Vila Rica (Mato Grosso)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Vila Rica
Bandeira desconhecida
Brasão de Vila Rica
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 13 de maio de 1986
Fundação 1978
Gentílico vilariquense
Lema Portal Norte de Mato Grosso
Prefeito(a) Luciano Marcos Alencar (DEM)
(2013–2016)
Localização
Localização de Vila Rica
Localização de Vila Rica no Mato Grosso
Vila Rica está localizado em: Brasil
Vila Rica
Localização de Vila Rica no Brasil
10° 00' 43" S 51° 06' 57" O10° 00' 43" S 51° 06' 57" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Nordeste Mato-Grossense IBGE/2008 [1]
Microrregião Norte Araguaia IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Santa Terezinha, Confresa, Santa Cruz do Xingu, Santana do Araguaia (PA), Cumaru do Norte (PA) e São Félix do Xingu (PA)
Distância até a capital 1 320 km
Características geográficas
Área 7,543 76 km², km² [2]
População 23,057 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 2,83 hab./km²
Altitude 280 m
Clima Clima tropical com estação seca As/Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,688 médio 2010 [4]
PIB R$ 232 102,058 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 11,798,60 IBGE/2008[5]
Página oficial

Vila Rica é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 10º00'42" sul e a uma longitude 51º06'59" oeste, estando a uma altitude de 280 metros. Sua população estimada em 2013 era de 23.057 habitantes[3] .

A principal fonte de renda do município é a pecuária, o município atualmente é a a 5° maior cidade em rebanho bovino do estado e a 17° maior do país. Destaca-se por ser umas das localidades do Baixo Araguaia que mais cresceu nos últimos anos.

História[editar | editar código-fonte]

Vila Rica localiza-se ao nordeste do Mato Grosso, na triplice fronteira com os estados do Pará e do Tocantins, A cidade foi fundada em 1978 pelo Sr. Rubens Rezende Peres e pelo Sr. Alair Álvares Fernandes, que vieram para a região com a Colonizadora Vila Rica. Os fundadores, como proprietários de uma grande área de terras, resolveram edificar no local vários assentamentos de pequenos colonos, assim sendo, dividiu-se a terra em pequenas propriedades e as colocou à venda juntamente com o INCRA e Banco do Brasil, em sistema de colonização, e em decorrência de qualidade e fertilidade do solo, o negócio teve grande aceitação. A cidade começou então a ser erguida nas terras cedidas pelo Sr. Alair, em sua fazenda Porangaba.

Os primeiros habitantes de Vila Rica vieram de Minas Gerais (daí o nome de Vila Rica) seguidos por colonos de Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e em proporção menor de outros estados e países.

A abertura da BR-158 no mesmo ano de 1978, facilitou de sobremaneira o acesso ao lugar, favorecendo a chegada de inúmeras empresas agropecuárias na região. Em 12 de novembro de 1.981, a Lei n.º 4.381, criou o distrito de Vila Rica, com território jurisdicionado ao município de Santa Terezinha. Sua emancipação política deu-se no dia 13 de maio de 1.986 quando a Lei Estadual n.º 5.001, 1.986, de autoria da bancada legislativa do PDS e PMDB, criou município com o seguinte teor. "Artigo n.º 1 – Fica criado o município de Vila Rica, com território desmembrado do município de Santa Terezinha. Artigo n.º 2 – O município ora criado, é composto somente de um distrito, no caso o de sua Sede. Parágrafo Único – O município ora criado somente será instalado com a eleição e posse de prefeito, vice-prefeito e vereadores, de conformidade com a Legislação Federal."

A instalação oficial deu-se no dia 1º de janeiro de 1987. Nesta ocasião tomou posse o primeiro prefeito municipal, Sr. João Rosa do Carmo e do vice-prefeito Sr.Herminio de Oliveira e os vereadores, eleitos no dia 15 de novembro do ano de 1986. Em 1.988 foi eleito prefeito o médico Francisco Teodoro de Faria tendo como vice o empresario Adelino Belle. Em 1.992 foi eleito prefeito o veterinario Paulo de Souza Duarte tendo como vice o sindicalista Rovilson Rodrigues. Em 1.996 foi eleito prefeito o pecuarista Leonídio das Chagas tendo como vice o médico Francisco Teodoro de Faria. Em 2.000 foi eleito prefeito o empresario Naftaly Calisto, o Calistão tendo com vice a professora Aldaci Branbila. Em 2.004 foi eleito prefeito o médico Francisco Teodoro de Faria tendo como vice o empresario Everaldo Simões. Em 2.008 foi eleito prefeito o empresario Naftaly Calisto, o Calistão tendo com vice o pecuarista Nivaldo Fulanetti. Nas eleições de 2012 a população elegeu o empresário Luciano Marcos Alencar como prefeito e o odontólogo Fabio Yoshinori Fujishige como vice-prefeito.

