Barra do Bugres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Barra do Bugres
"Barra

"BBU"

Bandeira de Barra do Bugres
Brasão de Barra do Bugres
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 19 de abril
Fundação 31 de dezembro de 1943
Gentílico barra-bugrense
Prefeito(a) Júlio Florindo
(2013–2016)
Localização
Localização de Barra do Bugres
Localização de Barra do Bugres no Mato Grosso
Barra do Bugres está localizado em: Brasil
Barra do Bugres
Localização de Barra do Bugres no Brasil
15° 04' 22" S 57° 10' 51" O15° 04' 22" S 57° 10' 51" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Sudoeste Mato-Grossense IBGE/2008[1]
Microrregião Tangará da Serra IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Tangará da Serra, Nova Olímpia, Denise, Alto Paraguai, Araputanga, Rosário do Oeste, Porto Estrela, Lambari d'Oeste, Cáceres, Salto do Céu, Vale do São Domingo, Jauru e Reserva do Cabaçal.
Distância até a capital aprox, 150 km
Características geográficas
Área 7 228,902 km² [2]
População 31 793 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 4,4 hab./km²
Altitude 0 m
Clima Tropical quente e sub-úmido, com 4 meses de seca, de junho a setembro.
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,693 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 380 698,954 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 11 288,67 IBGE/2008[5]
Página oficial

Barra do Bugres é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a 15º04'21" de latitude sul e a 57º10'52" de longitude oeste e está a 171 m de altitude. Possui uma área de 7.186,78 km² e sua população estimada em 2007 é de 32.479 habitantes e situa-se a 150 quilometros da capital, Cuiabá. O nome da cidade deriva da barra formada pelo Rio Bugres ao desaguar no Rio Paraguai.

O mais importante evento da cidade é o Festival Regional de Pesca de Barra do Bugres (Festbugres), e que em 2011 se transforma em FIP - Festival Internacional de Pesca, atraindo turistas de outros estados e de outros países. No município está situado o Campus Universitário Deputado Renê Barbour, da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), que conta com cinco cursos de graduação (Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção Agroindustrial e Matemática). Possui também uma turma especial de Direito e ainda conta com o Projeto 3º Grau Indígena – Primeiro da América Latina: Formação Superior de Professores Indígenas e em convênio entre Prefeitura Municipal e Universidade Federal de Mato Grosso, é oferecido o Curso de Licenciatura Plena em Educação Infantil (Nead) e a Universidade de Cuiabá (Unic) estabeleceu um convênio com a Prefeitura, onde oferece os cursos de Administração e Ciências Contábeis.

Bairros[editar | editar código-fonte]

  1. São Raimundo
  2. Jd. São Raimundo
  3. Cohab São Raimundo
  4. Residencial São Raimundo
  5. Vila Alvorada
  6. Vila Alta
  7. Vila Santa Cruz
  8. Vila Nova
  9. Jd. Elite
  10. Jd. Independência
  11. Vila Rondon
  12. Jd. Castelo
  13. Novo Horizonte
  14. São Francisco
  15. Jd. Primavera
  16. Boa Esperança
  17. Jd. Aeroporto
  18. Jd. Terra Nova
  19. Lago Azul
  20. Vila Miranda
  21. Esperança
  22. Jd. Aripunã
  23. Vila Sandri
  24. Vila Operária
  25. Jardim dos Pássaros
  26. Jd Maracanã
  27. Jd. América
  28. Maracanã
  29. Treze de Maio
  30. Vila Alves
  31. São Geraldo
  32. Nhambiquara
  33. Vila Rio Branco
  34. Vila Aparecida
  35. Jd. Pôr do Sol
  36. João Cristante
  37. Jd. Paraguai
  38. Santa Izabel (Pronave)
  39. Jd. Alvorecer
  40. Jardim das Palmeiras

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município gira principalmente em torno do agronegócio e mais especificamente da indústria sucroalcooleira e bovinocultura de corte. Barra do Bugres conta com uma usina de Bioenergia álcool, biodiesel e açúcar, a Barralcool, que também produz eletricidade, através do bagaço de cana, não só para seu consumo, como também vende para a empresa de energia de Mato Grosso-REDE/CEMAT. Também mantém o o abatedouro Navi Carnes, com capacidade de abate para 700 reses/dia, o frigorífico Barra (em términos de instalação), indústria de ração animal, indústria de madeira, indústria moveleira, serrarias, máquinas de beneficiamento de arroz, marcenarias onde se fabricam móveis e carrocerias, gráfica, metalúrgica, serralherias, indústria de cerâmica (tijolos, lajotas e telhas) e o comércio local.[6]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. MERLI, Daniel; ANDRADE, Juliana (21 de novembro). Primeira usina integrada de biodiesel e álcool é inaugurada no Mato Grosso. Visitado em 5 de maio de 2008.

Ligações[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.