Estádio Olímpico Monumental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Olímpico Monumental
Gremio Stadium.JPG
Nomes
Nome Estádio Olímpico Monumental[1]
Apelido Olímpico
Características
Local Porto Alegre, RS
Gramado Natural (105m x 68m)
Capacidade 46.000[2] [3]
Construção
Data 1954
Inauguração
Data 19 de Setembro de 1954 (59 anos)
Partida inaugural Grêmio 2 x 0 Nacional (URU)
Primeiro gol Vítor (Grêmio)
Último Jogo
Partida final Grêmio FBPA 1 x 0 Veranópolis ECRC
Recordes
Público recorde 98.471 (85.751 pagantes)
Data recorde 24 de abril de 1981
Partida com mais público Grêmio 0 x 1 Ponte Preta
Outras informações
Expandido 1980
Fechado 2013
Demolido 2014 (Previsão)
Proprietário Grêmio
Administrador Grêmio
Arquiteto Plínio Oliveira Almeida
Mandante Grêmio

O Estádio Olímpico Monumental foi um estádio brasileiro de futebol situado na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, de propriedade do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Foi inaugurado no dia 19 de setembro de 1954 em um torneio de inauguração[4] .

Em 2012, o clube anunciou que a última partida no Estádio Olímpico seria no dia 2 de dezembro de 2012, contra o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, entretanto, por problemas posteriores com a Arena do Grêmio, seu novo estádio, o Olímpico continuou recebendo jogos até o início de 2013. O último jogo ocorreu no dia 17 de fevereiro, contra o Veranópolis, pela última rodada da Taça Piratini, primeiro turno do Campeonato Gaúcho, e acabou com a vitória gremista por 1 a 0. Após este jogo, o estádio foi fechado para jogos (o clube continua treinando no local) e não há uma data de implosão prevista até o momento[5] .

História[editar | editar código-fonte]

Projetado pelo arquiteto Plinio Oliveira Almeida,[4] como vencedor do concurso para este fim, realizado em 1950. À época da sua construção, era considerado o maior estádio particular do mundo. O jogador Vitor marcou os 2 gols tricolores do jogo de inauguração, entrando para a história por ter marcado o primeiro gol do estádio gremista.

Em 1963 o estádio foi a sede da Universíada de Verão.

Na metade do ano de 1980, o Estádio Olímpico, com o fechamento da última parte do anel superior, teve sua construção concluída. O projeto final do estádio, sempre coordenado pelo seu autor original, arquiteto Plinio Almeida, teve também a participação dos arquitetos e co-autores Rogério de Castro Oliveira e Fabio Boni. Desde então, a casa gremista passou a ser conhecida como Olímpico Monumental. No dia 21 de junho de 1980, uma vitória de 1 a 0 sobre o Vasco da Gama, em partida amistosa, marcou a inauguração do Olímpico concluído.

Características[editar | editar código-fonte]

Sua capacidade é de 46.000 pessoas.[2] Possui dois anéis, sendo o anel superior composto por cadeiras. Também possui no centro do estádio um conjunto de camarotes. A distância do gramado, até a torcida, é de 40,7 metros na parte da social. A altura da última fileira de cadeiras, do anel superior, em comparação com o gramado é de 15 metros. A distância da última fileira de cadeiras, do anel superior até o gramado é de 68,83 metros. O gramado possui 105x68m, dimensão esta determinada pela FIFA em jogos de Copa do Mundo.

Um novo placar eletrônico foi instalado no estádio localizado na parte inferior das arquibancadas.Uma parceria do clube com uma empresa substituiu o antigo,que era composto de diversas lâmpadas e que apenas podia mostrar textos, por um novo com capacidade de gerar imagens com mais de um bilhão de cores. O novo equipamento possui trinta e dois metros quadrados de área.[6] A mesma empresa instalou o placar eletrônico no estádio Beira-Rio.[7]

Dados[editar | editar código-fonte]

  • Nome oficial: Estádio Olímpico Monumental
  • Endereço: Largo Patrono Fernando Kroeff nº 1 - Bairro Azenha - Porto Alegre
  • Público recorde: 98.421 (85.751 pagantes) - 26 de abril de 1981 Grêmio 0 - 1 Ponte Preta - Campeonato Brasileiro de Futebol de 1981[carece de fontes].
  • Camarotes: 40 camarotes com 10 lugares cada. Cinco camarotes com 20 lugares cada.
  • Tribuna de honra: 140 lugares especiais.
  • Setores para deficientes físicos: Lugar para 28 cadeiras de rodas e 22 acompanhantes.
  • Salão Nobre do Conselho Deliberativo: Auditório com 220 lugares.
  • Vestiários: Seis vestiários profissionais mais um vestiário de arbitragem. Cinco com saídas para o campo.
  • Dimensões do gramado: 68 x 105m - O tamanho oficial exigido pela Fifa.
  • Grama: Bermuda Green (o clube também utiliza a Raygrass Americana no inverno).
  • Iluminação: Seis postes de iluminação. 20 refletores de 1500 watts em cada poste.
  • Potência: 650 Lux.
  • Imprensa: 26 cabines duplas fixas mais 50 cabines provisórias. Duas salas de imprensa. Duas salas para entrevistas coletivas.
  • Estacionamento: 700 vagas.
  • Inauguração: O Estádio Olímpico foi inaugurado no dia 19 de setembro de 1954. O jogo inaugural foi realizado entre Grêmio e Nacional de Montevideo, vitória gremista por 2 a 0. Os gols foram anotados pelo atacante Vitor que entrou para a história por ter marcado o primeiro gol do estádio gremista.
  • Último jogo: O último jogo até agora foi pelo Campeonato Gaúcho contra o Veranópolis e acabou em 1x0 para o Grêmio com gol de Werley. O último gol do Olímpico em jogos do Brasileirão foi do centroavante Boliviano Marcelo Moreno.

