Olivia Newton-John

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde março de 2010). Ajude e colabore com a tradução.
Olivia Newton-John
Informação geral
Nome completo Olivia Newton-John
Nascimento 26 de Setembro de 1948 (65 anos)
Origem Melbourne, Victoria, Australia
País  Austrália
Gênero(s) Pop, country, soft rock
Período em atividade 1963 – atualmente
Página oficial olivianewton-john.com

Olivia Newton-John, OBE (Cambridge, 26 de Setembro de 1948) é uma cantora e atriz Austráliana.

Representou o Reino Unido no Festival Eurovisão da Canção 1974, interpretando o tema Long live love, que terminou em quarto lugar.

Neta do físico Max Born, tornou-se uma estrela internacional com o sucesso do filme Grease (1978), que no Brasil se chamou Nos tempos da brilhantina. Neste filme seu parceiro foi John Travolta, com quem faria outro filme em 1983, Two of a Kind, desta vez sem muito sucesso.

O musical Xanadu foi outro filme famoso que teve Olivia como protagonista. Neste filme seu parceiro foi Gene Kelly.

Fez sucesso também com as canções Physical, A Little More Love, Magic e Xanadu, as duas últimas partes da trilha sonora do filme Xanadu.

Nascimento[editar | editar código-fonte]

Olivia Newton-John nasceu em Cambridge, na Inglaterra, filha de Brinley ("Bryn") Newton-John e Irene Born. É a mais nova dos três irmãos, Hugh, um médico, e Rona, sua irmã também atriz. Sua mãe era filha de Max Born, o físico alemão laureado com o Prêmio Nobel que fugiu da Alemanha na década de 1930 para evitar a perseguição nazista. O seu pai era um oficial MI5, trabalhando no Projeto Enigma em Bletchley Park (antiga instalação militar secreta na Inglaterra). A família Newton-John emigrou em 1954 para Melbourne, Austrália, onde seu pai começou a trabalhar como professor na faculdade de Ormond, na universidade de Melbourne.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Com quatorze anos, Olivia formou uma banda de garotas, Sol Four, com três colegas. Ela logo estava aparecendo regularmente nas rádios e nos shows de televisão australianos incluindo HSV-7's The Happy Show onde cantou Lovely Livvy. Também apareceu no Go Show onde encontrou seus amigos, Pat Carroll e John Farrar. (Carroll e Farrar estavam casados.) Entrou em uma concurso de talentos no programa de televisão, Sing, Sing, Sing, apresentado pelo ídolo australiano dos anos 1960 Johnny O'Keefe, onde cantou as canções "Anyone Who Had A Heart" e "Everything's Coming Up Roses". Ganhou a competição e recebeu um convite de trabalho na Inglaterra. Inicialmente não quis ir, mas sua mãe a incentivou a conquistar a fama.

Olivia mudou-se para a Inglaterra e terminou seu namoro com Ian Turpie, com quem estrelou em um telefilme australiano independente, Funny Things Happen Down Under. Quando Pat Carrol mudou-se também para a Inglaterra, as duas se juntaram e fizeram uma turnê em clubes noturnos na Europa, que terminou quando o visto de Pat venceu e ela teve que retornar à Austrália. Olivia permaneceu na Inglaterra para começar definitivamente sua carreira solo.

Olivia gravou seu primeiro single, "Till You Say You'll Be Mine"/"Forever," pela gravadora inglesa Decca Records, em 1966. Quatro anos mais tarde, Olivia entrou no grupo, "Toomorrow" — ideia do produtor americano Don Kirshner. O grupo gravou um álbum e estrelou um "musical de ficção científica" com o mesmo nome. O projeto fracassou e o grupo se separou em 1970.

