Grêmio Osasco Audax

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A página está num processo de expansão ou reestruturação.
Esta página está a atravessar um processo de expansão ou reestruturação. A informação presente poderá mudar rapidamente, podendo conter erros que estão a ser corrigidos. Todos estão convidados a dar o seu contributo e a editar esta página. Caso esta não tenha sido editada durante vários dias, retire esta marcação.

Esta página foi editada pela última vez por 189.55.15.119 (D C) 2 dias atrás. (Recarregar)

Audax
Grêmio Osasco Audax (01) - SP.png
Nome Grêmio Osasco Audax
Alcunhas Vermelhinhos
Audax São Paulo
Audaxcioso
Lobinhos Vermelhos
GOA
Mascote Garoto audacioso[1]
Fundação 17 de maio de 2004 (10 anos) (futebol) , 8 de dezembro de 1985 (28 anos) (clube)
Estádio CT Parque Real
Capacidade 900 pessoas
Mando de jogo em José Liberatti
Capacidade (mando) 12.430 Pessoas [2]
Presidente Brasil Vampeta[3]
Treinador Brasil Fernando Diniz
Patrocinador Brasil Calminex
Estados Unidos Sundown
Brasil Seara
Brasil Extra
Material esportivo Itália Kappa
Competição São Paulo Campeonato Paulista
São Paulo Copa Paulista
Brasil Série D 2014
São Paulo A2 2013
São Paulo CP 2013
3º Colocado (acesso)
2° colocado
São Paulo A2 2012
São Paulo CP 2012
5º Colocado
2º Colocado
São Paulo A2 2011
São Paulo CP 2011
10º colocado
6º colocado
Website audaxsp.com.br
Kit left arm goaudax14h.png Kit body goaudax14h.png Kit right arm goaudax14h.png
Kit shorts osasco14h.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm goaudax14a.png Kit body goaudax14a.png Kit right arm goaudax14a.png
Kit shorts osasco14a.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

Grêmio Osasco Audax, conhecido apenas por Audax[4] ,Audax São Paulo ou GO Audax e cujo acrônimo é GOA é um clube brasileiro de futebol fundado em 17 de maio de 2004, na cidade de São Paulo. Está sediado no bairro do Real Parque, onde mantém seu centro de treinamento e um mini-estádio, com campo de medida 106m x 68m e capacidade para 900 espectadores. Em virtude da capacidade reduzida de seu estádio, nos primeiros anos, disputou seus jogos no Estádio Hermínio Espósito, na cidade vizinha de Embu das Artes. Depois de passagens pelo Estádio do Pacaembu e pelo da Rua Javari, atualmente manda seus jogos no Estádio Nicolau Alayon e no Estádio Alfredo Chiavegato, no município de Jaguariúna. Até o mês de julho de 2011 era denominado como Pão de Açúcar Esporte Clube (PAEC), depois mudou para Audax São Paulo Esporte Clube, onde ficou conhecido até dezembro de 2013.

Estádio Nicolau Alayon

Recentemente subiu para Campeonato Paulista de Futebol Série A1, equivalente a 1ª divisão, que irá disputar pela primeira vez em 2014.

No dia 22 de setembro de 2013 o clube foi comprado pelo Grêmio Osasco, juntamente com o Audax Rio de Janeiro Esporte Clube,[5] e passou a receber a denominação atual. Ainda nesse ano, o Audax chegou até a final da Copa Paulista quando perdeu a final para o São Bernardo Futebol Clube nos pênaltis. A equipe ainda é lembrada pelo estilo de jogo diferente do adotado por outras equipes. [6]

História[editar | editar código-fonte]

Fundação e início como projeto social[editar | editar código-fonte]

Escudo do Pão de Açúcar EC.
Escudo do Grêmio Esportivo Osasco
Escudo do Audax São Paulo

O Pão de Açúcar Esporte Clube foi fundado no dia 08 de dezembro de 1985, criado pelo empresário Abílio Diniz[7] como um projeto social para proporcionar oportunidade de práticas esportivas para crianças de 07 a 14 anos. Essa foi uma iniciativa para iniciar o apoio do Grupo Pão de Açúçar a projetos sociais e de formação de atletas. Porém, neste início, as modalidades eram focadas no atletismo. [8] [9] [10]

A entrada do futebol e categorias de base[editar | editar código-fonte]

O futebol só começou em 2003, com a realização da Super Copa Compre Bem. A competição reuniu cerca de 70 mil garotos e, destes, 72 foram escolhidos para fazer parte das equipes Sub 15 e 17, que, no ano seguinte, representariam o clube nos campeonatos estaduais. Dessa forma, as primeiras equipes de futebol do ainda Pão de Açúcar foram montadas com foco na futura profissionalização e formação de novos talentos para o futebol brasileiro. Assim, a equipe se filiou à FPF no início de 2004, pelo nome Pão de Açúcar Esporte Clube,sendo considerado indiretamente como " clube formador". [11] Logo no início, as equipes conquistaram diversos resultados importantes, dando ao Pão de Açúcar uma perspectiva de anos promissores.

