Serviço (economia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Engraxar sapatos é uma forma de serviço

Um serviço é um produto da atividade humana que satisfaz a uma necessidade, sem assumir a forma de um bem material.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

A prestação de serviços é uma atividade onde, em geral, o comprador não obtém a posse exclusiva da coisa adquirida (salvo o caso em que exista contrato de exclusividade). Os benefícios do serviço prestado, caso lhe seja atribuído um preço, devem ser evidentes para o comprador ao ponto de este estar disposto a pagar para o obter. A intangibilidade, ou seja, a não materialidade do serviço, incita o consumidor a, antes de se utilizar do serviço, informar-se sobre a qualidade do serviço com consumidores que já o experimentaram.

Os serviços públicos são aqueles que são pagos pela sociedade como um todo através de impostos, taxas e outros meios semelhantes. Compondo e orquestrando os níveis adequados de recursos, competências, engenho e experiência para a realização de benefícios específicos aos consumidores dos serviços, os prestadores de serviços operam numa economia sem restrições derivadas do transporte e armazenamento de mercadorias.

Por outro lado, fornecer serviços pode exigir um marketing consistente e uma actualização constante face à concorrência, que se beneficia das reduzidas restrições físicas dos serviços. Apesar da natureza intangível dos serviços, muitos setores de serviços exigem grandes estruturas e equipamentos físicos, e consomem grandes quantidades de recursos. São exemplo disso os serviços de transporte, telecomunicações e o setor militar.

Diz-se que os fornecedores de serviços formam o setor terciário de uma economia. A busca e cobrança constante dos clientes por bons serviços obriga a um entendimento e aperfeiçoamento maior do marketing de relacionamento. A formação de bons prestadores de serviço vem se tornando um grande desafio e extraordinário nicho de mercado.

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 577.
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.