 a 1, nos 25 minutos finais, a equipe goiana conseguiu uma virada em 2 falhas de marcação.[4] Mesmo com uma péssima campanha no Mineiro 2010, a torcida Boveta compareceu e apoiou o time. O segundo jogo foi no Estádio da Serrinha, em Goiânia. A partida terminou sem gols, classificando o time esmeraldino.

Na Série C do Campeonato Brasileiro a equipe surpreendeu e conseguiu um feito inédito em sua história, a ascensão para a Série B. A classificação veio depois de dois empates com a Chapecoense pelas quartas de final. O primeiro jogo, em Santa Catarina, ficou 1 a 1 e o segundo não teve gols. A equipe mineira então, venceu pela regra do gol fora de casa, por empatar o jogo em 0x0.[5] Na semi-final, o adversário foi o tradicional Criciuma. O primeiro jogo foi também em Santa Catarina e terminou empatado em 1 a 1. O segundo foi no estádio Parque do Sabiá em Uberlândia, pois a CBF exige capacidade mínima de 10mil lugares para esta fase do campeonato. O jogo terminou empatado também em 1 a 1. Por dois resultados iguais, a partida foi para os penaltis com a vitória por 4 a 2 para o Ituiutaba.[6] Na grande final, disputada contra o ABC de Natal, o primeiro jogo foi tambem no estádio Parque do Sabiá, com a derrota de 1 a 0 do Ituiutaba.[7] No jogo da volta, o ABC jogou pelo resultado, e a partida terminou empatada sem gols, com o título do ABC.[8]

2011[editar | editar código-fonte]

Escudo do antigo Ituiutaba

Em 2011, a equipe do Ituiutaba passa a jogar sob o nome de Boa Esporte Clube, devido ao contrato assinado com a Prefeitura Municipal de Varginha que em uma de suas cáusulas exigia a alteração do nome do Ituiutaba para o seu antigo nome: Boa Esporte Clube. O nome é uma referência ao nome original do clube, Boa Vontade Esporte Clube.[9] [10]

Após iniciar mal o campeonato mineiro do Módulo II, o time reagiu e sagrou-se campeão vencendo as duas partidas da final contra o Nacional, time de Nova Serrana, retornando à elite do futebol mineiro. O Boa obteve também, grandes resultados no Campeonato Brasileiro série B, principal campeonato já disputado pelo clube tricolor, ficando na 7º posição, quatro pontos abaixo do grupo de acesso à série A. Sem dúvidas o ano de 2011 foi o ano mais vitorioso do clube de Ituiutaba.

2012[editar | editar código-fonte]

Em 2012 o Boa Esporte ficou nomeio da tabela no Campeonato Mineiro e não conseguiu repetir a campanha do ano anterior na segunda divisão do Campeonato Brasileiro e lutou praticamente o ano todo contra o rebaixamento. Mesmo assim conseguiu ficar com a 15º posição no campeonato, assim garantindo sua vaga para a Série B do ano seguinte.

Nesse mesmo ano o time conseguiu o segundo título da Taça Minas Gerais, derrotando o Vila Nova na final.

2013[editar | editar código-fonte]

No ano de 2013 o a equipe boveta fez uma péssima campanha no campeonato mineiro. Lutou contra o rebaixamento e termino apenas na 10ª colocação (uma antes da zona de rebaixamento).

No Campeonato Brasileiro série B, disputou o ano inteiro pelo G-4, mas no final do campeonato teve uma queda de rendimento que o fez terminar apenas em 11º lugar. A equipe teve um ótimo desempenho no campeonato derrotando inclusive o campeão Palmeiras.

Nessa temporada o Boa Esporte também disputou a Copa do Brasil mas foi eliminado logo na primeira fase pelo Salgueiro.

Motivo do apelido Boa[editar | editar código-fonte]

Em 30 de abril de 1947, no salão de festas do Ituiutaba Clube, segundo pavimento, fundaram solenemente o Boa Vontade Esporte Clube, sob a liderança de Luiz Alberto Franco Junqueira, Saulo de Freitas Barros e Nadim Derze, com o apoio de Pascoal di Rosatto, Abadio Manoel da Costa (Badião), Aziz Abdalla Mussa, Afif Abdalla Mussa, Paulo Chaves, João Nina, José Batista Ferreira (Zé Padre), Roque de Souza Bastos, Giberto Vilela Cancella (Bete Cancela), Roney Dantas de Brito, Jacob Nicolau Tahan, Gastão Vilela França, Gilson Vilela Cancella (Nenê Cancella), Pedro de Freitas Barros, Manoel Ribeiro de Oliveira (Neca), João Batista Castanheira (Cumba), Sidney de Souza, Ari Rodrigues da Cunha, Juarez Alves Muniz (I), Ardelino Ferreira (Tingo).

