Lucas do Rio Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Lucas do Rio Verde
"Lucas"
"Cidade Modelo"
Vista de Lucas do Rio Verde

Vista de Lucas do Rio Verde
Bandeira de Lucas do Rio Verde
Brasão de Lucas do Rio Verde
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 5 de agosto
Fundação 5 de agosto de 1982 (31 anos)
Emancipação 4 de julho de 1988 (25 anos)
Gentílico luverdense
Lema Fazendo o melhor pela vida
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Fátima
CEP 78455-000
Prefeito(a) Otaviano Olavo Pivetta (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Lucas do Rio Verde
Localização de Lucas do Rio Verde no Mato Grosso
Lucas do Rio Verde está localizado em: Brasil
Lucas do Rio Verde
Localização de Lucas do Rio Verde no Brasil
13° 01' 59" S 55° 56' 38" O13° 01' 59" S 55° 56' 38" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Norte Mato-grossense IBGE/2008[1]
Microrregião Alto Teles Pires IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes
Distância até a capital 350 km
Características geográficas
Área 3 645 km² (BR: 414º)[2]
Distritos Groslândia
População 52 843 hab. (MT: 10º) – estimativa populacional - IBGE/2013[3]
Densidade 14,5 hab./km²
Altitude 398[4] m
Clima Tropical úmido Cfa(h)
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,768 alto PNUD/2010[5]
Gini 0,46 PNUD/2010[6]
PIB R$ 1 669 888,179 mil (BR: 295º) – IBGE/2010[7]
PIB per capita R$ 51 771,45 IBGE/2008[7]
Página oficial
Prefeitura www.lucasdorioverde.mt.gov.br
Câmara www.camaralrv.com.br

Lucas do Rio Verde é um município brasileiro do estado de Mato Grosso.

Localiza-se a uma latitude 13° 01' 59" sul e a uma longitude 55° 56' 38' oeste, estando a uma altitude de 398 metros. Conhecida com a sua alta qualidade de vida e alto Índice de Desenvolvimento Humano. Sua população estimada em 2013 é de 52.843 habitantes.


História[editar | editar código-fonte]

As obras de abertura da rodovia BR-163, Batalhão de Engenharia e Construção, ligando Cuiabá a Santarém (PA), na segunda metade da década de 70, mobilizaram os primeiros colonizadores para esta região de cerrado situada no Médio-Norte de Mato Grosso e distante 350 quilômetros da Capital.

No entanto, foi somente a partir de 1981, quando o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) começou a implantação do projeto de assentamento de 203 famílias de agricultores sem-terra oriundas de Encruzilhada Natalino, interior do município de Ronda Alta (RS), que se formou a comunidade que deu origem a Lucas do Rio Verde.

Na época, outros 85 posseiros que já habitavam o local e mais 50 colonos provenientes do interior de São Paulo também foram assentados nos lotes que dividiram uma gleba de 197.991 hectares.

O dia 05 de agosto de 1982 passou a ser comemorado como a data de fundação da agrovila, ainda então pertencente ao município de Diamantino.

Em 17 de março de 1986, o núcleo urbano foi elevado à condição de Distrito e no dia 04 de julho de 1988, quando conquistou sua emancipação político-administrativa, já contava com 5.500 habitantes. Atualmente, poucas famílias dos assentados de Ronda Alta ainda continuam de posse de suas terras. Pressionadas pelas inúmeras dificuldades daquele período, muitas delas desistiram de seus sonhos e outras perderam terreno para a agricultura extensiva que começava a ocupar a vastidão do cerrado.

Lucas do Rio Verde é considerado hoje um município que ocupa lugar de destaque no ranking dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país. Lucas do Rio Verde é uma cidade que se desenvolveu muito rápido, pois até o final dos anos 90 a cidade não era servida de rede de energia elétrica, possuindo apenas motores geradores a óleo para o abastecimento da cidade.A população é predominantemente sulista, mas com a divulgação dos prodígios econômicos das monoculturas pessoas de outras regiões do país migraram para a cidade. Mas não havia mais "terras sem dono". A opção dos migrantes paraenses, maranhenses e mato-grossenses foi trabalhar nas fazendas. A mecanização da agricultura permite mais rapidez na colheita e plantio, mas reduz a quantidade de mão de obra empregada.

Três décadas depois da instalação do acampamento do 9º BEC, às margens do Rio Verde, esta moderna, pujante e dinâmica cidade cujo nome rende uma homenagem a Francisco Lucas, um seringalista pioneiro, e ao belo e caudaloso curso de água límpida tão importante para a comunidade, em nada lembra aquele vilarejo onde tudo era difícil e precário.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O município precisa avançar agora no tratamento do lixo, saneamento, educação, nas políticas públicas de cultura, no transporte público urbano e na recuperação das áreas de reserva legal. No Cerrado, a legislação ambiental exige 35% de preservação da vegetação nativa.

