Tony Banks (músico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde março de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tony Banks
2431 - Washington DC - Verizon Center - Genesis - In the Cage.JPG
O músico em concerto com o Genesis nos Estados Unidos, 2007
Informação geral
Nome completo Anthony George Banks
Nascimento 27 de Março de 1950 (64 anos)
Origem Sussex, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) rock progressivo, pop rock
Período em atividade 1967 - atualmente
Afiliação(ões) Genesis

Tony Banks (nascido Anthony George Banks em 27 de março de 1950, em Sussex, Inglaterra) é um compositor, letrista e tecladista britânico. Foi um dos membros fundadores do Genesis, e junto com o guitarrista e baixista Mike Rutherford foi o único a pertencer à banda desde o princípio.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Primeiro anos[editar | editar código-fonte]

Banks possui formação em piano clássico, e foi autodidata ao aprender guitarra. Estudou na Charterhouse School em meados da década de 1960, na qual conheceu Peter Gabriel em 1965. Junto com o baterista Chris Stewart eles formaram a banda The Garden Wall. Ela foi fundida com a banda Anon, que incluia Mike Rutherford e Anthony Phillips. Gravaram alguns demos que acabaram conduzindo a formação do Genesis.

Papel no Genesis[editar | editar código-fonte]

Os solos elaborados, com timbragens de órgão Hammond, Mellotron e diversos sintetizadores menos conhecidos, juntamente com o uso de progressões harmônicas nas composições são as marcas mais fortes da musicalidade de Banks. Embora não seja tão citado quanto os colegas Rick Wakeman ou Keith Emerson, o talento de Banks deu estatura não só ao som do Genesis, mas ao estilo que foi cunhado pela imprensa britânica como rock progressivo.

Algumas de suas composições mais características são Firth of Fifth, The Cinema Show e Home by the Sea, que ajudaram a estabelecer a identidade sonora do Genesis. Além disso, Banks contribuía com Steve Hackett e Mike Rutherford nas passagens acústicas utilizando um violão de 12 cordas. Banks também era ocasionalmente backing vocal e chegou a ser vocalista líder na sobra de estúdio The Shepherd (em dueto com Peter Gabriel).

Após a saída de Gabriel e Hackett, Banks foi o primeiro dos três remanescentes a lançar um álbum solo, entretanto, não atingiu grande sucesso de público como Mike Rutherford e Phil Collins.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns solo[editar | editar código-fonte]

  • 1979 - A Curious Feeling
  • 1983 - The Wicked Lady
  • 1983 - The Fugitive
  • 1986 - Soundtracks
  • 1989 - Bankstatement
  • 1992 - Still
  • 1995 - Strictly Inc
  • 2004 - Seven: A Suite For Orchestra
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tony Banks (músico)