Teoria das deformações finitas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em mecânica do contínuo, a teoria das deformações finitas — também chamada teoria das grandes deformações — lida com deformações nas quais rotações e deformações são arbitrariamente grandes, invalidando as hipóteses inerentes à teoria das deformações infinitesimais. Neste caso, as configurações indeformada e deformada do contínuo são significativamente diferentes e uma distinção clara tem de ser feita entre ambas. Este é normalmente o caso de elastômeros, materiais com deformação plástica o outros fluidos e tecidos moles biológicos.


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de en:Finite strain theory. Ajude e colabore com a tradução.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Macosko, C. W.. Rheology: principles, measurement and applications. [S.l.]: VCH Publishers, 1994. ISBN 1-56081-579-5.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]