Clube Atlético Sorocaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Atlético Sorocaba
Clube Atlético Sorocaba.png
Nome Clube Atlético Sorocaba
Alcunhas Galo
Fundação 21 de fevereiro de 1991 (23 anos)
Estádio Walter Ribeiro
Capacidade 13.722 pessoas
Localização Sorocaba, SP
Presidente Coreia do Sul Dr. Heung Tae Kim
Treinador sem treinador
Patrocinador Brasil Claro
Material esportivo Brasil Deka
Competição São Paulo Campeonato Paulista
São Paulo A1 2014 19º Colocado (rebaixado)
São Paulo A1 2013 15º Colocado
São Paulo A2 2012
São Paulo CP 2012
3º Colocado (acesso)
9º Colocado
Ranking nacional 214º Lugar, 100 pontos
Website www.casorocaba.com.br
Kit left arm thinyellowborder.png Kit body sorocaba14h.png Kit right arm thinyellowborder.png
Kit shorts sorocaba14h.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm thinredborder.png Kit body sorocaba14a.png Kit right arm thinredborder.png
Kit shorts sorocaba14a.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

Clube Atlético Sorocaba é uma agremiação esportiva da cidade de Sorocaba, fundada a 21 de fevereiro de 1991. Tem como suas cores o amarelo e vermelho, advindas da bandeira sorocabana.

Apesar de ser um jovem clube, fundado em 1993, já possui muita história, tendo no seu currículo participações em três edições da divisão principal do Campeonato Paulista; em uma edição da Copa do Brasil em 2009, além de várias vezes também estar presente na Série C do Campeonato Brasileiro.

Com bons investimentos nas categorias de base, em 2009 o Galinho pela primeira vez conseguiu chegar até as oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Junior.

Atualmente a equipe profissional disputa a Série A2 do Campeonato Paulista de Futebol e eventualmente a Copa Paulista de Futebol.

História[editar | editar código-fonte]

A História do clube está intimamente ligada à história do basquete feminino em sua época de ouro no Brasil. O clube surgiu inicialmente com a criação do time de Basquete feminino na cidade, que tinha como objetivo divulgar o esporte e o lazer. Na ocasião, a equipe ainda tinha o nome de Clube Atlético Minercal.

Durante a década de 1980 a equipe pussuía um elenco invejável, com estrelas como Hortência (que permaneceria no clube por nove anos)[1] , Marta, Ana Mota, Branca, Janeth, Adriana, Vânia, Vanira, Cíntia Tuiú, Alessandra e Claudinha.

Durante os jogos panamericanos de Cuba em 1991, das 12 jogadores da seleção, 6 defendiam o time sorocabano. Um time com uma qualidade técnica dessa, só poderia resultar em uma trajetória de sucesso, com a conquista de vários títulos nas principais competições que disputara. Em 1993, através de uma parceria do Atletico Sorocaba com a Nestlé para maior divulgação do Leite Moça, foi criada uma equipe feminina de vôlei na cidade, e a história também não foi muito diferente da do basquete.Atletas como Ana Moser, Karin Negrão, Fernanda Venturini e Ana Paula passaram pela cidade, trazendo mais tantos troféus como os do Campeonato Brasileiro e do Mundial Interclubes.

Em 15 de março de 1993, finalmente surge o futebol, com a fusão da equipe de futebol masculina com o Clube Atlético Barcelona[2] e também a união com o Estrada de Ferro Sorocabana Futebol Clube. A primeira ideia era reformar o Estádio “Euzébio Moreno”, onde jogava o Barcelona, mas o local era muito pequeno e não se permitia ampliações para a construção de arquibancadas com capacidade para 5 mil pessoas, como exigia a Federação Paulista de Futebol. Então as reformas começaram em ritmo frenético para adequar às condições exigidas pela FPF e com isso, o investimento total da reforma ficou em torno de 70 mil dólares. As cores, vermelha e amarela, coloriram o Estádio, que finalmente estava pronto para receber seis mil pessoas e passar a sediar os jogos do então recém nascido clube de futebol.[3]

Era 26 de setembro de 1993, o Estádio do Estrada de Ferro foi inaugurado, completamente lotado, utilizando sua capacidade máxima de seis mil lugares, refletindo o desejo da população sorocabana e região em conhecer o novo time e agitar as bandeiras vermelhas e amarelas, distribuídas na entrada deste novo palco de espetáculo.