Parceria e profissionalização[editar | editar código-fonte]

Os jovens cresceram e chegaram à idade de se profissionalizarem. Assim, buscando adentrar em competições oficiais para dar novas oportunidades aos jovens jogadores formados, o Pão de Açúcar buscou formar parcerias para fortalecer seu departamento de futebol, culminando em seu crescimento. Por isso, no ano de 2006, o clube firmou uma parceria com o Juventus e emprestou seus atletas para a disputa da Série A1 do Campeonato Paulista em 2006 . O oitavo lugar do time da capital animou a diretoria do Pão de Açúcar Esporte Clube (PAEC), que no ano seguinte inscreveu a equipe na disputa da Quarta Divisão do Campeonato Paulista, denominada Segunda Divisão pela Federação Paulista de Futebol.

Primeira partida oficial[editar | editar código-fonte]

A primeira partida oficial dos profissionais do clube foi no dia 7 de Abril de 2007, contra o Jabaquara, válida pela Quarta Divisão do Campeonato Paulista. [12] [13] Lima marcou dois gols pelo PAEC e o resultado final foi 2×2. 357 pessoas foram assistindo no jogo.

Apesar da Eliminação na 2ª Fase, ficando na 3ª colocação num grupo em que os dois primeiros garantiam vaga à fase seguinte (naquele ano, passaram no grupo do PAEC as equipes do Batatais e ECUS), a equipe conseguiu grandes resultados, como a maior goleada no torneio ( Audax 9 a 0 no Guarujá, em 30 de junho de 2007) e a maior goleada da 1ª fase da competição (Audax 6 a 0 no Barcelona, em 28 de abril de 2007). Neste mesmo ano, o clube também participou pela primeira vez da Copa São Paulo de Futebol Júnior, além de ter conseguido chegar até as finais dos campeonatos Sub 15 e 17.

Rápida ascensão[editar | editar código-fonte]

Primeiro título profissional[editar | editar código-fonte]

A partir de 2008, iniciou-se uma ascensão da equipe, que conquistou dois acessos consecutivamente, alcançando a Série A2.

Em 2008, a equipe disputou novamente a Série B, mas realizou uma campanha muito melhor do que a do ano anterior. Na 1ª fase, num grupo composto por 8 equipes, sendo elas o Grêmio Osasco (Osasco), Taboão da Serra (Taboão da Serra), Guarujá (Guarujá), São Vicente (São Vicente), Osasco (Osasco), Paulistano (São Roque) e Jabaquara (Santos), a equipe conseguiu terminar em 2º, atrás apenas do Grêmio Osasco, que ironicamente seria seu futuro comprador no final de 2013. A campanha do na época Pão de Açúcar foi a seguinte: [14]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Expulso Penalizado com cartão amarelo TF Classificação ou rebaixamento
2 Bandeira da cidade de São Paulo.svg PAEC 26 14 8 2 4 31 17 +14 61,9 1 29 262 Classificado à 2ª fase da Série B 2008

Na 2ª fase, a equipe enfrentou outras 5 equipes. Estas eram: Guaçuano (Mogi Guaçu), ECUS (Suzano), Guariba (Guariba), Fernandópolis (Fernandópolis) e Saltense (Salto). Ao contrário da 1ª fase, a equipe conseguiu passar em 1º lugar, passando junto com o Guaçuano a 3ª fase. [15]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Expulso Penalizado com cartão amarelo TF Classificação ou rebaixamento
1 Bandeira da cidade de São Paulo.svg PAEC 24 10 8 0 2 28 11 +17 80 0 23 192 Classificado à 3ª fase da Série B 2008

Na 3ª fase, que valia o acesso à Série A3 2009, o PAEC enfrentou 3 equipes, sendo Campinas (Campinas), Red Bull Brasil (Campinas) e Américo (Américo Brasiliense). A equipe terminou líder de seu grupo, sendo uma das equipes classificadas à 4ª fase (final do campeonato) e garantido o acesso. [16] [17]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Expulso Penalizado com cartão amarelo TF Classificação ou rebaixamento
1 Bandeira da cidade de São Paulo.svg PAEC 12 6 4 0 2 16 12 +4 66,6 0 11 94 Classificado à Série A3 2009 e à final da Série B 2008

Na 4ª fase (final), a equipe enfrentou o Batatais, da cidade de Batatais. A final foi disputada em partidas de ida e volta, sendo que o então Pão de Açúcar teve a vantagem de realizar o jogo de volta em casa por ter melhor campanha. Em ambas as partidas, a equipe do PAEC venceu por 2 a 1, derrotando o Batatais pelo placar agregado de 4 a 2 e com isso sagrou-se campeão da Série B 2008, conquistando o primeiro título do clube no futebol profissional e o primeiro título a nível estadual. [18] [19] [20] ,[21] [22] . O autor do gol do título foi de Sérgio Lobo. [23]



Em categorias de base, a equipe continuou conquistando diversos resultados positivos, Nesse ano, a equipe conquistou sua melhor campanha na história na Copa São Paulo de Futebol Júnior até então, chegando até as oitavas-de-final, sendo eliminado apenas pelo Santos por 1 a 0.

