Erzincan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada em «Erzincan» na Wikipédia em catalão e «Erzincan» na Wikipédia em francês e também na página de discussão.
Turquia Erzincan
Acilisene, Keltzene, Eriza, Erez, Erza
 
—  Distrito (ilçe)  —
Praça do centro de Erzincan
Praça do centro de Erzincan
Mapa dos distritos da província de Erzincan
Mapa dos distritos da província de Erzincan
Erzincan está localizado em: Turquia
Erzincan
Localização de Erzincan na Turquia
39° 45' N 39° 28' E
Região Anatólia Oriental
Província Erzincan
Administração
 - Governador (kaymakam) Selman Yenıgün [1]
 - Prefeito (belediye başkanı) Yüksel Çakir (2009, AKP)[2]
Área [3]
 - Distrito (ilçe) 1 622,1 km²
Altitude 1 200 m (3 937 pés)
População (2012)[4]
 - Distrito (ilçe) 144 545
    • Densidade 89,11/km2 
 - Urbana 96 474
Código postal 24 000
Prefixo telefónico 446
Sítio Governo distrital: www.erzincan.gov.tr
Prefeitura: www.erzincan.bel.tr

Erzincan (em curdo: Ezirgan; em arménio: Երզնկա; transl.: Erznka)[nt 1] é uma cidade e distrito (em turco: ilçe) da província homónima que faz parte da região da Anatólia Oriental da Turquia. Tem 1 622,1 km² de área e em 2012 a sua população era de 144 545 habitantes (densidade: 89,1 hab./km²), dos quais 96 474 moravam na cidade.

Os Romanos chamavam à cidade Acilisene (em grego: Ακιλισηνή) e nas fontes bizantinas é usado o nome Keltzene (em grego: Κελτζηνή). A cidade é frequentemente associada ao antigo povoado arménio de Eriza, Yeriza, Erez ou Erza (ver a secção História).[nt 1] Outros nomes ou grafias em turco caídas em desuso são Erzinjan e Erzindjan, as quais são foneticamente mais próximas da pronúncia. A transliteração do nome em árabe é Arzandjan.[nt 2] [carece de fontes?]

A região é conhecida principalmente pelo artesanato local de cobre, joalheria em prata e por um tipo de queijo de cabra chamado Tulum peyniri em turco. A cidade é um nó de transportes rodoviários e ferroviários importante. As suas principais indústrias incluem a refinação de açúcar e têxteis. O Terceiro Exército da Turquia, o maior do país tem o seu quartel-general em Erzincan.[nt 1] [carece de fontes?]

Geografia e clima[editar | editar código-fonte]

Erzincan situa-se na parte oriental da Turquia, no vale homónimo por onde corre o rio Karasu (Eufrates Ocidental ou Alto Eufrates) uma das duas fontes do Eufrates. A região é uma planície fértil rodeada de montanhas (o Kesis Dagi, com 3 537 m a nordest, o Sipikor Dagi com 3 010 m a norte, o Mercan Dagi com 3 449 m a sul e em geral as montanhas do maciço de Monzur).[nt 2] [carece de fontes?]

A cidade encontra-se na falha setentrional da Anatólia, uma zona sísmica muito ativa, onde ocorreram numerosos terramotos ao longo da história. O mais grave teve lugar em dezembro de 1939 e último de grande magnitude deu-se a 13 de março de 1992.[nt 3]

O clima é do tipo continental (Dsa na classificação de Köppen-Geiger),[nt 1] com invernos gelados e com neve e verões quentes e secos. Entre novembro e março, a médias das temperaturas mínimas é negativa (-6,5 °C em janeiro e mesmo em abril não chega pouco passa dos 5 °C. Entre dezembro e fevereiro, as temperaturas máximas não chegam aos 5 °C (-1,9 °C em janeiro). Em junho e setembro, a média das temperaturas máximas ultrapassa os 26 °C e em julho e agosto os 31,5 °C; nestes meses a média das mínimas é superior a 15,5 °C. A precipitação anual é 382,6 mm e ocorre sobretudo no outono e primavera, sendo praticamente nula em julho e agosto.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Antiguidade e Idade Média[editar | editar código-fonte]

O vale de Erzincan foi a localização do mais importante santuário pré-cristão da Arménia, dedicado à deusa arménia Anahit. O templo, cujo local ainda não foi identificado, situava-se numa localidade chamada Erez ou Eriza. O historiador arménio do século IV d.C. Agatângelo relata que durante o primeiro ano do seu reinado, o rei Tirídates III foi a Erez, onde visitou o templo de Anahit para oferecer sacrifícios. O rei ordenou a Gregório, o Iluminador, que secretamente era cristão, que fizesse uma oferta no altar da deusa. Quando Gregório se recusou, foi preso e torturado, o que marcou o início dos eventos que acabariam com a conversão ao cristianismo de Tiridates 14 anos depois,[6] tornando-se o primeiro rei cristão da história. Depois dessa conversão, durante a cristianização da Arménia, o templo de Erez foi destruído e as suas propriedades e terras foram dadas a Gregório, vindo depois a tornar-se conhecido pelos seus grandes mosteiros.[nt 1]