O primeiro jogo oficial neste estádio foi vencido pelo Atlético por 4 a 1 contra o Garça. E a partir de então começa uma sequência de vitórias que levaram o Atlético à conquista do título daquele ano, sagrando-se Campeão da Série B2 e o acesso à Série A3 do futebol paulista. E no ano seguinte foi investido mais de um milhão de dólares na construção de arquibancadas de concreto, ampliando a capacidade de público para 15 mil lugares.

Ainda em 1993, a forte equipe criada, que continha em seu elenco Serginho Chulapa, disputou a Segunda Divisão do Futebol Paulista e conseguiu garantir o acesso para a Série A3 do Campeonato Paulista do próximo ano.[4]

A difícil trajetória[editar | editar código-fonte]

Em 1994 o time terminou em quarto lugar no Campeonato Paulista da Série A3. Houve altos investimentos, mas não surtiram efeito desejado. Em 1995, em meio a séries de contratempos e dificuldades financeiras, o time não foi bem. Neste mesmo ano o São Bento foi rebaixado para a série B, fato este que não se concretizou porque as equipes que subiram para a A3 não possuíam Estádio para 15 mil pessoas exigido pela FPF. Atlético e São Bento, portanto, continuavam na mesma divisão, a Série A3.

O Primeiro Centro de Treinamento[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 1996, em função da grave crise financeira, o Dr. Caracante decidiu utilizar o espaço ocioso que antes era ocupado por sua Empresa de Cosméticos, a Palermont, situada à Rodovia João Leme dos Santos- estrada para Salto de Pirapora- a abrigar todas as categorias de futebol e escritórios no mesmo local, concentrando atletas, funcionários e diretoria em um único lugar, tornando este local o Centro de Treinamento do Clube.

No período de 1996 a 1999, com a crise financeira ainda persistindo, o time apenas tem lutado para se manter na Série A3 do Campeonato Paulista. Embora, em 1997, uma luz parecesse acender no final do túnel, através do então diretor Edgar Moura, que trouxe o patrocínio da empresa Wanel. Mas, o sonho durou apenas cinco meses, com a Wanel patrocinando parcialmente o time profissional. Sem empresas patrocinando de maneira contínua o futebol, ficava muito difícil a sobrevivência. A saída foi então priorizar as categorias de base, com o intuito de revelar jogadores que pudessem ser utilizados no time profissional ou até mesmo como fonte de renda do clube. Neste tempo surgiram jogadores revelados como Evilar, Éder, Brasília, Ednei (hoje preparador de goleiro do time profissional), Anderson, Alemão, Taquá, entre outros.

No final de 1999 refloresce a esperança com um novo patrocinador, a empresa Lucky, que pretendia divulgar os salgadinhos, “Torcida”. Naquele ano o Atlético terminou o 1º turno em excelente colocação, mas não conseguiu repetir a mesma campanha no segundo turno e acabou escapando por muito pouco do rebaixamento, fazendo uma das piores campanhas de sua história.

Anos de Ouro[editar | editar código-fonte]

Depois de anos figurando na Série A3 do Campeonato Paulista, nos anos 2000 é eleita uma nova diretoria a fim de reestruturar o Atlético e voltar aos trilhos novamente. Foi então adquirido pela Igreja da Unificação do Reverendo Moon, que indicou o Presidente. Tanto que foi no ano de 2001 que foi o ano de ouro com o tão aguardado acesso para a Série A2, além da participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior e goleando o Inter de Porto Alegre por 4x1. Ainda 2002, o time fez uma boa campanha também na Série C do Campeonato Brasileiro sendo eliminado pelo Marília na 3ª Fase, e com a base da Série C, em 2003 o Atlético conseguiu o acesso a Série A1 do Campeonato Paulista de 2004 com o vice-campeonato.[5] [6]

Partida entre Atlético de Sorocaba e Palmeiras, em 2014, disputada no Estádio Walter Ribeiro

Atualmente[editar | editar código-fonte]

No dia 29 de abril de 2012, o Atlético Sorocaba consegue novamente o acesso para A1 do Paulista em um dos jogos mais emocionantes do ano, onde o Atlético atacava desde o inicio do jogo, que teve a classificação garantida aos 54 minutos na cobrança de um pênalti.

