Novo São Joaquim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Novo São Joaquim - MT
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação Não disponível
Gentílico Não disponível
Prefeito(a) Leonardo Farias Zampa
(2009–2012)
Localização
Localização de Novo São Joaquim - MT
Localização de Novo São Joaquim - MT no Mato Grosso
Novo São Joaquim - MT está localizado em: Brasil
Novo São Joaquim - MT
Localização de Novo São Joaquim - MT no Brasil
14° 54' 21" S 53° 01' 04" O14° 54' 21" S 53° 01' 04" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Nordeste Mato-Grossense
Microrregião Canarana
Distância até a capital 493 km km
Características geográficas
Área 5 022,477 km² [1]
População 6 043 hab. Censo IBGE/2010[2]
Densidade 1,2 hab./km²
Altitude 400 m
Clima Quente
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0 743 Erro de expressão: caractere "," não reconhecido PNUD/2000
PIB R$ 201 555,062 mil IBGE/2008[3]
PIB per capita R$ 28 601,54 IBGE/2008[3]
Página oficial

Novo São Joaquim é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 14º54'21" sul e a uma longitude 53º01'06" oeste, estando a uma altitude de 400 metros. Sua população estimada em 2004 era de 8.528 habitantes.

Possui uma área de 5.022,477 km².

História[editar | editar código-fonte]

Primeiros Colonizadores[editar | editar código-fonte]

O território era primitivamente habitado pelo povo indígena Xavante, os primeiros homens-brancos que aventuraram-se à região foram João David e família, principalmente Pedro David e Manoel Pereira Brito, em 1960, Damásio Moreira Lima e Paulo Brito, em 1961 e José Gery David,Valter David de Carvalho e Jeronimo David em 1962.

Povoado da Gleba Aldeia[editar | editar código-fonte]

Durante a década de 60 formou-se um pequeno povoado em um local onde havia uma pequena aldeia indígena chamado de Gleba Aldeia, onde se encontrava vários moradores, destacando-se José Nunes da Silva, sua esposa e filhos, principalmente Divino Nunes da Silva, que foi o primeiro professor leigo do povoado e proprietário da única casa de produtos Farmacêuticos da localidade. Mas esse povoado não prosperou, indo logo após a decadência. No ano de 1965, houve uma Invasão de Terras na Região de Cachoeira da Fumaça, dando origem posteriormente ao assentamento da Cachoeira da Fumaça.

Povoado de São Joaquim do Rio Manso[editar | editar código-fonte]

A fundação de Novo São Joaquim deu-se com o início do povoado de São Joaquim do Rio Manso no dia 29 de Junho de 1972, onde Olímpio José Martins, procedente do município de Novo Brasil, no Estado de Goiás. A origem do povoado de São Joaquim do Rio Manso foi escolhido em homenagem ao doador dos lotes, Joaquim Rodrigues Sôto, e pelo fato da empresa de ônibus, que fazia linha da município de Barra do Garças para o distrito de Toricueje, que era a Vila mais próxima, chama-se Viação Rio Manso. Os registros demonstram que a primeira Escola para o ensino regular funcionou em 1976, com o nome de Escola Municipal de 1º Grau Machado de Assis, da Prefeitura Municipal de Barra do Garças, tendo como primeiros professores Ana Ferreira Martins, Aparecida de Jesus e Amélia. No ano de 1977 trocou-se o nome da Escola Municipal de 1º Grau Machado de Assis, passando a sua responsabilidade para a esfera do Estado de Mato Grosso.

Criação do distrito de Novo São Joaquim[editar | editar código-fonte]

Na década de 80 houve grande desenvolvimento, principalmente com a criação do distrito de Novo São Joaquim, em 29 de 1981, com a Lei Estadual nº 4.322. O distrito de Novo São Joaquim recebeu forte influência de colonização desenvolvida pelo moderno movimento de migração patrocinado pelos incentivos fiscais do governo federal e devido a correção do solo do cerrado trouxe várias pessoas de todos os cantos do país, principalmente dos estados do Sul, Nordeste e Centro-Oeste.

