Mercedes-Benz Classe A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Mercedes-Benz Classe A
Visão Geral
Produção 1997 - presente (Alemanha), 17 de fevereiro de 1999 - 15 de agosto de 2005 (Brasil)
Fabricante Mercedes-Benz
Modelo
Carroceria Monovolume
Modelos relacionados Mercedes-Benz Classe B
Último
Último
Próximo
Próximo

O Classe A é um monovolume compacto da Mercedes. Foi fabricado no Brasil de 1999 a 2005, na fábrica da marca em Juiz de Fora, tendo sido substituído pela versão importada.

História[editar | editar código-fonte]

W168 (primeira geração)[editar | editar código-fonte]

Classe A W168 (primeira geração)
Mercedes A-Klasse W168.jpg 2004 Mercedes-Benz W169 A200
Visão Geral
Produção 1997-2004 (Alemanha) e 17 de fevereiro de 1999-15 de agosto de 2005 (Brasil)
Fabricante Mercedes-Benz
Modelo
Carroceria Monovolume
Ficha técnica
Motor 1,3, 1,6 e 1,9 litro
Transmissão 5 marchas
Dimensões
Comprimento 3.575
Entre-eixos 2.423 mm
Largura 1.719
Altura 1.598
Peso 1.085 (versão Classic 1.6) e 1.095 (versão Elegance 1.9)
Tanque 54
Cronologia
Último
Último
Classe A W169
Próximo
Próximo

A produção da Classe A-W168 começou em 1997. Foi também o primeiro veiculo de passageiros com tração dianteira da Mercedes Benz. Com motor dianteiro, e tração dianteira era bastante incomum para a Mercedes. Mais de um milhão de unidades foram vendidas em todo o mundo.

Uma inovação do W168 foi o sistema frontal de absorção nomeado de "sanduíche": no caso de uma violenta colisão frontal, motor e transmissão deslizam para baixo do piso, abaixo da altura dos pedais, não invadindo o habitáculo.

O W168 ficou famoso em 1997, após o tradicional "teste do alce" realizada pela publicação sueca de automóveis Teknikens Värld. Segundo o relatório, o W168 capotou durante a manobra para evitar o atropelamento do "alce". A Mercedes inicialmente negou o problema, mas depois recolheu todas as unidades vendidas até à data (1997) e suspendeu distribuição até que o problema foi resolvido através da adição do controle eletrônico de estabilidade, e modificando a sua suspensão. Isso marcou a estréia mundial de controles de estabilidade em um pequeno automóvel. No entanto, ele foi votado como carro ruim na Grã-Bretanha, no Top Gear Survey 2007 (opinado pelos próprios donos do veículos).

Produção no Brasil[editar | editar código-fonte]

A Mercedes começou com uma primeira fase da campanha do Classe A, tendo início em outubro de 1998, quando começaram a ser veiculados 12 programates de 90 segundos cada, durante 12 domingos seguidos no Fantástico. Essa etapa tinha intenção de divulgar, de modo jornalístico, em formato de documentário, a construção da primeira fábrica de automóveis Mercedes-Benz fora da Alemanha e o lançamento do Classe A. Cada um deles tratava de um assunto específico: design, motor, chassi, aerodinâmica, a escolha de Juiz de Fora, entre outros temas. Foram dirigidos pelo jornalista Luís Fernando Silva Pinto, da Idea Television, de Washington, e realizados nos Estados Unidos, na Alemanha e no Brasil. Em 1999, ano do começo da produção nacional, a marca novamente pôs uma campanha de lançamento do modelo, colocando no ar 5 comerciais de televisão e mais uma série de anúncios de mídia impressa, outdoor e spots de rádio.

Suas vendas atingiram patamares aceitáveis, no começo. Mas seu preço elevado para a época (R$33 mil reais, na versão Classic, básica), aliado à alta do dólar (a maoria das peças eram importadas), o carro foi, a cada ano, vendendo cada vez menos. Acompanhando esse declínio nas vendas, a fábrica de Juiz de Fora estava operando em ociosidade, produzindo apenas 20% de sua capacidade total, quando a previsão era produzir 70.000 carros por ano.

