Phil Collins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Phil Collins
Collins em 2007.
Informação geral
Nome completo Philip David Charles Collins
Nascimento 30 de janeiro de 1951 (63 anos)
Origem Londres, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) rock, pop, big band
Instrumento(s) Vocal, Bateria, Piano, Teclado, Guitarra, Gaita-de-fole, Baixo
Período em atividade 1966-2011
Gravadora(s) Virgin, Atlgantic Records, WEA
Afiliação(ões) Genesis, Eric Clapton
Página oficial http://www.philcollins.co.uk/

Philip David Charles Collins, LVO (Londres, 30 de janeiro de 1951), mais conhecido como Phil Collins, é um músico britânico. Foi baterista e vocalista da banda Genesis, mas também atingiu êxito na carreira solo. Também atuou em alguns filmes e programas de televisão.

Phil Collins já colaborou com vários artistas conhecidos, como Bone Thugs'N'Harmony, Paul McCartney, George Harrison, Eric Clapton, Roland Orzabal, Roger Taylor, Robert Plant, Ringo Starr, John Lennon, Elton John, Mike Oldfield, Sting, Anni-Frid Lyngstad do ABBA, Mark Knopfler, Peter Gabriel, e Bee Gees. Fez uma participação especial em Woman in Chains, do Tears for Fears, também participou do álbum Break Every Rule de Tina Turner, tocando bateria em músicas como Typical Male e Girls, e também colaborou com a banda Led Zeppelin no Live Aid, tocando bateria. Também participou da música Home, do grupo de rap Bone Thugs'N'Harmony.

Depois que Peter Gabriel deixou o Genesis em 1975, Collins assumiu os vocais. Esse foi o período de maior sucesso comercial da banda, que continuou através dos anos 80. Enquanto trabalhava tanto como vocalista quanto de baterista, dava os primeiros passos de uma bem-sucedida carreira solo.

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Collins nasceu e foi criado em Hounslow,[1] Londres, filho de Winifred M. "June" (nascido Strange), uma agente teatral, e Greville Philip Austin Collins, um agente de seguros.[2] Ele ganhou um kit de bateria de brinquedo no Natal, quando ele tinha cinco anos. Mais tarde, seu tio fez uma bateria improvisada que ele tocava regularmente. Collins cresceu rodeado por instrumentos mais completos comprados por seus pais.[3] Ele tocava em da televisões e no rádio, e nunca aprendeu a ler e escrever a notação musical convencionalmente, em vez disso, ele usa um sistema que ele criou para si mesmo.[4]

Carreira solo e auge[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro disco solo foi Face Value, em 1981. Este e os discos que se seguiram foram grandes sucessos de vendas e muitas músicas estiveram entre as mais ouvidas. Era o auge da carreira de Collins, que atravessou todo os anos 80.

Declínio[editar | editar código-fonte]

Apesar da enorme popularidade, as vendas dos discos de Collins começaram a decair nos anos 90. Em 2003 ele anunciou que iria terminar sua carreira solo, fazendo uma turnê de despedida. Em 2006, juntamente com Mike Rutherford e Tony Banks, anunciou uma nova turnê da banda Genesis, com a qual também participou do Live Earth, em 2007.

Em Abril de 2008, disse em entrevista ao The Times que não vai voltar a gravar nem sequer regressar à estrada. Collins vai dedicar-se à colecção de memorabilia relativa à batalha do Álamo.

Em 23 de Maio de 2008, Phil Collins anuncia o fim da sua carreira. O motivo foi um problema nas cordas vocais, que dificulta o canto, anteriormente também teve problemas com a audição.

Em 19 de Outubro de 2009, anunciou que também irá parar de tocar bateria. Após uma cirurgia em uma das vértebras da coluna cervical (próxima a nuca) que teve como seqüela a perda da sensibilidade nos dedos que o impede de tocar o instrumento. Comentou inclusive, em tom de humor, que a única forma para tocar seria a de alguém colar as baquetas em suas mãos.

Em 13 de Setembro de 2010, Phil Collins volta a gravar, com o lançamento do álbum Going Back, com faixas de standarts da Motown Records e de Soul Music dos anos 60.

Em Março de 2011, foi anunciado na imprensa que Phil Collins deixa a música para se dedicar integralmente a família.[5]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Collins casou-se com a canadense Andrea Bertorelli em 1975. Eles tiveram um filho, Simon Collins e Phil adotou a filha de Andrea, Joely Collins. Eles se divorciaram em 1980.

Seu segundo casamento foi com Jill Tavelman, entre 1984 e 1996, no qual teve uma filha, Lily Collins se casou novamente em 1999, com Orianne Cevey. Tiveram dois filhos, Nicholas e Matthew. Se separaram em 2006.

É defensor dos direitos dos animais e torcedor do Tottenham Hotspur Football Club.

Aparições na televisão e cinema[editar | editar código-fonte]

- Na adolescência, participou do primeiro longa-metragem do The Beatles, A Hard Day's Night, como um dos milhares de jovens que assistiam uma apresentação da banda no final do filme.

- Atuou no episódio Phil the Shill, da segunda temporada da série de TV Miami Vice, em 1984.

- Apresentou duas vezes o Billboard Music Awards.

- Estrelou o filme Buster (1988).

- Fez aparições nos filmes Hook (1991) e And the Band Play On (1993) e no seriado Whooppi.

- Estrelou o filme Frauds (1993).

- Dublou dois filmes de animação: Balto (1995) e The Jungle Book 2.

- Fez uma pequena aparição no filme Ursos Polares da The Naked Brothers Band.

- Teve uma pequena aparição no jogo Grand Theft Auto Vice City Stories cantando "In the Air Tonight".

- Gravou a trilha sonora do filme de animação Tarzan da Disney (1999)

- Gravou a trilha sonora usada no filme de animação Brother Bear (2003).

Video-game[editar | editar código-fonte]

Collins faz uma aparição como ele mesmo no jogo Grand Theft Auto: Vice City Stories, que se passa em 1984. Ele aparece em três missões. Em uma o jogador precisa salvá-lo de uma gangue que quer matá-lo. É possível ainda assistir uma performace de "In the Air Tonight".

Discografia[editar | editar código-fonte]