Criação do município de Novo São Joaquim[editar | editar código-fonte]

A resposta do rápido crescimento veio com a criação do município de Novo São Joaquim, que deu-se em 13 de Maio de 1986, com a Lei Estadual nº 5.007. A instalação oficial deu-se com a posse de Jerônimo de Carvalho David como primeiro prefeito eleito, Sr Sebastião Rodrigues Roque como vice-prefeito e os vereadores: Antônio Andrade, Divino Nunes da Silva, Florentino Alves Moreira, João César Lopes Araújo, Miguel Mesquita Marques, Paulo Alves de Brito e Sebastião Pereira da Silva. Ainda no ano de 1989 a prefeitura municipal de Novo São Joaquim em convênio com a Secretaria de Estado de Educação, inaugurou o novo prédio da escola estadual no município de Novo São Joaquim, passando à rua Divina Madalena nº 332, centro, mudando o seu nome para Escola Estadual de 1º e 2º Graus Diniz Alves de Toledo e transferiu seus alunos do antigo prédio. Ainda no ano de 1989 houve a oficialização da Lei de doação do terreno do município de Novo São Joaquim para o estado de Mato Grosso, onde localiza-se e funciona a Escola Estadual de 1º e 2º Graus Diniz Alves de Toledo.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Cuiabá deu origem ao município de Araguaia, Araguaia deu origem ao Registro do Araguaia, Registro do Araguaia deu origem a Araguaiana, Araguaiana deu origem a Barra do Garças e Barra do Garças deu origem a Novo São Joaquim.

O município de Novo São Joaquim localiza-se na região leste do estado de Mato Grosso, no Médio Vale do Araguaia. No centro da região Centro Oeste do Brasil. Com as coordenadas 14º 54’22’’ latitude sul e 53º 00'57’’ longitude Oeste de Greenwich. Limita-se ao norte com o Município vizinho de Campinápolis, à Nordeste com Nova Xavantina ao Sul com General Carneiro, à Sudeste com Barra do Garças, à Sudoeste com Poxoréo, à noroeste com Paranatinga e à Oeste com Primavera do Leste e Santo Antonio do Leste.

Clima[editar | editar código-fonte]

Novo São Joaquim possui um clima quente e subúmido, apresentando quatro meses de seca, entre os meses de Maio à agosto.

Precipitação média das chuvas dentro do ano aproximadamente 1.750 mm, com intensidade máxima em Dezembro à Fevereiro. A temperatura média anual é de 24 °C, máxima de 38 °C e mínima de 0 °C.

O relevo predominante é o planalto, com Chapadas que constituem o planalto Central Brasileiro, seu solo quando corrigido é ótimo para tocar lavoura, já a região da município de Novo São Joaquim apresenta-se cheia de ondulações. A região localiza-se dentro da Depressão do Araguaia.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação predominante é o cerrado típico de clima tropical, com presença de manchas de Cerradão, matas ciliares e matas de encostas. A flora de Novo São Joaquim é muita rica, cantando com várias espécies vegetais do Cerrado e outros do Cerradão.

A fauna é composta de animais do cerrado e Cerradão, é riquíssima, apresentando grande números de espécies de animais.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

As águas do município de Novo São Joaquim contribuem para as grandes bacias Amazônica e Tocantins - Araguaia, tendo como principais rio Culuene e rio das Mortes.

O município é um dos maiores do estado de Mato Grosso, representando aproximadamente 10% da Área do Estado e 1% da área do Brasil.

População[editar | editar código-fonte]

No ano de 2000, segundo o IBGE, a população residente do município de Novo São Joaquim era 7.583 habitantes, sendo 4.127 homens e 3.456 mulheres e 3.324 pessoas residente na zona urbana e 4.259 pessoas na zona rural.

Feriados e Datas Comemorativas[editar | editar código-fonte]

Os feriados municipais ocorrem no dia 13 de Maio, onde se comemora as solenidades do aniversário do município de Novo São Joaquim e eventualmente, com o falecimento de alguma autoridade ou pessoa pioneira.

Algumas datas se tornaram tradicionais como:

• 6 de Janeiro, Santos Reis • 20 de Janeiro, São Sebastião • 13 de Maio, aniversário do município • 13 a 29 de Junho, Festa Junina • 4 de Julho, Divino Pai Eterno • 5 de Agosto Festa do Peão

Economia[editar | editar código-fonte]

O município de Novo São Joaquim está caracterizado como Município eminentemente agrícola, predominando os produtos: soja, algodão, milho, arroz e banana.

No ano de 2002, segundo o IBGE, a área plantada das principais culturas agrícolas foram:

• Soja = 58.200 Hectares • Algodão = 12.360 Hectares ( 10º maior produtor de Mato Grosso ) • Milho = 5.250 Hectares • Arroz = 1.700 Hectares • Banana = 952 Hectares

Em relação à pecuária, a criação de bovinos prevalece sobre suínos, aves e eqüinos.

No ano de 2002, segundo o IBGE, existiam:

• Bovinos = 194.713 cabeças • Aves = 25.417 cabeças • Suínos = 4.405 cabeças • Eqüinos = 2.469 cabeças

O setor industrial, ainda tímido, mas com aceleração, vem despontando, embora esteja ligada muito à agricultura, principalmente com Laticínios.

No ano de 2002, segundo o IBGE, existiam:

• Vacas ordenhadas = 3.911 cabeças • Produção de leite = 2.780.721 litros

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  2. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  3. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.