Alta Floresta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Município de Alta Floresta
Bandeira de Alta Floresta
Brasão de Alta Floresta
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 19 de maio de 1976
Gentílico altaflorestense ou florestense[1]
Lema A força da União
Prefeito(a) Asiel Bezerra de Araújo (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Alta Floresta
Localização de Alta Floresta no Mato Grosso
Alta Floresta está localizado em: Brasil
Alta Floresta
Localização de Alta Floresta no Brasil
09° 52' 32" S 56° 05' 10" O09° 52' 32" S 56° 05' 10" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Norte Mato-grossense IBGE/2008[2]
Microrregião Alta Floresta IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes - Norte: Estado do Pará; Sul: Tabaporã, Nova Canaã do Norte e Juara; Leste: Guarantã do Norte e Carlinda; Oeste: Nova Monte Verde e Paranaíta
Distância até a capital 800 km
Características geográficas
Área 8 947,069 km² (BR: 153º)[3]
População 49 761 hab. estimativa populacional IBGE/2013[4]
Densidade 5,56 hab./km²
Altitude 283 m
Clima tropical chuvoso Awi
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,779 alto PNUD/2000[5]
PIB R$ 517 937,683 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 10 128,63 IBGE/2008[6]
Página oficial

Alta Floresta é um município do estado de Mato Grosso.

História[editar | editar código-fonte]

No início da década de 70, durante a intensa atividade seringueira na Amazônia, o empresário Ariosto da Riva adquiriu uma grande área no norte de Mato Grosso, com a intenção de instalar um novo projeto de colonização.

Abrir caminhos no meio da floresta tropical foi uma árdua missão, porém, em um processo arrojado e com a força e determinação de famílias vindas em sua maioria do sul do País, no dia 19 de maio de 1976 fundou-se a município de Alta Floresta com o propósito de ter uma economia baseada na agricultura. A emancipação político-administrativa se deu em 18 de Dezembro de 1979.

No entanto, com a febre do ouro, nos anos 80, a economia do município volta-se para a atividade garimpeira (Nesse período Alta Floresta chegou a ter mais de 100.000 (cem mil) habitantes), não muito tempo depois veio a sofrer um grande revés com a posterior queda do valor do metal - tal como ocorreu com muitos outros novos municípios dessa região amazônica.

Contava, em 2010, com uma população de 49.233 habitantes segundo o Censo IBGE 2010. Segundo estimativa populacional do IBGE para 1º de julho de 2013 divulgada no Diário Oicial da União em 29/08/2013 [7] , a população de Alta Floresta-MT é atualmente de 49.761 habitantes.

Atualmente, a comunidade, através de seus segmentos organizados, as instituições públicas e outras lideranças, buscam alternativas para a consolidação econômica do município, retomando-se a agricultura, a pecuária e o desenvolvimento do turismo - o que vem alavancando a economia da cidade e a tornando novamente um dos destaques do estado de Mato Grosso. Hoje, com a instalação de uma grande usina hidrelétrica na cidade vizinha de Paranaíta muitos dos cerca milhares de trabalhadores e suas famílias mudaram-se para Alta Floresta, o que fez com que muitos outros atraídos à boa fase que a cidade já vinha apresentando antes mesmo da instalação de tal obra, também viessem para cá aumentando consideravelmente o número de moradores.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Alta Floresta possui uma área de 8 947,07 km² e está localizado no extremo norte do estado de Mato Grosso, a 830 km da capital do estado, Cuiabá. Fica a 283 metros de altitude.

O relevo do município pode ser dividido em quatro unidades geomorfológicas:

  • depressão;
  • interplanáltica da Amazônia Meridional;
  • planaltos dos Apiacás-Sucunrudi;
  • planalto Dissecado da Amazônia;
  • planaltos Residuais do Norte de Mato Grosso.

O quadro florístico no município de Alta Floresta, fundamentalmente, é constituído por Floresta ombrófila aberta e densa, Floresta estacional e Cerrado.