1971 - 1977[editar | editar código-fonte]

Olivia lançou seu primeiro álbum, If Not For You, em 1971. The If Not For You, escrita por Bob Dylan, se transforma em seu primeiro hit internacional (n° 25 Pop, n° 1 Adult Contemporary [daqui por diante AC]) esteve no Top 10 na Austrália e Inglaterra, porém, fracassou nos Estados Unidos. (n° 94 Pop, n° 34 AC). Foi candidata a Melhor Cantora Inglesa em dois anos na revista Record Mirror. Apareceu diversas vezes com Cliff Richard no programa de televisão, It's Cliff Richard, e estrelou com ele no telefilme, The Case. A carreira de Olivia nos Estados Unidos era fracassada desde If Not For You até o lançamento de "Let Me Be There" em 1973. A música entrou no Top 10 americano no Pop (n° 6), Country (n° 7) e AC (n° 3) e resultou em um prêmio Grammy de Melhor Cantora Country do Ano e outro pela Academy of Country Music Award de Melhor Cantora. A música entrou no álbum Let Me Be There, o n° 1 em vendas dos álbuns country durante duas semanas.

Em 1974, Olivia representou o Reino Unido no Festival Eurovision com uma música que não tinha gostado, "Long Live Love", escolhida pelo público britânico. Conseguiu o quarto lugar; o ganhador foi o grupo ABBA com a música "Waterloo". Todas as seis canções indicadas foram gravadas por Olivia em seu álbum Long Live Love, o primeiro feito pela IEM. Na América do Norte, este álbum foi lançado com o nome If You Love Me, Let Me Know com seis canções do Festival Eurovision. O álbum tinha quatro tipos de estilos, mas tinha uma orientação country para continuar com o sucesso conseguido com "Let Me Be There". A música título do álbum foi o primeiro single e conseguiu o n° 5 Música Pop, n° 2 Country (sua música country de melhor colocação até hoje) e n° 2 AC. O próximo single,"I Honestly Love You", se tornou a canção principal de Olivia naquele momento.

Escrita por Jeff Barry e Peter Allen, a música conseguiu o primeiro n° 1 Pop de Olivia e ficou neste posto por duas semanas, e o segundo n° 1 AC que continuou no posto por três semanas; com isso Olivia ganhou dois Grammy, Recorde do Ano e Melhor Cantora Pop do Ano. O sucesso dos singles botou o álbum em n° 1 na categoria Pop por uma semana, e na Country por oito semanas no Album Charts.

Olivia se tornou a cantora country de maior sucesso na época nos Estados Unidos, mas foi criticada pelos puristas, que acreditavam que a sua mistura com pop não era música country. Além do Grammy por "Let Me Be There", Olivia também ganhou o Country Music Association por Melhor Cantora do Ano, ganhando das cantoras Loretta Lynn, Anne Murray, Dolly Parton e Tanya Tucker. A vitória de Olivia ultrajou vários artistas country, que formaram por curto tempo a Association of Country Entertainers (ACE). Olivia foi a cantora que mais divulgou a música country naquela época. Stella Parton, irmã de Dolly Parton, gravou "Ode To Olivia" que foi lançado no álbum de Olivia, em 1976, Don't Stop Believin'’.

Encorajada pela cantora australiana Helen Reddy, Olivia saiu da Inglaterra e mudou-se para os Estados Unidos. Seu novo álbum, Have You Never Been Mellow, ficou em n° 1 Pop por uma semana e em nº 1 Country por seis semanas . O álbum gerou dois singles – a música-título do álbum (n° 1 Pop, nº 3 Country, n° 1 AC) e "Please Mr. Please" (nº 3 Pop, nº 5 Country, nº 1 AC). A carreira de Olivia esfriou com a estréia do álbum seguinte Clearly Love. A tradição do certificado gold conseguido em 10 singles consecutivos foi quebrada com "Something Better To Do", que ficou parado no nº 13 (nº 19 Country e nº 1 AC). Embora seus álbuns ainda conseguissem o certificado de ouro, não retornou ao Top 10 no Hot 100 da Música Pop outra vez até 1978.