Retrospecto do Grêmio no Estádio Olímpico[editar | editar código-fonte]

  • Jogos: 1767
  • Vitórias: 1159
  • Empates: 381
  • Derrotas: 227
  • Gols Pró: 3510
  • Gols Contra: 1306
  • Saldo de Gols: 2204
  • Maior Artilheiro: Alcindo (129 gols em 186 jogos)
  • Maior Goleada Aplicada: 31/07/1977=10x0 Pelotas (Campeonato Gaúcho)
  • Maior Goleada Sofrida: 26/09/1954=2x6 Internacional (Amistoso)
  • Adversários: 218 (64 times gaúchos , 97 times de outros Estados e 57 times estrangeiros).

Jogos da Seleção Brasileira no Olímpico[editar | editar código-fonte]

Data Jogo Competição
28.10.1981 Brasil Brasil 3x0 Flag of Bulgaria.svg Bulgária Amistoso
29.06.1987 Brasil Brasil 1x0 Flag of Paraguay.svg Paraguai Amistoso
23.12.1994 Brasil Brasil 2x0 Flag of SFR Yugoslavia.svg Iugoslávia Amistoso
15.08.2001 Brasil Brasil 2x0 Flag of Paraguay.svg Paraguai Eliminatórias da Copa do Mundo

Outras sedes[editar | editar código-fonte]

O clube também conta com uma sede recreativa para sócios na Ilha Grande dos Marinheiros,[8] a Escolinha de Futebol do Grêmio no Parque Cristal,[9] um parque náutico as margens do Lago Guaíba e o Centro de Treinamento Hélio Dourado para as categorias de base em Eldorado do Sul.[10]

Concertos musicais[editar | editar código-fonte]

O Estádio Olímpico Monumental foi palco para a apresentação de diversas atrações internacionais em Porto Alegre, entre eles:

Projetos futuros[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Largo dos Campeões, 1 CEP 90880-440 Bairro Medianeira
  2. a b Estádio Olímpico Monumental. ogol.com.br. Página visitada em 11 de fevereiro de 2009.
  3. Cadastro Nacional de Estádios de Futebol
  4. a b ClicRBS. Da Baixada à Arena: Grêmio sai do Olímpico para seguir crescendo. Clicrbs.com.br. Página visitada em 5 de janeiro de 2009.
  5. Correio do Povo. Grêmio só voltará ao Olímpico em julho. Correio do Povo. Página visitada em 9 de maio de 2014.
  6. Grêmio e Visiocore fecham parceria. Sítio oficial do Grêmio (24 de fevereiro de 2010). Página visitada em 24 de fevereiro de 2010.
  7. Sítio da Visiocore. Visiocore.com.br. Página visitada em 24 de fevereiro de 2010.
  8. [1]. Gremio.net.
  9. [2]. Escolinhadogremio.com.br.
  10. [3]. Gremio.net.
  11. [4]. Terra Networks.
  12. [5]. Terra Networks.
  13. [6]. Territoriodamusica.com.
  14. [7]. Musica.terra.com.br.
  15. [8]. Zero Hora.

http://globoesporte.globo.com/rs/adeus-olimpico/noticia/2012/11/todos-os-gols-do-olimpico-alcindo-reina-mas-jardel-tem-melhor-media.html

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Estádio da Baixada
1904 - 1954
Estádio Olímpico Monumental
1954 - 2012
Sucedido por
Arena Tricolor
2012 -
Precedido por
-
-
Copa do Brasil de Futebol
Final

1989
Sucedido por
Estádio Serra Dourada
Goiânia
Precedido por
Estádio Mineirão
Belo Horizonte
Copa do Brasil de Futebol
Final

1994
Sucedido por
Estádio Olímpico Monumental
Porto Alegre
Precedido por
Estádio Olímpico Monumental
Porto Alegre
Copa do Brasil de Futebol
Final

1995
Sucedido por
Estádio Palestra Itália
São Paulo
Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.