Nacional Atlético Clube (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nacional (São Paulo)
Nacional AC - SP - 06.svg
Nome Nacional Atlético Clube (São Paulo)
Alcunhas Ferrinho, Naça, NAC
Torcedor/Adepto Nacionalino
Mascote Ferroviário
Fundação 14 de abril de 1895 (119 anos) - de facto

16 de fevereiro de 1919 (95 anos) - Júridico

Estádio Nicolau Alayon
Capacidade 10 117 pessoas
Localização Brasão da cidade de São Paulo.svg São Paulo, São Paulo SP, Brasil Brasil
Presidente Brasil Ayrton Santiago
Treinador Brasil Toninho Moura
Patrocinador Deka Sports
Material esportivo Deka Sports
Competição São Paulo Campeonato Paulista - Segunda Divisão
Divisão 2012 São Paulo Campeonato Paulista - Segunda Divisão (Grupo 5), 1º colocado
Divisão 2011 São Paulo Campeonato Paulista - Segunda Divisão (Grupo 6), 8° colocado
Divisão 2010 São Paulo Campeonato Paulista - Segunda Divisão (Grupo 17), 4° colocado
Website [1]
Kit left arm white stripes.png Kit body whitestripes.png Kit right arm white stripes.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm blueborder.png Kit body bluecollar.png Kit right arm blueborder.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

Nacional Atlético Clube é um clube brasileiro de futebol da cidade de São Paulo. Suas cores do uniforme são o azul e branco, e ao seu escudo acrescenta o vermelho. Fundada em 1919, a agremiação é uma das mais tradicionais da capital paulista. Foi campeão da Terceira Divisão (atual A3) em duas oportunidades: 1994 e 2000 e da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 1972 e 1988.

História[editar | editar código-fonte]

Foi organizado pela estrada de ferro inglesa "SPR - São Paulo Railway Limited" para uso de seus funcionários. Um deles, Charles Miller, voltando de viagem à Inglaterra acabou por trazer e introduzir no Brasil o seu mais famoso esporte: o "Football".

Charles Miller em 1893 no St. Mary

Ainda que não seja a data de fundação do clube, em 14 de abril de 1895 ocorreu o primeiro jogo de futebol no Brasil, entre São Paulo Railway e Companhia do Gás. O SPR venceu por 2 a 0. Apesar do pioneirismo, apenas em 16 de fevereiro de 1919, funcionários da São Paulo Railway organizaram um time de futebol com o nome da própria companhia. Contudo, o clube só viria a participar de um Campeonato Paulista de Futebol em 1936, pela Liga Paulista de Futebol (LPF), quando obteria a nona colocação, entre 11 participantes.

1939[editar | editar código-fonte]

Em 1939, o SPR obteria sua melhor colocação em Campeonatos Paulistas: um honroso quarto lugar, atrás apenas de Corinthians, Palestra Itália (hoje Palmeiras) e Portuguesa, além de ter o terceiro melhor ataque.

1935[editar | editar código-fonte]

No ano de 1935, ao lado de outros clubes da capital como São Paulo, Palmeiras , Corinthians e Portuguesa, foi um dos fundadores da Federação Paulista de Futebol. No ano seguinte, participou de seu primeiro campeonato profissional, o Campeonato Paulista da Primeira Divisão.

1945[editar | editar código-fonte]

Em 1945, Passarinho seria o único jogador do time a conquistar a artilharia de um Paulistão, marcando 17 gols, a mesma marca de Servílio de Jesus, do Corinthians.[1] No ano seguinte, a concessão da São Paulo Railway terminou e o clube teve de ser rebatizado, como Nacional Atlético Clube.[2]

1946[editar | editar código-fonte]

Em 1946, a concessão da ferrovia dada a SPR termina e a estrada é nacionalizada. O clube passa pelo mesmo processo. No seu primeiro jogo com nome e uniforme novos, o SPR AC disputou um amistoso com o Clube de Regatas Flamengo, jogando o primeiro tempo com este nome e o segundo como Nacional Atlético Clube. Com o Pacaembu lotado, o time acabou perdendo por 5-3.

1953 / 1959[editar | editar código-fonte]

O Nacional manteve-se na elite por quase duas décadas, até 1953, quando, por dois anos consecutivos, ficou fora das competições profissionais. O clube retornou às atividades em 1955, novamente na Primeira Divisão, onde permaneceu até 1959, data em que foi rebaixado à Segunda Divisão.

1971 / 1976[editar | editar código-fonte]

Em 1971, o clube novamente esteve por dois anos longe das competições profissionais, retornando em 1974. Nesse período, sagrou-se, em 1972, campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em cima do Internacional em um placar de 2 a 1 para o Nacional. Em 1975, ficou ausente mais uma vez dos gramados, retornando em 1976.

1988[editar | editar código-fonte]

Com um esquadrão, o Nacional se tornou mais uma vez campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior contra o América Futebol Clube (São Paulo), em um placar de 3 a 0 para o Ferrinho, no Estádio da Universidade de São Paulo, tornando uma verdadeira referência em seus trabalhos da base.

