Fabrício dos Santos Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fabrício
Fabrício
Fabrício em 2015
Informações pessoais
Nome completo Fabrício dos Santos Silva
Data de nasc. 11 de janeiro de 1987 (28 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Nacionalidade  brasileira
Altura 1,85 m
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Brasil Cruzeiro
Número TBA
Posição Lateral-esquerdo
Clubes de juventude
2005
2005–2006
2006–2007
2007
Brasil Portuguesa Sub-20
Brasil São Paulo Sub-20
Brasil Corinthians Sub-20
Brasil Ituano Sub-20
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2007–2009
2007
2008
2008
2009
2009–2011
2011
2012–
2015–
Brasil Corinthians B
Brasil Ituano (emp.)
Brasil Rio Branco (emp.)
Brasil Santo André (emp.)
Brasil Monte Azul
Brasil Portuguesa
Brasil Internacional (emp.)
Brasil Internacional
Brasil Cruzeiro (emp.)





0084 0000(9)
0019 0000(1)
0164 000(15)
0002 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 19 de abril de 2015.

Fabricio dos Santos Silva (São Paulo, 11 de janeiro de 1987) é um futebolista brasileiro que atua como lateral esquerdo. Atualmente, joga no Cruzeiro, emprestado pelo Internacional.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou nas categorias inferiores atuando como meia. No futebol paulista passou pelo Corinthians B, Ituano, Rio Branco, Santo André e Monte Azul. Na Portuguesa foi adaptado para jogar de lateral esquerdo.

Internacional[editar | editar código-fonte]

Após boas atuações, o jogador foi cedido ao Internacional com opção de compra ao fim do empréstimo, que participava da Copa Libertadores da América de 2011.[1] Apesar de não ter sido titular, teve algumas atuações de destaque, como na Copa Audi contra o Milan e na partida de volta contra o Atlético Mineiro, onde marcou o gol da vitória.

Com as lesões de Kleber em 2012, Fabrício assumiu a titularidade da lateral-esquerda. Na final da Taça Farroupilha do Campeonato Gaúcho de 2012, marcou o gol do título no Grenal.[2]

Em 15 de fevereiro de 2014, Fabrício marcou o primeiro gol do Beira-Rio após a reforma para a Copa do Mundo FIFA de 2014, em vitória de 4–0 contra o Caxias pelo Campeonato Gaúcho. Marcaria também o quarto gol.[3]

Atuou em todas as partidas da equipe no Campeonato Brasileiro de 2014, exceto na última rodada. Expulso na partida contra o São Paulo por ofensas ao árbitro Heber Roberto Lopes, teve sua pena convertida em multa, e pode disputar a partida seguinte, a penúltima rodada da competição, contra o Palmeiras.[4]

Nesta partida foi expulso novamente, desta vez por revidar uma agressão de Bruno César, iniciando uma confusão generalizada em campo. Após a partida, Fabrício ainda tentou invadir o vestiário palmeirense, fato que foi relatado pelo árbitro. Recebeu dois jogos de suspensão.[5] [6]

Vaias e reação[editar | editar código-fonte]

O jogador se sentia incomodado com as contínuas vaias da torcida colorada com seu desempenho e declarou em março de 2015: "Desde que cheguei ao Inter sou criticado e xingado por todos. Procuro fazer minha parte. Todos os treinadores sempre me colocaram. Vou procurar fazer o que eles pedem. Se eu errar 10, 15 bolas, sei quando eu erro. Mas errar um passe, parece que errei 200.(...)".[7]

Esta situação chegou ao seu ápice em 1 de abril, em partida contra Ypiranga pelo Campeonato Gaúcho 2015: tinha a bola dominada quando, aos dezoito minutos do segundo tempo — e sob vaias, passou a se dirigir a própria torcida com gestos obscenos, sendo expulso em seguida pelo árbitro. Descontrolado, tirou a camisa e a jogou no gramado.[8] O jogador foi suspenso pelo clube e, cinco dias depois, o presidente do clube, Vitório Piffero, anunciou que não havia mais condições de Fabrício atuar pelo Inter e o liberou para negociar sua transferência.[9]

Todos os gols de Fabrício pelo Internacional:

Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

Foi emprestado ao Cruzeiro até 31 de julho de 2016.[10] Em sua apresentação no novo clube, pediu desculpas presidente, ex-companheiros de elenco, comissão técnica e, exclusivamente, aos torcedores das torcidas organizadas do Internacional.[11] Estreou em 12 de abril na semifinal do Campeonato Mineiro contra o Atlético-MG.[12]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Monte Azul
Internacional

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]