Além disso, a equipe conquistou o título de campeão do Campeonato Paulista de Futebol - Sub-17 de 2008, ao derrotar o Barueri na final.

Rápida passagem pela Série A3 e acesso[editar | editar código-fonte]

No ano seguinte, a equipe realizava sua estreia na Série A3. O torneio foi disputado em três fases, sendo elas as seguintes:

  • Primeira fase: Os 20 participantes jogam todos contra todos, em turno único. As 8 equipes que mais somarem pontos nessa etapa classificam-se para a segunda fase. Os quatro últimos colocados serão rebaixados para a Série B em 2010.
  • Segunda fase: Os 8 classificados são divididos em 2 grupos de 4 equipes. Todos se enfrentam em turno e returno. Os dois primeiros colocados de cada grupo, estarão promovidas à Série A2 de 2010, sendo que os primeiros colocados de cada grupo passam para a fase final.
  • Final: Os 2 finalistas disputam entre si dois jogos finais, que estabelecem o campeão da Série A3.


Na 1ª fase, a equipe do Pão de Açúcar ficou em 2º lugar, atrás apenas do Votoraty, de Votorantim, ficando a 4 pontos deste. A campanha a equipe foi a seguinte:[24]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Expulso Penalizado com cartão amarelo TF Classificação ou rebaixamento
2 Pão de Açúcar 35 19 11 2 6 31 27 +4 61,4 7 44 302 Classificado à 2ª fase da Série A3 2009

Na 2ª fase, a equipe foi alocada no Grupo 3 que, de acordo com o artigo 7 do regulamento[25] , seria composto da seguinte forma:

Grupo 3
2º Colocado da Primeira Fase
3º Colocado da Primeira Fase
6º Colocado da Primeira Fase
7º Colocado da Primeira Fase

Dessa forma, o grupo do PAEC foi composto pelas seguintes equipes:

No total, a equipe do Pão de Açúcar disputou 6 partidas nessa fase, sendo que seu desempenho foi suficiente para terminar em 2º lugar no grupo, atrás apenas do Grêmio Osasco.[26] [27] [28] [29]


Dessa forma, o PAEC conquistou um inédito acesso à Série A2 2010, apesar de não conseguir a vaga para disputar a Final do campeonato. Sua campanha nessa fase foi a seguinte:[30]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Expulso Penalizado com cartão amarelo TF Classificação ou rebaixamento
2 Pão de Açúcar 9 6 3 0 3 14 11 +3 50 2 11 88 Classificado à Série A2 2010

Assim, a equipe terminou o torneio na 3ª posição geral. Por ficar entre os quatro primeiros, subiu para a Série A2.[31]


Estreia na Copa Paulista de Futebol[editar | editar código-fonte]

Neste mesmo ano, a equipe do Pão de Açúcar se inscreveu para participar da Copa Paulista de Futebol de 2009, buscando aumentar a qualidade de seu futebol profissional e buscar um maior desenvolvimento. A equipe disputou o título com outras 31 associações.

A equipe alcançou a 2ª fase da competição, ficando em 3º num grupo com Rio Preto, Paulista e Mogi Mirim. [32] [33] [34]

estabilidade na Série A2[editar | editar código-fonte]

quase-acesso à Série A1[editar | editar código-fonte]

Em 2010, ocorria sua primeira participação na Série A2. O regulamento da competição era similar ao da Série A3 2009, com a diferença de que não haveria uma 3ª fase (Final) para decidir o título da competição, e este seria a equipe que terminasse a 2ª Fase com o melhor desempenho. [35] [36] O PAEC dava mostras que seria um dos favoritos ao acesso na temporada. Permaneceu durante as 19 rodadas da primeira fase entre os oito primeiros colocados e se manteve na segunda posição durante oito jornadas. A campanha da equipe, que terminou tal fase em 3º foi a seguinte: [37]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Expulso Penalizado com cartão amarelo TF Classificação ou rebaixamento
3 Pão de Açúcar 40 19 12 4 3 35 19 +16 70,17 2 57 295 Classificado à 2ª fase da Série A2 2010


Porém, na segunda fase, não repetiu o mesmo desempenho. De acordo com o regulamento[38] , o grupo seria composto da seguinte forma:

Grupo 3
2º Colocado da Primeira Fase
3º Colocado da Primeira Fase
6º Colocado da Primeira Fase
7º Colocado da Primeira Fase

Dessa forma, o grupo do PAEC foi composto pelas seguintes equipes:

No total, a equipe do Pão de Açúcar disputou 6 partidas nessa fase, e sucumbiu, terminando em 3º em um grupo que contou com Linense como líder e campeão da Série A2 2010, São Bernardo (que subiu junto com o Linense. [39] A campanha da equipe do PAEC na 2ª fase foi a seguinte:

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Expulso Penalizado com cartão amarelo TF Classificação ou rebaixamento
3 Pão de Açúcar 6 6 1 3 2 9 11 -2 33,33 2 19 114

fraco desempenho na Copa Paulista de 2010[editar | editar código-fonte]

Na Copa Paulista de 2010, a equipe do PAEC buscava um melhor desempenho do que em sua estreia no ano passado, no qual havia atingido a 2ªfase. Mas o resultado obtido pelo time foi muito aquém do esperado.