Em 15 de agosto de 2005, a produção do Classe A em Juiz de Fora foi parada, após só 63.402 exemplares fabricados desde 17 de fevereiro de 1999.

Ano Produção
1999 14.307
2000 15.682
2001 9.041
2002 8.168
2003 6.989
2004 5.560
2005 3.655
Total 63.402

W169 (segunda geração)[editar | editar código-fonte]

Classe A W169 (segunda geração)
Mercedes-Benz W169 20060311.jpg 2004 Mercedes-Benz W169 A200
Visão Geral
Produção 2004 - presente
Fabricante Mercedes-Benz
Modelo
Carroceria Monovolume
Modelos relacionados Mercedes-Benz Classe B
Cronologia
Último
Último
Classe A W168
Próximo
Próximo


Assistência de condução[editar | editar código-fonte]

O carro foi concebido de acordo com a Mercedes-Benz, conceito de "Touch and feel '(TAF).

O multi-funções volante coloca controles para a rádio, telefone, e outros sistemas convenientemente ao alcance dos polegares do motorista. Power direcção (característica normal) de controlo das ajudas do automóvel, com o seu comportamento variando de acordo com a velocidade do veículo.

A Mercedes COMAND APS é um sistema de navegação que fornece instruções via GPS. A unidade também oferece rádio DVD e telefone funcionalidade, com várias versões disponíveis (padrão Audio 20 rádio / CD único, ou COMAND Audio 50 APS APS).

O Parktronic fornece sistema de áudio e de sinais visuais para indicar a forma como o carro está longe de um obstáculo.

A classe A-opcionalmente inclui um "Light & Visão" pacote que inclui HID faróis bi-xénon s com lâmpadas de descarga de gás; viragem luzes (luzes de estrada em estrada cruzamentos e cantos apertados); "Faróis Assist, que liga-se automaticamente quando as luzes necessárias; e um chuva sensor que ajusta wiper velocidade em função da precipitação intensidade.

Tal como uma característica normal, quando introduziu um túnel ou de uma garagem subterrânea o carro vai para "Modo de túnel", onde todas as janelas panorâmicas e ao deslizamento do teto-solar são fechados.

Controle de temperatura[editar | editar código-fonte]

A norma tem sistema de controle de temperatura distintas configurações de temperatura para motorista e passageiro dianteiro lados, e inclui um "Booster Aquecedor System" que pode inundar o interior do carro com ar quente.

O sistema opcional Themotronic mantém e regula a temperatura, de acordo com um conjunto de Sensores que medem a temperatura, luz solar, umidade e níveis poluentes no ar ambiente.

Segurança[editar | editar código-fonte]

Desencadeada pela "alce teste" falha, na qual precoce Classe A produção automóveis causado um único veículo de acidente, ao abrigo do mundo real para evitar manobras, uma série de melhorias foram feitas no modelo W169.

A maior foi a imediata fitment de um recém-inventado dispositivo, Controlo Eletrônico de Estabilidade. Para preservar a sua reputação danificada de segurança em automóveis e Engenharia, Mercedes-Benz retrofits cada Classe A já produzidos com ESP.

O carro é construído com ligas de aço de alta resistência com coladas juntas. Ele tem um grande número de airbag s incluindo os airbags laterais traseiros opcionais (para a lateral-impactos na backseats), opcional airbags laterais de cortina, cabeça e tórax e do padrão de protecção de airbags laterais. Os airbags frontais são adaptáveis em duas fases gases geradores de funcionamento em função da gravidade do acidente.

A força exercida pelo sistema de cinto de segurança durante a colisão adapta dinamicamente dependendo das características colisão. O "ativo" cabeça (padrão para motorista e passageiro dianteiro) dar maior protecção do pescoço de lesão, especialmente durante colisões traseiras.