O nome Boa é portanto, o primeiro nome do Ituiutaba Esporte Clube, que teve como primeiro presidente o jovem Luiz Alberto Franco Junqueira, treinador Saulo de Freitas Barros. No seu primeiro ano de existência o Boa ganhou o torneio da Taça Philco, oferta de Gildo Vilela Cancella.No mesmo ano de 1947, o Boa passou a denominar-se Ituiutaba Esporte Clube. O clube possui hino próprio, elaborado por Lourival Balduíno do Carmo, conhecido por Barão Barbeiro, natural de Uberaba-MG e autor também do hino do Uberaba Sport Club.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

(2004 e 2011)
(2007 e 2012)
(2014)

Destaques[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Brasil Campeonato Brasileiro Série C
Ano 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010
Pos. 24º 31º 19º 10º 11º
Brasil Campeonato Brasileiro Série B
Ano 2011 2012 2013 2014
Pos. 15º 11º
Brasil Copa do Brasil
Ano 2008 2010 2013
Pos. 42º 38º


Fonte: Bola N@ Área

* O Ituiutaba não obteve qualificação para a disputa em nenhuma das séries das competições nacionais.
Campeão -- Campeão da Competição.

Campanhas no Campeonato Mineiro[editar | editar código-fonte]

Abaixo as classificações finais da equipe nas participações do Campeonato Mineiro a partir de 2005.

Ano Pts J V E D GP GC SG % Classificação
2005 14 11 3 5 3 17 16 1
2006 18 11 6 0 5 18 18 0
2007 11 11 3 2 6 10 17 -1
2008 20 13 5 5 3 19 19 0
2009 20 15 8 2 5 25 23 2
2010 5 11 1 2 8 4 24 -20 15,15% 12º
2011 28 18 8 4 6 26 21 5 1º (II)
2012 12 11 3 3 5 9 10 -1
2013 11 11 3 2 6 12 19 -7 10º
2014 16 11 5 1 5 12 14 -2

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

  • Atualizado em 9 de junho de 2014.

Legenda:

  • Capitão: Capitão
  • Prata da casa.: Prata da casa
  • Lesionado: Jogador no DM
  • Suspenso.: Jogador suspenso
  • Vindo de Empréstimo: Jogador Emprestado


Goleiros
Jogador
Brasil João Carlos Vindo de Empréstimo
Brasil Leandro 12
Brasil Emerson 25
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Thiago Carvalho Vindo de Empréstimo 3 Capitão Z
Brasil Wallace Vindo de Empréstimo 4 Lesionado Z
Brasil Hieger 13 Z
Brasil Alex Silva 24Vindo de Empréstimo Z
Brasil Ciro Sena 27 Z
Brasil Wendel 28Capitão² Z
Brasil Lula 32 Vindo de Empréstimo Z
Brasil Sheslon 2 Lesionado LD
Brasil Eric 14 LD
Brasil Marinho Donizete 6 LE
Brasil Piauí 26 LE
Brasil Tomas 32 LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Betinho 5 V
Brasil Willian Favoni 15 V
Brasil Vinícius Hess 21 V
Brasil Wellington 22 V
Brasil Malaquias 8 Vindo de Empréstimo M
Brasil Clébson 10 M
Brasil Pedrinho Vindo de Empréstimo M
Brasil Morato 17 M
Atacantes
Jogador
Brasil Robinho 18
Brasil Karanga 29
Brasil Luiz Eduardo 9
Brasil Francis 7
Brasil Diego 11
Brasil Uálisson Pikachu 19
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Nêdo Xavier T

Transferências 2014[editar | editar código-fonte]

Legenda


Sedes e estádios[editar | editar código-fonte]

Estádio[editar | editar código-fonte]

Em 2010 a equipe adquiriu uma área de 2 alqueires (96 mil metros quadrados) para a construção de seu novo estádio, com capacidade inicial de 20 mil espectadores. O responsável pelo projeto é o arquiteto Carlos Novaes.[11] O estádio terá vestiários, sanitários, cabines para transmissão de emissoras de rádio e TV, estacionamento de veículos, bares e lanchonetes. A estrutura das arquibancadas deve ser construída sobre os taludes da escavação.[12] Em 2011 para atender o Estatuto do torcedor o time mudou seus mandos de jogos para o Estádio Municipal de Varginha, onde ficará por 2 anos. Nesse interim, a Prefeitura de Ituiutaba começou a construir um estádio com capacidade final de 22.000 mil torcedores, que atende a todas as exigências da FIFA, a ser inaugurado no início de 2013. Com isso, resolve-se um entrave que impedia o Boa (Ituiutaba) de mandar suas partidas na sua cidade homônima.

Torcidas[editar | editar código-fonte]

Torcidas organizadas[editar | editar código-fonte]

  • Avalanche Tricolor (Ituiutaba)
  • Corujão do Pontal (Ituiutaba)
  • Furia Tricolor (Varginha)
  • Os Fanáticos (Varginha)

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 43º [13]
  • Pontuação: 3312 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Ligação Externa[editar | editar código-fonte]

Referências