Em 2014, porém, o Galo Sorocabano foi novamente rebaixado à série A2 do Campeonato Paulista, após uma melancólica derrota para o Corinthians, no Estádio do Pacaembu. Neste ano, várias apostas em medalhões do futebol e a escassez de recursos oriundos da seita Unificação Pela Paz Mundial selaram o destino do jovem time sorocabano.

Rivalidade[editar | editar código-fonte]

O maior rival do Clube Atlético Sorocaba é o Esporte Club São Bento, com quem protagoniza um dos maiores clássicos do interior paulista, o dérbi sorocabano.

O confronto ocorre desde 1993 parando a cidade de Sorocaba, e já teve 39 edições, com o Galo levando vantagem no duelo com 17 vitórias, contra 8 do Azulão, e 14 empates.

O destaque do time do galo nos clássicos é o técnico Paulo Roberto, que comandando a equipe em nove jogos, obteve seis vitórias, dois empates e apenas uma derrota.[7]

Derby Sorocabano[editar | editar código-fonte]

Último confronto

Domingo, 31 de agosto de 2014 São Bento BandeiraSorocaba.svg 1 - 1 BandeiraSorocaba.svg Atlético Sorocaba Walter Ribeiro, Sorocaba, SP São Paulo
Árbitro: Júnior César Lossávaro
10:00
Geguel Gol marcado aos 07 minutos de jogo 07' (1T) [1] Romarinho Gol marcado aos 13 minutos de jogo 13' (1T)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
São Bento
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atlético Sorocaba


Partidas Históricas[editar | editar código-fonte]

2009[editar | editar código-fonte]

No final do segundo semestre de 2009, a equipe disputou um amistoso contra a Seleção Norte-Coreana de Futebol, recém-classificada para a copa do mundo de 2010. Foi a primeira equipe sul-americana a participar de um jogo em solo norte-coreano, ainda mais contra a seleção nacional[carece de fontes?].

O fato teve repercussão na vizinha Coreia do Sul [carece de fontes?], que reprisaria o jogo na KBS, segunda maior emissora no país, e primeira em transmissão fora do país.[carece de fontes?] O jogo foi disputado no Kim Il Sung Stadium, na capital Pyongyang, sob a vista de vários membros da embaixada brasileira, e por cerca de oitenta mil torcedores, enquanto cerca de outros trinta mil que não conseguiram entrar ficaram do lado de fora assistindo a partida através de telões.[8]

A partida foi bastante equilibrada, com as duas equipes tendo várias chances de abrir o placar, com o goleiro norte coreano fazendo várias defesas durante o jogo, que terminaria mesmo num empate sem gols.[9] [10]

5 de novembro de 2009
15:00 (UTC+9)
Coreia do Norte Coreia do Norte 0 – 0 Brasil Atlético Sorocaba Kim Il Sung Stadium, Pyongyang

Relatório Público: 80.000

2010[editar | editar código-fonte]

Um ano após o amistoso contra a Seleção Norte-Coreana, a equipe é convidada para mais um jogo, um amistoso comemorativo a posse do novo presidente, Kim Jong-un.

25 de outubro de 2010
15:00 (UTC+9)
Coreia do Norte Coreia do Norte 1 – 0 Brasil Atlético Sorocaba Yanggakdo Stadium, Pyongyang

Relatório Público: 40.000

Escalação: Carlos Carioca; Jamesson (Leandro Silva), André Silva, Celso, Marcão e Assis; Fábio Baiano, Sandro e Leandro Diniz (Danilo); Adriano e Luan (Diego Ratinho)

Títulos e conquistas[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

Categorias de Base[editar | editar código-fonte]

Em 2013[editar | editar código-fonte]