O espaço para os passageiros[editar | editar código-fonte]

Capacidade de carga de W169 foi aumentado em 15 por cento em comparação com o W168. Os assentos podem ser deslocados e configurados de diversas formas:

  • EASY-ENTRY: Assentos de frente a frente com encosto dobrado em frente a dar aos assentos traseiros e seus passageiros mais espaço para se colocar dentro e fora. (padrão em três portas).
  • EASY-VARIO: Tanto banco traseiro-almofada seções estão dobradas em frente, enquanto a bagagem compartimento piso pode ser definido para uma das duas alturas diferentes. (padrão em cinco-porta; facultativo em três portas).
  • EASY-VARIO-PLUS: Tanto assento traseiro de almofada e banco do passageiro da frente são dobrados para a frente. Aumenta a capacidade de carga tanto como 1995 litros. (opcional com cinco portas).

Sistema de motor e direção[editar | editar código-fonte]

Estão disponíveis sete tipos de motores, dentre eles: quatro movidos a gasolina (A150, A170, A200, A200Turbo) e três a diesel (160CDI, 180CDI, 200CDI), sendo todos os quatro-cilindros e câmbios com 5 ou 6 marchas. O sistema de transmissão continuamente variável (CVT)[1] [2] é opcional.

A fileira traseira de assentos e banco da frente do passageiro podem ser dobrados, aumentando a capacidade de carga para até 1995 litros. (opcional com cinco portas).

A gasolina A200 Turbo Auto prevê ((hp | 193 | 0)) ((e Auto Nm | 280 | 0)) de binário (rotação vigor); o diesel A200 CDI tem ((Auto hp | 140 | 0 )) ((E Auto Nm | 300 | 0)).

Estima-se que o W169 motores proporcionar um aumento de 40% na potência e uma diminuição de 10% do consumo de combustível comparado ao W168 motores.

O mais poderoso modelo pode ter o carro a partir de um statu quo de ((Auto km / h | 100 | 0)) em 8,0 segundos, e tem uma velocidade máxima de ((Auto km / h | 227 | 0)).

A recém-desenvolvida CDI diesel de injecção directa common-unidades usar um sistema ferroviário injecção directa que melhora o consumo de combustível e reduz as emissões de escape e de ruído níveis.

Todos os motores satisfazem os apertados limites de emissões EU4. Um sistema de filtros de partículas está disponível como uma opção para o diesel unidades que reduz as emissões de partículas em cerca de 99% sem a necessidade de aditivos.

O A-Class é um front wheel drive carro e as características controlo de tracção (ASR) como padrão, bem como o controlo electrónico de estabilidade e de travões anti-bloqueio ( ABS).

Manuseio é melhorar a precisão de localização e de anti-roll apoio, e por um Parabolic eixo traseiro.

A "Seletiva amortecimento System", na qual o amortecedor forças respondem de maneira diferente, de acordo com as condições, é normal. Por exemplo, em condições normais, funciona em soft absorção; viragem ao mesmo tempo em que ela mude a velocidade amortecimento pleno vigor.

O W169 opcionalmente vem com rodas liga-leve, com uma característica run-flat, Tirefit pneu selante e um pneu de perda de pressão avisador sonoro.

Produção[editar | editar código-fonte]

As vendas do W169 foram orientados para 50000 unidades em 2004. Dr. Joachim Schmidt, Vice President Executivo de Vendas e Marketing, Mercedes Car Group, disse que o alvo tinha sido atingido antes mesmo de veículos chegaram em showrooms revendedor.

DaimlerChrysler investiu 900 milhões de euros no desenvolvimento do Rastatt planta onde a classe A-é produzido, e criados 1600 novos postos de trabalho (para um total de 4700). Um outro 600 pessoas sobre o trabalho industrial na fábrica local.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mercedes-Benz A160 CDI, em inglês, acesso em 20 de outubro de 2013.
  2. 50 years of automatic transmissions from Mercedes-Benz, em inglês, acesso em 20 de outubro de 2013.