Mercedes-Benz SLR McLaren

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Mercedes-Benz SLR McLaren
MB SLR.JPG
Visão Global
Produção 2003-2010
Fabricante Mercedes-Benz
Modelo
Classe Superesportivo, Exótico, Grand Tourismo
Carroceria Coupé 2 portas
Conversível 2 portas
Ficha técnica
Motor 5.4L Supercharger V8 (M155 ML55)
Transmissão 5 velocidades, multifunção, semi-automática
Modelos relacionados
Enzo Ferrari
Pagani Zonda
Ford GT
Porsche Carrera GT
Aston Martin Vanquish
Lamborghini Murciélago
Dimensões
Comprimento 4.656
Entre-eixos 2.700
Largura 1.908
Altura 1.261/1252
Peso 1.768
Cronologia
Último
Último
Mercedes-Benz SLS AMG
Próximo
Próximo

A Classe SLR McLaren é um dos modelos superesportivos da Mercedes-Benz, equipado com motor V8 que o leva à máxima de 384,76 km/h e a ter uma aceleração de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos. Utiliza um compressor McLaren, tendo também as versões mais velozes como AMG e BRABUS.

A mecânica não é especialmente moderna: tem apenas três válvulas por cilindro e a caixa automática, do tipo conversor de binário, possui apenas cinco relações. O seu grande trunfo tecnológico é o chassis construído manualmente, em fibra de carbono. Sua produção começou em 2003, chamado de R/C199. É 9° carro de série mais rápido do mundo. Sua produção será encerrada no final do ano de 2009,graças ao fim da união entre McLaren e Mercedes-Benz.

O modelo mistura os elementos estilísticos do SLR original da década de 1950 com detalhes do projeto dos carros de corrida da equipe McLaren Mercedes de 2003. Existem três versões: Coupé, Roadster(a menos rápida) e a 722 edition (a mais rápida). Há também uma versão alternativa: 722 GT   Fabricado por encomenda pela empresa Ray Mallock Ltd. sob licença da Mercedes-Benz. A Mansory e a Brabus também fazem versões alternativas da SLR MCLaren. Foi lançada recentemente a Mercedes-Benz SLR Stirling-Moss, limitada a apenas 75 unidades, 200 kg mais leve, 0 a 300 Km/h em 26 segundos e com velocidade máxima de 351 km/h.

O "Coupé Uhlenhaut"

Juan Manuel Fangio, Stirling Moss e Karl Kling — três dos grandes pilotos que escreveram a história do desporto automóvel — foram os responsáveis em meados dos anos 1950 pelo estrondoso sucesso do 300 SLR da Mercedes-Benz, nas competições de desporto automóvel.

Com oito cilindros, 2982 cm³ de cilindrada, potência até 310 c

Com base neste carro vencedor, Rudolf Uhlenhaut (1906-1989), na altura o responsável pelos testes com Veículos de Passageiros e pela Divisão de Desenvolvimento dos carros de competição da Mercedes-Benz, construiu a versão Coupé de estrada, que conjugou o design e a tecnologia do 300 SL (Asas de Gaivota), produzido desde 1954, com o bem sucedido carro de desporto de competição: o 300 SLR-Coupé – mais conhecido entre os "experts" em matéria automóvel como o "Uhlenhaut-Coupé".

Este modelo causou sensação em finais de 1955, quando posto a circular em estrada.
As linhas vigorosas da carroçaria, com o capô alongado, eram complementadas pelos tubos de escape de grande dimensão montados lateralmente, as entradas de ar e as jantes de raios, bem como pelo cockpit elegante, com o pára-brisas panorâmico arredondado. O "veloz carro de Turismo", como Rudolf Uhlenhaut designava a sua criação automóvel, fez jus ao seu nome: com um peso de apenas 1.117 kg e 310 cv, o "Uhlenhaut-Coupé" acelerava nos testes de condução até uma velocidade máxima de 290 Km/h (dados de fábrica: 284 Km/h).

Deste modo, tornou-se o automóvel de dois lugares mais rápido aprovado nessa época para circular em estrada, sendo também "um dos automóveis mais excitantes jamais construído pela Mercedes-Benz", como o especialista em desporto automóvel Karl Ludvigsen referiu mais tarde.

