I Will Always Love You

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"I Will Always Love You"
Single de Dolly Parton
do álbum Jolene
Lado B "When Someone Wants to Leave"
Lançamento 4 de Abril de 1974
Formato(s) vinil (45 rpm), CD single
Gravação 17 de Junho de 1973
Gênero(s) Country, Soft rock
Duração 2:55
Gravadora(s) RCA Records
Composição Dolly Parton
Produção Bob Ferguson
Cronologia de singles de Dolly Parton
Último
Último
Jolene
(1973)
Love is Like a Butterfly
(1974)
Próximo
Próximo

"I Will Always Love You" é uma música da cantora norte-americana Dolly Parton. Escrita em 1973 e gravada em 1974, I Will Always Love You foi um grande sucesso na parada country. Foi regravada em 1982 para o filme A Melhor Casa Suspeita do Texas e também em 1995 com a parceria de Vince Gill.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  • 7" vinyl
  1. "I Will Always Love You" — 2:53
  2. "Lonely Comin' Down" — 3:09



Versão de Whitney Houston[editar | editar código-fonte]

"I Will Always Love You"
Single de Whitney Houston
do álbum The Bodyguard (Soundtrack)
Lançamento 3 de Novembro de 1992
Formato(s) CD single, cassette single, 7" single, 12" single
Gravação 1992
Gênero(s) R&B, pop
Duração 4:32
Gravadora(s) Arista
Composição Dolly Parton
Produção David Foster
Cronologia de singles de Whitney Houston
Último
Último
"We Didn't Know"
(1992)
"I'm Every Woman""
(1993)
Próximo
Próximo

Em 1992 Whitney Houston regravou a canção de Dolly Parton para a trilha sonora do filme O Guarda-Costas, onde atua como atriz ao lado de Kevin Costner. Originalmente a gravadora de Whitney não queria que "I Will Always Love You" fosse o primeiro single da trilha sonora do filme, principalmente por causa do intro "Acapella". Mas Whitney e Kevin insistiram no lançamento da canção e no intro "Acapella", o que acabou acontecendo. O solo de saxofone tenor foi interpretado por Kirk Whalum. Além da versão de Whitney, no filme podemos ouvir a versão de John Doe em um Jukebox. A Versão de Houston foi um enorme sucesso em todo o mundo, aparecendo na posição 68 lista da Billboard de "As Melhores músicas de Todos os Tempos (Greatest Songs of All Time)" e foi eleita a canção feminina mais bem sucedida da história.

Na época, um americano foi processado por seu vizinho por ouvir, por 24 horas consecutivas a canção cantada por Whitney em volume máximo, que em análise psiquiátrica foi considerada como "tortura psicológica" devido a seus 4 acordes repetitivos.

Em 2010, Jennifer Hudson cantou a música na frente de Houston. Em 12 de fevereiro de 2012 Hudson cantou a música como uma homenagem a Whitney, que morrera um dia antes, durante o 54th Grammy Awards. Foram homenageados também músicos que morreram em 2011 e 2012, incluindo Amy Winehouse e Etta James. A música foi tocada no funeral de Houston, quando seu caixão foi levado para fora da igreja.

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

O vídeo da música foi dirigido por Alan Smithee e começa com a performance de Houston no final de O Guarda-Costas. O vídeo corta e então Houston aparece vestindo um terno azul escuro, sentada em um teatro vazio, com luzes brilhando sobre ela, enquanto canta para seu amor. O vídeo é intercalado com cenas de O Guarda-Costas e dá ao espectador a experiência de reviver os melhores momentos do filme com Whitney. No vídeo Whitney fica sentada o tempo todo devido a sua gravidez.

Charts[editar | editar código-fonte]

Chart (1992) Posição Semanas
U.S. Billboard Hot 100 1 14
Reino Unido 1[1] 10
Austrália 1[2] 8
Áustria 1[3] 5
Alemanha 1[4] 6
França 1[5] 8
Noruega 1[6] 9
Países Baixos 1[7] 1
Suécia 1[8] 3
Suiça 1[9] 8

Referências

  1. Fonte: UK Top 40
  2. Fonte: Australian Charts
  3. Fonte: Austrian Charts
  4. Fonte: German Charts
  5. Fonte: Les Charts
  6. Fonte: Norwegian Charts
  7. Fonte: Dutch Charts
  8. Fonte: Swedish Charts
  9. Fonte: Schweizer Hitparade




Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.