Agropecuária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde junho de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.

Agropecuária reúne os substantivos agricultura e pecuária. Por pequenos produtores que utilizam práticas tradicionais, onde o conhecimento das técnicas é repassado através de gerações.

Tipos de sistema e uso de terra[editar | editar código-fonte]

A agricultura é um conjunto de técnicas que o homem criou para produzir mais. Podemos dividir esse sistema em duas partes:

Da zona temperada: Realiza a rotação de 3 em 3 anos dos cultivos, o que traz um uso intensivo da terra, pois não existem espaços ociosos durante o ano. É característico da agricultura na Europa, EUA e Canadá.

Da zona tropical: é um cultivo com queimadas, no qual a colheita é realizada durante alguns anos apenas, pois o solo não apresenta mais fertilidade. É chamada de agricultura itinerante e extensiva, e caracteriza-se pelos baixos rendimentos, pela rotação de terras e pela baixa densidade demográfica rural. É encontrada nos países tropicais que sofreram a implantação da plantation em seu período colonial, com monocultura em latifúndios, mão-de-obra barata e objetos exploratórios de coco.

Os objetivos da agricultura[editar | editar código-fonte]

Pode-se classificar a agricultura de acordo com a sua finalidade:

  1. Agricultura de subsistência: a produção destina-se ao consumo do próprio produtor.
  2. Agricultura comercial: é destinada à venda, portanto quem define a produção é o mercado consumidor.
  3. Agricultura especulativa: organizada para a exportação, não se relaciona com os interesses da economia e da sociedade local.
  4. Agricultura coletivista: organizada segundo as necessidades sociais do país onde é praticada, não se volta para o mercado externo, a procura de lucros. (ex.: Kibutzim em Israel, fazendas estatais com trabalho comunitário, elevados níveis de integração social e finalidade de defesa militar).
  5. Agricultura científica: característica da agricultura moderna. É amplamente usada nos países ricos, ou desenvolvidos.
  6. Agricultura de platation: é uma monocultura com finalidades comerciais, que conta com a aplicação intensiva de capitais para a plantação em larga escala.

Agropecuária e Meio Ambiente[editar | editar código-fonte]

As atividades agropecuárias são utilizadoras de recursos naturais, principalmente solo e água. Com o avanço dos sistemas agropecuários sobre as áreas de ecossistemas nativos, gera-se a preocupação sobre os impactos ambientais dessas atividades. Para a minimização desses impactos, uma das alternativas seria focar em um uso mais racional das áreas já ocupadas, mas que estejam subutilizadas, degradadas ou abandonadas. O respeito à legislação ambiental, conservando as áreas de preservação permanente e as reservas legais também contribui para que as propriedades rurais continuem prestando os serviços ambientais essenciais.[1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Vasconcelos, V. V. Agropecuária e Meio Ambiente. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. 2009.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Agricultura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.