Falha geológica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde abril de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.

Uma Falha geológica, ou simplesmente falha é uma superfície num volume de rocha onde se observa deslocamento relativo dos blocos paralelo à fratura

Extensão[editar | editar código-fonte]

A extensão da falha varia entre poucos centímetros e centenas de quilômetros. O plano de falha é a superfície da fratura onde se observa deslocamento relativo entre blocos, as dimensões podem variar de forma ampla.

Nomenclatura[editar | editar código-fonte]

No caso das falhas não verticais, o bloco situado acima do plano de falha é chamado de capa ou teto, enquanto o que fica abaixo é chamado de muro ou lapa.

Nomenclatura segundo a inclinação[editar | editar código-fonte]

As falhas têm ângulos de inclinação diversos, em função desta diversidade, são classificadas como:

  • Falhas inclinadas.
  • Falhas horizontais
  • Falhas verticais.

Nomenclatura segundo o movimento[editar | editar código-fonte]

Além das classificações segundo a inclinação, ainda existem as que podem ser segundo o movimento relativo e movimento aparente:

  • Falhas normais ou de gravidade: são aquelas produzidas pela distensão (e portanto por forças de extensão entre os blocos) causada devido à expansão da crosta terrestre. Exemplos: Mar Morto, Mar Vermelho e Lago Vitória (África).
  • Falhas inversas (ou contrárias), ou cavalgamento, ou compressão: são aquelas que resultam das forças compressoras horizontais causadas pela contracção da crosta terrestre, ou por encolhimento.
  • Falhas transformantes, laterais, transcorrentes, de desligamento ou de deslocamento: são aquelas causadas igualmente por forças horizontais, sendo porém o plano de falha exclusivamente vertical. Exemplos: Falha de Santo André.

Exemplo de falha geológica[editar | editar código-fonte]

Em toda a superfície do planeta Terra existem áreas continentais em que duas placas contíguas da crosta deslizam uma sobre a outra. A Falha de San Andreas no litoral da Califórnia, nos Estados Unidos é um exemplo típico de falha transcorrente ou falha lateral.