Copa Sul-Minas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Sul-Minas de Futebol
Copa Sul-Minas
Dados gerais
Organização CBF
Edições 3
Local de disputa  Brasil
Número de equipes 16
Sistema Grupo Único (1ª fase)
Mata-mata (2ª fase)
editar

A Copa Sul-Minas é uma competição extinta do futebol brasileiro, criada devido ao descontentamento de clubes de Minas Gerais e do Sul do Brasil com as rendas da Copa Centro Oeste e Copa Sul, respectivamente.

Os clubes mineiros decidiram se juntar aos gaúchos, paranaenses e catarinenses para criar, através da CBF, uma nova competição, a qual teve início no ano de 2000. Cada federação escolhia seus representantes.

Foi um torneio classificatório para a Copa dos Campeões regionais.

História[editar | editar código-fonte]

Fim da competição[editar | editar código-fonte]

Após 3 edições, a Copa foi suspensa. O último torneio foi disputado em 2002.

Para o ano de 2002, foi fundada a Liga Sul-Minas. Sendo uma Liga de clubes, o campeonato era administrado pelos próprios clubes e não por uma federação. O sucesso dos campeonatos administrados por Ligas em todo o Brasil coincidiu com uma crise que atravessava a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e seu Campeonato Brasileiro. As ligas passaram a ser uma opção mais atrativa e rentável para os clubes.

A competição era financiada pela Rede Globo, que vendia os espaços publicitários ao redor dos gramados, transmitia os jogos e repassava parte do lucro aos clubes da Liga. O contrato entre a emissora e a Liga tratava dos valores em dólar. Com a subida no preço do dólar, ao final de 2002, o contrato deixava de ser interessante para a Rede Globo. Por outro lado, havia a crise no Campeonato Brasileiro, que chegou a ser realizado sob administração do Clube dos Treze, com uma nova fórmula e novos critérios de escolha dos participantes.

Neste contexto, a Rede Globo e a CBF unem as forças para acabar com as Ligas e reerguer o Campeonato Brasileiro administrado pela CBF. Os clubes da Liga Sul-Minas reúnem-se e decidem manter a Liga, exigindo o cumprimento do contrato por parte da Rede Globo. Esta, por sua vez, oferece benefícios aos clubes, no intuito de influenciá-los a votar contra a permanência da Liga. Na reunião da votação, foi o voto final do Sport Club Internacional que determinou a extinção da Liga[carece de fontes?]. Os demais clubes entraram em processo judicial contra a Rede Globo, solicitando a indenização pela recisão do contrato que, até então, nada foi pago aos clubes.

Edições[editar | editar código-fonte]

Ano Final 3º lugar 4º lugar
Campeão Placar Vice
2000
Detalhes
Minas Gerais
América Mineiro
2 – 1
1 – 0
Minas Gerais
Cruzeiro
Paraná
Paraná
Paraná
Atlético Paranaense
2001
Detalhes
Minas Gerais
Cruzeiro
2 – 0
3 – 0
Paraná
Coritiba
Minas Gerais
Atlético Mineiro
Rio Grande do Sul
Grêmio
2002
Detalhes
Minas Gerais
Cruzeiro
2 – 1
1 – 0
Paraná
Atlético Paranaense
Minas Gerais
Atlético Mineiro
Rio Grande do Sul
Grêmio

Títulos[editar | editar código-fonte]

Por equipe[editar | editar código-fonte]

Clube Títulos Vices 3º Lugar 4º Lugar
Minas Gerais Cruzeiro 2 (2001 e 2002) 1 (2000) 0 0
Minas Gerais América 1 (2000) 0 0 0
Paraná Atlético Paranaense 0 1 (2002) 0 1 (2000)
Paraná Coritiba 0 1 (2001) 0 0
Minas Gerais Atlético Mineiro 0 0 2 (2001 e 2002) 0
Paraná Paraná 0 0 1 (2000) 0
Rio Grande do Sul Grêmio 0 0 0 2 (2001 e 2002)

Por federação[editar | editar código-fonte]

Estado Títulos Vices 3º Lugar 4º Lugar
 Minas Gerais 3 1 2 0
 Paraná 0 2 1 1
 Rio Grande do Sul 0 0 0 2
 Santa Catarina 0 0 0 0

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Ano Artilheiro Time Gols
2000 Kléber Atlético Paranaense 6
2001 Guilherme Atlético Mineiro 8
2002 Liédson Coritiba 14

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.