Michael Kahn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Michael Kahn
Nascimento 8 de dezembro de 1935 (78 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque,
 Estados Unidos
Ocupação Editor de vídeo
Atividade 1964–presente
Oscares da Academia
Melhor Edição
1982 – Raiders of the Lost Ark
1994 – Schindler's List
1999 – Saving Private Ryan
Emmy Awards
Melhor Edição para um Programa de Entretenimento ou Especial
1976 – Eleanor and Franklin
BAFTA
Melhor Edição
1989 – Fatal Attraction
1994 – Schindler's List
IMDb: (inglês)

Michael Kahn (Nova Iorque, 8 de dezembro de 1935) é um editor de vídeo norte-americano mais conhecido por suas inúmeras colaborações com o diretor Steven Spielberg.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Kahn nasceu em Nova Iorque, Nova Iorque, no dia 8 de dezembro de 1935. Seu primeiro trabalho na indústria do cinema foi em 1964 como assistente de edição em dois episódios da série The Bill Dana Show. No ano seguinte ele tornou-se editor da série Hogan's Heroes, editando 131 episódios até 1971. Em 1969 ele editou seu primeiro filme, The Activist.[1]

Em 1977, Kahn colaborou pela primeira vez com o diretor Steven Spielberg no filme Close Encounters of the Third Kind, recebendo sua primeira indicação ao Oscar de melhor edição. Nas décadas seguintes ele viria a editar quase todos os trabalhos de Spielberg, vencendo o Oscar por Raiders of the Lost Ark, Schindler's List e Saving Private Ryan.[1] [2]

Outros filmes que ele trabalhou incluem Eyes of Laura Mars, The Goonies, Fatal Attraction, Arachnophobia, Twister, Lara Croft Tomb Raider: The Cradle of Life, Peter Pan, The Spiderwick Chronicles e Prince of Persia: The Sands of Time.[1]

Kahn é um dos únicos editores que ainda edita em película, apesar de já ter trabalhando digitalmente em filmes que não foram dirigidos por Spielberg. Ele comentou, "As pessoas acham difícil de acreditar que Steven e eu ainda editamos em moviola e em mesa de edição. [Mas] Steven acha que foi a película que nos trouxe aonde estamos e ele adora seu cheiro e sensação".[3] George Lucas comentou seu trabalho, "Michael Kahn consegue cortar mais rápido na moviola do que qualquer em Avid".[4]

Referências

  1. a b c Michael Kahn Internet Movie Database.. Página visitada em 23 de janeiro de 2013.
  2. Awards for Michael Kahn Internet Movie Database.. Página visitada em 23 de janeiro de 2013.
  3. Freer, Ian. (maio de 2008). "The Indiana Jones Diaries". Empire: p. 26.
  4. Corliss, Richard (14 de março de 2006). A Conversation with George Lucas TIME.. Página visitada em 23 de janeiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]