A equipe, comandada pelo então técnico Serginho, ficou em 5º lugar no Grupo D, composto de 8 equipes, mas apenas os quatro primeiros colocados avançavam. Mesmo com a eliminação, o PAEC conquistou um feito: empatou 8 dos 14 jogos disputados, sendo um recorde de empates na 1ª fase, sustentado até hoje. [40] [41] . Na classificação geral, a equipe ficou em 18º num total de 29 participantes. [42] [43]

300 gols na história e decepção em 2011[editar | editar código-fonte]

Na Série A2 2011, as 20 equipes foram divididas em 2 grupos com 10 equipes cada, sendo que os 4 primeiros de cada grupo avançavam à 2ª fase. O grupo do PAEC tinha as seguintes equipes:

A equipe do PAEC fez uma campanha abaixo das expectativas, ficando apenas em 6º lugar,e sendo eliminada ainda na 1ª fase. No geral, a equipe terminou o torneio num modesto 10º lugar. Apesar disso, a equipe terminou a 1ª fase com o melhor ataque da competição, com 35 gols. Sua campanha nesse torneio foi a seguinte: [44] [45]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Expulso Penalizado com cartão amarelo TF Classificação ou rebaixamento
6 Pão de Açúcar 27 18 7 6 5 35 20 +15 50 3 30 255


Nesse campeonato, o PAEC atinge a marca de 300 gols na história. [46] [47] O 300º gol foi alcançado na vitória por 4 a 0 sobre o São Bento, no Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo pela 15ª rodada da Série A2 2011. [48] O autor do gol histórico foi o atacante Rafael Martins.[49] [50] [51] [52]

Mudança de nome[editar | editar código-fonte]

No dia 17 de julho de 2011, no jogo de estreia na Copa Paulista de 2011, o Pão de Açúcar Esporte Clube entrou em campo com novo nome, escudo e uniforme. O clube passou a se chamar Audax SP. A mudança partiu da fusão entre o Pão de Açúcar e do Sendas e de um estudo encomendado pelo Grupo Pão de Açúcar a uma agência de consultoria em gestão de marcas com o objetivo de aproximar o time ainda mais dos torcedores.[53] .

Acesso à Série A1 e venda[editar | editar código-fonte]

O acesso histórico[editar | editar código-fonte]

No dia 28 de abril de 2013, depois de três anos disputando a Série A2, finalmente conseguiu o tão esperado acesso a elite do Campeonato Paulista. Após fazer uma excelente campanha na 1ª fase do campeonato, chegando a ter ficado com 5 pontos de vantagem do segundo colocado, a Portuguesa. Já na 2ª fase, o time sofreu e chegou a ficar três jogos sem vencer. Mas nas duas últimas rodadas o Audax reagiu, e na última rodada, jogando no Estádio Nicolau Alayon, o Audax venceu o Red Bull Brasil por 2x1 e com a combinação de derrota do Guaratinguetá, o clube conseguiu pela primeira vez o direito de disputar a Primeira Divisão do Paulistão.


O Audax muda de donos[editar | editar código-fonte]

No dia 22 de maio de 2013, o presidente do Grupo Casino, Jean-Charles Naouri, grupo que controla as ações do Grupo Pão de Açúcar, decidiu colocar os clubes de São Paulo e do Rio de Janeiro a venda, alegando que com os dois clubes na elite dos campeonatos paulista e carioca, o grupo teria que arcar com muitas despesas a mais do que gasta atualmente, e isto não seria benéfico ao grupo que tem como função principal a área de supermercado.[54] [55]

Depois de muitas brigas e dúvidas entre Jean-Charles Naouri e Abílio Diniz, no dia 22 de setembro enfim o Audax é vendido a Mário Teixeira, presidente do Bradesco e vice-presidente do Grêmio Osasco, clube da grande São Paulo. [56] Com a venda, o nome da equipe foi alterado de Audax São Paulo Esporte Clube para Grêmio Osasco Audax, bem como escudo e uniformes. Contudo, a equipe continua sendo chamada de Audax.

Estreia na Série A1[editar | editar código-fonte]

O primeiro jogo[editar | editar código-fonte]

A equipe do Audax debutou na Série A1 2014, disputando pela primeira vez o escalão mais alto do Futebol Paulista num jogo contra o Paulista de Jundiaí. O jogo foi no estádio Jaime Cyntra, terminando com um empate em 0 X 0.

Primeiro confronto contra um "grande"[editar | editar código-fonte]

Na 2ª rodada, pela primeira vez o Audax enfrentou um dos 4 clubes considerados grandes de São Paulo. No caso, o adversário foi o Santos. O jogo foi disputado no Estádio do Pacaembu. O resultado da partida terminou num empate em 1 X 1. O autor do gol do Audax foi Caion, que além de fazer o primeiro gol dos vermelhinhos contra um time grande, foi também o autor do 1º gol do Audax na Série A1 2014. [57]

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Escudos[editar | editar código-fonte]

Escudo do Pão de Açúcar antes do futebol profissional.

