Estádio Beira-Rio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Beira-Rio
Estádio José Pinheiro Borda
Portoalegre aerea arenabeirario.jpg
Estádio Beira-Rio
Nomes
Nome Estádio José Pinheiro Borda
Apelido Gigante da Beira-Rio
Características
Local Porto Alegre, RS, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 50.128[1] [2] [3]
Construção
Data 1959 a 1969
Custo R$ 330 milhões[4] Custo da Reforma para a Copa do Mundo de 2014
Inauguração
Data 6 de abril de 1969 (45 anos)
Partida inaugural Internacional 2-1 Benfica
Primeiro gol Claudiomiro (Internacional)
Último Jogo
Recordes
Público recorde 106.554 pessoas
Data recorde 17 de junho de 1972
Partida com mais público Seleção Brasileira 3-3 Seleção Gaúcha
Outras informações
Remodelado 2011 a 2014
Proprietário Sport Club Internacional
Administrador Brio S.A.[5]
Arquiteto Rui Tedesco, Hype Studio Na Reforma
Mandante Sport Club Internacional

O Estádio José Pinheiro Borda, conhecido como Gigante da Beira-Rio ou simplesmente Beira-Rio, de propriedade do Sport Club Internacional, está localizado às margens do lago Guaíba, e leva o nome como Beira-Rio por um equívoco que se fez na época, por considerar Guaíba um Rio, quando na verdade é um Lago. Situado em Porto Alegre, no estado brasileiro do Rio Grande do Sul.

Foi batizado em homenagem ao cidadão português e colorado - alcunha que designa o torcedor do clube - que presidiu a comissão de obras e comandou a construção[6] , vindo a falecer pouco antes de sua conclusão.

História[editar | editar código-fonte]

Construção[editar | editar código-fonte]

Sucessor do Estádio dos Eucaliptos, o Beira-Rio foi construído com a colaboração da torcida do Internacional, grande parte do interior do estado, inclusive com a doação de materiais. Nesse sentido, programas especiais mobilizavam os colorados em todo o Rio Grande do Sul. Foi constatado que até Falcão, mais tarde ídolo do clube, chegou a levar tijolos para as obras.[7]

Inauguração[editar | editar código-fonte]

O primeiro jogo sediado no Beira-Rio ocorreu no dia 6 de abril de 1969 em um amistoso entre o Internacional e o Benfica, de Portugal, que contava com jogadores famosos como Eusébio e Torres. O primeiro gol foi marcado por Claudiomiro. Eusébio empatou a partida, e o time da casa concluiu com um gol de Gilson Porto. A partida terminou em 2 a 1 para o Internacional.

Demais jogos

Os demais jogos de Festival de Inauguração foram:

Reforma para a Copa de 2014[editar | editar código-fonte]

No Domingo, 24 de dezembro de 2010, parte da arquibancada inferior começou a ser desmontada, reduzindo assim a capacidade de público do estádio na temporada 2011[8] . Depois disso, o clube decidiu mudar a forma de financiamento da obra que seria feita com recursos próprios, para uma parceria com uma construtora, pois faltou dinheiro em caixa. No dia 19 de março de 2012, foi assinado o contrato de parceria com o Grupo Andrade Gutierrez[9] . A obra é totalmente executada com recursos privados, com exceção de uma parte de calçamento e drenagem em área pública, pertencente à Prefeitura de Porto Alegre, com custo estimado em cerca de R$ 7 milhões. Atualmente (janeiro de 2014), o status das obras apresentam cerca de 97% de conclusão (dados extra-oficiais da Andrade Gutierrez), sendo que o prazo final, estabelecido pela FIFA para conclusão das obras, foi prorrogado para 28 de fevereiro (em virtude de problemas ocorridos em outras arenas). A capacidade total do Gigante da Beira-Rio, para a Copa do Mundo, será de 51,200 pessoas; após o evento, esta poderá ser ampliada para 58.000 pessoas, ou até mais, dependendo dos ajustes que serão feitos, posteriormente. O estádio deixará um novo marco na história colorada: O Internacional será o único clube do futebol brasileiro a ser sede de 2 Copas do Mundo.

