Arena Barueri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Arena Barueri
Arena Barueri.jpg
Vista da arquibancada da Arena Barueri.
Nomes
Nome Arena Barueri
Antigos nomes Dr. Orlando Batista Novelli
Características
Local Barueri, SP
Brasil
Gramado Grama natural (107 x 70 m)
Capacidade 31.452 pessoas [1]
Construção
Data 2006 a 2010
Inauguração
Data 26 de maio de 2007 (7 anos)
Partida inaugural Barueri 2–1 Criciúma
Primeiro gol Sílvio Criciúma (CRI)
Recordes
Público recorde 28.557 pagantes
Data recorde 5 de julho de 2012
Partida com mais público Palmeiras 2–0 Coritiba
Outras informações
Competições São Paulo Campeonato Paulista
Brasil Campeonato Brasileiro
Brasil Copa do Brasil
Flag of UNASUR.svg Copa Sul-Americana
Proprietário Prefeitura de Barueri
Administrador Prefeitura de Barueri
Mandante Grêmio Barueri FL

A Arena Barueri, é uma arena multiuso, localizada na cidade de Barueri, Região Metropolitana de São Paulo. A arena pertence a prefeitura municipal de Barueri, e tem como equipes mandantes o Grêmio Barueri. A arena serve também como alternativa para os grandes clubes da capital, devido aos baixo custo de aluguel cobrado pela prefeitura, pelo excelente estado do gramado e o fácil acesso a cidade. A arena foi palco da primeira final da Copa do Brasil de 2012 entre Palmeiras e Coritiba. Além do grande evento na arena, a partida serviu como quebra de recorde de público, com 28.557 pessoas.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1996, no bairro Jardim Belval, foi inaugurado o estádio Dr. Orlando Batista Novelli, com capacidade para 5 mil pessoas.[2] Na década de 2000, o clube da cidade na época, Grêmio Barueri, vinha se destacando cada vez mais nos campeonatos disputados, e em 2006 conseguiu o acesso a série A do Campeonato Paulista, e a Série B do Campeonato Brasileiro[3] , o time vinha em ascensão, a prefeitura então, fez um projeto, para o time e para a cidade, desativou e demoliu o antigo estádio para dar lugar a nova arena. Inicialmente, o projeto era para 25 mil lugares, porém com a possibilidade da cidade sediar uma das chaves para a Copa do Mundo FIFA de 2014, o projeto foi completamente reformulado, e a capacidade subiu para 35 mil lugares.

Inauguração[editar | editar código-fonte]

Em 26 de maio de 2007, foi inaugurado a primeira fase da arena, com capacidade para 16.419 pessoas, no jogo Barueri x Criciúma, jogo pela Série B do Campeonato Brasileiro de 2007. A última fase da construção da arquibancada, no qual a capacidade foi ampliada para 32 mil lugares, foi concluída em 2010, e inaugurada no dia dia 25 de setembro de 2010, teve o Santos como equipe mandante na partida disputada pela 25° rodada do Campeonato Brasileiro 2010 no, na qual o Santos goleou o Cruzeiro por 4x1.[4] O clube foi convidado especial e teve todas as despesas pagas pela prefeitura de Barueri. A arena tem como próxima fase a construção da cobertura do estádio.[5]

Equipes mandantes[editar | editar código-fonte]

A arena tem como equipes mandantes o Grêmio Barueri desde sua inauguração, com um intervalo de 1 ano quando o clube foi para Presidente Prudente [6] [7] . Conta também com o Sport Barueri, que é resultado da compra do Campinas Futebol Clube e se transferindo para o município de Barueri.[8] . Devido ao baixo custo de aluguel cobrado pela prefeitura, a Arena Barueri é também uma alternativa para os grandes clubes da capital. Clubes como São Paulo e Palmeiras estão sempre utilizando a arena como mando de campo.

Jogos históricos[editar | editar código-fonte]

No dia 26 de maio de 2007, ocorre a grande inauguração da Arena com jogo Grêmio Barueri x Criciúma, quando a Arena tinha apenas 50% de suas arquibancadas prontas.

No dia 14 de março de 2010, o Corinthians marcou o gol de número 10.000 de sua história, com Dentinho, na partida em que venceu o Santo André por 2x1, pelo Campeonato Paulista daquele ano.

