Stanislao Cannizzaro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Stanislao Cannizzaro
Química
Nacionalidade Itália Italiano
Nascimento 13 de Julho de 1826
Local Palermo
Morte 10 de Maio de 1910 (83 anos)
Local Roma
Atividade
Campo(s) Química
Conhecido(a) por Reação de Cannizzaro
Prêmio(s) Prêmio Faraday (1872), Medalha Copley (1891)

Stanislao Cannizzaro (Palermo, 13 de Julho de 1826Roma, 10 de Maio de 1910) foi um químico italiano.

Ainda jovem participou do risorgimento, movimento literário, filosófico e político orientado para a conquista da unidade italiana. Exerceu atividade política, tendo sido nomeado senador, professor da Universidade de Gênova e lecionou, ainda, em Palermo e Roma.

Sua grande contribuição à ciência foi o esclarecimento que forneceu à hipótese de Avogadro sobre a teoria atômica, precisando a distinção entre peso atômico e peso molecular. Conseguiu que fossem aceitas no Congresso de Karlsruhe, realizado em 1860, os conceitos e argumentos a favor da hipótese de Avogadro, contida em sua obra Sumário de um curso de filosofia química. Foi o autor da reação que leva seu nome, a reação de Cannizzaro: reação a frio à ação de soluções concentradas de hidróxidos alcalinos sobre um aldeido, com formação simultânea de um álcool e um ácido. Seus trabalhos foram reunidos sob o título de Scritti vari e lettere (Escritos diversos e cartas), em 1925.


Precedido por
Simon Newcomb
Medalha Copley
1891
Sucedido por
Rudolf Virchow


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.