Reestruturação completa[editar | editar código-fonte]

Projeto do Beira-Rio para o futuro.
Interior do Estádio Beira-Rio em fevereiro de 2014.

Com o projeto Gigante Para Sempre a diretoria do Internacional promete cobrir todos os lugares do estádio, construir novas cabines de imprensa (que ficarão abaixo dos skyboxes) e colocar cadeiras em 100% do estádio. Além disso, há um projeto da diretoria do clube que pretende reformar completamente o estádio e o restante do patrimônio social do clube, no caso, o Parque Gigante, o Gigantinho e o DTG Lenço Colorado, recentemente remodelado na forma de um moderno Centro de Eventos. Entre os projetos de reformulação do estádio está a construção da cobertura metálica sobre o anel superior, protegendo todos os assentos e rampas de acesso com a implantação de uma "proteção" externa semelhante à do Estádio Olímpico de Munique. Juntamente com sua cobertura, todo o Complexo Beira-Rio sofrerá diversas melhorias e ampliações (as quais terão, por 20 anos a partir da assinatura do contrato, exploração da Construtora Andrade Gutierrez), como a construção de um Shopping Center e um hotel para a concentração do clube e demais visitantes. Seu entorno terá o projeto paisagístico revitalizado, bem como o Ginásio Gigantinho será reformado e novos campos suplementares serão construídos. Com a nova configuração do anel inferior das arquibancadas, que serão estendidas, ocupando o lugar da antiga "coreia" (popular), a capacidade do estádio pode ser ampliada de 56.000 para 59.000, informa o vice-presidente da comissão de Obras do Inter, Luiz Anápio Gomes. Neste último número o estádio teria que sofrer alguma ações como a retirada das cadeiras de alguns setores. Há especulações da capacidade subir para 60.000 lugares e até mesmo 65.000. Tais capacidades comprometeriam a estrutura do estádio, além de ser inviável, segundo as normas FIFA.

Todas as melhorias, incluindo a cobertura total, pretendem atualizar o Estádio Beira-Rio dentro dos padrões internacionais da FIFA para que esteja apto a receber jogos da Copa do Mundo. O Brasil será o país-sede da competição de 2014 e Porto Alegre foi confirmada como uma das cidades-base, recebendo um grupo do torneio e tendo o Estádio Beira-Rio como candidato a receber jogos do mundial. Em março de 2006, realizando a vistoria do estádio, o diretor de segurança e estádios da FIFA, Walter Gagg, elogiou o complexo e seu gramado.

Os Protagonistas - Festa de Reinauguração[editar | editar código-fonte]

Festa de Reinauguração do Beira-Rio em 2014.

No dia 5 de abril de 2014, véspera do aniversário de 45 anos do estádio, o Internacional realizou uma festa de reinauguração que recapitulou as grandes conquistas do clube através de homenagens aos ídolos e vídeos que rememoraram os títulos e os grandes feitos do Inter desde a abertura do Beira-Rio, em 1969. Diante de 45 mil colorados presentes no estádio, o espetáculo foi conduzido por Andrés D'Alessandro, Fernandão e Elías Figueroa, jogadores fortemente identificados com a torcida colorada.

Durante a apresentação, a história do estádio foi retratada por meio de representações teatrais, projeção de luzes - que representavam o lago Guaíba - e dançarinos que encenaram as obras de aterramento para a construção do Beira-Rio. Dentre os outros momentos da festa, destacou-se a entrada de Paulo Roberto Falcão que, fardado com a sua tradicional camisa 5, tabelou com Escurinho, reproduzido no telão, em alusão a um dos gols mais históricos do estádio, durante a semifinal do Campeonato Brasileiro de 1976, quando o Internacional derrotou o Atlético Mineiro por 2 a 1 após gol de Falcão no último minuto de partida.