Campanha do Atlético Sorocaba no Campeonato Paulista A1

Rodada Data Local Partida Fase
19/01/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 1x2 São Caetano
23/01/2013 Novelli Júnior Ituano 0x0 Atlético Sorocaba
26/01/2013 Morumbi São Paulo 2x1 Atlético Sorocaba
31/01/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 2x2 Botafogo/SP
03/02/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 4x0 União Barbarense
07/02/2013 Pacaembu Palmeiras 2x0 Atlético Sorocaba
10/02/2013 Tenente Carriço Penapolense 1x1 Atlético Sorocaba
17/02/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 2x3 Linense
22/02/2013 Jayme Cintra Paulista 3x1 Atlético Sorocaba
10ª 02/03/2013 Nabi Abi Chedid Bragantino 1x2 Atlético Sorocaba
11ª 10/03/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 1x2 Santos
12ª 17/03/2013 Moisés Lucarelli Ponte Preta 2x1 Atlético Sorocaba
13ª 20/03/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 1x3 Mogi Mirim
14ª 23/03/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 0x1 XV de Piracicaba
15ª 28/03/2013 1º de Maio São Bernardo 2x2 Atlético Sorocaba
16ª 31/03/2013 Brinco de Ouro Guarani 0x3 Atlético Sorocaba
17ª 07/04/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 3x2 Mirassol
18ª 12/04/2013 Walter Ribeiro Atlético Sorocaba 1x0 Oeste
19ª 21/04/2013 Pacaembu Corinthians 2x0 Atlético Sorocaba

O Atlético Sorocaba terminou o Campeonato Paulista A1 na 15ª colocação com 19 Pontos(5 vitórias, 4 empates e 10 derrotas),com 26 gols a favor e 30 contra ficando com o saldo de -4.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

São Paulo Campeonato Paulista de Futebol
Ano B2 1993 A3 1994 A3 1995 A3 1996 A3 1997 A3 1998 A3 1999 A3 2000 A3 2001 A2 2002 A2 2003 A1 2004 A1 2005 A2 2006 A2 2007 A2 2008 A2 2009 A2 2010 A2 2011 A2 2012 A1 2013 A1 2014
Pos. Green Arrow Up.svg ? 10º 12º 13º Green Arrow Up.svg 12º Green Arrow Up.svg 15º Red Arrow Down.svg 19º 12º 10º 15º 15º Green Arrow Up.svg 15º Red Arrow Down.svg 19º
Brasil Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C
Ano C 1994 C 1995 C 1996 C 1997 C 1998 C 2001 C 2002 C 2003 C 2004 C 2005
Pos. 41º 88º 12º 18º 24º 33º 26º 41º 17º 15º
Brasil Copa do Brasil
Ano 2009
Pos. 1ª fase - 37º

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

  • Atualizado em 5 de maio de 2013.[15]
Goleiros
Jogador
Brasil Felipe Alves
Brasil Willian Galizio
Brasil Deola Vindo de Empréstimo
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Murilo Z
Brasil Edson LD
Brasil Tiago Baiano LE
Brasil Wilian Simões LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Gerson V
Brasil Gilberto V
Brasil Rai V
Brasil Boquita V
Brasil Rafael Tufa V
Brasil Alex William M
Brasil Chico M
Brasil Helton Luiz M
Atacantes
Jogador
Brasil Adriano Chuva
Brasil Jorge Preá
Brasil Tiago Marques
Brasil Ewerthon
Legenda
  • Capitão: Capitão
  • PenalizadoExpulso: Jogador suspenso
  • Lesionado: Jogador lesionado
  • +: Jogador em fase final de recuperação
  • +: Jogador que volta de lesão/contusão
  • Sem condições.: Jogador sem condições físicas ou não regularizado junto à CBF

Comissão técnica[editar | editar código-fonte]

  • Atualizado em 5 de maio de 2013.[16]
Comissão técnica
Nome Função
Brasil Roberto Cavalo Treinador
Brasil Eduardo Preparador físico
Brasil Ednei Treinador de goleiros
Brasil Millen Eduardo Puccinelli Médico
Comissão técnica
Nome Função
Brasil Rafael Fisioterapeuta
Brasil Sidnei Gramático Massagista
Brasil Ney Supervisor técnico
Brasil Aldo Roupeiro


Transferências 2013[editar | editar código-fonte]

Legenda


Destaques[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

1991-2000 - João Caracante Filho

2000-presente - Heung Tae Kim

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Ranking Novo[editar | editar código-fonte]

Novo ranking atualizado em 20 de dezembro e divulgado em 21 de dezembro de 2012 [17]

  • Posição: 214º
  • Pontuação: 100 pontos

Ranking Antigo[editar | editar código-fonte]

Ranking antigo, publicado em 26 de janeiro de 2011.[18]