QUANTOS SLR HA EM PORTUGAL

Neste momento apenas temos conhecimento de 2 carros SLR , o primeiro do Sr. juanito alfredo dias que ganhou o euromelhoes de 4,7 milhoes de euros

o outro individo e o Sr. Manuel Gomes Esteves, dono dos 3 hotei paraiso de albufeira, Balaia atlantico, Porta nova( em tavira)

Freios[editar | editar código-fonte]

O SLR utiliza um sistema de freios chamado Sensotronic, que é um sistema Brake-by-wire. Os discos de freio são de carbono-cerâmica e garantem um maior poder de parada e resistência a fadiga em relação aos discos de aço quando operados fora da temperatura ideal de uso. A Mercedes-Benz afirma que esses discos resistem a fadiga a uma temperatura de até 1,200 °C (2,200 °F). O conjunto dianteiro é composto por discos ventilados de 370 mm de diâmetro e pinças de 8 pistões. O conjunto traseiro é formado por discos de 360 mm e pinças de 4 pistões. Em condições de chuva as pinças automaticamente roçam a superfície dos discos para mantê-los secos.

Para melhorar a performance de frenagem existe também um freio aéreo, quando o freio é acionado o spoiler traseiro se eleva para 65 graus. O downforce adicional e o aumento do arrasto melhora a desaceleração em aproximadamente 90%.

Aerodinâmica[editar | editar código-fonte]

O SLR tem aerodinâmica ativa; existe na parte traseira do carro um spoiler. O spoiler aumenta o downforce dependendo de seu ângulo de elevação (ângulo de ataque). Em velocidades superiores a 95 km/h (59 mph) o spoiler/breque aumenta para 10 graus (15 no 722 edition), quando requisitado pelo motorista através de um botão a elevação pode ser aumentada para 30 graus (35 no 722) para aumentar o downforce na traseira, com o custo de instantaneamente aumentar o arrasto, quando o motorista aciona o freio, o spoiler também aumenta sua angulação. Um sistema simular é usado no Bugatti Veyron.

Motor[editar | editar código-fonte]

mais de 500 cavalos de potencia.

Transmissão[editar | editar código-fonte]

O SLR usa a transmissão de 5 velocidades AMG SPEEDSHIFT R, que conta com três modos manuais. O motivo da escolha, pela Mercedes-Benz, de uma transmissão de 5 velocidades foi por questão da durabilidade maior dessa tranmissão em relação a caixa de 7 velocidades, a qual é muito mais complexa e usa muito mais peças pois ocorre uma simultanea percorrencia

Variantes[editar | editar código-fonte]

SLR McLaren 722[editar | editar código-fonte]

Essa versão foi introduzida em 2006 e chamada de Mercedes-Benz SLR McLaren 722. Ao contrario do que muitos acham, o número 722 não se refere a potência, mas sim a vitória de Stirling Moss e seu co-piloto Denis Jenkinson em um Mercedes-Benz 300 SLR com o número de largada 722 (indicando o horário de largada às 7:22 a.m.) em Mille Miglia no ano de 1955. A "722" inclui um motor de 650 PS (480 kW; 640 hp)@6500rpm e 820 N·m (600 lb·ft)@4000rpm, com uma velocidade máxima de 338 km/h (210 mph) (3 km/h (1.9 mph)[citation needed] mais rápido que a SLR padrão). Rodas de liga leve de 19 polegadas foram utilizadas para reduzir o peso, também foram feitas modificações na suspensão, deixando-a mais rigida e levemente rebaixada, agora 10 mm (0.39 polegadas) mais próximo ao solo. Os discos dianteiros agora contam com 390 mm (15 polegadas) de diâmetro e a tomada de ar dianteira e difusores traseiros foram revistos. Algumas modificações visuais no exterior do super carro foram feitas, como as rodas de liga leve na cor preta de 19 polegadas, badges "722" na cor vermelha, lembrando o carro de corrida, e farois e lanternas diferentes.

O SLR 722 pode ir de 0 a 100 km/h (62 mph) em 3.6 sesegundos, 200 km/h (120 mph) em 10.2 segundos e 300 km/h (186.4 mph) em 29.6 segundos e pode alcançar uma velocidade máxima de 342 km/h (211 mph).