Os momentos de "vacas magras", durante os anos 1980 e anos 1990, também foram mostrados em "Os Protagonistas". Ao ser representado pelo antigo placar do estádio, que registrava derrota colorada por 1 a 0 contra os visitantes, o período de sucessivas perdas de títulos e derrotas inesperadas foi encenado pelos irmãos Poppe - fundadores do clube - que pactuaram uma espécie de refundação, que colocaria o Inter em uma nova era. Apesar da escassez de títulos, a festa relembrou a vitória do Troféu Joan Gamper de 1982, quando o Internacional eliminou o Barcelona de Diego Maradona nas semifinais. Além disso, personalidades relevantes, como Rubén Paz, Nílson (peça-chave para a vitória no Gre-Nal do Século), Célio Silva (autor do gol do título da Copa do Brasil de 1992) e Fabiano (jogador que comandou a vitória colorada por 5 a 2 contra o Grêmio em 1997) foram relembradas durante o espetáculo.

Um dos grandes momentos da festa foi a lembrança do título do Mundial de 2006, quando o Inter derrotou o Barcelona por 1 a 0. Os grandes protagonistas da vitória, como o goleiro Clemer, o zagueiro Índio e o capitão Fernandão, relembraram os momentos que antecederam o confronto mais importante da história colorada. Aos gritos de "Gabiru, Gabiru, Gabiru", a torcida enalteceu o autor do gol do Mundial que, carregado pelos seus companheiros de partida, revia os 13 segundos da jogada que construiu o gol do título do Internacional em Yokohama, no Japão.

No fim, o presidente Giovanni Luigi declarou oficialmente reinaugurado o estádio de Porto Alegre para a Copa do Mundo de 2014. No pátio do estádio, também foi enterrada uma cápsula do tempo com cartas que serão relidas em 2069, ano do centenário do Beira-Rio. Para finalizar o show, fogos de artifício iluminaram o céu de Porto Alegre ao som de cânticos colorados, como Minha Camisa Vermelha.

Jogo de reinauguração

Assim como no Festival de Inauguração do Beira-Rio, quando o Peñarol foi convidado a participar, o Internacional recebeu a equipe de Montevidéu em uma partida amistosa que marcou a volta oficial do time colorado ao Beira-Rio após 1 ano e 4 meses.

6 de abril de 2014
Amistoso
Internacional Brasil 2 - 1 Uruguai Peñarol Beira-Rio, Porto Alegre (RS)

D'Alessandro Gol marcado aos 4 minutos de jogo 4' Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15' (pen.) Notícia Mauro Fernández Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74' Árbitro: Rio Grande do SulRS Jean Pierre Golçalves Lima

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Títulos do Internacional[editar | editar código-fonte]

Até 2012, quando o estádio foi fechado para sua reestruturação, o Internacional conquistou 30 títulos oficiais dentro do Beira-Rio - 17 estaduais (4 turnos ou returnos), 3 títulos do Campeonato Brasileiro, 2 conquistas da Copa Libertadores da América, 2 da Recopa Sul-Americana, 1 da Copa Sul-Americana e 1 da Copa do Brasil. Sendo assim, o estádio se configura como o único do Brasil a ser palco de todos os títulos possíveis que um clube brasileiro possa almejar (com exceção do Mundial de Clubes da FIFA). Outros clubes que levantaram troféu no estádio foram: Grêmio (Campeonato Gaúcho de 1980, após 0-0, e 2006, após 1-1), Bahia (Campeonato Brasileiro de 1988, após 0-0), Juventude (Campeonato Gaúcho de 1998, após 0-0) e Corinthians (Copa do Brasil de 2009, após 2-2).

Abaixo, segue a lista de partidas que decidiram os títulos ao Internacional.

