Bursa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2010). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Turquia Bursa
Brusa, Prusa
 
—  Área metropolitana (büyükşehir)  —
No sentido dos ponteiros do relógio desde o canto superior esquerdo: 1) Torre do relógio de Bursa; 2) Zafer Plaza; 3) A vista do centro da cidade; 4) Bursa Parque Botânico; 5) Teleférico de Uludağ
No sentido dos ponteiros do relógio desde o canto superior esquerdo: 1) Torre do relógio de Bursa; 2) Zafer Plaza; 3) A vista do centro da cidade; 4) Bursa Parque Botânico; 5) Teleférico de Uludağ
Localização da área metropolitana de Bursa na província de Bursa
Localização da área metropolitana de Bursa na província de Bursa
Bursa está localizado em: Turquia
Bursa
Localização de Bursa na Turquia
40° 11' N 29° 4' E
Região Região de Mármara
Província Bursa
Fundação 202 a.C. (2 215 anos)
Fundador Prúsias I
Administração
 - Governador (vali) Şahabettin Harput
 - Prefeito (belediye başkanı) Recep Altepe (2009, AKP)
Área
 - Total 1 036 km²
Altitude 100 m (328 pés)
População (2009)[1]
 - Total 1 854 285
    • Densidade 1 789,85/km2 
Código postal 1600
Prefixo telefónico 224
Sítio Governo distrital: www.bursa.gov.tr
Prefeitura: www.bursa.bel.tr
Pix.gif Bursa e Cumalıkızık: o Nascimento do Império Otomano *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Cumalıkızık 7121.jpg
Rua em Cumalıkızık
País  Turquia
Tipo Cultural
Critérios i, ii, iii, iv, vi
Referência 1452
Região** Europa e América do Norte
Coordenadas 54° 58' 44" N 49° 03' 23" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2014  (38ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Bursa, outrora conhecida como Brusa ou Prusa (em grego: Προύσα; transl.: Prousa), é uma cidade do noroeste Turquia situada na região de Mármara, capital da área metropolitana (em turco: büyükşehir belediyesi) e da província de Bursa. De acordo com o censo de 2009, a população do conjunto dos distritos urbanos era de 1 854 285, o que faz dela o quarto maior aglomerado populacional da Turquia.[1] A altitude média da cidade é 100 m.

Bursa é famosa pelas suas estâncias de esqui no maciço de Uludağ, pelos mausoléus de sultões otomanos, e pela planície fértil circundante. Alguns dos pratos mais conhecidos da culinária turca são originários daqui: as sobremesas, especialmente castanhas, e um prato de carne chamado İskender kebab.

História[editar | editar código-fonte]

A mais remota menção à existência de uma aldeia ou cidade no sítio atualmente ocupado por Bursa é feita por Homero. Bursa é a sucessora da colônia grega de Cio, situada alguns quilómetros a norte da cidade atual, a leste de Gemlik. Cio foi provavelmente fundada por gregos de Mileto, foi cedida em 202 a.C. por Filipe V da Macedônia ao rei Prúsias I do Reino da Bitínia, que deu à cidade o seu próprio nome e a reformou. Após ter sido conquistada pelo rei do Ponto, Mitrídates VI, retornou ao controle do rei Nicomedes IV da Bitínia por um breve período antes de toda a Bitínia ser anexada à República Romana.

Após 1 400 anos de governos greco-romanos e pelo menos mil anos de Cristandade (com breves intervalos de ocupação sassânida, árabe e seljúcida), Bursa foi incorporada em definitivo ao mundo islâmico em 1326,[carece de fontes?] quando Orhan I a capturou. Em 1683, a cidade tinha cento e vinte e quatro mesquitas, várias delas antigas igrejas cristãs, e cinquenta a sessenta chanes.[2]


Na cidade encontra-se a sepultura de Osman I, o fundador da família que reinou no império otomano, de seu filho, Orhan I, de Murad I e de Murad II, o pai de Maomé II, o Conquistador.[2] Bursa foi a sede do sultanato otomano durante 39 anos, até Murad I transferir sua capital para Edirne (antiga Adrianópolis), na Trácia.

Economia[editar | editar código-fonte]

Bursa, que já foi um dos pontos de partida para a Rota da Seda, é hoje o centro da indústria automobilística turca, onde a Fiat e a Renault sediaram as suas fábricas. A cidade também é conhecida pelo solo fertil e agricultura, mas tem sofrido decréscimos nas ultima décadas devido ao aumento da industrialização pesada.


Panorâmica do centro da cidade.

UNESCO[editar | editar código-fonte]

Bursa e Cumalıkızık: o Nascimento do Império Otomano foram incluídas na lista de patrimônio Mundial da UNESCO por "ilustrarem a criação de um sistema urbano e rural que estabeleceu o Império Otomano no início do Século XIV. No local encontra-se a tumba de Orhan Ghazi, fundador da dinastia Otomana"[3]

Referências

  1. a b Address based population registration system (ABPRS) database (em inglês) report.tuik.gov.tr TURKSTAT. Visitado em 2010-06-05.
  2. a b Dr. Tho. Smith, An Account of Prusa in Bithynia, and the Observations in Turky continued, Phil. Trans. N.155 p.431., citado em Memoirs of the Royal Society: being a new abridgment of the Philosophical transactions ... 1665 to ... 1735 ... the whole carefully abridg'd from the originals, and the order of time regularly observ'd, Volume 2, p.227–228 [google books]
  3. Bursa e Cumalıkızık. Visitado em 24/10/2014.