Murad II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde junho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Murad II

Murad II (14043 de fevereiro de 1451) foi sultão do Império Otomano de 1421 até 1451 (excepto num período entre 1444 e 1446).

Começou por ser governador da Amásia, no norte da Turquia. Após derrotar o irmão, Mustafa Çelebi, que havia sido apoiado pelo império Bizantino, Murad II cercou Constantinopla em 8 de Junho de 1422, decidido a punir os romanos do oriente. Começou por destruir o Hexamilion (muralhas construídas por Manuel II para proteger o Peloponeso), enquanto os Bizantinos, em conjunto com alguns estados turcos independentes da Anatólia, decidiram apoiar o irmão mais novo de Murad, Mustafa, de apenas 13 anos, a rebelar-se contra o irmão e cercar Bursa. Murad II levantou o cerco e não demorou a derrotar e matar o rebelde. Os estados da Anatólia que haviam conspirado contra ele foram conquistados e, a 29 de março de 1430, submeteu Tessalónica.

Partiu em guerra contra a República de Veneza, a Sérvia e o Reino da Hungria. Os venezianos retiraram-se após a derrota de Tessalónica, os sérvios foram anexados em 1439, e em 1444 Murad II derrotou e matou Ladislau III Jaguelão, rei húngaro, na Batalha de Varna; porém, foi derrotado em Jalowaz e teve de abdicar em favor do filho, Mehmed II. Em 1446 retomou o poder devido à interferência dos janízaros e continuou as conquistas, lutando nos Balcãs, na Albânia e no Kosovo.


Precedido por
Mehmed I
Sultão Otomano
1421–1444
Sucedido por
Mehmed II
Precedido por
Mehmed II
Sultão Otomano
1446–1451
Sucedido por
Mehmed II
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.