Data Competição Mandante Placar Visitante Observações
17 de dezembro de 1969 Campeonato Gaúcho de 1969 Internacional Rio Grande do Sul 0 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio 17º título gaúcho
1º de outubro de 1970 Campeonato Gaúcho de 1970 Internacional Rio Grande do Sul 2 – 0 Rio Grande do Sul Gaúcho 18º título gaúcho
3 de julho de 1972 Campeonato Gaúcho de 1972 Internacional Rio Grande do Sul 2 – 0 Rio Grande do Sul Esportivo 20º título gaúcho
29 de julho de 1973 Campeonato Gaúcho de 1973 Internacional Rio Grande do Sul 1 – 0 Rio Grande do Sul Gaúcho 21º título gaúcho
1º de dezembro de 1974 Campeonato Gaúcho de 1974 Internacional Rio Grande do Sul 1 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio 22º título gaúcho
10 de agosto de 1975 Campeonato Gaúcho de 1975 Internacional Rio Grande do Sul 1 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio 23º título gaúcho
14 de dezembro de 1975 Campeonato Brasileiro de 1975 Internacional Rio Grande do Sul 1 – 0 Minas Gerais Cruzeiro 1º título brasileiro
22 de agosto de 1976 Campeonato Gaúcho de 1976 Internacional Rio Grande do Sul 2 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio 24º título gaúcho
12 de dezembro de 1976 Campeonato Brasileiro de 1976 Internacional Rio Grande do Sul 2 – 0 São Paulo Corinthians 2º título brasileiro
23 de dezembro de 1979 Campeonato Brasileiro de 1979 Internacional Rio Grande do Sul 2 – 1 Rio de Janeiro Vasco da Gama 3º título brasileiro
23 de novembro de 1983 Campeonato Gaúcho de 1983 Internacional Rio Grande do Sul 2 – 0 Rio Grande do Sul São Borja 28º título gaúcho
9 de dezembro de 1984 Campeonato Gaúcho de 1984 Internacional Rio Grande do Sul 0 – 1 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 29º título gaúcho
15 de dezembro de 1991 Campeonato Gaúcho de 1991 Internacional Rio Grande do Sul 0 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio 30º título gaúcho
13 de dezembro de 1992 Copa do Brasil de 1992 Internacional Rio Grande do Sul 1 – 0 Rio de Janeiro Fluminense 1º título da Copa do Brasil
23 de dezembro de 1992 Campeonato Gaúcho de 1992 Internacional Rio Grande do Sul 0 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio 31º título gaúcho
2 de julho de 1997 Campeonato Gaúcho de 1997 Internacional Rio Grande do Sul 1 – 0 Rio Grande do Sul Grêmio 33º título gaúcho
2 de junho de 2002 Campeonato Gaúcho de 2002 Internacional Rio Grande do Sul 2 – 0 Rio Grande do Sul 15 de Novembro 34º título gaúcho
3 de julho de 2003 Campeonato Gaúcho de 2003 Internacional Rio Grande do Sul 1 – 0 Rio Grande do Sul 15 de Novembro 35º título gaúcho
16 de agosto de 2006 Copa Libertadores de 2006 Internacional Brasil 2 – 2 Brasil São Paulo 1º título da Libertadores
7 de junho de 2007 Recopa Sul-Americana de 2007 Internacional Brasil 4 – 0 México Pachuca 1º título da Recopa
4 de maio de 2008 Campeonato Gaúcho de 2008 Internacional Rio Grande do Sul 8 – 1 Rio Grande do Sul Juventude 38º título gaúcho
3 de dezembro de 2008 Copa Sul-Americana de 2008 Internacional Brasil 1 – 1 Argentina Estudiantes 1º título da Sul-Americana
1º de março de 2009 Taça Fernando Carvalho 2009 Internacional Rio Grande do Sul 2 – 1 Rio Grande do Sul Grêmio
19 de abril de 2009 Taça Fábio Koff 2009 Internacional Rio Grande do Sul 8 – 1 Rio Grande do Sul Caxias 39º título gaúcho
18 de abril de 2010 Taça Fábio Koff 2010 Internacional Rio Grande do Sul 3 – 2 Rio Grande do Sul Pelotas
18 de agosto de 2010 Copa Libertadores de 2010 Internacional Brasil 3 – 2 México Guadalajara 2º título da Libertadores
1º de maio de 2011 Taça Farroupilha 2011 Internacional Rio Grande do Sul (4) 1 – 1 (2) Rio Grande do Sul Grêmio
24 de agosto de 2011 Recopa Sul-Americana de 2011 Internacional Brasil 3 – 1 Argentina Independiente 2º título da Recopa
29 de abril de 2012 Taça Farroupilha 2012 Internacional Rio Grande do Sul 2 - 1 Rio Grande do Sul Grêmio
13 de maio de 2012 Campeonato Gaúcho de 2012 Internacional Rio Grande do Sul 2 - 1 Rio Grande do Sul Caxias 41º título gaúcho

