Estádio Urbano Caldeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde junho de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Vila Belmiro
Estádio Urbano Caldeira
Visão interna do estádio (antes da reforma).
Nomes
Nome Estádio Urbano Caldeira
Apelido Vila Belmiro
A Vila Mais Famosa do Mundo
Caldeirão Alvinegro
Características
Local Santos, SP, Brasil
Gramado Grama natural (105,8 x 70,3)
Capacidade 16.798 pessoas[1]
Construção
Data 1916
Inauguração
Data 22 de outubro de 1916 (97 anos)
Partida inaugural Santos 2 x 1 Ypiranga
Primeiro gol Afonso Millon Jr. (Santos)
Último Jogo
Recordes
Público recorde 32.989 torcedores
Data recorde 20 de setembro de 1964
Partida com mais público Santos 0 x 0 Corinthians
Outras informações
Remodelado 1997
Expandido 1997
Proprietário Santos FC
Administrador Santos FC
Mandante Santos FC

O Estádio Urbano Caldeira, mais conhecido como Vila Belmiro, é o maior estádio de futebol da Baixada Santista e abriga o Santos FC, um clube de futebol no Brasil, que foi fundado em 14 de abril de 1912 e revelou o Edson Arantes do Nascimento, conhecido mundialmente por Pelé.

O estádio na Vila Belmiro foi construído em 1916 e é um dos estádios mais antigos do Brasil e tem capacidade atual para 16.798 torcedores.[1] Está localizado na Rua Princesa Isabel, próximo ao Estádio Ulrico Mursa, da Portuguesa Santista.

História[editar | editar código-fonte]

O Estádio em 2006, num jogo entre Santos e Mogi-Mirim (vencido pelo peixe por 2 x 0).

O Santos Futebol Clube, logo após sua fundação, realizava seus treinos em um campo localizado no Bairro do Macuco. Como o gramado não tinha as dimensões oficiais mínimas, seus jogos eram disputados no terreno onde hoje está a "Igreja Coração de Maria", na avenida Ana Costa.

O campo no entanto, era utilizado também por outros clubes da cidade. Em 1915, a situação chegava a um limite, obrigando o clube a rejeitar visitas de clubes internacionais, inclusive. Para resolver o problema, os dirigentes passaram a procurar terrenos na cidade. Em 31 de maio de 1916, uma Assembleia Geral aprovou a compra de uma área de 16.500 metros quadrados, no bairro da Vila Belmiro. No dia 12 de outubro daquele ano, foi inaugurada a praça de esportes da Vila Belmiro. O primeiro jogo, foi realizado 10 dias depois, contra o Ypiranga, válido pelo Campeonato Paulista. O primeiro jogo Santos 2 x 1 Ypiranga, com gols de Millon e Jarbas; a escalação do Santos foi Odorico; Américo e Arantes; Pereira, Oscar e Junqueira; Millon, Marba, Tedesco, Jarbas e Arnaldo.

Chamado carinhosamente de a Vila mais famosa do Mundo, o nome oficial do estádio é Urbano Caldeira, dado em 1933 como homenagem a um dos maiores benfeitores do clube. Durante o período conhecido como " a era Pelé " (1957-1974), em virtude de os adversários saírem derrotados com frequência pelo Santos F.C em seu estádio neste período, o estádio ficou conhecido pelo apelido de "O alçapão da Vila "

A iluminação[editar | editar código-fonte]

O Estádio Urbano Caldeira teve sua iluminação inaugurada em 1931. No dia 21 de março, às 20 horas, eram acesos os refletores do campo. Para marcar a ocasião, o Santos enfrentou uma seleção da cidade, mas perdeu por 1 a 0. O gol foi marcado pelo meia Cruz, jogador da Portuguesa Santista.

Reforma e ampliação[editar | editar código-fonte]

Logo após o término do Campeonato Paulista de 1996, a diretoria do clube decidiu que o gramado da Vila Belmiro, amplamente criticado, passaria por uma ampla reforma.

Um moderno sistema de drenagem e irrigação controlado por computador foi instalado, o que proporcionou perfeitas condições de jogo com qualquer tempo. Hoje o gramado e o sistema de drenagem é melhor do que a maioria dos tradicionais estádios de São Paulo e do Brasil. E conta com as dimensões de 105,80X70,30m dentro do estabelecido pela FIFA.

A inauguração aconteceu no dia 27 de março de 1997, quando o Santos venceu o Internacional, em jogo válido pela Copa do Brasil.

Concomitantemente à reforma do gramado, foi construído o complemento do anel da arquibancada atrás do gol de fundo do estádio. Além de aumentar a capacidade em cerca de 4.000 torcedores, a obra possibilitou uma harmonia arquitetônica ao estádio.

Nova iluminação[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de janeiro de 1999, o Santos deu mais um passo para oferecer um estádio mais moderno aos seus torcedores. Neste dia, momentos antes de um clássico contra o Palmeiras, foi inaugurado o novo sistema de iluminação, tornando o estádio uma das praças de esportes mais bem iluminadas do Brasil.

Com a obra, o estádio passou a oferecer um nível médio de iluminação de 1.200 lux, acima da recomendação mínima da FIFA de 1.000 lux.

Memorial das Conquistas[editar | editar código-fonte]

No dia 17 de novembro de 2003, dias depois do aniversário de 40 anos da conquista Mundial de 1963 do Santos, foi inaugurado no estádio o Memorial das Conquistas. Além de contar toda história do clube, o museu abriga todos os títulos conquistados pelo peixe. Lá, estão guardados vários troféus conquistados pelo Santos, incluindo os dois Mundiais de 1962 e 1963, as Libertadores dos mesmos anos e os Brasileiros de 1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968, 2002 e 2004. A visita ao museu inclui, também, os vestiários dos jogadores e entrada no campo.

Atualmente[editar | editar código-fonte]

Nos dias atuais, o estádio possui capacidade para apenas 16.798 torcedores sem possibilidade de ampliação. Os atuais dirigentes do clube já disseram que o estádio não comporta mais jogos do Peixe e que pretendem construir um novo estádio na cidade de Cubatão.[2]

Referências

  1. a b CNEF da CBF (PDF) (em português). Site Oficial da CBF. Página visitada em 09/03/12.
  2. Ávido por novo estádio, Santos 'esquece' Pacaembu e prioriza Cubatão

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estádio Urbano Caldeira
Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.