Em 1071, após a batalha de Manziquerta, Erzincan foi integrada no beilhique (principado turco) de Mengücek, dependente de Suleiman ibn Kutalmış, o primeiro sultão seljúcida de Rum. Em 1243 a cidade foi destruída durante os combates entre os Seljúcidas comandados por Kaykhusraw II e os Mongóis. No entanto, em 1254, a população já tinha recuperado ao ponto de Guilherme de Rubruck relatar que um sismo provocou mais de 1 000 mortos. Durante esse tempo, a cidade alcançou um estado de sem-independência sob o governo de príncipes arménios.[7] [nt 1]

Batalha de Erzincan[editar | editar código-fonte]

A batalha de Erzincan (em turco: Erzincan Muharebesi; em russo: Эрзинджанское сражение) foi travada entre 25 e 26 de julho de 1916 durante a Campanha do Cáucaso da Primeira Guerra Mundial. Em 1916, Erzincan era o quartel-general do Terceiro Exército Otomano, comandado por Abdülkerim Paşa. O general russo Nikolai Iudenich comandou o Exército Russo do Cáucaso que capturou Mama Hatun (atualmente Tercan, um distritos da província de Erzincan) em 12 de julho de 1916. Subiu depois a Naglika e tomou uma posição turca nas margens do rio Durum Durasi, com a cavalaria a penetrando na linha Boz-Tapa-Meretkli.[8] [nt 1]

Os Russos avançaram depois para Erzincan, onde chegaram a 25 de julho, tomando a cidade em dois dias. A cidade sofreu pouco com a batalha e Iudenich recolheu grandes quantidades de abastecimento. Apesar das vantagens estratégicas obtidas com a sua vitória, o general russo não fez mais avanços significativos e viu as suas tropas reduzids devido a revezes do exército russo mais a norte.[8] [nt 1]

A cidade seria retomada pelos Otomanos em fevereiro de 1918, pelo Primeiro Corpo do Exército do Cáucaso, cujo comando tinha sido recentemente entregue ao coronel Kâzım Karabekir, que tiou partido do enfraquecimento do exército russo.[nt 1] [carece de fontes?]

Sismo de 1939[editar | editar código-fonte]

Erzincan foi completamente destruída por uma série de sete sismos de grande intensidade em 27 de dezembro de 1939, tendo o maior deles alacançado 8,2 na escala de Richter, o mais intenso a atingir a Turquia nas últimas décadas. O primeiro sismo provocou a morte a cerca de 8 000 pessoas. No dia seguinte foi reportado que o número de vítimas mortais tinha aumentado para 20 000. No fim do ano, tinham morrido 32 962 pessoas devido a mais sismos e diversas inundações. A extensão dos estragos foi tal que o local original da cidade foi completamente abandonado e foi construída uma nova cidade um pouco mais a norte.[nt 1] [carece de fontes?]

Notas

  1. a b c d e f g h i j Trechos baseados no artigo «Erzincan» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).
  2. a b Trechos baseados no artigo «Erzincan» na Wikipédia em catalão (acessado nesta versão).
  3. Trecho baseado no artigo «Erzincan» na Wikipédia em espanhol (acessado nesta versão).

Referências

  1. Erzincan İlı (em turco) yerelnet.org.tr. YerelNET. Página visitada em 6 de maio de 2013.
  2. Erzincan Beledıyesı (em turco) www.yerelnet.org.tr. YerelNET. Página visitada em 6 de maio de 2013.
  3. Districts of Turkey (em inglês) www.statoids.com. Administrative Divisions of Countries ("Statoids") (2 de fevereiro de 2008). Página visitada em 26 de maio de 2010. Cópia arquivada em 26 de maio de 2010.
  4. Base de dados do sistema de registo de população baseada em moradas (ABPRS) (em turco) www.tuik.gov.tr. Instituto de Estatística da Turquia (TURKSTAT). Página visitada em 6 de maio de 2013.
  5. Resmi İstatistikler (İl ve İlçelerimize Ait İstatistiki Veriler) (em turco) www.dmi.gov.tr. Meteoroloji Genel Müdürlüğü (Direção Geral de Meteorologia). Página visitada em 6 de maio de 2013.
  6. Nersessian, Vrej Nerses (2001) (em inglês), Treasures from the Ark: 1700 Years of Armenian Christian Art, British Library, p. 114-115, ISBN 9780712346993, http://books.google.pt/books?id=pOTpAAAAMAAJ&q=Erez#search_anchor, visitado em 6 de maio de 2013 
  7. Baghdasaryan, Ye. M. (1970), "Երզնկայի հայկական իշխանությունը XIII-XIV դարերում (O Principado Arménio de Yerznka nos séculos XIII e XIV)" (em armênio/arménio), Lraber Hasarakakan Gitutyunneri (2): 36-44 
  8. a b Schmaus, Anthony J. (2005), "Erzincan, Battle of (25-26 July 1916)" (em inglês), World War One (ABC-CLIO): 645, ISBN 9781851098798, http://books.google.pt/books?id=TogXVHTlxG4C&pg=PA645, visitado em 6 de maio de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Erzincan
  • Erzincan (em turco) kurumsal.kulturturizm.gov.tr. Portal institucional do Ministério da Cultura e Turismo. Página visitada em 6 de maio de 2013.


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.