Uso do Estádio[editar | editar código-fonte]

O principal uso do Estádio Beira-Rio é o futebol, onde o Sport Club Internacional manda os seus jogos. Entretanto, em diversas ocasiões já foi utilizado como sede de outros eventos.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

A Seleção Brasileira já se apresentou no Beira-Rio em dez oportunidades. O retrospecto é de 7 vitórias, 2 empates e apenas uma derrota.

Shows Musicais[editar | editar código-fonte]

Além do futebol, diversos shows e atrações já tiveram lugar no Estádio Beira-Rio, como a Chegada do Papai Noel nos anos 80 e 90, bem como apresentações dos cantores Roberto Carlos e Luciano Pavarotti em 1998, e de Justin Bieber em 2011. Recentemente dois shows tiveram lotação esgotada:

Maior sessão de cinema da história[editar | editar código-fonte]

Em 7 de dezembro de 2010, o Beira-Rio recebeu a exibição de um filme com o maior público, em uma mesma sessão, na história do cinema. O Beira-Rio recebeu 27.022 pessoas na projeção de “Absoluto – Internacional bicampeão da América”, documentário sobre o título conquistado pelo Inter, quatro meses antes. O feito recebeu certificação do Guinness, o Livro dos Recordes.[11] [12]

Partida de futebol no estádio Beira-Rio.

Outros detalhes[editar | editar código-fonte]

Há um grande letreiro luminoso com a inscrição Campeão do Mundo 2006, ladeado pelo escudo comemorativo do clube, com a coroa relativa à conquista da Tríplice Coroa (Libertadores, Mundial de Clubes e Recopa, na mesma temporada) e os louros do tri campeonato brasileiro, conquistado de forma invicta.

Ainda no Complexo Beira-Rio, encontram-se uma capela, o Centro de Eventos DTG Lenço Colorado, bares, lojas, uma agência bancária e estacionamento para 6 mil carros. Anexo há o Parque Gigante, onde se encontram as dependências de esporte e lazer do Sport Club Internacional, em treze hectares às margens do Guaíba.

Copa do Mundo da FIFA 2014[editar | editar código-fonte]

O Estádio Beira-Rio recebeu cinco partidas da Copa do Mundo FIFA de 2014, sendo quatro na primeira fase e uma nas oitavas-de-final.

Durante a estreia do Estádio Beira-Rio no Mundial, um fato inusitado ocorreu. Pela primeira vez na Copa do Mundo do Brasil, não houve a execução dos hinos nacionais de França e Honduras, fato que não atrapalhou a continuidade do jogo no estádio [13] .

Jogos na Copa do Mundo de 2014
Data Horário
(UTC−3)
Fase Mandante Placar Visitante Público Ref.
15 de junho 16:00 Grupo E França Bandeira da França 3 – 0 Flag of Honduras.svg Honduras 43 012 [14]
18 de junho 13:00 Grupo B Austrália Flag of Australia.svg 2 – 3 Países Baixos Países Baixos 42 877 [15]
22 de junho 16:00 Grupo H Coreia do Sul Flag of South Korea.svg 2 – 4 Flag of Algeria.svg Argélia 42 732 [16]
25 de junho 13:00 Grupo F Nigéria Flag of Nigeria.svg 2 – 3 Flag of Argentina.svg Argentina 43 285 [17]
30 de junho 17:00 Oitavas-de-final Alemanha Bandeira da Alemanha 2 – 1 (pro) Flag of Algeria.svg Argélia 43 063

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

O maior público do estádio ocorreu em 1972, quando a Seleção Brasileira de Futebol disputou um amistoso contra a Seleção Gaúcha de Futebol. A partida, que terminou em empate por 3 a 3, também registra o maior público da história do futebol no Rio Grande do Sul. A inauguração do Beira-Rio, que teria levado 110 mil colorados ao estádio, possui informações não-oficiais. Por isso, desconsiderou-se tal partida. [18]