Escudo do Pão de Açúcar Esporte Clube. Escudo do Audax São Paulo Esporte Clube.


Hino[58] [59] [editar | editar código-fonte]

Audax

GOL GOL GOL (3X)

Quando o Audax entra em campo

Junto vai meu coração

Mata no Peito,

Bota no chão

Estufa a rede

É pura emoção


Quando o Audax entra em campo

Honra a nossa tradição

Escola de craques

Tem fome de gols

Vencer e ser campeão


Fera na escola

Não pisa na bola

Audax, formando campeões

Valente guerreiro

Faz tremer o chão

Audax, em nosso coração


Quando o Audax entra em campo

Junto vai meu coração

Mata no Peito,

Bota no chão

Estufa a rede

É pura emoção


Quando o Audax entra em campo

Vai com determinação

Buscando a vitória

Não teme a ninguém

Jogando com garra e união


Fera na escola

Não pisa na bola

Audax, formando campeões

Valente guerreiro

Faz tremer o chão

Audax, em nosso coração"

Mascote[editar | editar código-fonte]

O mascote do Audax é um garoto.

Uniforme[editar | editar código-fonte]

Evolução do Uniforme[editar | editar código-fonte]


Uniformes 2013[editar | editar código-fonte]

Os uniformes seguintes foram utilizados pelos Audax até o fim de 2013:

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme

Uniforme atual[editar | editar código-fonte]

Estádios[editar | editar código-fonte]

José Liberatti (Rochdale)[editar | editar código-fonte]

José Liberatti (Rochdale)
Estádio José Liberatti
Nomes
Nome Estádio Municipal Prefeito José Liberatti
Apelido Rochdale
Características
Local Osasco, São Paulo, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68m[60] )
Capacidade 12.430 pessoas [61]
Construção
Inauguração
Data 16 de dezembro de 1996
Partida inaugural Palmeiras 1x0 Corinthians
Primeiro gol Sérgio Manoel (Palmeiras)
Outras informações
Proprietário Prefeitura Municipal
Administrador Prefeitura Municipal
Mandante Audax
Grêmio Osasco
Osasco FC
ECO

O Estádio Municipal Prefeito José Liberatti conhecido também como "Rochdalão" está localizado na Avenida Brasil nº 1361 no Jardim Rochdale, zona norte do município de Osasco, São Paulo, Brasil e tem capacidade atual para um pouco mais de 12 mil pessoas. Localizado em Osasco, foi inaugurado pelo Prefeito Celso Antonio Giglio em 26 de Dezembro de 1996. Na inauguração o primeiro gol foi marcado por Sérgio Manoel (Palmeiras), durante o primeiro jogo no local, que foi entre Palmeiras 1x0 Corinthians. O nome do estádio foi uma homenagem a um antigo prefeito da cidade, José Liberatti (1970-1973).

Estádio Nicolau Alayon[editar | editar código-fonte]

O Estádio Nicolau Alayon, também conhecido como Comendador Souza[62] , por causa de seu endereço, fica dentro da sede do Nacional Atlético Clube, no distrito da Barra Funda, zona oeste de São Paulo, onde o clube manda seus jogos. O acesso principal é pela Avenida Marquês de São Vicente, e a entrada alternativa para o estádio, pela Rua Comendador Sousa, que tem permanecido fechada na maior parte do tempo. O Estádio Nicolau Alayon[63] (com capacidade para cerca de 11.500 pessoas [64] ), de propriedade do Nacional, é um dos únicos no Brasil a homenagear um estrangeiro. Alayon, uruguaio de Montevidéu, foi um dos mais entusiastas dirigentes do time do Nacional, Sendo o presidente desse clube da época da construção do estádio. Inaugurado no dia 14 de maio de 1938 e, no primeiro jogo, o Nacional foi derrotado por 2 a 1 pelo Corinthians.[62]


Nicolau Alayon
(Comendador Souza)
Estádio Nicolau Alayon
Nomes
Nome Estádio Nicolau Alayon
Apelido Comendador Sousa
Características
Local Rua Comendador Souza, 348[62]
São Paulo, SP, Brasil
Gramado Grama natural (107,5 x 71,60 m)
Capacidade 10 117 pessoas[65]
Construção
Data 1937 a 1938
Inauguração
Data 15 de maio de 1938
Partida inaugural SPR 1×2 Corinthians
Primeiro gol Carlos Leite (SPR)
Recordes
Público recorde 22 000 pessoas[62]
Data recorde 21 de fevereiro de 1970[62]
Partida com mais público Nacional 1×0 São Paulo
Outras informações
Proprietário Nacional
Administrador Nacional
Mandante Nacional AC
Audax

CT Parque Real [66] [editar | editar código-fonte]

O CT Parque Real é o único dos estádios utilizados pelo Audax de sua propriedade. Por ter uma capacidade reduzida (900 pessoas), o estádio costuma ser utilizado como Centro de Treinamento do clube.