Clima[editar | editar código-fonte]

Clima tropical chuvoso, com duas estações bem definidas: verão chuvoso e inverno seco. Temperaturas entre 20° a 38 °C, tendo em média 26°C. As temperaturas podem beirar os 40°C nos dias mais quentes em alguns pontos do município. Nos meses chuvosos, sua pluviosidade pode atingir médias muito elevadas, algumas vezes superiores a 2.750mm.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura máxima já registrada em Alta Floresta foi de 37,8 ºC, observada dias 7 de setembro de 2010 e 19 de setembro de 2011. O maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 182,0 mm, em 10 de janeiro de 1980.[8]

Solos[editar | editar código-fonte]

O solo predominante é o grupo de podzólico (amarelo e vermelho-amarelo), e em pequenos percentuais, Latossolos e Hidromórficos. De modo geral são solos de baixa fertilidade de macro e micro nutrientes, com baixo teor de fósforo e médio teores de potássio, cálcio magnésio e matéria orgânica. Assim os solos necessitam de fertilização, para incrementar a produtividade agropecuária.

Educação[editar | editar código-fonte]

O município de Alta Floresta-MT possui um Campus da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, o Mesmo foi criado no de 1992 e atualmente oferece os cursos de graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas, Bacharelado em Agronomia, Bacharelado em Engenharia Florestal e Bacharelado em Direito, também oferta turma única de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (turma fora de sede Campus de Alto Araguaia). O Campus de Alta Floresta também oferece dois mestrados, Mestrado em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos e Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas, este Multi Campi tendo suas aulas em Alta Floresta, Cáceres e Tangará da Serra.

O município vive a expectativa de implantação de um Campus do IFMT, o terreno para a construção do Campus já foi doado, as aulas devem iniciar em local alugado pela prefeitura, o MEC já fez inclusive a vistoria do tereno onde deve ser construído o Campus[9] e as obras devem iniciar em breve.

A cidade também possui uma Faculdade privada, Faculdade de Alta Floresta-FAF, Faculdade de Direito de Alta Floresta-FADAF que oferece os cursos de graduação em Administração, Ciências Contábeis, Direito, Pedagogia, Letras/Espanhol e Turismo, além de um curso de Tecnologia em Gestão Comercial.

No município existem polos de educação à distância da UNOPAR, UNIGRAN e UNIP.

No município também existe uma unidade da Escola Técnica Estadual da SECITEC que oferta diversos cursos de nível técnico e de aperfeiçoamento.

Também está previsto para iniciar em breve a construção de uma unidade do SENAI no município.

Possui atualmente 16 Escolas Estaduais, 5 Escolas Municipais além de escolas particulares de educação infantil e ensino básico.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Na área de Saúde possui 1 Hospital Regional, 4 Hospitais particulares, Clínicas particulares, vários postos de saúde, uma Policlínica, está em fase de conclusão uma Unidade de Pronto Atendimento - UPA. Na área de segurança pública conta com um Comando de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar. No varejo possui grandes supermercados, com destaque para o Del Moro Supermercados, sendo que a matriz da rede é no município. Entre lojas de móveis possui a Móveis Gazin, Rio Móveis, Romera, Martinello e City Lar, e ainda a empresa local Imperial Móveis. No setor de Materiais de Construção destaque para a Daparé Home Center, Beira Rio, Ronta Materiais para Construção e a empresa Pantera Materiais para Construção. Entre as franquias se destacam as lojas O Boticário, Água de Cheiro, L'acqua di Fiori, Localiza e Chiquinho Sorvetes.

Atualmente o município conta com um voo diário da empresa Trip para Cuiabá e outras regiões do país.

Possui linhas de ônibus direto para Cuiabá e para outros Estados do país.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Histórico de Alta Floresta no site do IBGE
  2. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Estimativa populacional IBGE referente a 1º de julho de 2013
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  7. estimativa populacional do IBGE para 1º de julho de 2013 divulgada no Diário Oficial da União em 29/08/2013
  8. Sistema de Monitoramento Agrometeorológico (Agritempo). Dados Meteorológicos - Mato Grosso. Página visitada em 13 de janeiro de 2013.
  9. MEC vistoria área para construção do IFMT

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikcionário Definições no Wikcionário
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.