Entre 1969-2012
# Público[PP] Data Mandante Placar Visitante Competição
1 106.554 17 de junho de 1972 Brasil Brasil 3 – 3 Rio Grande do Sul Seleção Gaúcha Amistoso
2 85.072 30 de maio de 1971 Internacional Rio Grande do Sul 1 – 1 Rio Grande do Sul Grêmio Campeonato Gaúcho de 1971
3 84.000 12 de dezembro de 1976 Internacional Rio Grande do Sul 2 - 0 São Paulo Corinthians Campeonato Brasileiro de 1976
4 82.568 14 de dezembro de 1975 Internacional Rio Grande do Sul 1 - 0 Minas Gerais Cruzeiro Campeonato Brasileiro de 1975
5 79.598 19 de fevereiro de 1989 Internacional Rio Grande do Sul 0 - 0 Bahia Bahia Campeonato Brasileiro de 1988
6 78.083 12 de fevereiro de 1989 Internacional Rio Grande do Sul 2 - 1 Rio Grande do Sul Grêmio Campeonato Brasileiro de 1988
7 76.207 17 de novembro de 1992 Internacional Rio Grande do Sul 1 - 1 Rio Grande do Sul Grêmio Copa do Brasil de 1992
8 73.219 25 de julho de 1976 Internacional Rio Grande do Sul 2 - 0 Rio Grande do Sul Grêmio Campeonato Gaúcho de 1976
9 69.928 17 de maio de 1989 Internacional Brasil 2 - 3 Paraguai Olimpia Copa Libertadores de 1989
10 69.575 16 de dezembro de 1979 Internacional Rio Grande do Sul 1 - 1 São Paulo Palmeiras Campeonato Brasileiro de 1979
Entre 2014-atualidade
# Público[PP] Data Mandante Placar Visitante Competição
1 43.285 25 de junho de 2014 Nigéria Flag of Nigeria.svg 2 – 3 Flag of Argentina.svg Argentina Copa do Mundo de 2014
2 43.063 30 de junho de 2014 Alemanha Bandeira da Alemanha 2 – 1 (pro) Flag of Algeria.svg Argélia Copa do Mundo de 2014
3 43 012 15 de junho de 2014 França Bandeira da França 3 - 0 Flag of Honduras.svg Honduras Copa do Mundo de 2014
4 42 877 18 de junho de 2014 Austrália Flag of Australia.svg 2 - 3 Países Baixos Países Baixos Copa do Mundo de 2014
5 42 732 22 de junho de 2014 Coreia do Sul Flag of South Korea.svg 2 - 4 Flag of Algeria.svg Argélia Copa do Mundo de 2014
6 28.426 10 de maio de 2014 Internacional Rio Grande do Sul 2 - 1 Paraná Atlético Paranaense Campeonato Brasileiro de 2014
7 27 633 20 de julho de 2014 Internacional Rio Grande do Sul 4 - 0 Rio de Janeiro Flamengo Campeonato Brasileiro de 2014
8 21 983 19 de abril de 2014 Internacional Rio Grande do Sul 1 - 0 Bahia Vitória Campeonato Brasileiro de 2014
9 21 821 14 de maio de 2014 Internacional Rio Grande do Sul 4 - 1 Mato Grosso Cuiabá Copa do Brasil de 2014
10 17 974 4 de maio de 2014 Internacional Rio Grande do Sul 2 - 1 Pernambuco Sport Campeonato Brasileiro de 2014
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/inter/noticia/2014/07/apos-copa-inter-aumenta-capacidade-do-beira-rio-para-50-mil-lugares-4541690.html?utm_source=Redes+Sociais&utm_medium=Hootsuite&utm_campaign=Hootsuite
  2. http://www.copa2014.rs.gov.br/menu/110/estadio-beira-rio
  3. http://www2.correiodopovo.com.br/Esportes/?Noticia=530003
  4. http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=16&setor=195&secao=&subsecao=
  5. http://www.internacional.com.br/pagina.php?modulo=2&setor=18&codigo=18772
  6. Desporto Sapo - Beira Rio
  7. Paulo Roberto Falcão
  8. Foto: Por obras da Copa, arquibancada do Beira-Rio começa a ser destruída (em português). ClicRBS (15 de dezembro de 2010). Página visitada em 26 de agosto de 2011.
  9. Com pompa e emoção, contrato de reforma do Beira-Rio é assinado (em português). globo.com (19 de março de 2012). Página visitada em 20 de março de 2012.
  10. internacional.com.br (8 de novembro de 2010). Paul McCartney estremece o Beira-Rio em show histórico (em pt). Página visitada em 19 de março de 2012.
  11. Beira-Rio entra para o Guinness após receber a maior sessão de cinema da história.
  12. globo.com (7 de abril de 2011). Sessão de cinema coloca Inter no Livro dos Recordes (em pt). Página visitada em 7 de abril de 2011.
  13. Hinos não são executados no Beira-Rio; franceses entoam 'A Marselhesa' a plenos pulmões (em português). ESPN Brasil. Página visitada em 21 de junho de 2014.
  14. Relatório França–Honduras. FIFA.com (15 de junho de 2014). Página visitada em 15 de junho de 2014.
  15. Relatório Austrália-Holanda. FIFA.com (18 de junho de 2014). Página visitada em 18 de junho de 2014.
  16. Você deve especificar url = ao usar a
    Predefinição:Citar web. Parâmetros disponíveis:

