George Gabriel Stokes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
George Gabriel Stokes
Matemática, física
Nacionalidade República da Irlanda Irlandês
Nascimento 13 de Agosto de 1819
Local Skreen, Condando de Sligo
Morte 1 de Fevereiro de 1903 (83 anos)
Local Cambridge
Atividade
Campo(s) Matemática, física
Alma mater Universidade de Cambridge
Tese 1841
Orientador(es) William Hopkins
Orientado(s) Horace Lamb
Conhecido(a) por Lei de Stokes, teorema de Stokes, equações de Navier-Stokes
Prêmio(s) Medalha Rumford (1852), Medalha Copley (1893)

Sir George Gabriel Stokes (Skreen, Condando de Sligo, 13 de Agosto de 1819Cambridge, 1º de Fevereiro de 1903) foi um matemático e físico irlandês que se distinguiu pelas suas contribuições na dinâmica de fluidos (por exemplo, as equações de Navier-Stokes), na óptica e física matemática (Teorema de Stokes).

Biografia[editar | editar código-fonte]

George Gabriel Stokes, nasceu em 13 de agosto de 1819 em Skreen, Condado de Sligo, na Irlanda, era o filho mais novo de Gabriel Stokes, reitor protestante e de Elizabeth Haughton, filha de um reitor da Kilrea, no condado de Londonderry. Frequentou a escola de Skreen, deixando-a em 1832, ficou três anos na escola de Dublin, e em, 1835, após o falecimento de seu pai, Stokes se mudou para a Inglaterra, entrou para Bristol College, onde ficou dois anos. O tempo em que Stokes passou em Bristol foram muito importantes para prepará-lo para seus estudos em Cambridge, pois em Bristol ele estudou um currículo que incluía matemática pura,como, o Principio de Newton, hidrostática, óptica e astronomia, todos os tópicos que Stokes iria dedicar a sua carreira mais tarde na vida. Em 1837 ele se matriculou no Pembroke College (Cambridge) e estudou para o exame de Cambridge, então no ano de 1841 ele se formou como Sênior Wrangler, e em 1849 tornou-se o professor lucasiano de matemática em Cambridge. Foi eleito para a Royal Society em 1851, ganhou a medalha de Rumford daquela sociedade em 1852, e foi nomeado secretário da Royal Society em 1854. Stokes continuou como secretário da Royal Society desde a sua nomeação em 1854 até 1885, quando foi eleito Presidente da Sociedade. Ocupou o cargo de presidente até 1890. Ele ajudou a criar o Laboratório Cavendish, em meados da década de 1880. O laboratório visava direcionar mais mentes brilhantes de Cambridge para as questões experimentais em física e matemática. Stokes não quis assumir a liderança do novo laboratório. Quem assumiu a direção foi J.J. Thomson. Assumiu como presidente do Instituto de Vitória em 1886 e parmaneceu até sua morte em 1903.Foi um dos membros do Parlamento Europeu para Universidade de Cambridge nos anos de 1887 a 1892. Faleceu em 1 de Fevereiro de 1903, e foi enterrado, quatro dias depois, em Mill Road cemitério, Cambridge.

Carreira[editar | editar código-fonte]

William Hopkins, orientou Stokes a empreender sua pesquisa em hidrodinâmica. Então em 1842 e 1843ele publicou trabalhos sobre o movimento de fluidos incompressíveis. Publicou sobre as teorias do atrito interno do fluido em movimento, em 1845. O trabalho também discutiu o equilíbrio e movimento dos sólidos elásticos. Porém o acontecimento mais importante no reconhecimento de Stokes como um importante matemático foi o seu relatório sobre as recentes pesquisas na área de hidrodinâmica apresentado à Associação Britânica para o Avanço da Ciência em 1846. Mas um estudo de fluidos certamente não foi a única área em que ele estava fazendo contribuições importantes neste momento. Em 1845, Stokes tinha publicado um importante trabalho sobre a aberração da luz, a primeira de uma série de importantes trabalhos deste tema. Stokes realizou um trabalho sobre o movimento dos pêndulos em fluidos para considerar a variação da gravidade em diferentes pontos da terra, a publicação de um trabalho em geodesia de grande importância na variação da gravidade na superfície da Terra, em 1849. Seu trabalho sobre o movimento dos pêndulos em fluidos levou a um papel fundamental na hidrodinâmica em 1851, quando publicou a sua lei da viscosidade, conhecida como Lei de Stokes, que descreve a velocidade de uma pequena esfera através de um líquido viscoso. Publicou várias investigações importantes sobre a teoria da onda de luz, como um documento sobre a difração em 1849. Nomeou e explicou o fenômeno da fluorescência. Sua interpretação desse fenômeno, que resulta da absorção da luz ultravioleta e de emissão de luz azul, é baseado em um éter elástica que vibra como uma conseqüência das moléculas iluminado. Documentos de matemática e física de Stokes foram publicados em cinco volumes, os três primeiros dos quais Stokes, editou em 1880, 1883 e 1891. Os dois últimos foram editados por Sir Joseph Larmor com a obra a ser concluída em 1905, após a sua morte em 1903. A carreira de Stokes tomou um rumo bem diferente a partir de 1857, quando ele saiu de seu período de investigação muito ativa, e se tornou mais envolvido com a administração não podendo focar tanto nas pesquisa. Mas mesmo com todas suas atividades administrativas Stokes colaborou com as pesquisas na física e na matemática.

Referências[editar | editar código-fonte]

1. ^ Venn, J.; Venn, J. A., eds. (1922–1958). "Stokes, George Gabriel". Alumni Cantabrigienses (10 vols) (online ed.). Cambridge University Press.

2. ^ http://www.giffordlectures.org/Author.asp?AuthorID=160

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Literatura de e sobre George Gabriel Stokes no catálogo da Biblioteca Nacional da Alemanha


Precedido por
Joshua King
Professor lucasiano
1849 – 1903
Sucedido por
Joseph Larmor
Precedido por
François Jean Dominique Arago
Medalha Rumford
1852
Sucedido por
Neil Arnott
Precedido por
Thomas Henry Huxley
Presidentes da Royal Society
1885 – 1890
Sucedido por
William Thomson
Precedido por
Rudolf Virchow
Medalha Copley
1893
Sucedido por
Edward Frankland


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.