  • Posição: 166º
  • Pontuação: 29 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • O jogo contra o Santacruzense em 2006 pela Copa Federação do Estado de São Paulo é até hoje lembrado pelo gol de gandula validado pela displicência da juíza Silvia Regina de Oliveira, com auxílio do bandeirinha Marco Antonio de Andrade Motta Jr.; tendo o vídeo do acontecimento atingido mais de duas milhões de visualizações na internet até o presente momento.[19] [20] [21]
  • O técnico Paulo Roberto Santos, conhecido como "Luxemburgo do interior", e responsável por levar o clube pela primeira vez a Copa do Brasil, foi demitido logo após a derrota contra o Monte Azul em fevereiro de 2009, mesmo sendo o primeiro revés em 26 jogos.[22]
  • Em maio de 2009, a revista Trivela elegeu os escudos mais feios de clubes de futebol brasileiro, ficando o escudo do Atlético Sorocaba em terceiro lugar.[23]
  • O zagueiro Alemão é o jogador com o maior número de partidas da curta história do clube, tendo acumulado mais de 250 jogos em suas três passagens pela equipe.[24]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Jornal Cruzeiro do Sul (13 de março de 1993). Hortência também sai e marca o fim do Leite Moça. Página visitada em 21 de fevereiro de 2013.
  2. Jornal Cruzeiro do Sul (6 de março de 1993). Clube Atlético Sorocaba vai disputar a 2ª Divisão. Página visitada em 21 de fevereiro de 2013.
  3. História do Atlético Sorocaba.
  4. a b c Jornal Cruzeiro do Sul (6 de dezembro de 1993). Gol de Serginho dá vaga ao Atlético. Página visitada em 21 de fevereiro de 2013.
  5. Novos tempos do Atlético.
  6. Jornal Cruzeiro do Sul (20 de abril de 2000). Reverendo Moon assume departamento de futebol do Atlético Sorocaba. Página visitada em 04 de março de 2013.
  7. Futebol Interior. Paulo Roberto comemora vitória e vira "Rei dos Dérbis". Página visitada em 26 de Agosto de 2010.
  8. globoesporte.com. Atlético Sorocaba dá dicas para o Brasil na estreia contra Coreia do Norte. Página visitada em 6 de dezembro de 2009.
  9. Daily News. North Korea draws 0-0 with Brazilian club in football friendly. Página visitada em 6 de novembro de 2009.
  10. Página oficial. Delegação brasileira é bem recebida na Coreia do Norte. Página visitada em 11 de novembro de 2009.
  11. Jornal Cruzeiro do Sul (16 de agosto de 2009). Galo fatura Torneio da Independência. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  12. Página oficial Clube Atlético Sorocaba. Sorocaba sagrou-se campeão do Torneio Internacional na Coreia. Página visitada em 16 de agosto de 2009.
  13. Futebol Interior. Brusque 1 x 0 Atlético Sorocaba - Recopa é de Santa Catarina. Página visitada em 24 de agosto de 2009.
  14. Página oficial do Clube. JOGOS REGIONAIS – Sorocaba vence a final e é tri-campeão. Página visitada em 13 de novembro de 2010.
  15. Elenco atual de Futebol (em português) Site oficial do Clube Atlético Sorocaba. Página visitada em 5 de maio de 2013.
  16. Comissão Futebol Profissional (em português) Site oficial do Clube Atlético Sorocaba. Página visitada em 5 de maio de 2013.
  17. CBF (20 de dezembro de 2012). RNC - Ranking Nacional de Clubes - Temporada 2013 (PDF). Página visitada em 22 de dezembro de 2012.
  18. Ranking da CBF até a temporada 2013 (PDF).
  19. Uol. Punido, gandula artilheiro diz que faria 'gol' de novo. Página visitada em 24 de agosto de 2009.
  20. Paraíba Online. Gandulas bagunçam o futebol de São Paulo. Página visitada em 24 de agosto de 2009.
  21. PELÉ.NET. Tribunal mantém resultado de partida com gol de gandula. Página visitada em 24 de agosto de 2009.
  22. Jornal Cidade de Rio Claro. Paulo Roberto é demitido do Atlético Sorocaba. Página visitada em 24 de agosto de 2009.
  23. Revista Trivela. Revista elege os escudos mais feios do futebol brasileiro. Página visitada em 9 de maio de 2009.
  24. Futebol Interior. Copa Paulista: Duas gerações no Atlético Sorocaba.. Página visitada em 8 de Junho de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]