Dados do Clube[editar | editar código-fonte]

Denominações[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sua história, tal entidade teve três denominações:

  • Pão de Açúcar Esporte Clube (2004–2011): Nome oficial de sua fundação
  • Audax São Paulo Esporte Clube (2011–2013): Primeira mudança de nome
  • Grêmio Osasco Audax (2014–): Nome após a compra pelo Grêmio Osasco

Trajetória e títulos resumidos[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

O Audax acumula em seus 10 anos de ativação e profissionalização de seu departamento de futebol diversos troféus, sendo a maioria deles a nível regional. Entre eles se destaca o título da Série B 2008, por ter sido o primeiro título profissional da equipe, e boas participações nos torneios de base promovidos pela FPF[67] [68] . O principal título de torneios de base conquistado pela equipe foi a Copa Promissão, conquistada em 2013.


Nota: em negrito competições vigentes na atualidade.

Brasil Competição nacional Títulos Vice-Campeonatos
Campeonato Brasileiro Série D (0)
Copa do Brasil (0)
São Paulo Competição regional Títulos Vice-Campeonatos
Série A1 (0)
Série A2 (0)
Série A3 (0) Série A3 2009. (1)
Série B (1) Série B 2008
Copa Paulista (0) Copa Paulista de 2012, Copa Paulista de 2013(2)
Copa Energil C (1) Copa Energil C de 2008 (Recorde)
São Paulo Brasil Competição de base Títulos Vice-Campeonatos
Paulista Sub-20 (0)
Paulista Sub-17 (1) Paulista Sub-17 2008 Paulista Sub-17 2007 (1)
Paulista Sub-15 (1) Paulista Sub-15 2012 Paulista Sub-15 2007 (1)
Paulista Sub-13 (0)
Paulista Sub-11 (0)
Copa Promissão Sub-17 (1) Copa Promissão 2013 Copa Promissão 2007 (1)
Copa São Roque Sub-18 (0) Copa São Roque Sub-18 2009 (1)

Maior Artilheiro do Audax[editar | editar código-fonte]

Maior ídolo da história do clube, Sérgio Lobo vestiu a camisa do Audax entre 2007 e 2012 e atuou em 112 oportunidades, com 56 gols marcados. Além de ser o jogador que mais balançou as redes na história do clube, o ex-atacante conquistou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão em 2008, título que permitiu ao time disputar a Série A3 do estado. [69]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 18 de dezembro de 2013.[70] [71] [72] [73]

  • Capitão: Capitão
  • Lesionado: Jogador lesionado
  • +: Jogador em fase final de recuperação


Goleiros
Jogador
- Brasil Felipe Alves
- Brasil Sidão
Defensores
Jogador Pos.
- Brasil Pedro Paulo Z
- Brasil Ednei Z
- Brasil Rodrigo Sabiá Vindo de Empréstimo Z
- Brasil Kléber LD
Meio-campistas
Jogador Pos.
- Brasil João Paulo V
- Brasil Francis V
- Brasil André V
- Brasil Danilo Silva V
- Brasil Nenê Bonilha V
- Brasil Didi V
- Brasil Velicka V
- Brasil Camacho V
- Brasil Anselmo V
- Brasil Marcelo Godri V
- Brasil Arthur Santos V
- Brasil Lorran V
- Brasil Marquinho M
- Brasil Matheusinho M
- Brasil Tchê Tchê M
- Brasil Carlos Magno M
- Brasil Nádson M
Atacantes
Jogador
- Brasil Denilson
- Brasil Rafinha
- Brasil Caion
- Brasil Diego
- Brasil Thiago Silvy
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Fernando Diniz T
Brasil Bruno Pivetti AS
Brasil Vagner PF
Brasil Marcelo Carpes TG


Comissão Técnica [74] [editar | editar código-fonte]

Comissão Técnica
Nome Função
Brasil Fernando Diniz Treinador
Brasil Bruno Pivetti Auxiliar-técnico
Brasil Vagner Auxiliar-técnico
Brasil Mário Teixeira Diretor executivo
Brasil Alessandro Belcorso Gerente de Futebol
Brasil Marcelo Capes Preparador de Goleiros
Brasil Bruno Faust Preparador de Goleiros
Brasil Wagner Bertelli Preparador físico
Brasil Mario Komiya Auxiliar de preparador físico
Brasil Roger Médico
Brasil Rodrigo da Silva Médico
Brasil Muller Médico
Brasil Wanderley Brilhante Junior Fisiologista
Brasil Denis Smith Fisioterapeuta
Brasil Fernando Alberti Fisioterapeuta
Comissão Técnica
Nome Função
Brasil Otavio Rodrigues Enfermeiro
Brasil Alessandra Favano Nutricionista
Brasil Carioca Massagista
Brasil Clayton Gomes Assessoria de imprensa
Brasil Rodrigo Alves Assessoria de imprensa
Brasil Sindoval Bispo Alves Roupeiro
Brasil Eusni da Silva Roupeiro
Brasil Wagner Autieri Segurança
Brasil Renato Luis Segurança