Educação[editar | editar código-fonte]

No que refere-se à educação, o Município de Lucas do Rio Verde é modelo para o Estado e o País, o que comprova-se pelos resultados do último IDEB: "[dez melhores escolas públicas de Mato Grosso, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), três são da rede municipal de Lucas do Rio Verde"][1]

Em sua infraestrutura, Lucas do Rio Verde conta com instituições públicas e privadas que atendem desde a Educação Infantil até o Ensino Superior.

Entre as escolas públicas de educação básica, estão 15 municipais e 4 estaduais. Na cidade existem mais 4 escolas, que são privadas.

No ensino superior, desde 2008, o Município conta com a presença da Rede La Salle de Educação [8] , uma rede mantida pelo Instituto dos Irmãos das Escolas Cristãs, fundada por São João Batista de La Salle, Padroeiro Universal dos Professores.

O Município de Lucas do Rio Verde conta ainda com uma Instituição de Ensino Técnico de Nível Médio, o CIENTEC - Centro Integrado de Ensino Técnico, que oferece cursos Técnicos em Enfermagem, Radiologia, Segurança do Trabalho, Agropecuária e Eletrotécnica.

Esportes[editar | editar código-fonte]

A cidade possui um estádio municipal, o Passo das Emas, com capacidade de 10.000 pessoas, utilizado pela agremiação esportiva Luverdense Esporte Clube, fundada em 2004. O clube atualmente está na primeira divisão do Campeonato Mato-grossense. Em 2013, o Luverdense atingiu seu maior objetivo no ano[9] : obter o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro de 2014.
O clube participou também de três edições da Copa do Brasil de Futebol. Na edição de 2013, o Luverdense chegou até as oitavas de final, mas foi eliminado pelo S.C. Corinthians Paulista. Das participações do clube na Copa do Brasil, esta edição foi aonde chegou mais longe no torneio.

Sinal de Televisões abertas[editar | editar código-fonte]

Canal Emissora Afiliação
04 TV Cidade Verde Rede Bandeirantes
05 TV Conquista SBT
08 TV Rio Verde Rede Record
11 TV Centro América Rede Globo
14 TV Lucas RedeTV!
22 TV Novo Tempo TV Novo Tempo
47 Record News LRV Record News

Geografia[editar | editar código-fonte]

Com uma localização geográfica privilegiada, Lucas do Rio Verde desponta como um dos principais polos de desenvolvimento agrícola do Estado. Na década de 70, imigrantes do Sul do Brasil resolveram instalar-se no centro de Mato Grosso. É considerado o primeiro município a colher soja no país e maior produtor de milho safrinha do Brasil.

Embora a distribuição de ecossistemas definida pelo IBGE considere a região como área de tensão ecológica entre a Floresta Amazônica e o Cerrado a predominância florística corresponde à cerrado.

Clima[editar | editar código-fonte]

Equatorial, quente e úmido, com 4 meses de seca de maio a agosto, estes são também os meses com baixa humidade relativa do ar em torno dos 30%. Precipitação anual de 2.000 mm, com intensidade máxima em janeiro, fevereiro e março. Temperatura média anual de 24º C, a maior temperatura oficial foi de 39º C e menor 4º C.

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Lucas do Rio Verde Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 36,1 37,6 35,9 37,0 36,2 37,0 41,3 38,5 38,4 39,0 38,3 36,2 41,3
Temperatura máxima média (°C) 30,7 30,7 31,1 31,5 31,3 31,4 31,7 33,2 32,9 32,6 31,1 30,5 31,6
Temperatura média (°C) 24,4 24,7 25,1 24,6 23,2 22,1 22,5 23,9 24,7 24,6 24,3 24,4 24,0
Temperatura mínima média (°C) 19,9 19,8 19,7 19,6 18,1 15,6 14,9 15,5 17,6 19,6 19,9 20,0 18,7
Temperatura mínima registrada (°C) 12,9 11,0 10,2 10,2 10,8 5,0 4,9 4,0 7,0 11,0 12,0 11,9 4,0
Precipitação (mm) 349,0 340,7 378,4 139,5 37,0 17,2 0,5 3,1 67,4 176,8 246,5 312,8 2 079,6
Umidade relativa (%) 88 89 88 82 73 54 47 34 52 68 79 84 81,2
Horas de sol 131 128 125 122 119 118 119 121 124 127 131 132 1 497
Fonte: Jornal do Tempo 31 de Julho de 2014

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2013. Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (novembro de 2013). Página visitada em dezembro de 2013.
  4. http://altitude.cidademapa.com.br/altitude-de/lucas-do-rio-verde/5196/
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 22 de agosto de 2013.
  6. Perfil Municipal: Lucas do Rio Verde (MT). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 18 de junho de 2014.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2006-2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 19 dezembro 2013.
  8. http://www.lasalle.edu.br/faculdade/lucas/
  9. http://www.al.mt.gov.br/TNX/imprime.php?cid=39361&sid=257

Tópicos relacionados[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.