Mercedes-Benz Classe SL

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mercedes-Benz SL
2013 Mercedes-Benz SL 550 vf.jpg
Mercedes-Benz SL 550, versão atual.
Visão Global
Produção 1954-presente
Fabricante Mercedes-Benz
Modelo
Carroceria conversível, 2 portas
coupé, 2 portas (apenas no SLC)
Ficha técnica
Motor 3.5L V6 24V (302cv)
4.7L V8 32V turbo (430cv)
5.5L V8 32V turbo (529cv)
6.0L V12 48V turbo (621cv)
(versões atuais)
Transmissão 7 marchas, automática
Modelos relacionados
BMW Série 6 Cabrio
Jaguar XK
Maserati GrandCabrio
Porsche 911 Cabrio
Dimensões
Comprimento 4,612 mm
Entre-eixos 2,585 mm
Último
Último
Próximo
Próximo


O SL é um roadster de grande porte, fabricado pela Mercedes-Benz.

História[editar | editar código-fonte]

Lançado em 1954 o SL - sport leicht(em alemão), ou esporte leve - derivava do modelo criado em 1952 para a prova das Mil Milhas italianas. Possuía o sistema de abertura de portas para cima, conhecido como asa de gaivota, uma característica necessária pelo chassi tubular lateral alto, que, entretanto, tornou-se marca registrada do modelo. Seu motor, um 3.0L I6 gerava 240cv de potência, que combinados com o baixo peso da carroceria, proporcionavam 235km/h de velocidade máxima e aceleração de 0 a 100km/h em 8,5 segundos; números consideravelmente bons para a época.

Na série Casal 20, o carro principal dos protagonistas foi um SL de 3ª geração, com faróis e para-choques no padrão americano.

A segunda geração chegou em 1963, apresentava linhas mais sóbrias e refinadas. Alcançou relativo sucesso nos Estados Unidos. Foi na terceira geração, lançada em 1971, que surgiu o motor de 8 cilindros em V, com 3.5L e 200cv ou 4.5L e 225cv. Ganhou uma versão adicional, coupé, chamada de SLC, cujo entre-eixos era mais longo, proporcionando espaço suficiente para quatro adultos viajarem com conforto. Esta geração foi a mais duradoura - e famosa - da Classe SL. Ficou por 18 anos em produção, sempre recebendo atualizações tecnológicas e de engenharia, mantendo apenas o desenho original.

Visão traseira do Mercedes-Benz SL 550 atual(2012-presente)

A quarta geração, lançada em 1989 trouxe importantes avanços ao SL. Além da capota automática, trazia Santantônio com acionamento eletrônico; baseado na perda de aderência ou inclinação excessiva da carroceria e a estréia do motor V12, afim de fazer frente aos concorrentes de época. Seu 6.0L V12 produzia 394cv, capazes de levar o automóvel até 250km/h - velocidade limitada eletronicamente. A quinta geração, lançada em 2001, trouxe avanços nos motores, elevando potências e reduzindo o consumo em algumas versões. Adaptou-se, esteticamente, ao estilo lançado pelo Mercedes Série E, em 1995. A sexta geração, lançada em 2008, foi uma evolução da quinta, mantendo diversos aspectos estruturais e de engenharia mecânica, porém com novo desenho e avanços em relação ao modelo anterior.

Atualmente, encontra-se na sétima geração, lançada em 2012, apresentou diversos avanços, como sistema Start/Stop, que liga e desliga o motor em trechos com trânsito pesado, evitando consumo desnecessário de combustível, o ABC(Active Body Control) que limita inclinação da carroceria em curvas; além do sistema que monitora a sonolência do condutor e o Pre-Safe, que enxerga situações de colisão iminente, acionando pré-tensionador dos cintos de segurança e apoios de cabeça, afim de evitar ferimentos no pescoço[1] [2] .

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Francis Castaings (20 de Agosto de 2005). 50 anos de sucesso estelar (em Português). Best Cars Website. Página visitada em 17 de Fevereiro de 2013.
  2. Fabrício Samahá (15 de Dezembro de 2011). O caminho de volta (em Português). Best Cars Website. Página visitada em 17 de Fevereiro de 2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.