Jogadores notáveis[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Paulista Championship Trophy.png Campeão Paulista da Série B 1 (2008)


Campanhas de Destaques [82] [editar | editar código-fonte]

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

(2008)

(2012)

(2013)[83]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Temporadas[editar | editar código-fonte]

  • Para visualizar todas as temporadas, clique em anexo.
Últimas dez temporadas
Brasil Nacionais Flags of South American Conmebol Members.gif Internacionais São Paulo Estaduais
Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Continental Campeonato Paulista Copa Paulista
Div Pos Pts J V E D GP GC Fase Máxima Competição Fase Máxima Div Fase Máxima Pos Pts J V E D GP GC Fase Máxima
2004 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2005 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2006 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2007 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2008 0 0 0 0 0 0 0 B Campeão 68 32 22 2 8 79 42
2009 0 0 0 0 0 0 0 A3 2ª Fase 44 25 14 2 9 45 38 2ª Fase
2010 0 0 0 0 0 0 0 A2 2ª Fase 46 25 13 7 5 44 30 1ª Fase
2011 0 0 0 0 0 0 0 A2 1ª Fase 10º 27 18 7 6 5 35 20 Quartas-de-final
2012 0 0 0 0 0 0 0 A2 1ª Fase 43 25 13 4 8 45 33 Vice-Campeão
2013 0 0 0 0 0 0 0 A2 2ª Fase 54 25 17 3 5 49 27 Vice-Campeão
2014 D A disputar A1 A disputar A disputar


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Copa Libertadores da América pela campanha no Campeonato Brasileiro
     Classificado à Copa Libertadores da América pelo título da Copa do Brasil ou Copa Sul-Americana.
     Classificado à Copa Sul-Americana
     Rebaixado
     Acesso

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

GEO X GOA[editar | editar código-fonte]

Também chamado de Clássico dos irmãos ou Clássico osasquense, é a denominação dada ao confronto do Grêmio Osasco Audax com o Grêmio Esportivo Osasco. O Grêmio Esportivo Osasco tem se caracterizado como um dos maiores rivais do Audax, pois ambos já disputaram partidas com grande rivalidade, além do episódio da compra do clube pelo Grêmio Osasco. Apesar disso, o confronto entre as equipes costuma na maioria das vezes ser em clima amistoso. [84] [85]

Juvedax[editar | editar código-fonte]

O confronto do Audax com o Clube Atlético Juventus sustenta rivalidade pelo fato da equipe grená já ter cedido durante diversas oportunidades seu campo, o Estádio Conde Rodolfo Crespi, localizado no bairro da Mooca, em São Paulo, sede do moleque travesso.[86] [87] . A maioria dos confrontos entre os times ocorreu em torneios de base. [88] [89] [90]

Partidas históricas[editar | editar código-fonte]

A seguir algumas das partidas mais importantes da história do futebol do Audax.

Jabaquara 2 a 2 Pão de Açúcar (7 de abril de 2007)

Esta foi a primeira partida do Pão de Açúcar. O PAEC jogou apenas seis partidas no ano de 2007. O time entrou em campo com camisas verdes para a disputa da partida. Apesar disso, no estatuto do time, já tinham sido definidas as cores azul e amarelo (que sofreria a adição da cor vermelho após a venda do clube). Curiosamente, o PAEC utilizou a camisa verde apenas em 2007. Os gols foram marcados por Wellington, o primeiro da história do clube e Denílson Luiz. [91]