1994[editar | editar código-fonte]

O Nacional conquistou seu primeiro título, Campeão Paulista da Série A3.

2000[editar | editar código-fonte]

Em 2000, conquistou novamente o título da Série A3, em cima do Garça Fc, com uma campanha admirável voltando novamente a Série A2.

2005[editar | editar código-fonte]

No ano de 2005 , quase chegou ao seu terceiro título de Copa São Paulo de Futebol Júnior , tendo conquistado o vice-campeonato da competição ao perder para o Corinthians pelo placar de 3 a 1 no Estádio do Pacaembu.

2007 / 2013[editar | editar código-fonte]

Em 2007, fez campanha ruim e caiu para a Série A3 do Estadual. Para piorar a situação, no ano de 2009, a equipe terminou a competição na 19ª colocação e, assim, foi rebaixada à Segunda Divisão onde permanece até hoje.

Estádio - Estádio Nicolau Alayon[editar | editar código-fonte]

Estádio Nicolau Alayon

O Estádio Nicolau Alayon (com capacidade para cerca de 11.500 pessoas), de propriedade do clube, é um dos únicos no Brasil a homenagear um estrangeiro. Alayon, uruguaio de Montevidéu, foi um dos mais entusiastas dirigentes do time da Água Branca.Sendo o presidente da época da construção do estádio. Inaugurado no dia 14 de maio de 1938 e, no primeiro jogo, o Nacional foi derrotado por 2 a 1 pelo Corinthians

Celeiro de Craques[editar | editar código-fonte]

Entre os jogadores revelados pelo Ferrinho encontram-se Deco (Fluminense), Dodô, Kahê, Paulo César , Magrão e Cacau .

Atualmente, além de seu time de futebol profissional, juniores e categorias infanto-juvenis, mantém um respeitado e conceituado centro de formação no futebol (www.efn.com.br), sendo conhecido como "celeiro de craques", tal a qualidade de seu trabalho na formação de atletas em sua escola de futebol.

Mascote[editar | editar código-fonte]

Diferentemente da maioria dos clubes brasileiros, a mascote do "Naça" não é um bicho: o "Ferroviário" nada mais é do que uma homenagem dos fundadores do clube aos trabalhadores da São Paulo Railway Company, empresa inglesa do ramo ferroviário que se instalou no Brasil no ainda no século XIX.

Ferroviário, o mascote do Nacional

Jogadores Famosos[editar | editar código-fonte]

Claudemir Barretto - Cacau. Jogou no Nacional 1997/1999


Treinadores Famosos[editar | editar código-fonte]

Jogos Históricos[editar | editar código-fonte]

  • Nacional 1 x 3 Juventus . O primeiro clássico 27/09/1936 (Campeonato paulista de futebol)
  • Hespanha 1 x 8 Nacional . Maior goleada da história do Sp Railway 19/09/1940 (Campeonato paulista de futebol)
  • Nacional 5 x 3 Santos 07/09/1941 (Campeonato paulista de futebol)
  • Palmeiras 1 x 2 Nacional 23/05/1943 (Campeonato paulista de futebol)
  • Corinthians 1 x 2 Nacional 25/09/1949 (Campeonato Paulista de futebol)
  • Nacional 3 x 1 São Paulo 13/08/1939 (Campeonato paulista de futebol)
  • Nacional 4 x 2 Portuguesa 14/06/1942 (Campeonato paulista de futebol)
  • Nacional 3 x 5 Flamengo 23/02/1947 (Amistoso), onde o SP Railway virou Nacional
  • Nacional 2 x 1 Sport Club Internacional 25/01/1972 (Copa São Paulo Júnior) Primeiro título da base
  • Nacional 3 x 0 América Sp 25/01/1988 (Copa São Paulo Júnior) Segundo título da base
  • Nacional 10 x 0 SEV Hortolândia 21/07/2013 (Campeonato Paulista-B) Maior goleada da história do Nacional.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

  • Paulista Championship Trophy.png

Campeonato Paulista - Série A3 1994 - 2000


(1943)

Outras conquistas[editar | editar código-fonte]

  • Paraná Torneio Amistoso do Paraná (Paraná): 1939.

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 302º
  • Pontuação: 2 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Rivalidade[editar | editar código-fonte]

Juvenal[editar | editar código-fonte]

O Nacional mantém uma grande rivalidade com o Juventus. O clássico entre os dois clubes é conhecido como "Juvenal". A rivalidade ocorre pois os dois times são de lados opostos da cidade e ambos de bairros operários Mooca e Água Branca

Nacional x Guapira[editar | editar código-fonte]

Existe uma rivalidade com o Guapira da Zona Norte de São Paulo.

Nacional x Paulista de Jundiaí[editar | editar código-fonte]

Recente rivalidade criada por volta dos anos 90 contra a equipe do Paulista de Jundiaí.

Torcidas[editar | editar código-fonte]

  • Almanac (atuante). Torcida organizada tradicional, criada por volta dos anos 80
  • Pombanac (extinta).

Referências

  1. Placar 1127-A, Editora Abril, maio de 1997, pág. 92
  2. Placar 1263-A, Editora Abril, 2003, pág. 106

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.