Maple

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Maple
Desenvolvedor Waterloo Maple
Lançamento Janeiro de 1982
Versão estável 16 (28 de março de 2012; há 122 semanas)
Sistema operacional multiplataforma
Gênero(s) Sistema de álgebra computacional
Licença Proprietário
Página oficial www.maplesoft.com/products/maple/

Maple é um sistema algébrico computacional comercial de uso genérico. Constitui um ambiente informático para a computação de expressões algébricas, simbólicas, permitindo o desenho de gráficos a duas ou a três dimensões. O seu desenvolvimento começou em 1981 pelo Grupo de Computação Simbólica na Universidade de Waterloo em Waterloo, no Canadá, província de Ontário.

Desde 1988, o Maple tem sido desenvolvido e comercializado pela Maplesoft, uma companhia canadense também baseada em Waterloo, Ontario. É comercializado como "a ferramenta de produtividade essencial para cada profissional técnico." A versão actual é Maple 16.

Introdução[editar | editar código-fonte]

Maple é uma linguagem de computação algébrica e simbólica. Como é frequente nos sistemas de álgebra computacional, as expressões simbólicas são armazenadas na memória como grafos acíclicos dirigidos.

Desde a versão 6, a linguagem de Maple permite variáveis de alcance lexical (lexically-scoped variables).

Versões[editar | editar código-fonte]

  • Maple 1.0: Janeiro de 1982
  • Maple 1.1: Janeiro de 1982
  • Maple 2.0: Maio de 1982
  • Maple 2.1: Junho de 1982
  • Maple 2.15: Agosto de 1982
  • Maple 2.2: Dezembro de 1982
  • Maple 3.0: Maio de 1983
  • Maple 3.1: Outubro de 1983
  • Maple 3.2: Abril de 1984
  • Maple 3.3: Março de 1985 (primeira versão disponível ao público)
  • Maple 4.0: Abril de 1986
  • Maple 4.1: Maio de 1987
  • Maple 4.2: Dezembro de 1987
  • Maple 4.3: Março de 1989
  • Maple V: Agosto de 1990
  • Maple V R2: Novembro de 1992
  • Maple V R3: Março de 1994
  • Maple V R4: Janeiro de 1996
  • Maple V R5: 1 de Novembro de 1997
  • Maple 6: 5 de Dezembro de 1999
  • Maple 7: 1 de Julho de 2001
  • Maple 8: 16 de Abril de 2002
  • Maple 9: 30 de Junho de 2003
  • Maple 9.5: 15 de Abril de 2004
  • Maple 10: 10 de Maio de 2005
  • Maple 11: 21 de Fevereiro de 2007
  • Maple 12: Maio de 2008
  • Maple 13: Abril de 2009
  • Maple 14: Abril de 2010
  • Maple 14.01: 28 de Outubro de 2010
  • Maple 15: 13 de Abril de 2011
  • Maple 15.01: 21 de Junho de 2011
  • Maple 16: 28 de Março de 2012

Versões para estudantes[editar | editar código-fonte]

A Maplesoft comercializa o Maple em versão profissional e versão estudantil. A diferença de preços é substancial (ex: 2000 Euros, comparado com 100 Euros, respectivamente).

Edições estudantis recentes (a partir da versão 6) não contêm limitações computacionais mas trazem menos documentação impressa (agora disponível electronicamente). É o mesmo que se passa com a diferença entre as edições de estudante e profissional do Mathematica.

Em edições anteriores à versão 6, a versão de estudante tinha as seguintes limitações:

  • Um máximo de 100 lugares decimais para cálculos e resultados
  • Tamanho máximo de 8000 (em palavras máquina ou objectos contidos) para qualquer objecto algébrico.
  • Um máximo de 3 dimensões para séries (arrays).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikilivros Livros e manuais no Wikilivros