    {{citar web
    |url =             |ano =
    |titulo =          |mes =
    |acessodata =      |formato =
    |acessodiames =    |obra =
    |acessomesdia =    |publicado =
    |acessoano =       |paginas =
    |autor =           |lingua =
    |ultimo =          |doi =
    |primeiro =        |arquivourl =
    |autorlink =       |arquivodata =
    |coautores =       |citacao =
    |data =
    }}
    
    . FIFA.com (22 de junho de 2014). Página visitada em 22 de junho de 2014.
  17. Você deve especificar url = ao usar a
    Predefinição:Citar web. Parâmetros disponíveis:

    {{citar web
    |url =             |ano =
    |titulo =          |mes =
    |acessodata =      |formato =
    |acessodiames =    |obra =
    |acessomesdia =    |publicado =
    |acessoano =       |paginas =
    |autor =           |lingua =
    |ultimo =          |doi =
    |primeiro =        |arquivourl =
    |autorlink =       |arquivodata =
    |coautores =       |citacao =
    |data =
    }}
    
    . FIFA.com (25 de junho de 2014). Página visitada em 25 de junho de 2014.
  18. 10 maiores públicos do Rio Grande do Sul (em português). RSSF Brasil. Página visitada em 18 de junho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Estádio Heriberto Hülse
Criciúma
Copa do Brasil de Futebol
Final

1992
Sucedido por
Estádio Mineirão
Belo Horizonte
Precedido por
Estádio Ilha do Retiro
Recife
Copa do Brasil de Futebol
Final

2009
Sucedido por
Estádio Barradão
Salvador
Maiores estádios do Brasil  Esta caixa: verdicedite 
Estádio Localização Capacidade
Rio de Janeiro
Maracanã (atual)
Brasília
Mané Garrincha
São Paulo
Morumbi (anterior)
Belo Horizonte
Mineirão
1 Maracanã Rio de Janeiro, Rio de Janeiro 74 738
2 Mané Garrincha Brasília, Distrito Federal 69 349
3 Morumbi São Paulo, São Paulo 66 795
4 Castelão Fortaleza, Ceará 60 342
5 Arruda Recife, Pernambuco 60 044
6 Mineirão Belo Horizonte, Minas Gerais 58 259
7 Arena do Grêmio Porto Alegre, Rio Grande do Sul 55 538
8 Parque do Sabiá Uberlândia, Minas Gerais 53 350
9 Fonte Nova Salvador, Bahia 51 900
10 Beira-Rio Porto Alegre, Rio Grande do Sul 50 128 Fonte: CBF [1]