Neblina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
A Ponte Golden Gate, em São Francisco, Estados Unidos, envolta por névoa..

Neblina, névoa ou bruma é uma nuvem em contato ou próxima do solo. É formada quando há a condensação da água evaporada.

Formação[editar | editar código-fonte]

A neblina é a condensação que ocorre junto à superfície, causada pelo resfriamento do ar quente e úmido quando entra em contato com um solo frio ou superfície líquida. O ar quente perde calor para o solo frio ou para a água e se esfria, fazendo com que o vapor de água se condense. Ao contrário da fumaça, a neblina não é tóxica.

Em regiões muito úmidas e frias, quando a água evaporada choca-se com o frio pode condensar-se, isto é, formar pequenas gotículas. Mas nem todo esse ar condensa-se, grande parte transforma-se em nuvens logo quando evaporam. Essa grande parte de nuvem acumula-se e aumenta, formando a neblina, que ocorre mais em lugares com maior altitude, locais onde as nuvens predominam, como La Paz, Quito e outras. Geralmente, a neblina deixa a umidade ao redor de 100%, devido às gotículas das nuvens, que condensam.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Nas áreas baixas, quentes e secas de Portugal, a formação de neblina é pouco frequente, excepto no Inverno. Em algumas áreas do Norte e Centro do país e nas ilhas dos Açores sobretudo onde as montanhas são predominantes, é comum neblinas fortes aparecerem.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Quando se forma[editar | editar código-fonte]

São Paulo e região[editar | editar código-fonte]

Geralmente acontece no inverno, devido ao menor índice pluviométrico, as águas evaporadas não resistem ao frio e se transformam em nuvens, nas estradas diminuem a visibilidade e podem causar acidentes. Durante o inverno, frequentemente as neblinas são bem densas, variando a visibilidade entre 2,5km e 1,5km, nos piores casos alcançando 600m de visibilidade.

Curitiba e região[editar | editar código-fonte]

Neblina ao amanhecer no Jardim Botânico de Curitiba, Paraná.

Na capital mais fria do país este fenômeno se forma com mais intensidade, deixando as ruas de Curitiba com menos de 1 km de visibilidade. Os acidentes de trânsito ocorrem principalmente na Serra do Mar, próximo de São José dos Pinhais. Acontece com mais intensidade no inverno e no outono, raramente na primavera.

São Joaquim e região[editar | editar código-fonte]

Na cidade mais fria do Brasil ocorrem neblinas que ocasionam visibilidade menor do que as que ocorrem em Curitiba, mas com menor frequência. A neve ajuda na formação de neblina, mas as nuvens se formam mais altas e as neblinas são menores. Esporadicamente, quando a temperatura está negativa, as nuvens condensam logo que formadas, deixando a visibilidade com menos de 300m. As formações acontecem também no outono, porém com menos intensidade e raramente formam-se na primavera.

Gramado e região[editar | editar código-fonte]

As neblinas se formam em quase todo o inverno, com visibilidade de 2 km, no outono também se forma com grande intensidade, chegando a atingir menos de 1 km de visibilidade e na primavera, chegando a 4 km de visibilidade. Já no verão, por incrível que pareça, pode acontecer, chegando a 3 km de visibilidade, as neblinas no verão são raras, mas a massa de ar quente traz nuvens muito baixas(principalmente a noite).

Teresina[editar | editar código-fonte]

Entre os meses de janeiro a maio (período chuvoso em Teresina) é comum ocorrer formação de neblina nas manhãs da capital piauiense, o que faz com que o aeroporto da cidade se mantenha fechado para pousos e decolagens.

Região serrana do Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Nas cidades da região serrana do estado do Rio de Janeiro costuma acontecer diariamente, no inverno, durante o entardecer. Na cidade de Teresópolis a neblina desce pesada da montanha e nos bairros próximos a visibilidade é muito baixa, chegando a menos de 50 metros.

Em outras cidades do mundo[editar | editar código-fonte]

Londres[editar | editar código-fonte]

No inverno as temperaturas são baixas e o clima é úmido, sendo assim, a formação de neblinas na região é comum no inverno, trazendo uma visibilidade inferior a 2 km. No outono e na primavera já é mais difícil de acontecer fortes neblinas. Mas há alguns casos.

Quito[editar | editar código-fonte]

Em uma altitude muito elevada(aproximadamente 2850m), as nuvens chegam com mais facilidade nas montanhas, pode acontecer em qualquer estação do ano, já que Quito não é quente e nem frio. As neblinas de Quito te permite uma visibilidade de no máximo 3 km.

San Francisco[editar | editar código-fonte]

Apesar de se localizar no nível do mar e não ser tão húmido, San Francisco apresenta uma das mais fortes neblinas do mundo, principalmente no verão, pois o calor do solo californiano e o frio do Oceano Pacífico, causam a neblina, a visibilidade é inferior a 150 m, e a cidade fica completamente encoberta. Nas pontes, a visibilidade é menor ainda, devido ao espaço em que as nuvens tem para se locomover. Às vezes, a cidade precisa paralisar o trânsito devido a neblina.

Tipos de neblina[editar | editar código-fonte]

As neblinas podem se formar de formas diferentes, algumas mais fortes e outras mais fracas. Os exemplos mais predominantes são:

  • Neblina noturna máxima;
  • Neblina noturna média;
  • Neblina diurna com visibilidade ao céu;
  • Neblina média diurna sem visibilidade ao céu;
  • Neblina máxima diurna sem visibilidade ao céu;
  • Neblina grossa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Nevoeiro - a única diferença entre nevoeiro e neblina (também chamada de cerração ou névoa) é a visibilidade. O fenômeno é chamado neblina (ou névoa) se a visibilidade for superior a um quilômetro, e nevoeiro, se a visibilidade for inferior a um quilômetro.[1] [2]
  • Engavetamento

Referências

  1. Glossário, INMET - Página visitada em 20 de junho de 2011.
  2. (em inglês) Mist and fog.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Neblina
Furacão Catrina Portal da
meteorologia


Ícone de esboço Este artigo sobre Meteorologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.