Os singles de Olivia continuaram firmes na liderança no chart AC, no qual ela finalmente acumulou dez singles nº 1, incluindo um recorde de sete consecutivos:

"I Honestly Love You" (1974) – 3 semanas

"Have You Never Been Mellow" (1975) – 3 semanas

"Please Mr. Postman" (1975) – 3 semanas

"Something Better To Do" (1975) – 3 semanas

"Let It Shine/He Ain't Heavy…He's My Brother" (1976) – 2 semanas

"Come On Over" (1976) – 1 semana

"Don't Stop Believin'" (1976) – 1 semana

Ela também forneceu notável, mas não creditado, vocal para o single de John Denver, "Fly Away", que foi sucedido por seu próprio single, "Let It Shine/He Ain't Heavy…He's My Brother," , no nº1 do chart AC. Olivia também continuava a chegar ao Top 10 Country no qual ela registrou sete singles Top 10 através do álbum de 1976 "Come on Over" (nº 23 Pop, n° 5 Country, n° 1 AC) e seis álbuns Top 10 consecutivos (de um total de nove na carreira) através de "Don't Stop Believin'", também de 1976, (Pop n° 30, nº 7 Country). Ela fez seu primeiro especial de televisão nos Estados Unidos, "A Special Olivia Newton-John", em novembro de 1976.

No meio de 1977, o sucesso de Olivia nos charts AC e Country começou a diminuir. O álbum "Making a Good Thing Better" (Pop n° 34, nº 13 Country) não conseguiu o certificado Ouro, e seu único single, a faixa título, não conseguiu nem atingir o Top 10 do charts AC ou Country do país. Embora neste mesmo ano tenha sido lançada a coletânea "Olivia Newton-John's Greatest Hits" (Pop nº 13, nº 7 Country) que se tornou o seu primeiro álbum de Platina (2X Platina), Olivia estava pronta para dar a sua carreira novas direções.

1978 - 1979[editar | editar código-fonte]

A carreira de Olivia atingiu o ápice da década após estrelar em filme que adaptava o musical da Broadway Grease, em 1978. Foi oferecido a ela o papel principal, Sandy, após uma reunião com o produtor Allan Carr em um jantar especial realizado por Helen Reddy, em Los Angeles, residência dela. Ainda temorosa pelo fracasso de Toomorrow, experiência passada por ela há muito tempo (o filme foi feito em 1970 e era 1977), Olivia insistiu em um teste de atuação com o coprotagonista do filme, John Travolta. O filme acomodou Olivia no seu sotaque australiano por uma reformulação em seu personagem, Sandy Dumbrowski foi mudado para Sandy Olsson, uma australiana de férias que decide ficar com a família nos Estados Unidos.

O lançamento do filme foi antecedido a um mês, e Olivia ajudou na divulgação do filme, mencionando-o em seu segundo especial de televisão, "Olivia". Grease se tornou a maior bilheteria de 1978, e manteve-se bastante popular no seu aniversário de vinte anos em 1998, quando foi relançado nos cinemas. A trilha sonora ficou 12 semanas consecutivas no nº1 da Billboard e rendeu três singles Top 5 para Olivia: o nº3 "You're The One That I Want" (com John Travolta), o nº3 "Hopelessly Devoted To You" e o nº5, "Summer Nights" (com John Travolta e todo o elenco do filme). A trilha sonora, é a mais vendida de todos os tempos, com estimativas de 45.000.000 de cópias no mundo todo até hoje. Um dos seus maiores hits internacionais, "You're The One That I Want", um dueto com John Travolta, foi uma das duas canções que o produtor a longa data de Olivia, "John Farrar", escreveu especificamente para o filme. Olivia se tornou a segunda mulher (após Linda Ronstadt, em 1977) a ter dois singles - "Hopelessly Devoted To You" e "Summer Nights" - no Top 5 da Billboard simultaneamente. A performance dela ganhou o prêmio "People's Choice pela Motion Picture" de atriz favorita. Ela também foi nomeada para um Globo de Ouro como Melhor Atriz em um Musical e nomeada ao Oscar pela música "Hopelessly Devoted To You", no Academy Awards de 1979. Neste dia, a trilha sonora do filme subiu mais ainda nas vendas.

