Movimento reformista iraniano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Movimento reformista iraniano (em persa: اصلاح طلبان Eslâh-Talibân), também conhecido como Reformistas Iranianos (em persa: اصلاح‌طلبان ایران) ou como Frente 2 de Khordad[1] (em persa: جبهه دوم خرداد ), é um movimento político integrado por um conjunto de partidos e organizações iranianos que apóiam o projeto de reformas de Mohammad Khatami, visando promover as liberdades civis. Geralmente considera-se que a chamada "era das reformas" no Irã coresponde ao período de 1997 a 2005: período que coincide com os dois mandatos de Khatami.[2] [3] [4]

Referências

  1. Denominação alusiva à data (segundo o calendário iraniano) em que Mohammad Khatami venceu as eleições presidenciais de 1997.
  2. Além dos portões. Duas décadas depois, os filhos da Revolução Islâmica vão às ruas contra o regime dos aiatolás, por Kátia Mello. Istoé n° 1555, 21 de julho de 1999.
  3. Eleitor de Khatami reclama de timidez nas reformas. Folha de São Paulo, sexta-feira, 17 de junho de 2005
  4. EBADI, Shirin. O Despertar do Irão: Memórias da Revolução e de Esperança, Lisboa, Guerra & Paz, 2007, 238 pp.
Ícone de esboço Este artigo sobre política, partidos políticos ou um político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ícone de esboço Este artigo sobre o Irã é um esboço relacionado ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.