O perímetro urbano possui 11 bairros sendo eles, Cidade Jardim, Inconfidentes, Vila Nova, Setor Oeste, Cristo Rei, Bela Vista, São Pedro, Tiradentes, Independencia, Setor Sul e Setor Norte estes dois últimos formando o centro da sede do Município que possui um traço planejado dando o formato de um sino, este desenho foi feito pelo paisagista suíço Dr. Roberto Khuno, a cidade é a mais urbanizada do Norte Araguaia sendo que mais de 70 por cento de seus habitantes residem na área urbana, a sede do município é cortada pela BR 158 que após mais de três décadas começa a ser pavimentada, integrando assim o município a todo o sul do Pará e Tocantins, estados limitrofes do mesmo.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Segundo o censo de 2010, sua população era de 21.382 habitantes, sendo o segundo município mais populoso do Norte Araguaia. Possui uma área de 7.431,077 km²[4] , o que resulta numa densidade demográfica de 2,88 hab./km²[3] . O município encontra-se localizado entre as bacias dos rios Araguaia e Xingu com cerca de cinquenta por cento de suas águas para cada bacia.

Relevo[editar | editar código-fonte]

A região é formada por grandes planaltos suaves com declividade quase zero cerca de 2% e em algumas áreas caracteriza o relevo ondulado. Entre as serras formam-se grandes vales verdejantes com imensas extensões de terras planas propícias para plantios de grãos e pastagens. O município possuis dorçais da Serra do Roncador e o Monte Umuarama na divisa com o município Santana do Araguaia no Pará e seu maior ponto de altitude, segundo dados extra oficais o monte possui mais de 500 mts de altura.

Clima[editar | editar código-fonte]

Apresenta precipitações superiores a 1.800 mm anuais. A temperatura média atinge 27 °C, sendo a máxima 35 °C e a minima 19 °C. Apresenta estiagens durantes os meses de inverno (junho a setembro), com efeitos de friagem e fortes chuvas entre dezembro e março.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município possui dois importantes rios da bacia do Araguaia sendo eles o Ribeirão Santana com 176 kms que desagua na Barra das princesas e o Rio Crisostemo que possui um caudal de 215 kms, banhando os dois juntos cerca de 50 por cento do município, outros rios menores como o Rio Preto, formam junto com a margem leste do Rio Comandante Fontoura as nascentes responsáveis pelas águas que desaguam no rio Xingu.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Vila Rica está em uma área de transição entre o Cerrado e a Floresta Amazônica, e foi recentemente palco de um acalorado debate entre ambientalistas e investidores sobre o Zoneamento Sócio-Econômico Ecológico (ZSEE). O município está em uma das áreas mais desmatadas/devastadas do estado, devido a crescente expansão da fronteira agrícola e também por causa do aumento das pastagens, Vila Rica possuí o 5° maior rebanho bovino do estado com 694.601 de cabeças, segundo dados do INDEA - Instituto de Defesa Animal de MT (2011).

Aeroporto[editar | editar código-fonte]

Atende as demandas da população principalmente na área da saúde e em casos de urgências. O mesmo foi construído em 1978 pela Colonizadora Vila Rica, para atender as demandas do projeto de colonização. Possui uma pista de terra firme de 1.300 metros que pode ser utilizado para aeronaves de pequeno porte, um acordo entre os Governos do município e o do estado preve a pavimentação das pistas até 2013, mas até o momento (2014) não iniciou as obras de pavimentação.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

O município abriga uma unidade da UNEMAT. Possui também 2 escolas estaduais sendo uma delas a maior do Norte Araguaia, além de outras 17 escolas municipais e 2 particulares Colegio Vale do Araguia COC e Pequenos Pensadores.

Economia[editar | editar código-fonte]

Possuí uma extrema relação comercial principalmente no setor de serviços com as cidades de Goiânia-GO, Araguaina e Palmas - TO, e Redenção - PA, visto que a maioria da população procura as mesmas por serem mais próximas do que Cuiabá, a capital do estado de MT. O município também possui 1 grande frigorifico e 2 laticinios.

Turismo[editar | editar código-fonte]

São tradicionais os festejos do aniversario do município que acontecem na semana do dia 13 de maio, com várias exposições e apresentações. Outro evento que esta se tornando muito conhecido são os Festejos de São Pedro, padroeiro da cidade, realizados em junho que durante os festejos, ocorre uma prova de atletismo profissional, a corrida de rua de São Pedro.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. a b c Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 09 de abril de 2014.
  4. a b síntese das informações. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Página visitada em 09 de abril de 2014.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.