Plasticidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Dezembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Plasticidade é a propriedade de um corpo mudar de forma de modo irreversível, ao ser submetido a uma tensão.[1] Exemplos de materiais plásticos são as argilas.

A plasticidade de um solo é produzida pela água absorvida que circunda as partículas coloidais laminares dos argilominerais, predominando as forcas de superfície. Existe uma primeira camada de água fortemente aderida às partículas que atua como um sólido rígido que possui uma viscosidade até 100 vezes superior a água ordinária e uma segunda camada relativamente livre cuja espessura é variável e depende do tipo de argilomineral presente. Em argilas é grande a quantidade de partículas coloidais e, sendo assim, a superfície especifica das laminas é muito alta. Devido a isto e ao arranjo das partículas em uma argila (estrutura), a tensão superficial dos filmes da agua no sentido da atração molecular é bastante alta e assim a água não encontra facilidade para transitar nos poros, o que confere uma baixa permeabilidade a estes materiais [2] .

Plasticidade é o ramo da física que estuda o comportamento de corpos materiais que se deformam ao serem submetidos a ações externas e não retornam mais ao estágio inicial. Em outras palavras, plasticidade é quando o material se deforma e fica deformado, não volta ao normal.

Mecânica do contínuo
Estudo da física de materiais contínuos
Mecânica dos sólidos
Estudo da física de materiais contínuos com uma forma de repouso definida.
Elasticidade
Descreve materiais que retornam à sua forma de repouso depois que as tensões aplicadas são removidas.
Plasticidade
Descreve materiais que se deformam permanentemente após uma tensão aplicada superar um determinado limite.
Reologia
Estudo de materiais com características de sólido e fluido.
Mecânica dos fluidos
Estudo da física de materiais contínuos que se deformam quando submetidos a uma força.
Fluidos não newtonianos não apresentam taxas de deformação proporcionais às tensões cisalhantes aplicadas.
Fluidos newtonianos apresentam taxas de deformação proporcionais às tensões cisalhantes aplicadas.

Deformação plástica[editar | editar código-fonte]

Deformação plástica é quando a tensão não é mais proporcional à deformação ocorrendo então uma deformação não recuperável e permanente. A partir de uma perspectiva atômica, a deformação plástica corresponde à quebra de ligações com os átomos vizinhos originais e em seguida formação de novas ligações com novos átomos vizinhos, uma vez que um grande número de átomos ou moléculas se move em relação uns aos outros; com a remoção da tensão, eles não retornam às suas posições originais, diferentemente do que acontece na deformação elástica.

A principal causa de deformação plástica em materiais metálicos é o movimento de discordâncias.

Referências

  1. Lima, Maria Emília Caixeta de Castro. Aprender ciências: um mundo de materiais: livro do professor. Editora UFMG; 2004. ISBN 8570414145, 9788570414144. p. 34.
  2. (Fiori & Carmigiani, 2009) Fundamentos de Mecânica dos Solos e Rochas. Ed. UFPR. ISBN 9788573352122
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.