Agricultura urbana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Agricultura urbana é a agricultura praticada no interior (agricultura intra-urbana) ou na periferia (agricultura periurbana) de uma localidade, cidade ou metrópole, cultivando, produzindo, criando, processando e distribuindo uma diversidade de produtos alimentares e não alimentares, utilizando os recursos humanos e materiais, produtos e serviços encontrados dentro ou em redor da área urbana.[1]

A agricultura urbana é realizada geralmente em pequenas áreas e destina-se sobretudo a uma produção para utilização e consumo próprio ou para a venda em pequena escala, em mercados locais. Pratica-se principalmente em quintais, em terraços ou pátios, ou ainda em hortas urbanas – espaços comunitários ou espaços públicos não urbanizados.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Agricultura
  • Agricultura biointensiva
  • Iniciativas de agricultura urbana
      • Horta do Ciclista em São Paulo, SP
      • Horta das Corujas em São Paulo, SP
      • Horta Comunitária da Vila Pompéia em São Paulo, SP
      • Horta do Centro Cultural São Paulo (CCSP) em São Paulo, SP
      • Horta das Nascentes na Praça Homero Silva - Lapa, São Paulo, SP
      • Cidades sem Fome
      • Plantio nas Tekoás
      • Agricultura urbana no entorno da CEASA -PE
      • HortaCorubi em Florianópolis, SC

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. Mougeot, L. (1999): Urban agriculture: Definition, Presence, Potentials and Risks, and Policy Challanges, Havana, Cuba, 1999
Ícone de esboço Este artigo sobre Agricultura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.