Estádio Joaquim Henrique Nogueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arena do Jacaré
Arena do jacaré.jpg
Nomes
Nome Estádio Joaquim Henrique Nogueira
Apelido Arena do Jacaré
Características
Local Sete Lagoas, MG, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68m)
Capacidade 18.870[1] pessoas
Construção
Data 2006
Inauguração
Data 28 de Janeiro
Partida inaugural Democrata/SL 3 x 0 Atlético Mineiro
Primeiro gol Paulo César
Último Jogo
Recordes
Público recorde 20.500 pagantes
Data recorde 5 de dezembro de 2010
Partida com mais público Cruzeiro X Palmeiras
Outras informações
Expandido 2010
Proprietário Democrata/SL
Mandante Democrata/SL
América Mineiro
Atlético Mineiro
Cruzeiro
Betim
Minas Futebol

O Estádio Joaquim Henrique Nogueira, também chamado de Arena do Jacaré, é um estádio de futebol localizado na cidade de Sete Lagoas, no estado de Minas Gerais e tem capacidade atual para 18.870 pessoas sentadas.[2] O estádio recebeu esse nome pois foi o fazendeiro e membro de uma das mais tradicionais famílias da região - Joaquim Henrique Nogueira - quem doou o terreno onde o estádio foi construído.

História[editar | editar código-fonte]

Antigamente o Democrata usava o Estádio José Duarte de Paiva com capacidade para 2.000 pessoas. Com a posse de Humberto Timo em 2003, o antigo sonho se tornou realidade. Com pouco dinheiro, o Democrata conseguiu construir o estádio para 18.000 pessoas em um ano, ficando pronto para o segundo jogo do Campeonato Mineiro de 2006.[carece de fontes?]

O estádio foi inaugurado em 28 de janeiro de 2006 na vitória de 3 a 0 sobre o Atlético Mineiro. O primeiro gol foi marcado pelo jogador do Democrata, Paulo César aos 15 minutos do primeiro tempo deste jogo. O jogo com maior público foi Democrata Futebol Clube x Clube Atlético Mineiro, válido pela 1ª rodada do Campeonato Mineiro de 2008. O resultado deste jogo foi 1 a 0 (Gol de Tuta) para o Democrata. O público foi de 20.500 pessoas.[carece de fontes?]

Em 2010, com a reforma do Estádio do Mineirão para a Copa do Mundo de 2014, a Arena do Jacaré passou a receber os jogos dos times da capital mineira.[3] [4] Para tanto, o estádio passou por um período de reformas, que tiveram início ainda em 2009.[5] Cadeiras foram instaladas em todo estádio, a capacidade foi aumentada, o estacionamento expandido, construídas novas cabines de imprensa, portões de entrada e saída, iluminação que permitiu jogos noturnos. A reinauguração aconteceu no dia 15 de Julho de 2010, com a vitória do Atlético/MG sobre o Atlético/GO por 3 a 2, o primeiro gol foi de Diego Tardelli e 3.179 pessoas compareceram ao estádio.

Em janeiro de 2012 uma empresa de ferragens entrou com ação contra o Democrata para o pagamento de uma dívida de R$ 73.854,32, remanescente da construção do estádio em 2005. Em razão da ação, a 3ª Vara Cível de Sete Lagoas marcou para 7 de fevereiro o leilão da Arena do Jacaré, com lance mínimo de R$ 19 milhões, a fim de que a empresa pudesse receber o pagamento. O Democrata recorreu da decisão, com a principal alegação de que o estádio se encontra em comodato para a administração estadual, que investiu cerca de R$ 16 milhões no imóvel, o que inviabilizaria a transferência de posse.[6]

O clube não conseguiu impedir a realização do leilão que, no entanto, não contou com nenhum interessado no lance mínimo. Outro leilão, com lance mínimo de R$ 9,5 milhões, foi marcado para 16 de fevereiro de 2012,[7] mas não chegou a ser realizado, devido à suspensão movida pela desembargadora Cláudia Maia, da 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, determinando o aguardo do julgamento definitivo.[8]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]