A transformação do estilo de música de Olivia de Country para Pop no filme a entusiasmou para fazer o mesmo em sua carreira musical. Em novembro de 1978, ela lançou o seu primeiro álbum pop "Totally Hot", seu primeiro álbum no Top 10 (nº 7) desde "Have You Never Been Mellow". Os singles "A Little More Love" (nº 3 Pop, Country n° 94, n° 4 AC), "Deeper Than A Night" (Pop n° 11, n° 87 Country, n° 4 AC), bem como a faixa título do álbum (n° 52 Pop) demonstraram um som mais agressivo e dançante de Olivia. O álbum ainda chegou ao quarto lugar do chart AC. Olivia liberou "Dancin' 'Round And 'Round", lado B do single "Totally Hot" em uma rádio Country, onde conseguiu o impressionante n°29 (bem como Pop nº82 e nº25 AC ), tornando-se seu último lançamento dela exclusivo a uma rádio até agora.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

(ACM) Academy of Country Music Awards[editar | editar código-fonte]

Vitórias:

  • 1973 - Most Promising Female Vocalist

Nomeações:

  • 1974 - Top Female Vocalist

(AMA) American Music Awards[editar | editar código-fonte]

Vitórias:

  • 1974 - Favorite Album – Country: "Let Me Be There"
  • 1974 - Favorite Female Artist – Country
  • 1974 - Favorite Female Artist - Pop/Rock
  • 1974 - Favorite Single - Pop/Rock: "I Honestly Love You"
  • 1975 - Favorite Album - Pop/Rock: "Have You Never Been Mellow"
  • 1975 - Favorite Female Artist – Country
  • 1975 - Favorite Female Artist - Pop/Rock
  • 1976 - Favorite Female Artist - Pop/Rock
  • 1978 - Favorite Album - Pop/Rock: "Grease"
  • 1982 - Favorite Female Artist - Pop/Rock

Nomeações:

  • 1975 - Favorite Album - Country: "Have You Never Been Mellow"
  • 1979 - Favorite Female Artist - Pop/Rock
  • 1980 - Favorite Female Artist - Pop/Rock

(ARIA) Australian Recording Industry Association Awards[editar | editar código-fonte]

Vitórias:

  • 1999 - Highest Selling Album: "Highlights From The Main Event"

Nomeações:

  • 1999 - Best Adult Contemporary Album: "Highlights From The Main Event"

(CMA) Country Music Association Awards[editar | editar código-fonte]

Vitórias:[1]

  • 1974 - Female Vocalist of the Year

Nomeações:[1]

  • 1974 - Album of the Year - "If You Love Me Let Me Know"
  • 1974 - Entertainer of the Year
  • 1974 - Single of the Year - "If You Love Me (Let Me Know)"

Grammy Awards[editar | editar código-fonte]

Vitórias:[2]

Nomeações:

People's Choice Awards[editar | editar código-fonte]

  • 1975 - Favorite Female Musical Performer[3]
  • 1977 - Favorite Female Musical Performer[4]
  • 1979 - Favorite Female Musical Performer[5]
  • 1979 - Favorite Motion Picture Actress[5]

Notas e referências

Gerais[editar | editar código-fonte]

  • Wood, Gerry. (1998). "Olivia Newton-John". In The Encyclopedia of Country Music. Paul Kingsbury, Editor. New York: Oxford University Press. pp. 380–1.
  • American chart data per Billboard magazine
  • American record certifications per riaa.org

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]