Referências

  1. Audax apresenta novo mascote (em português) Site Oficial do Audax. Página visitada em 6 de dezembro de 2012.
  2. CNEF da CBF (PDF) (em português) Site Oficial da CBF. Página visitada em 09/03/12.
  3. Estadão (30/11/2013). Sem frescura, Vampeta completa um mês como presidente do Osasco Audax. Página visitada em 05/12/2013.
  4. Audax é o novo nome do Pão de Açúcar, Panashop, acessado em 17-07-2011.
  5. Grêmio Osasco adquire Audax e 'compra' vaga na elite paulista.
  6. Existem diversas maneiras de se jogar futebol, mas o Audax tem feito diferente
  7. Quem diria? Grêmio Osasco Audax escolhe Vampeta para ser presidente.
  8. [1] Origem acessado em 12-01-2014
  9. Equipes mais valiosas (20-02-2012). Página visitada em 19 de março de 2012.
  10. Família Extra:Esporte
  11. [2], Federação Paulista de Futebol - Clubes, acessado em 16-06-2012
  12. [3]
  13. Relatório
  14. [4]
  15. [5]
  16. [6]
  17. [7]
  18. [8], Pão de Açúcar (Audax) Campeão Paulista Série B 2008, Campeões Paulistas, acesso em 07-01-2013
  19. [9] PAEC/Embu é campeão da Segundona - Site Oficial do Município de Embu das Artes
  20. [10] Pão de Açúcar vence Batatais e conquista segundona paulista - Abril.com
  21. [11]
  22. [12] Pão de Açúcar é o campeão paulista da última divisão - Estadão notícias
  23. [13] Pão de Açúcar é o campeão paulista da última divisão - Estadão notícias
  24. [14], Competições - Série A3 2009
  25. [15] Regulamento Série A3 2009, acessado em 17-01-2013
  26. [16], Competições - Série A3 2009 - Fase 2
  27. [17], PAEC vence e garante acesso inédito para Série A2 - acessado em 17-01-2013
  28. [18], Pão de Açúcar X Penapolense - Vencedor festa o acesso! - acessado em 17-01-2013
  29. http://www.espbr.com/noticias/paec-penapolense-enfrentam-no-jogo-acesso] PAEC e Penapolense se enfrentam pelo jogo do acesso
  30. [19], Competições - Série A3 2009 - Fase 2
  31. [20], PAEC vence e garante acesso inédito para Série A2 - acessado em 17-01-2013
  32. [21]
  33. [22] Resultados - Série A2 2010 - Futebol Paulista
  34. [23]
  35. [24]
  36. [25] Regulamento da Série A3 - em pdf
  37. [26] Resultados - Série A2 2010 - Futebol Paulista
  38. [27] Regulamento da Série A3 - em pdf
  39. Perfil do PAEC na FPF, Futebol Paulista, acessado em 17-07-2011
  40. [28]
  41. PAEC consegue recorde de consolo
  42. Copa Paulista de Futebol de 2010
  43. Copa Paulista
  44. [29]
  45. Classificação do Paulistão
  46. Pão de Açúcar atinge a marca de 300 gols em toda sua história, Futebol Paulista, acessado em 08-01-2013
  47. [ http://fotos.estadao.com.br/esportes-o-paec-teve-a-chance-de-ganhar-mas-sergio-lobo-acertou-a-trave-do-goleiro-marcelo-bonan-em-penalti,galeria,,95917,,3,0.htm?pPosicaoFoto=43] PAEC e seus 300 gols
  48. Pão de Açúcar atinge a marca de 300 gols em toda sua história, Futebol Paulista, acessado em 08-01-2013
  49. Pão de Açúcar atinge a marca de 300 gols em toda sua história, Futebol Paulista, acessado em 08-01-2013
  50. Tabela do paulista
  51. Tabela do paulista
  52. [30]
  53. Virou moda, Sendas e Pão de Açúcar troca de nome e de cores, O Povo Online, acessado em 17-07-2011
  54. Grupo Pão de Açúcar decide vender Audax e Abilio Diniz critica decisão.
  55. Casino vai matar o legado esportivo do Pão de Açúcar.
  56. Grupo Pão de Açúcar vende Audax para Osasco.
  57. [31]
  58. [32]
  59. [33], Hino Oficial, Audax SP Esporte Clube, acessado em 18-12-2013
  60. Fonte: |Templos do Futebol
  61. CNEF da CBF (PDF) (em português) Site Oficial da CBF. Página visitada em 09/03/12.
  62. a b c d e Marcelo Duarte (supervisão editorial). Enciclopédia Lance! do Futebol Brasileiro. [S.l.]: Areté Editorial, 2001. 458 pp.
  63. [34]
  64. CNEF da CBF (PDF) (em português) Site Oficial da CBF. Página visitada em 09/03/12.
  65. CNEF da CBF (PDF) (em português) Site Oficial da CBF. Página visitada em 09/03/12.
  66. Estádio do Audax
  67. [www.futebolpaulista.com.br Federação Paulista de Futebol]
  68. Copa Promissão
  69. Sergio Lobo deixa os gramados.
  70. Copa Paulista: Preparado, Audax inicia caminhada em busca do título
  71. Elenco Atual
  72. GO Audax apresenta novos reforços
  73. [ http://globoesporte.globo.com/futebol/times/corinthians/noticia/2014/01/corinthians-empresta-nene-bonilha-e-matheuzinho-para-o-audax.html Corinthians empresta Nenê Bonilha e Matheuzinho para o Audax]
  74. Elenco do Grêmio Osasco Audax realiza apresentação para Campeonato Paulista
  75. [35] Formado no Audax, Ewerton fecha com o Santos
  76. [36] Bruno Peres acerta com o Santos
  77. [37] Fábrica de craques: José Paulo Bezerra Maciel Junior
  78. Orgulhoso, presidente do Audax deseja boa sorte ao volante da Seleção
  79. Avançado Rafael Martins reforça plantel do Vitória FC (em português) Vitória Futebol Clube (15 July 2013).
  80. Audax SP vende 60% de revelação para o Atlético Paranaense (em português) SAPESP - Sindicato dos Atletas de São Paulo (25 January 2013).
  81. [38]
  82. Sala de Troféus Site Oficial do Audax
  83. [39]
  84. Clássico Audax X Grêmio Osasco
  85. Loucos por Futebol:GEO X GOA
  86. Juventus X Audax
  87. Juventus 1 X 2 Audax - Moleque Travesso fica pelo caminho no clássico
  88. [40]
  89. Juvedax na Copa Paulista 2013
  90. Juvedax
  91. [41]

Ver também[editar | editar código-fonte]