No dia 25 de setembro de 2010, a Arena é finalmente terminada contando com a capacidade atual, e jogo de "re-inauguração" foi entre Santos x Cruzeiro[9]

No dia 27 de março de 2011, no clássico entre São Paulo x Corinthians, o goleiro são-paulino Rogério Ceni cobrando falta, marcou o seu gol de número 100 na carreira (98º reconhecido pela FIFA), se consagrando o maior goleiro artilheiro do mundo. Neste mesmo jogo o São Paulo venceu por 2-1 quebrando um tabu de 11 jogos sem vencer o rival. [10]

Em 2012 o Palmeiras passa a ter a Arena Barueri como sua "casa" para os jogos decisivos da Copa do Brasil e do 1º turno do Brasileirão.[11]

No dia 5 de julho de 2012, o jogo válido pela Copa do Brasil entre Palmeiras e Coritiba, foi um marco na história da arena, pois além de ser a primeira grande decisão no estádio, ainda serviu como quebra de recorde de público, foram 28.557 pessoas. [12]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

A Arena Barueri segue os conceitos mais modernos, ao que se refere à construção de Arenas multiuso, contando com um estacionamento privativo coberto para 300 veículos e estacionamento descoberto para 400 veículos, total acessibilidade para deficientes, são 4 elevadores, um dos quais excluviso para a imprensa. São ao todo 36 camarotes com 420 assentos, todos com tv de plasma, serviços de bar e lanchonete, banheiros higienizados permanente e tribuna de honra. A imprensa especializada encontra toda a comodidade para a execução do trabalho de transmissão das partidas de futebol na Arena Barueri. São 24 cabines de rádio e 13 de televisão todas climatizadas.

Desde a sua inauguração, não há alambrado entre os setores inferiores e o campo, nunca houve nenhum tipo de incidente, nem mesmo durante os grandes clássicos do futebol paulista. Os únicos incidentes, aconteceram do lado de fora da arena, entre a polícia e torcidas organizadas[13]

No dia 20 de outubro de 2010, durante a partida entre Palmeiras e Universitario de Sucre pela Copa Sulamericana, um dos refletores principais da Arena Barueri apagou e demonstrou problemas elétricos. A partida ficou paralisada por 30 minutos. Esse acontecimento ficou marcado negativamente na história da Arena Barueri, que até a data só havia recebido elogios da imprensa.[14]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos da Arena Barueri:[15]

Público[i] Mandante Placar Visitante Data Competição Renda
1 28.557 Palmeiras 2–0 Coritiba 05/07/12 Copa do Brasil de 2012 R$ 1.874.214,00
2 26.255 Palmeiras 1–1 Grêmio 21/06/12 Copa do Brasil de 2012 R$ 1.086.242,00
3 24.470 São Paulo 0–0 Internacional 12/10/11 Campeonato Brasileiro de 2011 R$ 483.265,00
4 21.056 São Paulo 2–0 Santa Cruz 06/04/11 Copa do Brasil de 2011 R$ 529.051,00
5 17.633 São Paulo 2–1 Corinthians 27/03/11 Campeonato Paulista de 2011 R$ 449.201,97
6 17.574 Palmeiras 2–0 Atlético Paranaense 22/05/12 Copa do Brasil de 2012 R$ 460.195,00
7 16.480 São Paulo 2–1 Atlético Paranaense 28/10/10 Campeonato Brasileiro de 2010 R$ 169.296,59
8 14.519 São Paulo 1–2 Santos 07/02/10 Campeonato Paulista de 2010 R$ 444.688,75
9 14.374 São Paulo 2–0 Vitória 06/10/10 Campeonato Brasileiro de 2010 R$ 127.916,59
10 12.761 Grêmio Barueri 2–1 Criciúma 26/05/07 Camp. Brasileiro de 2007 - Série B R$ 285.750,00
  • i. ^ Considera-se apenas o público pagante


Visão panorâmica da Arena Barueri.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Maiores estádios do Brasil  Esta caixa: verdicedite 
Estádio Localização Capacidade
Rio de Janeiro
Maracanã (atual)
Brasília
Mané Garrincha
São Paulo
Morumbi (anterior)
Belo Horizonte
Mineirão
1 Maracanã Rio de Janeiro, Rio de Janeiro 74 738
2 Mané Garrincha Brasília, Distrito Federal 69 349
3 Morumbi São Paulo, São Paulo 67 052
4 Castelão Fortaleza, Ceará 60 342
5 Arruda Recife, Pernambuco 60 044
6 Mineirão Belo Horizonte, Minas Gerais 58 259
7 Arena do Grêmio Porto Alegre, Rio Grande do Sul 55 538
8 Parque do Sabiá Uberlândia, Minas Gerais 53 350
9 Fonte Nova Salvador, Bahia 51 900
10 Beira-Rio Porto Alegre, Rio Grande do Sul 50 128 Fonte: CBF [1]